sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Pai e filho morrem em acidente com máquina agrícola no interior de Coronel Vivida.



A tarde desta sexta-feira (30), foi marcada por uma tragédia na comunidade de Anita Garibaldi, interior de Coronel Vivida, sudoeste do Paraná. Pai e filho morreram depois que o trator em que eles estavam tombou em uma estrada rural.

Roberto Bueno da Silva, 42 anos e seu filho Theylor Bueno da Silva, 13 anos, ficaram presos em baixo da máquina. Com a chegada do Corpo de Bombeiros e de uma equipe do SAMU foi constatado a morte de Roberto, já o adolescente apresentava sinais vitais, porém não resistiu e acabou morrendo. Ainda no trator estava um outro filho de Roberto, Thales Bueno da Silva de 2 anos e 7 meses, o qual não se feriu.

O acidente aconteceu a aproximadamente 300 metros da propriedade da família. Os corpos do pai e filho foram recolhidos ao Instituto Médico Legal (IML).

Texto: Edson Zuconelli  www.rbj.com.br
Fotos: Valdenir Lima.


Embalagem feita com Papelcartão Ibema recebe ouro no Prêmio ABRE.


A 16ª edição do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira, promovido pela Associação Brasileira de Embalagem, contemplou a Ibema na categoria Ouro do Módulo Embalagem de Micro e Pequenas Empresas. O prêmio avalia tecnologia, design, funcionalidade, inovação, sustentabilidade, entre outros aspectos da embalagem.

A caixa do sabonete cremoso Dani Fernandes, criada pela Zumba Propaganda e impressa pela Grampel Soluções Gráficas, foi a embalagem premiada. Confeccionada com o Ibema Speciala, papelcartão de alta rigidez, que dá sustentação e protege o produto sem a necessidade de utilizar um material muito espesso, a embalagem se diferencia por seu design gráfico, além de toda a tecnologia de impressão offset utilizada com equipamento de alta qualidade e os itens de enobrecimento como gofragem e hotstamping.

Para desenvolver a embalagem foi levado em consideração a facilidade de montagem da caixa, que é feita manualmente, além de um fácil e prático sistema de fechamento. O formato do sabonete facilitou seu acondicionamento na embalagem e também a sua sustentação para empilhamento. A cerimônia de premiação ocorreu em São Paulo.

Foto: Os representantes da Ibema: Fernando Sandri, diretor Técnico e P&D; Fabiane Staschower, executiva de Relacionamento com o Mercado; e Márcio José de Souza Flavio, Executivo de Vendas

Imagem sabonete: Design: Zumba Propaganda, Convertedor: Ibema Papelcartão / Grampel Soluções Gráficas, Brand owner: Dani Fernandes.


Sobre a Ibema: Gerar valor de maneira sustentável por meio da fabricação e distribuição de produtos que conquistem a preferência dos clientes, contribuindo com iniciativas que favoreçam toda a cadeia, com a dedicação e preocupação de garantir o melhor resultado para a empresa e seus clientes. Esta é a missão da Ibema, fabricante de papelcartão, que permeia a sua atuação com base no conceito de foco do cliente. A empresa, fundada em 1955, é hoje um dos players mais competitivos da América Latina. Sua estrutura é composta por sede administrativa localizada em Curitiba, centro de distribuição direta em Araucária com área útil de 12 mil m2 e fábricas instaladas nos municípios de Turvo, no Paraná, e em Embu das Artes, em São Paulo, que juntas possuem capacidade de produção anual de 140 mil toneladas. Em seu portfólio, estão os melhores produtos, reconhecidos pela qualidade e performance na indústria gráfica. A empresa, que atualmente conta com aproximadamente 880 colaborares, possui unidades certificadas pela ISO 9001, pela ISO 14001 e pelo FSC (Forest Stewardship Council). Para mais informações sobre produtos e serviços, acesse o nosso site, disponível também nos idiomas espanhol e inglês: www.ibema.com.br.

Cristina Sório 
Analista de Comunicação


Ofertas do Mês na Distribuidora de Bebidas Vaurek.


A Distribuidora de Bebidas Vaurek em Turvo está completando 08 anos na cidade e quem ganha o presente é você amigo cliente. Confira abaixo algumas das ofertas:




Juiz determina toque de recolher em Cantagalo, Goioxim e Virmond.


Moradores dos municípios de Cantagalo, Goioxim e Virmond estão impedidos de circular entre 22h e 5h, partir desta sexta feira (30) até domingo (02). O toque de recolher foi determinado pelo juiz eleitoral da Comarca de Cantagalo, Brian Frank, após o assassinato de Jair Rocha, ocorrido na tarde de ontem, quinta (29).

De acordo com o juiz, uma das causas da decisão é o “limitado contingente policial”. Os três municípios pertencem à Comarca de Cantagalo, e a medida é preventiva já que ânimos acirrados por conta da eleição nas cidades vizinhas coloca em risco a segurança da população.

Quem ficar fora de casa a partir do toque de recolher está sujeito a pena de três meses a um ano de detenção, além do pagamento de multa. A medida restritiva vale também para estabelecimentos comerciais que vendem bebida alcoólica, sob pena de multa de até R$ 5 mil. Quem desobedecer poderá responder ação penal por crime de desobediência.

Jair Rocha foi morto a tiros quando quando entrava em sua caminhonete. O juiz Brian Frank disse que a polícia está investigando a causa do crime. Uma das linhas das investigações é que o assassinato por ter sido por causa de rixa antiga, já que a vítima tinha sido alvo de tentativa de homicídio em maior de 2016. Também não se descarta a possibilidade do crime ter conotação política. Entretanto, essa hipótese é considerada remota pela polícia.

Operação Eleições 2016 contará com mais de 10 mil policiais.



Mais de 10 mil homens das Polícias Militar e Civil participarão da Operação Eleições 2016, que vai garantir a segurança e ordem nos 5.044 locais de votação (25.516 seções eleitorais) nos 399 municípios do Paraná. O esquema especial, que envolve as forças de segurança do Estado, começou na quarta-feira (28), quando as urnas começaram a ser entregues, conforme informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A Operação Eleições passa a vigorar de maneira intensa a partir das 8 horas de sábado (01) e segue enquanto for necessário, depois do término do pleito eleitoral. 

No domingo (2), o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, fará em Curitiba o acompanhamento das atividades desenvolvidas nas ruas, durante o período de votação (das 8h às 17h). O espaço também será o canal oficial de repasse de informações, em tempo real, para o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN).

Durante todo o dia das eleições, a Polícia Militar estará presente nos 5.044 locais de votação de 25.516 seções eleitorais, nos 399 municípios paranaenses, com o objetivo de garantir e preservar a segurança pública no território paranaense nas eleições. Em todo o Paraná a PM atuará com 9.948 militares estaduais.

“A Polícia Militar já está atuando desde o início da semana, intensificando ações e operações em todo o Estado do Paraná, as quais serão reforçadas durante o pleito eleitoral, além do patrulhamento rotineiro”, disse o porta-voz da Polícia Militar no Paraná, tenente-coronel Vanderley Rothenburg, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (29), em Curitiba. “O objetivo é que tenhamos um clima de tranquilidade, de paz, de segurança pública, evitando qualquer desconforto nesse pleito. A Polícia Militar não vai se eximir desta responsabilidade que é constitucional", afirmou. 

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil do Paraná, e o Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, estarão com todo o efetivo das unidades mobilizado para qualquer eventualidade. Por sua vez, o Corpo de Bombeiros desenvolve ações de vistorias prévias nos locais de votação e apuração para prevenção de incêndios e prestação de socorro, por meio do Siate.

CURITIBA - Além da PM e Polícia Civil, a Operação Eleições contará com a Guarda Municipal e a Setran (Secretaria de Trânsito), que atuarão em conjunto. Na capital, serão 414 locais de votação, sendo 166 escolas municipais que contarão com o auxílio da Guarda Municipal, bem como nas instalações TRE e Fórum Eleitoral.

A Setran ficará na organização e controle do trânsito na Rua João Parolin, no trecho entre as ruas Marechal Floriano Peixoto e Professora Regina Marinoni, área onde fica o Tribunal Regional Eleitoral, no bairro Parolin. A intensificação da fiscalização no trânsito ocorrerá sábado e domingo, período em que somente poderão ter acesso ao pátio interno de estacionamento do TRE os veículos autorizados, devidamente credenciados.

CRIME ELEITORAL – Em Curitiba, os infratores serão encaminhados ao Fórum Eleitoral para a assinatura de Termo Circunstanciado, com sua posterior liberação. No pleito de 2016 esta competência será da 174º Zona eleitoral. 

Nos outros grandes colégios eleitorais, a exemplo de Maringá, Londrina, Cascavel e Foz do Iguaçu, os detidos por crimes eleitorais serão encaminhados para fóruns, unidades da PM ou da Polícia Civil. Já nas pequenas cidades serão entregues diretamente em delegacias da Polícia Civil.

COMANDOS REGIONAIS - Apesar de a ação ser mais intensa a partir de sábado, a PM já iniciou um reforço no Estado. A atuação será por meio dos comandos regionais e do comando do Corpo de Bombeiros. Cada um dos seis Comandos Regionais da Polícia Militar (CRPM) contará com efetivo distribuído nas zonas eleitorais, em todos os municípios, além das cidades sedes.

O 1º CRPM (Curitiba) terá 2.050 PMs em todas as áreas de votação e outros 1.430 PMs farão a segurança na Região Metropolitana e Litoral. Em Londrina e região (2º CRPM) serão 1.945 policiais militares, 1.708 em Maringá (3º CRPM), 1.203 em Ponta Grossa (4º CRPM) e 1.612 policiais em Cascavel (5º CRPM). 

Os policiais militares farão o policiamento nos locais de votação, com a participação de outros órgãos de segurança pública e de fiscalização. Policiais do Bope farão o policiamento de permanência no Fórum Eleitoral de sábado a domingo.

PREVENÇÃO -- Caberá ao Corpo de Bombeiros fazer as vistorias prévias nos locais de votação e apuração, para prevenção de incêndios e prestação de socorro, por meio do Siate.

No dia anterior ao do pleito eleitoral, a Justiça Eleitoral contará com o apoio das Guardas Municipais (nas cidades onde elas estiverem constituídas) nas escolas municipais onde as urnas forem instaladas, de acordo com a circunscrição territorial de cada município. No dia da eleição o policiamento será feito pela Polícia Militar, com apoio de outras forças de segurança.

PRISÃO - De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a partir de terça-feira (27/09) e até 48 horas depois do encerramento da votação, nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto. A determinação consta do Código Eleitoral (artigo 236). 

O eleitor poderá ser preso em flagrante delito se arregimentar outros eleitores ou fizer propaganda de boca de urna no dia da eleição. Também constitui crime usar alto-falante e amplificador de som, promover comício ou carreata e divulgar qualquer espécie de propaganda de partido político ou candidato. A pessoa flagrada praticando tais crimes será punida com detenção de seis meses a um ano, com a alternativa de prestação de serviços à comunidade pelo mesmo período, e multa no valor que varia de R$ 5 a R$ 15 mil UFIR.

LEI SECA - A venda, a compra e o consumo público de bebidas alcoólicas estão proibidos em todo o Paraná neste domingo (2/09) entre as 6 horas e às 18 horas. A resolução número 271/2016, assinada pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, justifica a determinação como “medida de cautela e no escopo de garantir a ordem e a tranquilidade pública, no transcurso do pleito eleitoral”. As pessoas que forem flagradas vendendo, comprando ou consumindo bebidas alcoólicas serão conduzidas pela polícia à delegacia.

PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE - Os presos provisórios e os adolescentes internados, por não terem os direitos políticos suspensos, também têm o direito de votar. Essa garantia está prevista no artigo 15, inciso III, da Constituição Federal de 1988. São presos provisórios os recolhidos em estabelecimentos prisionais sem condenação criminal transitada em julgado. Já os adolescentes internados são aqueles maiores de 16 e menores de 21 anos, submetidos à medida socioeducativa de internação ou à internação provisória, nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo informações da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, as seções eleitorais serão instaladas nos estabelecimentos prisionais e nas unidades de internação com, no mínimo, 20 eleitores aptos a votar. Caso este número não seja atingido, os eleitores habilitados devem ser informados sobre a impossibilidade de votar, podendo, neste caso, justificar a ausência. A justificativa pode ser feita no próprio estabelecimento prisional ou de internação, caso disponível, ou, se lá não tiver, perante qualquer mesa receptora de justificativa.

A Secretaria de Segurança Pública do Paraná informa que o Departamento Penitenciário Estadual (Depen) fez uma consulta prévia aos detentos e não houve, em nenhuma unidade prisional, interesse de um número mínimo de pessoas que justificasse a instalação das urnas eletrônicas. Já em relação aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, haverá locais de votação instalados nos Centros de Socioeducação (Cense) de Londrina II e de São Francisco, em Piraquara, unidades administradas pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humano.

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Ocorrência policial em Turvo: Atendimento em local de morte.

A Polícia Militar de Turvo foi chamada para atender uma ocorrência na tarde dessa quinta (29), onde local o senhor Ciro José Lucas, de 58 anos, foi encontrado morto em sua residência, conforme relatório enviado a imprensa:



A equipe recebeu uma informação por volta das 18h00 durante o patrulhamento, de que na localidade de Faxinal dos Vidal, foi localizada uma pessoa em óbito. A equipe foi ate o local e constatou o fato, sendo ele um senhor de 58 anos, feito isolamento do local e aguardado a Policia Civil, Criminalística e I.M.L, ainda no local foi constatado pelo perito que o corpo não tinha nenhuma marca de agressão física e que a possível causa da morte seria natural sem indicio de crime.

Colheitadeira tomba, e homem fica preso na cabine em Ivaí.



Um homem ficou ferido depois que a colheitadeira que ele dirigia tombou em uma estrada rural da localidade de Linha Silvino Farias, em Ivaí, na região dos Campos Gerais do Paraná, na tarde desta quinta-feira (29). O homem ficou preso na cabine e os moradores da comunidade ajudaram no resgate.

“Ele não morreu por sorte. [A máquina] Tombou duas vezes. Familiares dele disseram que a colheitadeira estava sem freio e ele não conseguiu segurar na descida", relata Anderson Rebinski, que mora em frente ao local do acidente e ajudou no socorro. 

Como o hospital mais próximo fica a 25 km do ponto do acidente, os moradores da comunidade se uniram para levantar a máquina e resgatar o motorista.

"Fomos nós mesmos, aqui da comunidade, que o socorremos. Quando conseguimos tirar a cabeça dele de dentro das ferragens, ligamos para a ambulância. Tivemos que fazer isso, pois a ambulância ia demorar para chegar”, conta Rebinski.

O motorista, de 27 anos, é da comunidade de São Roque, na cidade de Ivaí, conforme informações do morador que ajudou no resgate.

A equipe de enfermagem do Hospital Municipal de Ivaí informou que o motorista teve ferimentos leves e não corre risco de morte. Seu quadro é estável e ele continuará internado, em observação.

Do G1 PR (Fotos: Anderson Rebinski)


Em Guarapuava, pai sequestra filha de seis meses.



Raquel Mendes do Carmo não tem notícias de sua filha Isadora Mendes Souza, de apenas seis meses de idade, há oito dias. A pequena foi levada por seu pai Wellington Souza Silva no dia 21 de setembro, enquanto Raquel trabalhava.

De acordo com Raquel, Wellington levou Isadora para a cidade de Marilia (SP), e no momento é considerada desaparecida. “Fomos a Marília nesta terça feira (27) com mandado de busca e apreensão, porém sem êxito”.

Quem tiver alguma informação sobre o caso pode entrar em contato com a Polícia Civil de Guarapuava pelo 197. A Polícia Civil de Guarapuava e de Marília investigam o caso.

Inaugurado o Centro de Equoterapia na APAE Rural de Guarapuava.


Alunos da Apae contam com um novo centro de recuperação. Na manhã desta quarta-feira (28/09/16), foi inaugurado o Centro de Equoterapia, localizado na sede rural da escola, às margens da BR 277, em Guarapuava. O secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, deputado licenciado Artagão Júnior, participou da inauguração ao lado do secretário especial para Assuntos Estratégicos, Flávio Arns. De acordo com Artagão Júnior, o investimento é de R$ 250 mil e ressalta o projeto diferenciado. “Sem dúvida um projeto especial, diferenciado. São poucas as unidades como essa no Paraná. Mais uma vez a APAE de Guarapuava ganha na qualidade de atendimento. A equoterapia é reconhecida mundialmente como uma terapia eficiente, com excelentes resultados de recuperação”,. O secretário e deputado ainda ressaltou as parcerias. “Aqui o projeto foi realizado com diversas parcerias. Com a sociedade que contribuiu participando dos jantares. Nós também pudemos ajudar na viabilização de emulsão asfátlica para a pavimentação. Outras lideranças também ajudaram, além de emendas parlamentares. Artagão Júnior adiantou que está trabalhando com o secretário da Saúde, Michele Caputo Neto, no sentido de aumentar os recursos para realização de atendimentos. “Aqui na APAE tem serviços de fisioterapia, psicologia e atendimentos médicos gerais. Existe todo o encaminhamento da Secretaria de Saúde para aumentar os repasses. Não adianta criarmos a equoterapia e não termos a condição de pagamento dessas atividades”. Há 45 anos na cidade, a APAE atende aproximadamente 500 alunos por dia em suas duas unidades: na sede, no bairro Santa Cruz, e na APAE Rural, às margens da BR-277.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Secretaria da Segurança Pública fará policiamento especial nessas eleições.


O primeiro turno das eleições municipais contará com um esquema especial montado pelas forças de segurança do Paraná. O reforço no policiamento começa nesta quarta-feira (28), quando as urnas começam a ser entregues, conforme informações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Para a segurança no dia anterior ao do pleito, a Justiça Eleitoral contará com o apoio das Guardas Municipais nos municípios em que elas estiverem constituídas e nas escolas municipais onde as urnas forem instaladas, de acordo com a circunscrição territorial de cada município.

No domingo (2), o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria da Segurança Pública e Administração Penitenciária, fará em Curitiba o acompanhamento das atividades desenvolvidas nas ruas, durante o período de votação (das 8h às 17h). O espaço também será o canal oficial de repasse de informações, em tempo real, para o Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN).

Durante todo o dia das eleições, a Polícia Militar estará presente nos 5.044 locais de votação de 25.516 seções eleitorais, nos 399 municípios paranaenses, com o objetivo de garantir e preservar a segurança pública no território paranaense nas eleições.

O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil do Paraná, e o Batalhão de Operações Especiais (Bope), da Polícia Militar, estarão com todo o efetivo das unidades mobilizado para qualquer eventualidade. Por sua vez, o Corpo de Bombeiros desenvolve ações de vistorias prévias nos locais de votação e apuração para prevenção de incêndios e prestação de socorro, por meio do Siate.

CURITIBA – A ação contará com a Polícia Militar, a Guarda Municipal e a Secretaria de Trânsito (Setran), que atuarão juntas zelando pela tranquilidade pública e pela integridade das urnas eletrônicas. Ao todo, serão 414 locais de votação na capital do Estado, sendo 166 escolas municipais que contarão com o auxílio da Guarda Municipal para segurança patrimonial, bem como nas instalações do TRE e do Fórum Eleitoral.

Na Capital, os detidos por crimes eleitorais serão encaminhados ao Fórum Eleitoral para a assinatura de Termo Circunstanciado, com sua posterior liberação. Casos de flagrante e de confecção de boletim de ocorrência serão atendidos pelo 1º Distrito Policial (DP), no Centro da cidade.

Os detidos no interior do Estado serão encaminhados para colégios eleitorais e naqueles municípios em que não houver colégio eleitoral os detidos serão levados para a Polícia Civil. 

De acordo com a Justiça Eleitoral, desde terça-feira (27), cinco dias antes do primeiro turno das eleições de 2016, nenhum eleitor pode ser preso ou detido, a não ser em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. Esta garantia é válida até 48h após o pleito - ou seja, até a terça-feira (4), às 17h. 

PESSOAS PRIVADAS DE LIBERDADE - Os presos provisórios e os adolescentes internados, por não terem os direitos políticos suspensos, também têm o direito de votar. Essa garantia está prevista no artigo 15, inciso III, da Constituição Federal de 1988.

São presos provisórios os recolhidos em estabelecimentos prisionais sem condenação criminal transitada em julgado. Já os adolescentes internados são aqueles maiores de 16 e menores de 21 anos, submetidos à medida socioeducativa de internação ou à internação provisória, nos termos do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Segundo informações da Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral, as seções eleitorais serão instaladas nos estabelecimentos prisionais e nas unidades de internação com, no mínimo, 20 eleitores aptos a votar. Caso este número não seja atingido, os eleitores habilitados devem ser informados sobre a impossibilidade de votar, podendo, neste caso, justificar a ausência. A justificativa pode ser feita no próprio estabelecimento prisional ou de internação, caso disponível, ou, se lá não tiver, perante qualquer mesa receptora de justificativa.

No Paraná, o Departamento Penitenciário estadual (Depen) fez uma consulta prévia aos detentos e não houve, em nenhuma unidade prisional, interesse de um número mínimo de pessoas que justificasse a instalação das urnas eletrônicas. Já em relação aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, haverá locais de votação instalados nos Centros de Socio educação (Cense) de Londrina II e de São Francisco, em Piraquara, unidades administradas pela Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos.

LEI SECA – A venda, a compra e o consumo público de bebidas alcoólicas estão proibidos em todo o Paraná neste domingo (2), no período compreendido entre as 6h e as 18h, dia do primeiro turno das eleições. 

A resolução número 271/2016, assinada pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, justifica a determinação como “medida de cautela e no escopo de garantir a ordem e a tranquilidade pública, no transcurso do pleito eleitoral”. As pessoas que forem flagradas vendendo, comprando ou consumindo bebidas alcoólicas serão conduzidas pela polícia à delegacia.