sexta-feira, 20 de março de 2020

Não haverá atendimento interno no Restaurante Fronteira, apenas Marmitex será vendida


Comunicado importante, por precaução devido ao COVID-19 o Restaurante Fronteira também tomou suas devidas providências, apartir do Dia 21/03/2020 estaremos trabalhando somente com Marmitex, não estaremos atendendo o público no salão interno do estabelecimento, dentro das normas e cumprindo a lei até a segunda ordem, estaremos também trabalhando com o Delivery, você pode ligar no fone; 42-36421517, ou
mandar mensagem no WhatsApp 42 - 9 9824-6981. 

Fazendo sua encomenda, ou chegando até o Restaurante, vamos estar atendendo você externamente, a safra não pode parar, as indústrias estão trabalhando de forma regular, e os motoristas precisam se alimentar, pensando no bem de todos, estamos a disposição para lhe atender, grato pela compreensão, e que Deus nos abençoe. 


Att: Equipe Restaurante Fronteira

Comunicado do Supermercado Suprema de Turvo



Covid-19: mortes sobem para 11 e casos confirmados chegam a 904


O número de mortes em decorrência da Covid-19 subiu de seis para 11 entre ontem (19) e hoje (20), conforme atualização divulgada pelo Ministério da Saúde. Deste total, nove foram identificadas em São Paulo e duas no Rio de Janeiro.

Os casos confirmados da doença saíram de 621 para 904 entre os balanços de ontem e hoje. São Paulo acumula 396 casos, seguido por Rio de Janeiro (109), Distrito Federal (87), Ceará (55), Rio Grande do Sul (37) e Minas Gerais (35).

Além desses estados, foram mapeados casos na Bahia (33), Paraná (32), Pernambuco (30), Santa Catarina (21), Goiás (15), Espírito Santo (13), Mato Grosso do Sul (nove), Acre (sete), Sergipe (seis), Alagoas (cinco), Piauí e Amazonas (três), Pará (dois) e Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Paraíba, Amapá, Tocantins, Rondônia (um). Apenas Roraima não apresenta casos confirmados.

Prefeitura de Pitanga fecha acessos da cidade e implanta toque de recolher


A Prefeitura de Pitanga, na região central do Paraná, fechou todos os acessos da cidade e implantou toque de recolher por meio de um decreto publicado nesta quinta-feira (19). As medidas foram tomadas por causa do novo coronavírus.

A cidade não tem nenhum caso suspeito da doença, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (20) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). No entanto, em todo o Paraná são 36 casos.

O único acesso de Pitanga poderá ser feito na continuidade da Avenida Getúlio Vargas, onde a prefeitura informou que irá instalar um posto de triagem para liberação dos veículos.

Além disso, o toque de recolher passará a valer das 19h às 6h a partir desta sexta-feira (20). A prefeitura informou que quem descumprir com a norma pode ser advertido. A Polícia Militar (PM) informou que não pode fazer prisões neste caso.

No mesmo decreto, a prefeitura determinou o fechamento do comércio, com exceção para mercados, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, entre outras empresas, desde que não haja aglomeração.

Panificadoras não poderão mais autorizar consumo de produtos dentro do estabelecimento. O decreto define ainda que bares e restaurantes devem operar apenas para fazer entrega domiciliar.

Eventos públicos e privados foram suspensos em toda a cidade por tempo indeterminado.

Fonte: G1 - PR

Prefeito de Turvo decreta situação de emergência no município


O prefeito de Turvo, Jeronimo Gadens do Rosario, decretou situação de emergência no município. A cidade não tem nenhum caso de coronavírus. A medida começa a valer a partir deste sábado (21).

DECRETO:

 Art. 1º Fica declarada situação de emergência no Município de Turvo - PR, para fins de prevenção e enfrentamento à epidemia da COVID-19. 

Art. 2º Fica determinado que as empresas de prestação de serviços e comércio (inclusive vendedores ambulantes) não essencial terão suas atividades suspensas a partir do dia 21/03/2020. 

Parágrafo único. Excepcionalmente poderá haver serviços internos (sem atendimento ao público) e entregas desde que cumpridas todos os protocolos de prevenção determinados pelos órgãos de saúde. 

Art. 3º Seguindo o já contido no conteúdo do Decreto Municipal Nº 23/2020 publicado em 19 de março de 2020 fica vedado qualquer aglomeração de pessoas, seja em ambientes comerciais, de entretenimento, esportivos, culturais, religiosos ou outro. 

Parágrafo único. A não observância nas vedações presentes neste Decreto implicará em multa de até 10 (dez) UFM (Unidade Fiscal do Município). 

 Art. 4º Não se submetem as restrições previstas neste Decreto os seguintes serviços essenciais: 

I – geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, gás, água e combustíveis; 

 II – assistência médica, hospitalar e laboratorial; 

III – distribuição e comercialização de medicamentos e gêneros alimentícios, tais como farmácias, supermercados e mercados; 

IV – funerárias; 

V – captação e tratamento de esgoto e lixo;

VI – telecomunicações; 

VII – processamento de dados ligados a serviços essenciais, e 
VIII - imprensa. 

Art. 5º Os serviços essenciais que mantiverem seu funcionamento, deverão controlar o acesso dos seus clientes por meio de senhas, respeitando o limite máximo de 10 (dez) pessoas por caixa/guichê de atendimento, evitando aglomeração, bem como deverão intensificar as condutas de prevenção seguindo os protocolos determinados pelos órgãos de saúde para cada caso com total atenção, diligência e comprometimento. 

Art. 6º Recomenda-se que sejam dispensados os trabalhadores da indústria, do comércio e prestadores de serviço: 

 I – com sessenta anos ou mais; 

II - com doenças crônicas, devidamente comprovadas; 

II – imunossuprimidos devidamente comprovado, independentemente da idade; 

III – portadores de doenças crônicas respiratórias, devidamente comprovado; 

 IV – gestantes e lactantes.

 Art. 7º Fica suspensa a circulação de veículos de transporte rodoviário intramunicipal, intermunicipal, e interestadual de passageiros. 

Art. 8º Eventos fúnebres não poderão ter aglomeração em número maior que 10 (dez) pessoas. 

 Art. 9º. O Comitê instituído nos termos do art. 22 do Decreto Municipal nº 23/2020 poderá considerar outros órgãos, divisões e departamentos do Poder Executivo como prestadores de serviços públicos essenciais. 

Art. 10. Excepcionalmente servidores do município de qualquer setor poderão ser convocados e designados para fiscalização do cumprimento das normas estabelecidas nos decretos e normas de enfrentamento ao COVID-19 

Art. 11. O disposto neste Decreto não invalida as providências determinadas no Decreto nº 23/ 2020, no que não forem conflitantes. 

Art. 12. Os casos omissos e as situações especiais serão analisados pelo Comitê da Secretaria Municipal de Saúde, instituído pelo art. 22 do Decreto Municipal nº 23/2020. 

Parágrafo único. Fica determinado a observância e a submissão obrigatória por todos quanto aos protocolos de saúde emitido pelos órgãos oficiais de saúde. 

Art. 13. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogando as disposições em contrário.

 Prefeitura Municipal de Turvo, Paraná, 20 de março de 2020.


 Jeronimo Gadens do Rosario 
Prefeito Municipal

Veja também Decreto Municipal 27/2020 e orientações da Secretaria Municipal de Saúde sobre medidas de prevenção ao Coronavírus: Clicando aqui.

Comunicado da Cooperativa Sicredi de Turvo


A Cooperativa Sicredi de Turvo está trabalhando com apenas 50% dos colaboradores na agência, os demais estão em Home office dando suporte.

E para atendimento aos associados desde ontem a capacidade máxima dentro da agência é de 10 pessoas por vez.

Quanto a higienização está sendo feita de acordo com as normas, além de termos álcool em gel nas dependências para todos, a zeladora intensificou a limpeza com álcool principalmente na porta giratória, caixas eletrônicos, maçanetas e outros locais de maior risco.

Tudo isso pensando na saúde e bem estar dos colaboradores, associados e usuários de nossa Instituição Financeira.

A permanência de alguns colegas na agência é necessária para fazer a parte de compensação e ainda atender aqueles que tem mais dificuldades com os canais de auto-atendimento, além de processos que os canais não contemplam .

Em meio a esta pandemia acredito que às Instituições Financeiras terão um grande papel em auxiliar financeiramente seus associados/ clientes, desta forma ficamos á disposição.

Gerente - Jaqueline


Comunicado da Supporte Contabilidade de Turvo


Comunicado do Despachante Brugg



Devido ao atual cenário, iremos paralisar os serviços seguindo orientação do Governo do Estado do Paraná.

Segundo informação do Detran-PR, nenhum cidadão sofrerá prejuízos quanto a prazos e taxas.


Comunicado do Mercado Ideal


Todos os cuidados necessários estão sendo tomados aqui no Ideal, em Turvo.
.
Faça sua parte também.
.
- Venha ao mercado somente quando necessário.
.
- Elejam somente uma pessoa da casa, evite vir toda família, principalmente trazer as crianças e idosos.
.
- As pessoas que não são de risco, venham no lugar dos idosos (temos muitos idosos vindo até o mercado)
.
E reforçando: comprem o necessário para os próximos dias, estocar não é necessário agora. As coisas ficarão bem se agirmos juntos.


Direção do Mercado Ideal.

PRF apreende 100 quilos de maconha em Nova Laranjeiras (PR)

Carro que fazia o serviço de batedor da droga era conduzido por uma mulher de 41 anos, que transportava suas duas filhas; ambos os motoristas foram presos e as filhas encaminhadas para o Conselho Tutelar

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na madrugada desta sexta (20), 99,5 quilos de maconha que eram transportadas com serviço de batedor, em Nova Laranjeiras, na BR-277.

Por volta das 2 horas, agentes da PRF abordaram dois Fiat Mobi, com placas de Joinville (SC). O primeiro, conduzido por uma mulher de 41 anos, moradora de Joinville. Com ela, estavam suas duas filhas, uma de 9 e uma de 15 anos. O segundo carro era conduzido por um homem de 37 anos, também morador de Joinville.

Ambos relataram aos policiais que estavam viajando juntos, vindos de Foz do Iguaçu (PR), mas havia muita contradição entre os discursos dos dois, razão pela qual os policiais elevaram o nível das buscas nos veículos. No carro que era conduzido pelo homem, os agentes encontraram 158 tabletes de maconha, que após pesados, totalizaram 99,5 quilos da droga.

Após o encontro da droga, ambos disseram que a mulher fazia o serviço de batedor, avisando da presença policial no trecho de deslocamento. O carro que transportava a droga é de propriedade da mãe da mulher envolvida, que transportava suas filhas, netas da proprietária. O homem não tem vínculo com a mulher e disseram que levariam a droga para Joinville.

Diante dos fatos, o homem e a mulher foram presos em flagrante por tráfico de drogas e corrupção de menores e foram conduzidos, junto com a droga e os carros para a Polícia Civil em Laranjeiras do Sul. As filhas dela foram encaminhadas para o Conselho Tutelar, também em Laranjeiras do Sul.

Fonte: Agência PRF

Entenda as medidas adotadas pelo Governo do Estado para combater o coronavírus


O Governo do Estado publicou diversos decretos nesta semana para evitar aglomerações e conter os avanços do novo coronavírus (Covid-19) no Paraná. Entenda os principais pontos:
MEDIDAS RESTRITIVAS
Academias e shoppings
Academias e shopping centers devem ficar fechados por tempo indeterminado.
No entanto, alguns estabelecimentos instalados em shopping centers podem funcionar. São eles: consultórios médicos, unidades hospitalares, laboratoriais e farmacêuticas, supermercados, bancos, postos de combustíveis, revendedores de gás e estabelecimentos que fornecem alimentação exclusivamente para entrega em domicílio.
Bares e restaurantes
Há uma recomendação para fechamento destes estabelecimentos até a meia-noite. O documento orienta para a necessidade de intensificação da higienização de áreas comuns, além de alertar para a separação entre os clientes de, no mínimo, um metro de distância.
Suspensão das aulas
São dois decretos. O primeiro, de segunda-feira (16), suspendeu, por tempo indeterminado, as aulas na rede estadual de ensino (escolas e universidades). O segundo, publicado na terça-feira (17), a pedidos das escolas particulares, ampliou as medidas para a rede privada. A suspensão vale a partir desta sexta-feira (20).
Circulação rodoviária
Há restrição para a entrada e circulação de ônibus interestaduais no Paraná, vindos de qualquer estado ou do Distrito Federal. A medida passou a valer nesta sexta-feira (20). A suspensão vale inicialmente por 14 dias, mas pode ser prorrogada.
Circulação dos ônibus metropolitanos
A Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) tira de circulação, a partir desta sexta-feira (20), as linhas de ônibus que saem de Curitiba em direção à Região Metropolitana após as 22h. Outra alteração foi a retirada das linhas de reforço que circulavam nos horários de pico, entre o final da tarde e o início da noite.
Funcionamento dos órgãos de Governo, casas culturais, parques e outros equipamentos administrados pelo governo estadual
As informações completas estão AQUI.
Aglomerações
Estão suspensos, por tempo indeterminado, os eventos promovidos pelo Estado que reúnam público acima de 50 pessoas. Há recomendação para que eventos privados e/ou estabelecimentos privados sigam essa orientação. Em relação a igrejas e clubes sociais, a recomendação é a mesma.
MEDIDAS DE GOVERNO
Mais profissionais
Serão contratados 256 profissionais da saúde aprovados em concurso público para encorpar a força-tarefa. Como já passaram nos exames médicos, os servidores começam a trabalhar imediatamente. Outros 106 foram convocados e estão finalizando as avaliações médicas. Com isso, serão 362 novos servidores reforçando os quadros da Secretaria da Saúde.
O Governo do Estado também abriu um edital para a contratação imediata de profissionais e estudantes da área da saúde para reforçar as ações preventivas e os esclarecimentos sobre o coronavírus no Paraná. Serão destinados R$ 8 milhões para o pagamento dos bolsistas. Eles participarão das atividades de extensão, que incluem a criação de uma central de informações para tirar dúvidas da população, atendimentos nos postos de fronteira e reforço das equipes de saúde.
Situação de emergência
Esse decreto facilita a obtenção de recursos e permite ao Estado dar uma resposta mais rápida para a mobilização dos órgãos estaduais nas ações de combate à doença. Ficam dispensadas as licitações para os contratos de aquisição de bens necessários às atividades de resposta, de prestação de serviço e de obras relacionadas à reabilitação do cenário.
R$ 100 milhões adicionais
A Secretaria da Fazenda liberou R$ 100 milhões para utilização em ações de enfrentamento ao novo coronavírus. O valor vai reforçar o orçamento da Secretaria da Saúde. O recursos permitirão a aquisição de equipamentos, insumos, novas enfermarias e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), manutenção dos serviços essenciais de atendimento nos espaços já existentes e ajuda no controle de acesso ao Estado nas divisas e fronteiras. Além disso, poderá ser aplicado em custeio de ações prioritárias e eventual ajuda aos municípios.
A Secretaria da Fazenda também contingenciou o Orçamento de 2020 para que os esforços financeiro-orçamentário sejam redirecionados para a prevenção e combate do Covid-19.
Aeronaves à disposição
A Casa Militar disponibilizou para a Secretaria de Saúde a frota de aeronaves do Estado. São quatro aviões – um Beechcraft BE 30, um Cessna Textron e dois Sênecas III – e um helicóptero. A Secretaria de Saúde dispõe de um King Air BE 200 (UTI avançada) e mais quatro helicópteros em quatro cidades: Ponta Grossa, Maringá, Londrina e Cascavel. A Polícia Civil disponibilizou outros três helicópteros. Os aviões serão usados para emergências médicas, transporte de testes e atendimento de servidores e médicos que precisarem se deslocar rapidamente pelo Paraná.
Comitê de Gestão de Crise
Comitê de Gestão de Crise Interinstitucional, criado nesta semana, vai definir planos de ação, prevenção e contingência contra a pandemia. O comitê tem caráter deliberativo e vai dar suporte às decisões do Executivo. O grupo se reunirá diariamente no Palácio Iguaçu e vai acompanhar a evolução do quadro epidemiológico do coronavírus, sugerindo medidas de saúde necessárias para a prevenção, controle do contágio e o tratamento das pessoas afetadas.
O Governo do Estado também participa da Comissão Temporária Institucional de Prevenção ao Coronavírus (Covid-19), instaurada pelo Tribunal de Justiça do Paraná. O colegiado conta com desembargadores, magistrados, representantes da Ordem dos Advogados do Brasil – seção do Paraná, do Ministério Público do Paraná, médicos e deputados.
Fiscalização no comércio
A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), por meio do Procon, já começou a fiscalização mais intensa sobre a produção, distribuição e comércio de produtos sanitários e de profilaxia às endemias, com finalidade de verificar eventuais práticas abusivas, em cumprimento aos dispositivos do Código de Defesa do Consumidor. Diante de qualquer irregularidade, o Procon poderá instaurar procedimento investigatório para responsabilizar o estabelecimento, com possibilidade de impor medidas administrativas restritivas de registro perante à Junta Comercial.
Produção de álcool em gel
As universidades estaduais aumentaram a produção de álcool em gel nos laboratórios e em farmácias-escolas. Ferramenta importante na prevenção e higienização, o álcool em gel é efetivo na quebra da cápsula de gordura que protege o vírus.
Atuação portuária
Uma normativa estabelece que a tripulação e os passageiros oriundos de embarcações estrangeiras que desembarcarem nos portos do Paraná podem ser abordados por agentes públicos para a averiguação das condições de saúde. Todas as atividades de carga e descarga, por navios, caminhões, ou trens, estão mantidas.
Funcionalismo
Estão suspensas as viagens e deslocamento de todos os servidores estaduais, civis e militares, da administração direta, autárquica e fundacional, e dos contratados temporariamente. Isso inclui os deslocamentos internos, intermunicipais, interestaduais e internacionais. Caso haja necessidade, servidores da Secretaria da Saúde, Polícia Militar, Polícia Civil, Defesa Civil, Departamento Penitenciário (Depen) e da Casa Militar poderão se deslocar.
A partir de segunda-feira (23), estão suspensas as férias e licenças de servidores da Secretaria da Saúde, da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Civil. Aqueles que estão em férias poderão regressar, conforme orientação das próprias pastas.
Foi concedido regime de trabalho remoto a servidores do grupo de risco (acima de 60 anos, com doenças crônicas, problemas respiratórios, gestantes, lactantes). Os que apresentarem quaisquer sintomas do Covid-19 ou regressos de localidades onde o surto tenha sido reconhecido estão em casa desde terça-feira (17), no prazo de 14 dias.
Foram dispensados, sem prejuízo na remuneração, todos os estagiários no âmbito da administração direta, autárquica e fundacional do Estado.
MEDIDAS DA SAÚDE CONTRA O CORONAVÍRUS
Leitos em hospitais para os doentes infectados
O Paraná terá entre 200 e 300 leitos de UTI a mais em relação ao estoque atual, de 1,6 mil leitos de UTI em 61 hospitais. Da rede de urgência e emergência, dez são considerados estratégicos. Em Curitiba, o Complexo Hospitalar do Trabalhador. Nas outras regiões, o Hospital Universitário do Oeste do Paraná, em Cascavel; o Hospital Regional do Sudoeste, em Francisco Beltrão; o Hospital Universitário da Região Norte do Paraná, em Londrina; o Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá; o Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa; o Hospital Municipal de Foz do Iguaçu Padre Germano Lauck; e o Hospital Regional de Maringá; o Uopeccan, em Umuarama; e o Instituto Lucena Sanchez, em Ivaiporã.
Diagnóstico dos casos
Há uma nova metodologia para cadastramento dos laboratórios privados no Sistema Nacional de Laboratórios de Saúde Pública (Sislab). Eles vão ajudar o Estado nos diagnósticos. Uma vez habilitado, o laboratório privado se compromete a informar diariamente ao Centro de Informações Estratégicas e Respostas de Vigilância em Saúde do Estado do Paraná (Cievs) os dados dos exames, inclusive dos casos suspeitos. Amostras de casos grades e ocorrências de óbitos devem ser enviadas ao Lacen imediatamente.
Restrições
A Secretaria de Saúde diminuiu o transporte sanitário de pessoas do Interior para a Capital, com intuito de limitar a ocupação dos hospitais. O trânsito ficará restrito à cardiologia, nefrologia, oncologia e gravidez de alto risco.
A partir de segunda-feira (23), estarão suspensas as cirurgias eletivas, principalmente as bariátricas, para preparar a rede para receber os pacientes do novo coronavírus.
Sentinela
A partir de quinta-feira (19), a vigilância Sentinela incluiu os casos de Covid-19 nas síndromes gripais investigadas no Estado. O sistema de coleta aleatória acontecem em 51 pontos do Paraná.
Prevenção
A orientação é a de adoção de cuidados básicos de higiene para reduzir o risco de contrair ou transmitir infecções respiratórias, como lavar as mãos várias vezes ao dia com água e sabão, incluindo os pulsos, entre os dedos e embaixo da unha, limpar os objetos mais manuseados com álcool em gel, manter os ambientes sempre ventilados e arejados, e cobrir a boca e o nariz com o braço ou um lenço descartável ao tossir ou espirrar. As máscaras devem ser utilizadas apenas por quem já apresenta os sintomas da doença ou tiver contato com pessoas infectadas. É importante não compartilhar objetos pessoais, como toalhas, talheres, canetas e celulares; evitar lugares com muita concentração de pessoas; não tocar o nariz, olhos e boca antes de lavar as mãos e não cumprimentar as pessoas com abraços, beijos e apertos de mão. As informações completas de 
PREVENÇÃOTRANSMISSÃOSINTOMAS e TRATAMENTO estão no site: http://www.coronavirus.pr.gov.br.
Fonte: AEN

Simepar prevê início de outono com temperaturas altas


O outono começa à meia-noite e 50 minutos desta sexta-feira (20) e termina às 18h44 do dia 20 de junho. O Simepar prevê chuva no Norte do Estado. As temperaturas variam entre 13 oC e 33 oC. A mínima deve ocorrer em Guarapuava, Pato Branco e União da Vitória. A máxima será em Foz do Iguaçu. O tempo deve melhorar no sábado, com sol em todas as regiões.

Segundo o meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, o outono paranaense caracteriza-se pela grande variabilidade das chuvas, em sua maioria decorrentes da passagem de frentes frias. “Maio costuma ser mais chuvoso em comparação com abril e junho”, afirma. Os maiores volumes são registrados nas regiões Sudoeste e Oeste. À medida que o inverno se aproxima, as temperaturas diminuem progressivamente. A partir da segunda quinzena de abril, aumenta o risco climático de geadas. “A ocorrência de nevoeiros também é típica da estação, com intensidade e duração variando conforme o padrão de tempo predominante em cada região”, informa Kneib.

A previsão indica que as chuvas seguirão os padrões da climatologia no Paraná. Ao longo do trimestre devem ocorrer os chamados “veranicos” – períodos superiores a dez dias consecutivos sem chuvas.

Este cenário para os próximos meses não favorece a recuperação da umidade perdida devido à estiagem dos últimos 45 dias no Paraná. As temperaturas estarão próximas aos valores médios para a estação. “Em todas as regiões, normalmente o outono apresenta grande amplitude térmica diária, que é a diferença entre a menor e a maior temperatura”, diz o meteorologista.

As primeiras geadas devem ocorrer em abril entre as regiões Central e Sul, em áreas de vales e encostas protegidas do vento. Em maio e junho, as geadas devem atingir todas as regiões. Em alguns dias, as temperaturas serão altas à tarde, entrando em declínio quando ingressarem massas de ar frio de forte intensidade. Os modelos dinâmicos e estatísticos sugerem que não haverá influência dos fenômenos climáticos El Niño e La Niña neste outono.

AGRICULTURA – As baixas temperaturas ocasionadas por massas de ar frio podem afetar o milho segunda safra, principalmente em lavouras implantadas fora do período de semeadura indicado pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático. Quanto mais tarde as lavouras entrarem nas fases de floração e frutificação, mais suscetíveis ficam aos danos e às perdas pelo frio. A irregularidade e a restrição de chuva previstas para o outono também podem prejudicar o milho safrinha. 

O trigo pode ser impactado pela diminuição das chuvas, principalmente nas fases críticas de germinação e emergência das plantas e enchimento de grãos. Geadas fortes na fase de florescimento podem causar redução da produtividade.

Para evitar que toda a lavoura seja prejudicada caso ocorra algum evento climático extremo, como seca ou geada, as pesquisadoras do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná Iapar-Emater, Heverly Morais e Angela Beatriz Ferreira da Costa, orientam os agricultores a respeitarem o Zoneamento Agrícola e escalonarem a semeadura em períodos espaçados de duas semanas.

Por serem extremamente sensíveis às baixas temperaturas, as hortaliças devem ser protegidas em caso de previsão de geadas. As plantações de café também ficam vulneráveis, principalmente as mudas em viveiros e plantas com até dois anos no campo. 

No início de maio, será ativado o Sistema Alerta Geada, que emitirá boletins diários. O serviço mantido pelo Iapar em parceria com o Simepar apresenta sugestões para a proteção dos viveiros e das lavouras cafeeiras recém-plantadas.

Fonte: AEN