sábado, 20 de abril de 2019

Feriado de Páscoa tem policiamento reforçado nas rodovias estaduais do Paraná



O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) intensifica o policiamento em toda a malha rodoviária estadual durante o feriado prolongado de Páscoa. Blitzes, abordagens e fiscalizações nos principais pontos de fluxo de veículos estão sendo feitos para combater, principalmente, o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante. As ações iniciaram na quinta-feira (18) e seguem até a meia-noite de domingo (21).

As equipes atuam nos 58 postos do batalhão com o objetivo primordial de reduzir o número de acidentes e de mortes. Segundo o BPRv, a operação garante a tranquilidade e a segurança da população paranaense e dos turistas que transitam pelas rodovias estaduais do Paraná. Os policiais fazem abordagens, bloqueios, atividades rotineiras de verificação de documentação, orientações e autuações referentes às infrações de trânsito rodoviário em diversos trechos.

As atividades contam com as equipes das seis companhias da unidade com seus respectivos efetivos, além das equipes do serviço administrativo. Os policiais também fiscalizam pontos estratégicos e locais e horários de maior incidência de acidentes graves.

DADOS - No ano passado foram registrados 81 acidentes, seis mortes, 74 feridos, um atropelamento, 12 infrações de trânsito pelo Art. 165 (autuação por embriaguez) e sete infrações pelo Art. 306 (prisão por embriaguez) no Paraná. Foram realizado 1.566 testes etilométricos, 1.598 autuações gerais, 4.379 imagens de radar e 31 veículos foram retidos.

Fonte: AEN


BRDE tem como meta disponibilizar R$ 1 bilhão para o Paraná



O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) iniciou o ano de 2019 com o desafio de superar os resultados do ano anterior, manter a busca por novas fontes de recursos e investir R$ 1 bilhão no Paraná, por meio do apoio a produtores rurais, cooperativas, empresas de todos os tamanhos, empreendedores, comerciantes e prestadores de serviço.

De janeiro para cá, foram destaque entre as operações do banco a contratação de financiamentos nas áreas de energias renováveis, inovação e infraestrutura. No período, BRDE ainda contabilizou R$ 124 milhões em operações de crédito contratadas.

Para energia solar fotovoltaica foram liberados R$ 6 milhões, para mais de 80 projetos de micro e pequeno porte. Na área de inovação, os projetos contratados e em análise, somente em 2019, já somam R$ 12,5 milhões.

Na área de energia hidrelétrica, o BRDE apresenta em carteira mais de R$ 130 milhões em projetos, dos quais R$ 90 milhões foram protocolados em 2019. O volume de recursos investidos no primeiro quadrimestre pelo banco em todo o Paraná foi responsável pela geração de mais de 850 postos de trabalho.

“O BRDE tem a missão de, junto com a mão amiga do governo, ajudar os que produzem, os que geram emprego e riquezas, a construir um Paraná melhor”, diz o diretor Administrativo do Banco, Wilson Bley Lipski.

BALANÇO – O BRDE fechou 2018 com a contratação de R$ 2,36 bilhões em financiamentos na Região Sul, um crescimento de 7,4% nominais em relação a 2017. Somados aos recursos dos próprios empreendedores, os investimentos chegam a R$ 2,7 bilhões.

Do total contratado, R$ 790,69 milhões foram investidos no Paraná, sendo R$ 233 milhões destinados a produtores rurais e R$ 159 milhões a micro, pequenas e médias empresas. Entre as parcerias, o destaque ficou com o sistema cooperativista de produção e crédito.

A parceria com cooperativas de produção e de crédito permitiu que mais de 75% dos contratos fossem direcionados a pequenos e médios produtores. Uma das linhas mais procuradas foi o Fundo Clima, para financiamento de energia solar. O BRDE liderou os repasses da linha em 2018.

“As cooperativas são parceiras de longa data do BRDE e vamos reforçar ainda mais esse relacionamento, porque esse setor merece todo o nosso respeito”, acrescenta o diretor Wilson Lipski. “Afinal, as cooperativas representam 1,7 milhão de pessoas e têm um faturamento anual de cerca de R$ 96 bilhões”.

Fonte: AEN

Sargento da PM mata ex-mulher durante discussão e se mata em seguida



Um caso de feminicídio seguido de suicídio foi registrado no início da manhã deste sábado (20), em Paranaguá, no litoral do Paraná. O sargento da Polícia Militar Sidnei da Rosa Silva, de 48 anos, matou a tiros a ex-mulher Jucilene Siqueira, de 28, e depois cometeu o suicídio. O casal estava separado há um ano e, segundo o apurado pela equipe da TVCI – A Voz do Litoral, Silva não aceitava o fim do relacionamento.

Jucilene foi morta pelo ex-marido com quatro tiros, dentro da casa dela, no bairro Jardim Figueira. Os três filhos pequenos estavam na casa na hora do crime, por volta das 7h30.

Silva foi até a casa da ex-mulher logo no início da manhã e os dois começaram a discutir. Ele pegou a arma e atirou, a princípio duas vezes. depois, deu mais dois tiros na ex-companheira, que morreu no local. Os filhos estavam nos quartos.

Logo depois, o sargento saiu da casa e foi até o bairro Jardim Porto dos Padres. Lá atirou contra a própria cabeça usando a mesma arma que matou Jucilene.

Informações apuradas junto a vizinhos e amigos são de que Silva, que atuava no 9º Batalhão da PM, estava aposentado em razão da depressão que sofria.

Fonte: Banda B

Ação solidária de Páscoa do 16 BPM nas ruas de Guarapuava


Para desejar Feliz Páscoa e alegrar as crianças, policiais se deslocaram com as viaturas nas ruas do bairro Morro Alto e entregaram cestinha com doces para crianças que encontravam pelo caminho.

"Como é bom ver a alegria estampada no rosto de cada criança que foi presenteada com esse agrado". 

O 16 BPM deseja a todos Feliz Páscoa e deseja que o amor renasça em vossos corações e assim permaneça.







Autor de homicídio é preso em Laranjal


Na data de hoje 19 de abril de 2019 por volta das 02h00min a equipe recebeu uma ligação do posto de saúde, informando que na rua Santa Helena havia uma pessoa ferida de faca. A equipe deslocou até o local juntamente com a ambulância onde foi visualizado a vitima no chão desacordada, e constatado pela enfermeira que a vitima já estava em óbito, sem pulso. Segundo a genitora da vítima, testemunha do fato, relatou que seu filho, 20 anos, usava nome social e convivia com o masculino, 20 anos e tiveram um desentendimento, onde esse feriu a vítima com golpes de arma branca e posteriormente fugiu tomando rumo ignorado. 

Por volta das 18h, denúncias anônimas relatavam que o autor estaria escondido em um pesque-pague, localizado no centro do município de Laranjal. Realizado buscas no local, sendo localizado, o qual confirmou autoria da morte, bem como apresentava ferimentos de arma branca, ao lado esquerdo do tórax. Dada voz de prisão e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Palmital, para os procedimentos cabíveis.
Publicidade