terça-feira, 7 de novembro de 2017

Faleceu a senhora Neiva Santana Fiúza, mãe do Sidinei Fiúza (Banana)



Faleceu por volta das 15h00 dessa terça (07), em Curitiba, a senhora Neiva Santana Fiúza, com 80 anos de idade. Seu corpo será velado na Capela Mortuária Santa Cruz em Guarapuava até às 13h00 desta quarta-feira. Em seguida seu corpo será transladado para a Igreja Presbiteriana do Brasil de Turvo. Às 17h00 acontece o sepultamento. 

Á família enlutada as nossas sinceras condolências.

Obras de melhorias afetam abastecimento de água em Turvo

A Sanepar informa que, para dar continuidade às melhorias no Sistema de Abastecimento de Água de Turvo, com intervenção no prolongamento da Avenida Nossa Senhora Aparecida com a PR-466 para implantação de uma nova rede de distribuição de água tratada, precisará interromper o fornecimento de água nesta quarta-feira (8), a partir das 9h. Poderá ser afetada a cidade toda. Os serviços devem ser concluídos até o meio-dia e a previsão é de que o abastecimento normalize no período da tarde, gradativamente.

Só ficarão sem água durante este período os clientes que não têm caixa-d’água no imóvel, conforme recomendação da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A Sanepar sugere que cada imóvel tenha uma caixa-d’água de pelo menos 500 litros. Assim, é possível ter água por 24 horas, no mínimo.

A orientação é evitar desperdícios. A Sanepar conta com a participação de todos!

O Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115, que funciona 24 horas. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula.

Para consultar esta e outras informações, utilize o aplicativo para celular e tablet Sanepar Mobile ou acesse o site da Sanepar:www.sanepar.com.br

Adquira a vacina contra a Febre Aftosa na Coagrotur em Turvo


A Campanha de vacinação contra Febre Aftosa é obrigatória e vai de 1º a 30 de novembro. Vacine todos os bovinos de todas as idades, comprando a vacina na Coagrotur em Turvo, na antiga Associação dos Hotifrutigranjeiros.

A Coagrotur comunica que é necessário levar a carteirinha da ADAPAR e caixa de isopor.

Na Cooperativa Agroindustrial Coagrotur e tem mais de 3,500 itens a disposição de seus clientes.

Na Coagrotur, além do Mercado, você encontra a farmácia veterinária com o melhor preço nos medicamentos da cidade, com atendimento do Veterinário Dimadam. Também conta com uma unidade de recebimento de leite.

Na farmácia veterinária, além de medicamentos, vendemos arames, telas, cordas, ração, sementes, insumos, montarias, botinas, ferramentas, artigos para pesca, produtos para limpeza de ordenhas, e sal mineral.

No mercado disponibilizamos variados gêneros alimentícios, produtos de higiene e limpeza, bebidas, hortifruti e também carnes congeladas.

A Coagrotur fica situada às margens da Rodovia PRC-466, entrada para o Parque Industrial. Fone (42) 3642-1196.

Motorista de carro carregado com cigarro contrabandeado morre em acidente na PR-323


DO G1 - PR (Foto: João Dutra/RPC)

Um jovem de 20 anos morreu em um acidente na PR-323, no trevo de acesso a Doutor Camargo, no norte do Paraná, após bater em um ônibus na tarde desta terça-feira (7).

Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o veículo estava carregado com caixas de cigarro contrabandeado. O carro ficou preso embaixo da traseira do ônibus.

A polícia informou que estava fazendo abordagens de rotina na rodovia quando o jovem, ao avistar as viaturas, passou em alta velocidade. O veículo foi perseguido por alguns quilômetros até que aconteceu a batida no ônibus de transporte de trabalhadores rurais, que cruzava a PR-323.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas Tiago Lima de Alencar morreu no local. No ônibus estavam o motorista e a mulher dele, que não se feriram, segundo a PRE.

A carga de cigarros será encaminhada à Receita Federal em Maringá, no norte do Paraná. A PRE informou que não fará a contagem das caixas.




Movimento do Terço dos Homens completa 03 anos em Turvo


No Domingo, 05 de Novembro de 2017, o Terço dos Homens de Turvo, recebeu a ilustre visita do Seminarista Gilvan Lopes Lima, ele que foi o principal Idealizador e que cariosamente recebeu o título de Pai Fundador, veio especialmente de Curitiba para comemorar juntos o 3° aniversário da fundação do movimento na Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Turvo-PR. 

O movimento que se iniciou com apenas 8 membros, hoje conta com aproximadamente 120 integrantes somente na sede, mais 30 membros na comunidade de Rio Bonito; 15 na Saudade Santa Anita; 10 na Ibema; 10 na Campina das Palmeiras; 80 na Comunidade Maria Mãe da Igreja em Guarapuava e o mais recente fundado há apenas 60 dias e que hoje conta com 30 membros na vizinha comunidade de Cachoeira dos Turcos. O dia de comemoração foi marcado pela Oração de agradecimento conduzida pelo Seminarista Gilvan, e logo após foi servido um delicioso almoço preparado pelo coordenadores do próprio grupo, acompanhado de ótima música tradicionalista também sob responsabilidade dos membros que integram o movimento e na parte da tarde houveram várias partidas de futebol e jogos diversos para descontrair e o momento de cortar o delicioso bolo o qual foi feito também pelos próprios membros que integram o movimento do Terço.


Mais fotos: Clique aqui

Ocorrência de receptação é registrada no Distrito da Palmeirinha


Após denúncia de que dois indivíduos estariam transitando com uma motocicleta na estrada da Vila Rural no Distrito da Palmeirinha portando uma arma de fogo, a equipe localizou autor de furto ocorrido no final do mês de outubro deste ano.

Nesta segunda-feira, durante patrulhamento pela Estrada Rural Cachoeira dos Turcos, a motocicleta denunciada foi localizada, sendo abordados os ocupantes. Durante a busca pessoal, nada de ilícito foi localizado, porém um deles (24) demonstrou certo nervosismo. Diante da suspeita, foi deslocado até a sua residência e, durante busca domiciliar, foram localizadas escondidas duas facas com as mesmas características de um furto ocorrido na Palmeirinha, e ao ser questionado, o autor afirmou ter comprado tais facas de pessoas desconhecidas. Ainda durante as buscas, a convivente do autor indicou o local onde estaria escondida uma caixa de ferramentas, sendo recuperada também uma furadeira/parafusadeira. 

Diante dos fatos, foi entrado em contato com a vítima do furto, o qual confirmou serem de sua propriedade os objetos encontrados, reconhecendo o abordado como sendo um antigo funcionário do local onde teria acontecido o furto. O autor recebeu voz de prisão por receptação e foi encaminhado, juntamente com os objetos recuperados, até a 14ª SDP para as providencias cabíveis.

Fonte: 16º BPM

Ocorrência de moeda falsa é registrada em Boa Ventura


No dia 06 nov. 17, às 14h10min, em patrulhamento pela Avenida Dalzotto, a equipe foi abordada pelo solicitante, o qual relatou que um Fiat Uno, cor prata, com três pessoas, tinha acabado de abastecer cem reais de combustível no posto e pago com uma nota falsa, saindo em direção a rodovia, sentido saída da cidade. Diante dos fatos foram realizadas buscas, sendo logrando êxito em encontrar e abordar o referido veículo.
 Durante busca veicular foram localizadas mais duas notas aparentemente falsas, sendo uma de cem reais e uma de cinquenta reais. Identificadas os passageiros (29 e 19), e o condutor (23). Durante a confecção do boletim, o condutor disse ser o dono das notas suspeitas de serem falsas, disse ainda que pegou essas notas de uma pessoa, a qual fez uma venda de um vídeo game que tinha. 
Disse também que a venda do eletrônico foi negociada nas redes sociais e por isso não sabe a identidade dessa pessoa. Em consulta ao sistema foi verificado que o veículo possui débitos de licenciamento, sendo apreendido e lavradas as notificações pertinentes. Os envolvidos foram encaminhados para a delegacia de Polícia Federal de Guarapuava para os procedimentos cabíveis.

Fonte: 16º BPM

Faleceu em Pitanga, Antonio de Paula


É com pesar que a Funerária Previ Vida comunica o falecimento do senhor Antonio de Paula, com 63 anos de idade. Seu corpo está sendo velado no Salão da Igreja do Rio do Susto - Pitanga. O sepultamento será as 16h00 dessa terça (07).

Á família enlutada as nossas condolências.

Moradores de rua são tratados como praga urbana em Curitiba


número de moradores de rua em Curitiba parece aumentar a cada dia. Sobretudo na região central, é cada vez mais comum ver pessoas vivendo sob marquises, pontos e terminais de ônibus. Para tentarem se livrar do problema, muitos prédios passaram a investir na instalação de pontas de ferro, grades, vasos e até encanamentos, que deixam o chão molhado, evitando que as pessoas fiquem ali.

O pedreiro Milton Alves Filho, que vive nas ruas da capital paranaense, diz que já levou um susto. "Eles esperam você deitar. Quando a gente deita, eles ligam aquela água. É um chuveiro", conta o homem, que se considera vítima de preconceito e humilhação. "Meu Deus do céu, que ser humano que é esse, que tem a coragem de por esses pregos, esses ferros, mandar instalar esses canos que são cheios de furos, para molhar o morador de rua?", questiona.

Por outro lado, quem mora ou trabalha em locais com concentração de pessoas em situação de rua, diz que o problema não reside apenas na quantidade de gente vivendo assim, mas também nas sensações de sujeira e violência que elas trazem.

Em um prédio da Avenida Sete de Setembro, por exemplo, um grupo acampou sob a marquise. Uma moradora da região, que preferiu não se identificar, diz que a situação está insustentável. "O que incomoda é a sujeira, que eles fazem as necessidades na porta do prédio, eles fazem as necessidades na porta da garagem", conta.

Ela diz que reconhece o direito dos moradores de rua. "Eles têm o direito de estar também onde eles querem. Mas eu, olha, eu também me sinto no direito de ir e vir, de sair, de ter segurança, então acho que isso é importante para todo mundo", avalia.

Uma comerciante da região diz que trabalha sempre com as portas trancadas, por segurança. "É uma segurança para a gente estar sempre trancada [a porta], até para os nossos clientes, quando vêm também. A gente sente sempre o cheiro de maconha, de álcool. Eles bebem bastante, fumam bastante", conta.

Para quem vive na cidade, o problema parece sem solução, nem planejamento do Poder Público. Nem o número de gente que mora nas vias públicas de Curitiba é conclusivo. Enquanto a Fundação de Ação Social (FAS) afirma que há cerca de 1,8 mil pessoas morando nas ruas da capital paranaense, a associação que representa os moradores de rua diz que são, pelo menos, 5 mil.

MP é contra equipamentos

O procurador do Ministério Público do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior, diz que a entidade é contra a instalação desse tipo de equipamento nas vias públicas, para a redução dos moradores de rua. "Não é possível se colocar nada na via pública que possa significar um obstáculo à permanência dessas pessoas, em um local que é público", afirma.

A Prefeitura de Curitiba também se posiciona contra os itens. A Fundação de Ação Social (FAS) diz que oferece uma série de serviços para essas pessoas. "Com certeza, não concordamos com isso, porque a nossa política de assistência social é uma política que prima pela dignidade humana, pelo respeito às pessoas", diz a assessora de planejamento da FAS, Roberta Borges Mello.

Ela afirma que a FAS está sempre próxima à comunidade que vive nas ruas, oferecendo ajuda quando necessário. "A equipe vai de manhã. Dependendo da situação, ela volta à tarde ou no dia seguinte... E novamente apresenta o cardápio de serviços que nós temos, tanto da política de assistência social, quanto as outras políticas que fazem parte dessa rede", conta. Veja mais...

Fonte: G1 - PR