sábado, 28 de fevereiro de 2015

Jogando em casa a equipe Soripel/Turvo vence de virada a equipe do Confira de Guarapuava.



Estivemos nesse Sábado, 28 de Fevereiro, no Estádio Albino Angelo Filipin em Turvo, acompanhando a segunda rodada do Campeonato Amador de Veteranos que é promovido pela Liga de Futebol de Guarapuava. 
A equipe do Confira saiu na frente no placar com gol do atleta Rosenildo, a equipe da Soripel/Turvo, empatou o jogo ainda no primeiro tempo com gol de Claico, no segundo tempo com três gols do atleta Marcelinho fechou o placar em 04 x 01 mantendo o 100%  na competição.






Conta de luz dos paranaenses aumenta mais de 30%, anuncia Aneel

Agência Nacional de Energia Elétrica autorizou os reajustes em todo o país. Nova tarifa é válida a partir de domingo (1º); explicação está na estiagem.
Do G1 PR


A partir deste domingo (1º) o paranaense vai pagar 31,88% a mais na tarifa de luz. O reajuste foi aprovado nesta sexta-feira (27) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A Revisão Tarifária Extraordinária (RTE) determinou índices diferentes para cada estado. O aumento é reflexo do repasse de custos do sistema nacional de geração de energia, que tem crescido em função da estiagem, segundo a agência.

No Paraná, incluindo todos os segmentos tarifários, o reajuste médio é de 36,7%. Mas os mais de 80% dos consumidores da Companhia Paranaense de Eletricidade (Copel) são residenciais, e para estes, o aumento será de 31,88%.

De acordo com a Copel, a revisão extraordinária visa cobrir os custos que as concessionárias de energia do Brasil estão tendo com a compra de eletricidade mais cara em função da falta de chuvas. A estiagem diminuiu os reservatórios brasileiros, reduziu a produção das hidrelétricas e aumentou o uso das termelétricas, fonte de energia mais cara.

O maior aumento foi no Rio Grande do Sul, onde o reajuste será de 39,5%. Segundo a Aneel, os índices são maiores no Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, que têm cota maior na Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), um encargo federal pago pelas distribuidoras de energia subsidiar programa de consumidores de baixa renda, desenvolvimento energético e compra de combustível para as usinas térmicas do País.

As distribuidoras destas regiões também tiveram aumento maior por causa do reajuste na tarifa de Itaipu, de acordo com a Aneel. A energia da usina representa aproximadamente 20% da compra dessas concessionárias. As tarifas a serem aplicadas por Itaipu em 2015 foram reajustadas em 46%, em dólar (Resolução Homologatória 1.836/2014). O efeito final ainda deve considerar a variação cambial.

Fonte: www.g1.globo.com/pr




Publicidade