sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Operação reforça segurança de penitenciárias e cadeias públicas durante o feriado


O Departamento Penitenciário do Paraná lançou nesta sexta-feira (3) a Operação Ordem e Progresso, com o objetivo de reforçar a segurança de cadeias públicas e penitenciárias por meio de revistas gerais durante o feriado prolongado. Até o dia 7 de setembro, forças de segurança atuarão de forma integrada na busca de materiais ilícitos e na análise das estruturas físicas.

“Esse é um trabalho integrado de todas as forças de segurança, que ocorrerá de forma ordenada em todo o Paraná com o objetivo de oferecer mais segurança ao sistema prisional, como também à população de forma geral”, afirmou o secretário estadual da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

A operação foi planejada para ocorrer de forma simultânea em todo o Estado e conta com a participação do Setor de Operações Especiais do Depen (SOE), agentes penitenciários, guardas prisionais, agência de inteligência, guardas municipais, além das polícias Civil e Militar.

“Estamos com nosso efetivo preparado para atuar de forma preventiva em todo o sistema prisional. Nossa intenção é evitar fugas ou qualquer outro evento de crise durante o recesso e, ainda, inibir a entrada de materiais ilícitos em nossas unidades”, explicou o diretor-geral do Depen, Francisco Caricati.

Mais 3.333 casos e 64 óbitos pela Covid-19 são confirmados no Paraná


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira (3) mais 3.333 casos confirmados e 64 mortes – referentes aos meses ou semanas anteriores e que não representam a notificação das últimas 24 horas – em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.458.938 casos confirmados e 37.446 mortos pela doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de setembro (994), agosto (1.835), julho (53), junho (263), maio (182), abril (3), março (2) de 2021 e agosto (1) de 2020.

INTERNADOS – 980 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. São 702 pacientes em leitos SUS (423 em UTIs e 279 em leitos clínicos/enfermarias) e 278 em leitos da rede particular (149 em UTIs e 129 em leitos clínicos/enfermarias).

Há outros 1.355 pacientes internados, 699 em leitos de UTI e 656 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 64 pacientes. São 25 mulheres e 39 homens, com idades que variam de 29 a 91 anos. Os óbitos ocorreram entre 8 de abril a 2 de setembro de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em Curitiba (20), Ponta Grossa (3), Pinhais (3), Londrina (3), Foz do Iguaçu (3), São Mateus do Sul (2), Sarandi (2), Rolândia (2), Ibaiti (2), Corbélia (2), Cascavel (2) e Campo Largo (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: São José dos Pinhais, Santo Inácio, Santa Cruz de Monte Castelo, Realeza, Paranavaí, Medianeira, Maringá, Lapa, Jaguariaíva, Irati, Guarapuava, Colombo, Castro, Campo Mourão, Campo Bonito, Campina Grande do Sul, Araucária e Arapongas.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 6.507 casos e 218 óbitos de residentes de fora.

Confira o informe completo clicando AQUI.

Confira o relatório de exclusões no site da Sesa.

Turvo registra mais 03 casos de Covid-19

 


CastraPet Paraná realiza castração gratuita de 84 animais em Turvo


Nesta quinta e sexta-feira (2 e 3), 84 animais foram recebidos no Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos (CastraPet Paraná), no município de Turvo, na Região Central do Estado. A ação foi promovida pela Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), em parceria com os municípios, que realizam o cadastro das famílias beneficiadas.

“O programa vem beneficiando principalmente a população carente do Paraná. Ter um animal requer muitos cuidados e um investimento que muitos não possuem”, lembra o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Turvo faz parte do segundo ciclo do programa, iniciado neste segundo semestre e que irá atender 80 municípios com recursos de R$ 2,5 milhões do Fundo Estadual do Meio Ambiente e de emendas parlamentares. O primeiro ciclo atendeu 15 mil animais em 45 município, com investimentos de R$ 2,4 milhões.

A castração gratuita de cães e gatos na cidade de Turvo aconteceu das 8h às 17h na Escola Elias Abrahão, na Rua Vereador Rene Rickli, 311.

AÇÃO – Os municípios que desejam realizar as castrações devem entrar com solicitação junto à Secretaria ou aos Deputados Estaduais para liberação de recurso.

“Quando contemplado, o município fica responsável pelo cadastro dos animais, dentro das vagas disponibilizadas, bem como definição dos critérios de atendimento, ou seja, se a necessidade maior são animais de famílias de baixa renda, de protetores, de rua”, explica o diretor de Políticas Ambientais da Sedest, Rafael Andreguetto.

As cirurgias são realizadas dentro do castramóvel, veículo equipado para garantir a segurança dos pets durante os procedimentos. É preciso que os tutores respeitem o jejum absoluto (comida e água) dos animais por oito horas. A medida é necessária para que os pets recebam se recuperem bem da anestesia.

Após a castração, as famílias recebem a medicação pós-operatória e aplicação de microchip eletrônico de identificação animal, além de recebem todas as orientações para cuidados pós procedimento.

SAÚDE ÚNICA – O Programa CastraPet Paraná foi pensado dentro da política de saúde única da Secretaria, visando o bem-estar animal e humano e trabalhando na prevenção de zoonoses envolvendo o meio ambiente.

Além de prevenir doenças, como câncer, outro objetivo do programa é evitar o controle desenfreado de nascimento de cães e gatos, o que pode provocar maus-tratos, como abandono dos animais.

Feriado terá fiscalização redobrada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária nas estradas estaduais


O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), da Polícia Militar do Paraná, iniciou nesta sexta-feira (03) a intensificação de policiamento nas estradas estaduais. A ação segue até a quarta-feira (08), em todo o Paraná. O policiamento preventivo e ostensivo contará com as equipes dos postos rodoviários pertencentes às seis companhias do batalhão distribuídas no Estado, atendendo aos mais de 12 mil quilômetros de rodovias.

As equipes farão bloqueios em pontos específicos, além de atividades rotineiras de verificação de documentação e de infrações de trânsito rodoviário, com uso de radares móveis e aparelhos etilométricos e o aplicativo GIT Mobile, para a aplicação de notificações de trânsito diretamente pelo celular.

O planejamento da unidade também abrange a fiscalização em pontos estratégicos para coibir o contrabando, descaminho, tráfico de drogas e armas. Nestas ações serão empregados cães de faro do BPRv para auxiliar nas abordagens, durante as operações policiais.

FLUXO - Durante a operação, os policiais rodoviários acompanharão o fluxo de veículos e reforçarão a presença em diversos trechos para inibir embriaguez ao volante e outras atitudes perigosas, como a ultrapassagem em local proibido e infrações que podem ocasionar acidentes fatais.

O comandante do BPRv, tenente-coronel Wellington Joserli Selmer, enfatiza que a intensificação das fiscalizações tem como objetivos evitar acidentes e preservar vidas. “O BPRv está preparado, tanto com reforço do policiamento quanto com a aplicação de tecnologia, que traz agilidade às ações. Também vamos trabalhar com operações de radares móveis ao longo das rodovias para evitar o excesso de velocidade e, principalmente, proteger vidas”, afirmou.

Em outros pontos também serão observados outros tipos de condutas, como falta do uso de cinto de segurança, porte de documentação de condutor e veículo, crianças devidamente no assento de elevação ou cadeirinha e demais condições para circulação.

EMBRIAGUEZ - As ações contra a embriaguez ao volante serão reforçadas pelas equipes policiais com etilômetros padrão e também com os etilômetros passivos, que indicam a presença de álcool sem a necessidade de contato físico, o que auxilia no distanciamento para evitar a disseminação do coronavírus. O equipamento será aplicado em complemento ao etilômetro convencional.

“O mais importante para o motorista é a prudência, seguir a legislação de trânsito, respeitar o limite de velocidade de cada via, e não deixar para sair na última hora. Em um feriado como esse, o momento é de descontração e lazer, e não de pressa, de imprudência, que podem ocasionar acidentes. Sem esquecer de cuidar e fazer a revisão veículo”, alerta o tenente-coronel Selmer. “Além disso, precisamos lembrar que ainda estamos em pandemia, então é preciso seguir as medidas sanitárias”, completa.

NOVIDADE – Neste feriado da Independência, o BPRv utilizará o aplicativo GIT-Mobile para a aplicação de notificações de trânsito diretamente pelo celular em diversos pontos das rodovias. Os aparelhos foram cedidos ao batalhão pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR) e configurados pela Diretoria de Tecnologia e Qualidade da Polícia Militar para receberem o aplicativo e outras funcionalidades de uso exclusivo para fiscalização de trânsito. “Com o uso desse sistema todas as notificações serão digitais, o que vai trazer muita celeridade para o nosso trabalho”, explicou o comandante do BPRv.

VEÍCULO – O comandante do BPRv ressalta a importância manutenção do veículo. É preciso verificar as condições mecânicas (freios, suspensão e pneus) para evitar problemas. Os motoristas também devem sempre portar os documentos do carro e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de estarem em dia com o pagamento de tributos (IPVA, licenciamento e seguro obrigatório).

LITORAL – O trabalho de prevenção e fiscalização também abrange as rodovias estaduais que cortam a região do Litoral, principalmente nos trechos onde ocorrem excessos de velocidade, ultrapassagem proibida e outros tipos de infrações. A presença policial será constante com radares móveis, etilômetros e com policiamento motorizado.

ILÍCITOS - O comandante do BPRv informou, ainda, que além do reforço das fiscalizações nas estradas e rodovias, outras ações de policiamento também serão intensificadas durante este feriado prolongado. “Faremos vistoria em veículos, ônibus, caminhões, de forma integrada com o Batalhão de Polícia de Choque, com a aplicação da Companhia de Operações com Cães, visando a identificação de ilícitos, de foragidos, além de verificar a parte documental dos veículos. Estaremos presentes tanto na área de trânsito, para evitar o sinistro, quanto nas ações para a segurança pública”, destacou.

Grave acidente entre carro e carreta deixa ferido na PRC-466


Por volta das 12h00 desta sexta-feira (03) aconteceu um acidente na Rodovia PRC-466 Serra da Marrequinha, em Pitanga.

Segundo informações, a parte traseira de uma carreta tombou sobre um veículo Montana de Colombo - PR. O condutor foi encaminhado para o hospital com ferimentos.

Em breve mais informações.

Em Guarapuava, Secretaria da Justiça, Família e Trabalho destaca ações para gerar empregos



A instalação de novos postos avançados das Agências do Trabalhador no interior, as parcerias com as empresas para oferta de empregos, o programa Carretas do Conhecimento, unidade móvel que leva às cidades cursos de capacitação profissional e uma série de outras ações da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho foram apresentadas nesta quinta-feira (02), em Guarapuava, para os gestores municipais da região. O evento fez parte do programa de interiorização dos serviços da Pasta.

Técnicos da Secretaria, representantes dos municípios e a comunidade debateram os programas e as possibilidades de implantação na região. Participaram da etapa 36 municípios das regiões de Guarapuava, Irati e União da Vitória. O encontro também tratou da adesão de novos municípios ao programa Nossa Gente Paraná, que leva um atendimento a famílias de baixa renda.

“É importante integrar as pessoas que fazem o atendimento de ponta nos municípios, com a estrutura de funcionamento da Secretaria”, afirmou o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost. Ele explicou que o programa de interiorização deveria ter iniciado no primeiro trimestre de 2020, mas foi impossível na época, devido à pandemia. “Sabemos o quanto foi difícil esse período para o setor produtivo. Mas lembremos que sempre em períodos após calamidades, guerras e pandemias, o mundo teve grande desenvolvimento e essa é a nossa esperança”, afirmou Leprevost.

Empresários da região também participaram para debater parcerias na área de ofertas de vagas de emprego, através das Agências do Trabalhador, e também na formação de mão de obra, com o programa Carretas do Conhecimento. “Os setores comercial e industrial estão aqui reunidos para discutir esses assuntos. Todos aqui, certamente, estão percebendo as transformações pelas quais a nossa cidade vem passando nos últimos tempos”, declarou a presidente da Associação Comercial de Guarapuava, Elaine Scartezini Soares de Meirelles.

Além da área de emprego, a interiorização envolve programas e projetos das áreas de assistência social, proteção à mulher, com o Ônibus Lilás, e da criança e do adolescente, com a Força-Tarefa Infância Segura. “O governo do Paraná tem nos auxiliado em tudo, temos as portas abertas em Curitiba, reflexo nas ações desenvolvidas aqui na cidade. Guarapuava tem vivido um momento de desenvolvimento, graças a ações como essas”, disse o vice-prefeito de Guarapuava, Samuel Ribas de Abreu.

Nessa etapa houve a adesão de 39 municípios aos programas da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho: Guarapuava, Bituruna, Boa Ventura de São Roque, campina do Simão, Candoi, Cantagalo, Cruz Machado, Fernandes Pinheiro, Foz do Jordão, General Carneiro, Gioixin, Guamiranga, Antonio Olinto, Inácio Martins, Irati, , Laranjal, Mallet, Marquinho, Palmital, Paul Freitas, Paulo Frontin, Pinhão, Pitanga, Porto Vitória, Prudentópolis, Rebouças, Reserva do Iguaçu, Rio Azul, Rio Bonito do Iguaçu, Santa Maria do Oeste, São Mateus do Sul, Teixeira Soares, Turvo, União da Vitória Virmond, Laranjeiras do Sul, Porto Barreiro, Porto Vitória e Nova Tebas.

NORTE PIONEIRO - O primeiro evento foi realizado no dia 18 de agosto, em Cornélio Procópio, com a participação de municípios paranaenses do Norte Pioneiro. Na oportunidade foram assinados protocolos para a instalação de mais 15 postos avançados das agências do trabalhador.

Além disso, foram estabelecidas novas parcerias para a qualificação de mão de obra, com as Carretas do Conhecimento e adesão de 36 municípios para participar do Programa Nossa Gente Paraná, que tem a parceria do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e atende com programas sociais as famílias de baixa renda. Os 36 municípios também aderiram à Força-Tarefa infância Segura (Fortis). O programa Carretas do Conhecimento, que disponibiliza cursos de qualificação gratuitos, estará presente em mais 12 municípios, assim como ao programa Estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa (Ebapi).

Ministério atende reivindicação do Paraná e altera calendário de plantio de soja na safra 2021/22


Uma das reivindicações dos produtores de soja paranaenses, liderados pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) e por entidades representantes do segmento, foi atendida pelo Ministério da Agricultura.

As publicações das Portarias 388, na quarta-feira (01), e da 399, nesta quinta-feira (02) trazem uma série de restrições para os produtores de soja, com vistas a garantir a efetividade do Plano Nacional de Controle da Ferrugem da Soja (Portaria 306). Ao mesmo tempo altera o calendário de semeadura, de 13 de setembro a 31 de janeiro, respeitando critérios que podem beneficiar os produtores.

“Com essas duas portarias da Secretaria de Defesa Agropecuária, o Ministério da Agricultura dá um grande passo no sentido de reforçar a necessária proteção do principal ativo agrícola do Brasil, que é a soja, contra a ferrugem asiática, estabelecendo uma linha importante para coexistirmos com essa enfermidade, controlá-la e combatermos”, disse o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

Nos últimos meses, o Sistema de Agricultura do Paraná liderou reuniões para ouvir reivindicações e encaminhar sugestões para o Ministério. Além disso, houve o engajamento das secretarias de Agricultura e dos órgãos de defesa agropecuária do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina para que se chegasse a um acordo comum nas reivindicações ao Ministério.

“Dá uma apaziguada geral no que toca à época de semeadura, já que tínhamos divergências de calendário especialmente entre os estados do Sul, com fronteira seca, o que era muito ruim”, afirmou Ortigara. “É uma grande conquista para sojicultura paranaense, especialmente para a parte Sul e Sudoeste do Estado, uma medida acertada para continuarmos crescendo com sustentabilidade, gastando menos recursos para produzir e controlando de forma adequada a ferrugem asiática”.

VAZIO SANITÁRIO – A Portaria 388 estabeleceu um conceito semelhante ao contido na Portaria 342/2019, da Adapar, quanto ao vazio sanitário. Ela estabelece que é “o período definido e contínuo em que não se pode manter plantas vivas de uma espécie vegetal em uma determinada área”. Essa é uma das principais novidades para a safra 2021/22.

“Agora voltou a ser possível semear em período anterior à data oficial prevista para o início do ciclo, contanto que as plantas não emerjam antes desta data”, disse o gerente de Sanidade Vegetal da Adapar, Renato Rezende Young Blood.

CALENDÁRIO DE SEMEADURA – A nova legislação também acaba com o período preestabelecido de 110 dias para a semeadura. A partir de agora, o tempo será definido anualmente e terá como base as sugestões apresentadas pela Adapar e pela Superintendência Regional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Paraná.

“Na prática, tornou possível a extensão do período de semeadura, conforme solicitado pela Adapar”, afirmou Blood.

PLANTIO EXCEPCIONAL – O documento destaca, ainda, que, excepcionalmente, a Adapar poderá autorizar a semeadura e a manutenção de plantas vivas de soja, independentemente dos períodos de vazio sanitário e de calendário de semeadura.

Para isso, as finalidades dos cultivos autorizados em caráter excepcional deverão ser previamente aprovadas pelo Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas, mediante solicitação do Órgão Estadual de Defesa Sanitária Vegetal, protocolada junto às superintendências federais de agricultura, pecuária e abastecimento, em cada unidade da federação, com o mínimo de 60 dias de antecedência do início dos períodos de vazio sanitário e de calendário de semeadura.

NOVAS DATAS – A Portaria 389 tem como objetivo organizar o calendário de semeadura da soja de forma que localidades com condições semelhantes sigam as mesmas datas.

“Considerando os aspectos fitossanitários, esse alinhamento das datas entre estados traz grandes benefícios para o manejo da ferrugem asiática”, afirmou o gerente de Sanidade Vegetal da Adapar, Renato Blood. Interessados em mais informações sobre a nova portaria podem ligar para (41) 3313 4000.

Estas são as datas estabelecidas para a safra 2021/22:

Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – 13 de setembro a 31 de janeiro.

Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo – 16 de setembro a 03 de fevereiro.

Fabio Borges apresenta mais um Workshop de Cortes Especiais e técnicas para seu churrasco


Está chegando o dia, neste domingo (05) acontece em Turvo, mais um curso de qualidade onde você vai aperfeiçoar seu churrasco e ter muito conhecimento sobre a carne de altíssima procedência.

Você vai fazer um pequeno investimento, preço simbólico, para simplesmente elevar seu nível na frente da churrasqueira, 5 horas de curso com almoço e certificado, você ainda pode fazer sua inscrição e garantir sua vaga até as 12h00 deste sábado, pois será limitada.

“Bora aperfeiçoar seu assado e comer muita carne boa meu povo, você é meu convidado especial, convida seus amigos, e vamos passar um domingo na fazenda se divertindo e aprendendo”, Churrasqueiro Fabio Borges. 

Para mais informações: 42 9 9824-6981.


Publicidade