sexta-feira, 16 de abril de 2021

Autora de homicídio confessa que matou companheira e enterrou o corpo por não aceitar fim do relacionamento



No final da tarde desta quinta-feira, dia 15, a polícia de Jardim Alegre, região Norte do Paraná, apresentou novas informações sobre a morte da jovem Chopinzinho Carla Casaril, 18 anos, a qual foi morta pela companheira de nome Adriana, na comunidade de Santa Luzia, assentamento 8 de abril.

De acordo com a polícia, a autora disse que o crime aconteceu ainda na noite de quarta-feira, dia 14, quando as duas tiveram um desentendimento depois que a vítima disse que pretendia terminar o relacionamento depois de 2 anos.

Durante a discussão, a autora disse que empurrou Carla, a qual caiu no chão e em seguida ainda com a vítima caída, a acusada pegou uma faca desferiu um golpe contra o pescoço da mesma. Depois disso, a autora pegou um cadarço e tentou enforcar a vítima com a finalidade de matá-la.

Depois de cometer crime, a autora cavou um buraco próximo da casa, enrolou o corpo em um lençol e enterrou a mesma e depois jogou capim por cima para esconder o local onde estava o corpo.

Depois disso, na manhã desta quinta-feira, dia 15, Adriana contou para sua mãe o que havia acontecido, a qual informou à polícia. A autora levou os policiais até o local onde havia enterrado corpo de sua companheira.

A acusada recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia de Ivaiporã e o corpo da vítima foi levado para o IML.

Familiares que moram em Chopinzinho foram até o norte do estado para liberar o corpo de Carla Casaril, o qual deverá ser sepultado no final do dia no cemitério de Chopinzinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade