quinta-feira, 2 de julho de 2020

Indígenas e comunidades tradicionais vão receber 50 mil cestas básicas


A Secretaria da Justiça, Família e Trabalho começa a distribuir na próxima segunda-feira (06) 50 mil cestas básicas para prover a segurança alimentar emergencial de famílias que possuem crianças e adolescentes em vulnerabilidade social. Serão entregues 30 mil para famílias de povos indígenas e de comunidades tradicionais e mais 20 mil para as famílias de pessoas com deficiência.

“Com o isolamento social para evitar a propagação do coronavírus, as escolas e instituições especializadas foram fechadas. O Governo do Estado, que tem um olhar humano para as pessoas em vulnerabilidade econômica e social, demostra uma atitude solidária em não deixar os povos indígenas e comunidades tradicionais desassistidos, já que a grande maioria fazia suas refeições diárias nas instituições de ensino. Vamos atender também pessoas com deficiência”, destaca o secretário da Justiça, Eder Colaço.

A entrega das cestas, segundo ele, complementa a entrega dos kits de merenda escolar a cada 15 dias pela Secretaria da Educação.

Os recursos são do Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e o repasse deliberado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente – Cedca. “O repasse de recursos para o atendimento emergencial de crianças e adolescentes e pessoas com deficiência em situação de vulnerabilidade está em conformidade com o Decreto Estadual nº 4230/2020, que estabelece situação de emergência pela pandemia da Covid-19”, disse a presidente do Cedca, Ângela Mendonça.

Para os povos indígenas e comunidades tradicionais, as cestas serão distribuídas em 189 municípios, com a colaboração dos núcleos descentralizados da Secretaria de Estado da Educação, nas próprias escolas onde estão matriculados os alunos. Todos os estudantes beneficiados já foram cadastrados e serão priorizadas crianças e adolescentes (até 18 anos) de famílias em alta vulnerabilidade econômica e social.

Para as famílias dos portadores de deficiência as cestas serão entregues pelas equipes das escolas especializadas, em conjunto com a Defesa Civil e, quando necessário, com acompanhamento de representantes dos escritórios regionais da secretaria e do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência.

“O encaminhamento das cestas básicas para as instituições especializadas será realizado utilizando como critério o estudo do Departamento de Políticas da Pessoa com Deficiência, que leva em consideração o índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e o índice de propagação do Covid-19 em cada município, capacidade de atendimento das instituições especializadas e equipamentos municipais que disponibilizam os benefícios eventuais”, destacou o chefe do Departamento de Políticas para Pessoas com Deficiência da Secretaria da Justiça, Felipe Braga Côrtes.

Fonte: AEN

Guarapuava chega a 218 casos confirmados de coronavírus



Boa Ventura de São Roque - Boletim atualizado Covid-19



Corre aproveitar as ofertas do Sextou do Real do Suprema Supermercado de Turvo


Paraná ultrapassa 2 mil casos em 24h e bate recorde de mortes



A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (2) número recorde de casos e mortes pela Covid-19. São 2.060 confirmações e 44 pessoas perderam a vida.

O alcance da doença chegou a mais de 90% dos municípios paranaenses. Dos 399, apenas 36 ainda não registram diagnóstico positivo e, em 36%, 147 cidades, já ocorreram mortes pela doença.

Há ajustes de município, exclusão de confirmações e de um óbito detalhados ao final do texto.

O total de diagnósticos confirmados chega agora a 26.024 casos e 693 mortos entre residentes do Paraná, a partir da divulgação dos casos em 12 de março.

Desde o início do monitoramento a Secretaria da Saúde confirmou por dia, em média, 232 diagnósticos positivos em 112 dias. Em relação às mortes, em média, sete pessoas perderam a vida desde o primeiro óbito registrado no Estado, em 27 de março, há 97 dias.

INTERNADOS – 798 pacientes estão internados hoje (quinta-feira). 636 pacientes estão em leitos SUS (220 em UTI e 416 em leitos clínicos/enfermaria) e 162 em leitos da rede particular (61 em UTI e 101 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 741 pacientes internados, 421 em leitos UTI e 320 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

MORTES – A secretaria informa a morte de mais 44 pacientes, e todos estavam internados. São 21 mulheres e 23 homens, com idades que variam de 38 a 92 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 18 de junho a 2 de julho.

Os pacientes que faleceram residiam em Curitiba (15), Colombo (5), Piraquara (4), Cascavel (3), Toledo (2). Um caso em cada um dos seguintes municípios: Araucária, Chopinzinho, Cianorte, Enéas Marques, Fazenda Rio Grande, Guapirama, Ibaiti, Londrina, Lunardelli, Peabiru, Rolândia, Santana do Itararé, São José dos Pinhais, Sengés e União da Vitória. MUNICÍPIOS – 363 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Santo Antônio do Paraíso e São Pedro do Ivaí registraram casos pela primeira vez. Em 147 municípios há mortes pela doença.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria registra 280 casos de residentes de fora. Treze pessoas morreram.

AJUSTES - Alteração de município. Um caso confirmado na data de 22 de junho em Quatro Barras foi transferido para Piraquara. Um óbito confirmado na data de 23 de junho em Francisco Beltrão foi transferido para Marmeleiro.

Exclusão: Um caso confirmado na data de 17 de junho em São Sebastião da Amoreira foi excluído por duplicidade de notificação.

Um óbito confirmado em Rancho Alegre na data de 22 de maio foi retirado do boletim. Após investigação epidemiológica ficou confirmado como morte por outras causas.

A Secretaria da Saúde lembra que os municípios têm critérios diferentes de confirmação de casos e por isso pode ocorrer divergência de número de pacientes. Informa, ainda, que os dados são consolidados na gestão estadual, mas os municípios encaminham as informações para as regionais que repassam para o CIEVS na Sesa.

Segue a lista de fabricantes de testes rápidos validados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) que têm os resultados positivos incluídos no monitoramento do CIEVS:

1. ONE STEP COVID-2019 TEST®️ da fabricante Guangzhou WondfoBiotechCo., Ltda., cujo representante legal no Brasil é a empresa Celer Biotecnologia S/A.

2. MEDTESTE CORONAVÍRUS (COVID-19) igG/IgM da fabricante Hangzhou Biotest Biotech Co. Ltd cujo representante legal no Brasil é a empresa Medlevensohn Com Repres Prod Hosp Ltda.

3. COVID-19 IgG/IgM ECO do fabricante Eco Diagnóstica Ltda-ME, cujo representante legal no Brasil é a empresa Eco Diagnóstica Ltda-ME

4. COVID-19 IgG/IgM BIO do fabricante Quibasa Química Básica Ltda, cujo representante legal no Brasil é a empresa Quibasa Química Básica Ltda.

Confira o informe completo clicando no  link: 

Turvo - Boletim atualizado Covid-19





Temporal afetou 14.392 pessoas em 70 municípios do Paraná


Falta de luz e água, destelhamentos e outros danos em residências estão entre as consequências, no Paraná, do ciclone extratropical que atingiu o Sul do Brasil na terça-feira (30). O mais recente boletim da Coordenadora Estadual da Defesa Civil, publicado às 9h desta quinta-feira (02), mostra que 70 municípios foram atingidos, com 14.392 pessoas afetadas.

As chuvas e ventos fortes danificaram 3.469 residências e destruíram outras 18. Dez casas ficaram destruídas em Janiópolis, quatro em Morretes, duas em Antonina e uma Wenceslau Braz e em Rebouças. Também há registro de 11 pessoas feridas, nove em Ubiratã, uma em Piên e outra em Santa Lúcia, além de 30 pessoas enfermas.

O total de pessoas que ficaram desalojadas no Estado chega a 280, sendo que 250 continuam nesta situação. São aquelas que precisaram deixar suas casas, mas se refugiaram em casas amigos ou parentes. Dos 20 desabrigados, aqueles que precisam ficar em abrigos públicos, 19 permanecem nesta situação.

Pontal do Paraná foi o município em que mais casas ficaram danificadas: foram mil residências, o que afetou 4.014 pessoas e deixou 10 desalojadas e quatro desabrigadas. Em Antonina, além das duas casas destruídas, outras 135 foram danificadas. São 685 pessoas afetadas, seis desalojadas.

Em Ubiratã, 1,2 mil pessoas foram afetadas pela tempestade e vendaval, que danificaram 300 casas e deixaram 40 pessoas desalojadas, nove feridas e uma desabrigada.

MUNICÍPIOS – Os municípios afetados até agora são: Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Antonina, Araucária, Barbosa Ferraz, Bela Vista da Caroba, Boa Esperança do Iguaçu, Campina da Lagoa, Campina Grande do Sul, Campo Mourão, Candói, Cantagalo, Cascavel, Castro, Clevelândia, Contenda, Coronel Domingos Soares, Cruzeiro do Iguaçu, Curitiba, Dois Vizinhos, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, General Carneiro, Guarapuava, Guaratuba, Irati, Janiópolis, Lapa, Laranjeiras do Sul, Lidianópolis, Mandirituba, Manoel Ribas, Maringá, Matinhos, Missal, Moreira Sales, Morretes, Nova Prata do Iguaçu, Palmas, Palmital, Paranaguá, Paula Freitas, Pérola do Oeste, Piên, Pinhais, Pinhão, Piraquara, Ponta Grossa, Pontal do Paraná, Prudentópolis, Quatro Barras, Quitandinha, Rebouças, Reserva, Rio Bonito do Iguaçu, Rio Branco do Sul, Rio Negro, Salto do Lontra, Santa Izabel do Oeste, Santa Lúcia, São Jorge do Ivaí, São José dos Pinhais, Telêmaco Borba, Tibagi, Ubiratã, União da Vitória, Ventania e Wenceslau Braz.

ENERGIA – A queda de árvores e postes nas redes de energia chegou a afetar 1,8 milhão de unidades consumidoras no Paraná, 38% dos clientes da Copel. As equipes de eletricistas da Copel estão desde a terça-feira trabalhando para restabelecer o fornecimento. Até a manhã desta quinta-feira, 140 mil unidades consumidoras estavam sem luz.

As regiões Centro-Sul, Oeste e Leste (RMC e Litoral) permanecem em alerta vermelho por concentrarem a maior parte dos desligamentos, com 83 mil unidades consumidoras sem energia em Curitiba, Região Metropolitana e Litoral; 31 mil sem energia no Centro-Sul e 20 mil sem luz no Oeste.

Curitiba ainda tem 16 mil unidades consumidoras sem energia. Na Região Metropolitana, Campo do Tenente segue com 3 mil desligamentos e Rio Negro com 1,3 mil. Em Mandirituba e Quitandinha, as unidades sem energia diminuíram para 4 mil em cada município. São José dos Pinhais, que foi uma das localidades mais atingidas, está com 10 mil desligamentos (8% em relação ao total de unidades consumidoras na cidade).

Segundo a Copel, o temporal foi um dos eventos mais graves já enfrentados pela companhia em relação aos danos causados na rede. Muitas dessas situações demandam serviços complexos de manutenção, ou até mesmo a reconstrução de parte da rede elétrica.

A previsão de religação varia caso a caso, de acordo com a dimensão das avarias provocadas pelo temporal na localidade em questão e do tipo de manutenção requerida.

ALERTA - A Copel alerta que, em situações com postes quebrados ou fios rompidos, é importante manter uma distância segura. Os desligamentos em circuitos de média tensão, que são os de maior extensão, são automaticamente identificados pela companhia.

Já a falta de luz em trechos menores e situações de risco devem ser comunicadas pelo cliente. A comunicação de falta de luz pode ser feita pelo aplicativo para celulares ou enviando um SMS para o número 28593, com as letras "SL" e o número da unidade consumidora.

Falta de energia também afeta o abastecimento de água

A falta de energia também afetou o abastecimento de água, principalmente em Curitiba e Região Metropolitana. De acordo com a Sanepar, 1,1 milhão de residências ficaram desabastecidas nos municípios da região.

A normalização do abastecimento ocorre de forma gradativa. Portanto, o rodízio previamente programado para esta quinta-feira está suspenso, como ocorreu na quarta-feira. Alguns balneários de Ponta Paraná também ficaram sem água.
A queda de energia comprometeu, ainda, os equipamentos de algumas estações de bombeamento de água de Curitiba. As equipes estão fazendo a manutenção de forma emergencial nesta quinta-feira (02).
Confira os bairros que podem afetados AQUI.

Defesa Civil arrecada doações para famílias atingidas

A Coordenaria Estadual da Defesa Civil iniciou uma campanha para arrecadar produtos para as pessoas afetadas pelo temporal. Estão sendo arrecadados colchões, cobertores e produtos de higiene e limpeza. As doações podem ser entregues em quartéis do Corpo de Bombeiros de todo o Paraná.

Por causa da pandemia, orientação da Defesa Civil é que, no momento de entregar as doações, as pessoas devem utilizar máscaras, manter distanciamento social e também observar os horários para locais que estão com restrições de circulação.

Fonte: AEN

Câmara aprova Projeto de Lei do vereador Eraldo que dispõe sobre atendimento preferencial para as pessoas portadoras de fibromialgia


Na última segunda-feira (29), em Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Turvo, foi aprovado o Projeto de Lei de autoria do vereador Eraldo Mattos, que dispõe sobre atendimento preferencial para as pessoas portadoras de fibromialgia. 

Art. 1º - Será dispensado atendimento preferencial a toda pessoa portadora de fibromialgia, nos estabelecimentos públicos, bancos, lotéricas e todo e qualquer estabelecimento comercial que venha a gerar filas para atendimento. 

Art. 2º - Para o credenciamento de pessoas portadoras de fibromialgia será necessário que as mesmas procedam cadastramento junto a secretaria municipal de Assistência Social: 

§ 1º - Para o cadastramento a pessoa deverá estar acompanhada de laudo médico com os códigos da doença, documentos pessoais e comprovante de residência. 

§ 2º - A carteira/cartão deverá ser confeccionada pela secretaria de Assistência Social, com as especificidades da natureza, para o fim que se destinam, de preferencia em filas de qualquer estabelecimento dentro do município de Turvo. 

§ 3º - O prazo de validade da carteira/cartão deverá ser de acordo com o laudo médico, se permanente ou por tempo determinado. 

Art. 3º - As empresas que procedem a pagamentos terão que incluir as pessoas portadoras de fibromialgia, devidamente credenciadas, em suas filas preferenciais, tais como a de gestantes, idosos, portadores de necessidades especiais e outros. 

Art. 4º - Os portadores de fibromialgia, poderão se utilizar das vagas de estacionamento definidas para portadores de necessidades especiais, tanto em vias públicas como em estabelecimentos comerciais. 

Paragrafo Único – Para utilizar-se das vagas preferenciais, as pessoas deverão colocar em local visível a carteira/cartão, de portador de fibromialgia, para melhor identificação do veículo. 

JUSTIFICATIVA DO VEREADOR: O projeto de lei em questão tem por finalidade incluir no tratamento preferencial, tanto no caso de filas de recebimento ou pagamentos, como nas vagas de estacionamento, para pessoas que sejam acometidas de fibromialgia, seguindo na mesma lide, que vem sendo feita em outras esferas de governo, como é o caso de projeto de lei tramitando no Congresso Nacional de autoria do deputado Boca Aberta e na Assembleia do Estado de autoria do deputado Michele Caputo. 

Também pesquisamos a respeito da doença e pudemos verificar se tratar de sintomas de dor em todo o corpo, principalmente na musculatura, causando também fadiga, dificuldades para dormir, alteração de memoria, ansiedade, depressão e alterações intestinais, o que em muito dificulta a permanência dessas pessoas, por longo período em filas de espera, o que pretendemos com a edição desta lei, para o que solicitamos aos nobres pares, especial atenção ao exposto e ao final a aprovação de tal legislação, para assim podermos levar mais este beneficio a população de nosso município. 

Com a chegada do frio, PRF no Paraná intensifica ações do projeto “Vidas nas Estradas”

As abordagens aos andarilhos acontecem em toda a Região dos Campos Gerais

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em razão das quedas nas temperaturas nos meses de inverno, intensificaram as abordagens aos andarilhos que cruzam a região do Campos Gerais.

Nestas abordagens, além de responderem algumas perguntas como parte de um banco de dados nacional, os andarilhos, que também são conhecidos como “trecheiros” ou “caminhantes”, recebem da equipe policial, um kit de higiene pessoal com toalhas e sabonetes; um kit de prevenção ao Covid-19, contendo máscara e álcool em gel; um par de chinelos, além de um cobertor de casal para conforto térmico.

Os kits foram adquiridos em parceria com a concessionária CCR, os chinelos são confeccionados pelos detentos do Departamento Penitenciário e os cobertores foram doados por uma rede de confecções de Ponta Grossa (PR), que entregou 158 peças para o Projeto Social.

Na segunda fase da campanha, prevista para os próximos dias, entre julho e agosto, também serão distribuídas peças de vestuário aos andarilhos, confeccionadas a partir dos uniformes em desuso das corporações policiais, os quais serão descaracterizados e terão a inserção de uma faixa refletiva, a qual contribui para a visibilidade destas pessoas em situação vulnerável, no esforço para a diminuição dos atropelamentos.

Os uniformes que serão utilizados, provém das corporações policiais que atuam na região de Ponta Grossa, mediante uma parceria firmada entre a PRF, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Departamento Penitenciário.

O Projeto “Vidas nas Estradas” teve início na circunscrição da PRF em Ponta Grossa e está sendo replicado em o Brasil, como modelo de apoio ao público itinerante das rodovias.
Vídeo:
Fonte: PRF
Via: Repórter Kiko de Oliveira

Plano Safra já está disponível na Agência do Sicredi de Turvo


O novo Plano Safra 2020/2021, novidade para esse segmento estratégico que apensar a tudo que estamos vivenciando, o Agro ainda se mantém forte e na ativa para contribuir com o desenvolvimento. Nesse sentido, o Sicredi por ter seu DNA no campo, por ter vindo do Agro, tem esse carinho especial pelo produtor rural.

O Sicredi é especialista em apoiar as diferentes etapas da sua produção. Os recursos do Plano Safra já estão disponíveis, procure seu gerente e confira. 

Ainda não é Associado? Procure Agência mais próxima ou acesse o site www.sicredi.com.br e clique no botão “Abra Sua Conta”.

Agência do Sicredi de Turvo – Fone (42) 3642-2123.


Motocicleta é furtada em Pitanga


Por volta das 13h45min do dia 01 de julho, compareceu a sede da 3ª Cia, uma pessoa , informando que deixou a motocicleta Honda CG 125, placa AXQ-6882 de cor preta, no pátio situado nas margens da PR-466, no dia 29/06/2020 por volta das 10h00min da manhã, e hoje quando chegou de viagem por volta das 07h00min notou a falta da motocicleta. 

Foram fornecidas as imagens e identificado que o furto ocorreu as 01h30min da data de 01/07/2020, sendo cortada uma tela dos fundos do pátio para retirada da motocicleta.


Fonte: PM

Jovem adquire notas falsas pela internet e faz compras no comercio de Santa Maria do Oeste


Por volta das 09h30min do dia 01 de julho de 2020, policiais deslocaram até a Rua Alexandre Kordiak, Centro, onde relatou o senhor, 43 anos, empresário comerciante nesta cidade, o qual passou a relatar a equipe que há aproximadamente nove dias atrás, teria atendido em seu estabelecimento comercial a um homem, 19 anos, o qual comprou dois celulares sendo um marca Lenovo modelo "VAIBE C" de cor preta e um marca LG modelo "K10 2017" de cor prata, onde teria pago em espécie o total de R$745,00 (setecentos e quarenta e cinco reais) nos dois celulares, as quais 23 notas destas sendo de R$20,00 (vinte reais) em notas falsas. 

Diante deste fato o solicitante em conversa com a equipe, foi orientado a fazer um contato com o indivíduo para que o mesmo deslocasse até o destacamento de polícia para resolver a situação das notas falsas, o qual chegou por volta de 09h30min no destacamento e foi identificado por esta equipe policial como sendo a pessoa citada pelo solicitante. 

Em conversa o mesmo em primeiro momento passou a relatar que trabalhava por dia e que teria juntado estas notas de vinte reais, pegando troco em comércios locais e que não tinha conhecimento de ser nota falsa e desconhecia a procedência, negando qualquer envolvimento em ilícitos. 

Porem posterior à algumas perguntas feitas ao mesmo este começou a se contradizer e acabou confessando que há seis meses vem comprando notas falsas e teria comprado de uma pessoa o qual conheceu via aplicativo Facebook. Que fez contato com esta pessoa, não sabendo dizer mais detalhes desta pessoa. 

Relatou ainda que comprou um total de R$4.000,00 (quatro mil reais) em notas falsas pelo valor de R$1.000,00 (mil reais) sendo estas utilizadas no comércio de Santa Maria do Oeste e no distrito de São José, comércio estes de várias modalidades. 

Diante do relato e do fato citado, foi entrado em contato com o delegado da Polícia Federal de Guarapuava, o qual orientou a equipe para que fizesse a apreensão das notas e encaminhasse juntamente o celular aprendido, documentos pessoais até a Polícia Federal de Guarapuava onde posteriormente será instaurado inquérito e as partes serem intimadas para prestarem depoimentos.

Fonte: PM