sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Jovem de Manoel Ribas morre em grave acidente na PR-466


Na noite desta sexta-feira (1º), um grave acidente registrado na PR-466, em Ivaiporã, tirou a vida do jovem manoelribense Mário Sérgio Boico, de 27 anos.

Ele perdeu o controle da caminhonete que dirigia, vindo a bater fortemente em uma árvore.

Mário Sérgio era muito conhecido em Manoel Ribas.

Fonte: Central R3

Professores de Turvo recebem capacitação voltada a educação especial


A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte, visando garantir a qualificação de sua equipe, e assim levar um serviço de melhor qualidade para nossas crianças, tem investido grandemente em cursos de capacitação.

Atualmente o Município possui casos de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA); Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH); Atraso no Desenvolvimento Neuropsicomotor; Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC); quadro de paralisia cerebral; Síndrome de Down; Deficiência Auditiva e Visual, com a crescente demanda de atendimento no setor de educação especial, em conformidade com a Lei n°13.146, de 6 de julho de 2015, Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, em seu artigo 27, foi dado início na capacitação dos profissionais, preparando-os para atender estes alunos.

O psicólogo Anderson, o qual realiza o atendimento de alunos no Centro De Avaliação E Atendimento Psicopedagógico – Setor de Educação Especial, tem se reunido com professores da educação infantil tanto da sede, quanto do Distrito Faxinal da Boa Vista, a fim de instrumentalizar os professores para desenvolverem um trabalho ainda mais eficiente com os alunos em sala de aula.

Neste momento, o tema trabalhado é sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA), que consiste em um distúrbio do neurodesenvolvimento caracterizado por desenvolvimento atípico, manifestações comportamentais, déficits na comunicação e na interação social, padrões de comportamentos repetitivos e estereotipados, podendo apresentar um repertório restrito de interesses e atividades, e transtorno de processamento sensorial. Os professores estão conhecendo o transtorno e desenvolvendo estratégias para trabalhar com cada aluno, tendo em vista que há níveis e expressões do autismo.

Visando garantir o acesso a uma educação de qualidade, com acessibilidade e equidade, a Prefeitura de Turvo tem garantido que alunos com deficiência tenham acesso aos centros de apoio, proporcionando que o aluno e também o profissional que o acompanha, possuam atendimento especializado.


Fonte: Prefeitura de Turvo

Saúde confirma 1.906 novos casos e 67 óbitos pela Covid-19 no Paraná


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta sexta-feira (1º) mais 1.906 casos e 67 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os casos são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 1.507.228 casos e 38.892 óbitos pela doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de outubro (1), setembro (1.620), agosto (103), julho (77), junho (75), maio (26), abril (2) e março (2) de 2021. As mortes confirmadas são de setembro (55), agosto (6), junho (2) e abril (4) de 2021.

INTERNADOS – De acordo com o boletim, 622 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados. São 489 em leitos SUS (306 em UTIs e 183 em clínicos/enfermarias) e 133 em leitos da rede particular (74 em UTIs e 59 em clínicos/enfermarias).

Há outros 1.315 pacientes internados, 706 em leitos de UTI e 609 em enfermarias, que aguardam resultados de exames. Estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 67 pacientes. São 33 mulheres e 34 homens, com idades que variam de 15 a 98 anos. Os óbitos ocorreram entre 10 de abril e 30 de setembro de 2021.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (17), Londrina (11), Rolândia (4), Colombo (4), Ponta Grossa (3), Apucarana (3), Toledo (2), Jaguapitã (2) e Cascavel (2).

O informe registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Umuarama, Telêmaco Borba, São José dos Pinhais, Rebouças, Querência do Norte, Piraquara, Pinhais, Maringá, Jundiaí do Sul, Jacarezinho, Florestópolis, Fazenda Rio Grande, Céu Azul, Cianorte, Carlópolis, Cambé, Assis Chateaubriand, Araucária e Anahy.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 6.073 casos de não residentes no Estado – 217 pessoas morreram.


Supermercado Lider inaugurou nesta sexta-feira em Turvo

Nesta sexta-feira (1º) inaugurou em Turvo, na antiga instalações do Supermercado Filipin, o Supermercado Lider.

No Supermercado Lider você conta com um ótimo atendimento, produtos de qualidade e preço baixo.

Comercializa variados gêneros alimentícios, artigos de higiene, limpeza e toda linha de bebidas. Atua nos segmentos de padaria, hortifruti sempre fresco, e açougue com as melhores carnes para deixar seu churrasco de fim de semana ainda melhor.

Na padaria tem uma variedades de bolos, salgados, pães e muito mais.

O Supermercado Lider, fica na Rua Dr. João Ferreira Neves. Fone (42) 3642-1544.

Confira mais: 


















 



IDR-Paraná alerta sobre impactos de La Niña no desempenho da safra 2021-2022


O fenômeno climático La Niña deve permanecer ativo durante o período da safra 2021-2022, que começa a ser semeada. O fenômeno se caracteriza pela diminuição da temperatura da superfície das águas do Oceano Pacífico equatorial, o que provoca alterações nos padrões de chuva e temperatura em todo o planeta, explica Heverly Morais, agrometeorologista do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná — Iapar-Emater (IDR-Paraná).

Para o Paraná, essa situação se reflete em um alto risco de chuvas em quantidade inferior ao esperado e mal distribuídas ao longo da estação, intercaladas com longos períodos de estiagem. Variações bruscas de temperaturas do ar também são esperadas, assim como a ocorrência de temporais, ventos fortes, granizo e incidência de raios.

“Nesse contexto de chuvas irregulares e abaixo do esperado para a estação, pode haver situações que atrasem a semeadura, causem germinação desuniforme das sementes, crescimento inadequado de plantas e que comprometam a produtividade”, aponta.

Além da convivência com a crise hídrica, ela alerta, ainda, para eventuais impactos de eventos meteorológicos extremos, como ondas de calor, em virtude das altas temperaturas previstas para o período da safra.

RECOMENDAÇÕES – Para as culturas de grãos – soja, milho e feijão – a agrometeorologista recomenda utilizar sementes de qualidade, diversificar as cultivares e atentar para que tenham diferentes ciclos, escalonar a semeadura nos talhões, não extrapolar a população de plantas recomendada pela assistência técnica e cuidar do equilíbrio nutricional e da sanidade das lavouras.

O cultivo e a incorporação de plantas de cobertura em sistema de plantio direto é outra prática enfaticamente indicada pela pesquisadora. “Essa técnica melhora os atributos físicos e químicos do solo, favorece o aumento de infiltração da água, aprofunda as raízes da cultura, reduz a temperatura e a evaporação do solo e mantém a água disponível para as plantas em períodos de estiagem fraca e moderada”, explica.

A pesquisadora lembra, ainda, que culturas como café, cana-de-açúcar, mandioca e frutíferas correm alto risco de serem prejudicadas pela má distribuição das chuvas ao longo da estação. “As altas temperaturas podem ainda afetar as hortaliças, sobretudo as folhosas. Olerícolas demandarão muita irrigação — um desafio diante dos baixos níveis dos mananciais como rios, riachos, lagos e nascentes”, conclui.

3ª edição do Paraná Rosa reforça a importância da prevenção e cuidados com a saúde da mulher


Começa neste mês a 3ª edição do Paraná Rosa, campanha estadual que faz parte das ações realizadas dentro do Outubro Rosa, voltada a programas de prevenção do câncer de mama e do colo do útero e também de outras doenças que colocam em risco a saúde das mulheres.

Neste ano o tema é “Cuide-se, ame-se, previna-se”. Uma das novidades é o lançamento da Cartilha dos Direitos da Pessoa com Câncer e do Programa de Garantia da Qualidade das Mamografias.

A Secretaria de Estado da Saúde e a primeira-dama do Estado, Luciana Saito Massa, madrinha e idealizadora do projeto, propõem neste ano várias ações direcionadas ao autocuidado da mulher e mudança de hábitos, visando a redução dos fatores de risco para o câncer de mama e de colo de útero e para doenças crônicas.

Durante o mês de outubro, a Secretaria realizará encontros presenciais com lideranças comunitárias de vários municípios. Elas serão multiplicadoras da informação, no sentido de alertar as mulheres sobre a importância dos exames de detecção e diagnóstico precoce do câncer.

“Muitas mulheres descobrem a doença em estado avançado. Quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de êxito no tratamento. Engajamos campanhas que alertam sobre a doença e devemos chamar a atenção para esse cuidado essencial.” enfatizou o secretário Beto Preto.

“Estou muito feliz em poder participar novamente desse grande projeto e de poder levar informação a quem mais precisa. Sabemos que quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances de tratamento e de cura, por isso é preciso alertar e informar as mulheres sobre a importância de cuidar da saúde, de buscar ajuda profissional e manter os seus exames em dia. Com o Paraná Rosa, estamos espalhando pelo Estado que a melhor maneira de se amar é cuidar de si mesma”, afirmou Luciana.

AÇÕES – Foram disponibilizadas camisetas e lenços alusivos ao tema para todas as Regionais de Saúde do Estado. Na próxima semana, haverá a divulgação da nota técnica: “Rastreamento do câncer de mama e do colo do útero” - Paraná Rosa 2021. Também serão divulgados vídeos nas redes sociais, com informações que estimulem a mudança de hábitos das mulheres.

A cor rosa, alusiva à campanha, iluminará o prédio da Secretaria da Saúde durante todo o período. Diversos órgãos estaduais também aderiram a cor símbolo em suas unidades próprias.

CENÁRIO – No Brasil, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres. Estima-se que surjam neste ano 66.280 novos casos da doença. O Instituto Nacional de Câncer (Inca), aponta, ainda, que no Paraná, o número pode chegar a 3.470. Já o câncer do colo do útero, é o terceiro tumor maligno mais frequente, correspondendo a quarta causa de morte de mulheres. Para o ano de 2021, são estimados 990 novos casos desta doença, no Estado.

EXAMES – Umas das formas de diagnosticar o câncer de mama, a mamografia é oferecida gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É indicada para as mulheres na faixa etária de 50 a 69 anos. Mulheres com idade acima de 35 anos e com fatores de risco também devem fazer o exame. O ideal é que as mamografias sejam realizadas a cada dois anos.

Em relação ao câncer de colo de útero, a recomendação é que seja realizado nas mulheres de 25 a 64 anos, que já iniciaram a vida sexual. Os dois primeiros exames com intervalo de um ano e, se os resultados forem normais, os próximos podem ser realizados a cada três anos.

PANDEMIA – Com a pandemia da Covid-19, o Paraná registrou uma redução de 45% no número de mamografias: são 156.276 exames que deixaram de ser feitos. De acordo com o Sistema de Informação do Câncer (Siscan), em 2019, foram realizadas 347.319 mamografias. Já em 2020, o número caiu para 191.043.

Desde o início deste ano, 128.222 mulheres paranaenses já fizeram a mamografia. Foram feitos 250.750 exames de rastreamento do câncer do colo do útero.

Para oferecer os testes gratuitamente, o Paraná conta com 184 mamógrafos no SUS distribuídos nas 22 Regionais de Saúde. “Sabemos da importância e da preocupação das mulheres com a pandemia, mas não podemos deixar os cuidados básicos de lado. A redução dos exames pela metade é preocupante”, disse a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes.

REDE – A Rede de Saúde do Estado conta com 28 estabelecimentos habilitados, como Unidades de Assistência de Alta Complexidade (Unacons) e Centros de Assistência de Alta Complexidade (Cacons) que oferecem atendimento especializado e integral ao paciente com câncer.

O atendimento inicial deve ser feito nas Unidades Básicas de Saúde, onde a paciente passa por consultas e recebe, orientações, solicitação de exames para investigação diagnóstica do câncer e encaminhamentos necessários para a rede.

“Enfatizamos que os exames de rastreamento do câncer do colo do útero e da mama estão disponíveis em todos os meses do ano e podem ser acompanhados na Carteira de Saúde da Mulher”, disse a chefe da Divisão de Prevenção e Controle de Doenças Crônicas e Tabagismo da Secretaria da Saúde, Rejane Cristina Teixeira.

OUTUBRO ROSA – O Outubro Rosa é um movimento internacional de mobilização contra o câncer de mama que surgiu em 1997, nos Estados Unidos, e foi instituído no Paraná por meio da Lei nº 16.935/2011. O objetivo da campanha é conscientizar as pessoas em relação à prevenção do câncer de mama pelo diagnóstico precoce e tratamento imediato, evitando mortes pela doença.

LANÇAMENTO – Na próxima segunda-feira (4), será realizada a abertura oficial do “Paraná Rosa”. O evento é uma parceria da Superintendência Geral de Ação Solidária (SGAS), Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), Conselho Estadual de Saúde - Comissão de Saúde da Mulher; Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, Procuradoria da Mulher da Assembleia Legislativa do Paraná e Associação Amigas da Mama.

Secretaria da Saúde confirma mais 17 casos e seis óbitos pela variante delta do coronavírus


A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta sexta-feira (01) mais 17 casos e seis óbitos no Paraná decorrentes de infecção causada pela variante delta do coronavírus e suas sublinhagens. Agora, o Estado soma 179 casos e 44 óbitos por causa desta variante. Os dados foram repassados no relatório de circulação de linhagens Sars-CoV-2 (vírus responsável pela Covid-19), por sequenciamento genômico, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Os novos casos foram registrados em Paranaguá, Pontal do Paraná, Curitiba, São José dos Pinhais, União da Vitória, Foz do Iguaçu, Cascavel, Luiziana, Cambé, Pitangueiras, Jacarezinho e Toledo.

Os óbitos são de Curitiba, Pontal do Paraná, Foz do Iguaçu, Cambé, Pitangueiras e Toledo. Já os óbitos são de três mulheres e três homens, com idades que variam de 61 a 89 anos.

Até agora, 946 amostras foram sequenciadas, 581 aguardam resultado e dentre os sequenciamentos, 497 indicaram a variante P.1.

PROTOCOLO – As amostram são escolhidas aleatoriamente pelo Laboratório Central do Estado (Lacen) e enviadas para a Fiocruz. Após o relatório pronto, a Secretaria da Saúde entra em contato com as Regionais de Saúde, que por sua vez comunicam os municípios de residência (ou de notificação) dos casos confirmados para iniciarem a investigação epidemiológica. Este processo inclui dados desde o início dos sintomas, a realização do exame, se houve internação e se o caso é de cura ou óbito.

SUBLINHAGENS – Sublinhagens de variantes são fenômenos que fazem parte da evolução viral natural e estão associados à taxa de replicação da doença. Quanto mais o vírus se multiplica, mais rápido ocorrem os processos de evolução. O vírus Sars-CoV-2 sofre mutações esperadas dentro do processo evolutivo de qualquer vírus RNA. Quando isso acontece, caracteriza-se como uma nova variante do vírus.

Fonte: AEN

Concurso da Polícia Civil do Paraná iniciará a seleção de 400 novos servidores neste domingo


O concurso público da Polícia Civil do Paraná (PCPR) iniciará a seleção de 400 novos policiais civis no próximo domingo (3). Mais de 106 mil candidatos estão inscritos no certame. As provas serão realizadas em 12 cidades paranaenses e estão sob responsabilidade do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

A recomposição do quadro de pessoal da Polícia Civil é mais uma demanda atendida que começa a ser atendida. “Este é um dos primeiros passos para reforçar o efetivo do órgão, que vem em bom momento. Esta nova leva de policiais judiciários contribuirá, e muito, para a segurança pública, em especial nos serviços de investigação, já que agora há dedicação exclusiva para esse trabalho”, disse o secretário de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares.

A expectativa é bastante positiva para a seleção dos interessados em ingressar nas fileiras da Polícia Civil do Paraná. O delegado-geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, acredita no processo para a expansão e melhoria na qualidade dos serviços prestados pela instituição. “A realização desse concurso vai melhorar de forma significativa a prestação dos serviços. Com a recomposição do quadro de policiais, teremos ainda mais agilidade nas investigações”, afirmou.

Em relação aos atuais servidores, Rockembach afirma que a chegada dos novos policiais também trará melhores condições de trabalho. “Muitos dos nossos policiais estão sobrecarregados pela elevada e involuntária carga de trabalho, logo, com a recomposição do quadro, os serviços serão redistribuídos e equalizados, o que trará inclusive uma melhor qualidade de vida a todos os policiais”, complementou.

CERTAME – A aplicação das provas ocorrerá em Curitiba, Araucária, Colombo, Pinhais, São José dos Pinhais, Paranaguá, Matinhos, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Maringá, Londrina e Cascavel. Estão sendo ofertadas 50 vagas para o cargo de delegado de polícia, 50 para o de papiloscopista e 300 para investigador. O ingresso dos candidatos aprovados deve ocorrer já no primeiro semestre de 2022.

Os portões dos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h. O certame iniciará às 13h30min e terá duração de cinco horas. Candidatos ao cargo de delegado de polícia farão a prova preambular objetiva, enquanto que os demais irão fazer a prova preambular objetiva e a prova de conhecimentos específicos.

A aplicação da prova de conhecimentos específicos aos candidatos para o cargo de delegado de polícia está agendada para o dia 12 de dezembro deste ano.

O presidente da Comissão de Concurso, delegado Fábio Amaro, enfatizou sua confiança na realização do certame. “Estamos muito confiantes, a expectativa é muito boa, sobretudo por que o Comitê Gestor do Núcleo de Concursos da UFPR nos garantiu, inclusive com apresentação de dados, que os preparativos para as provas vêm transcorrendo dentro do planejado, com as melhores condições de segurança e biossegurança”, disse.

O concurso deveria ter ocorrido em 21 de fevereiro, mas a UFPR cancelou as provas poucas horas antes do início e sem notificação anterior. O Governo do Estado multou a instituição.

PREVENÇÃO – Orientações sobre as medidas sanitárias para a prevenção à disseminação da Covid-19 devem ser obtidas na Cartilha do Protocolo de Biossegurança da Banca Examinadora. Mais informações sobre o certame estão disponíveis na página oficial do concurso, em portal.nc.ufpr.br/PortalNC/Concurso?concurso=PCPR2020.
Publicidade