segunda-feira, 4 de maio de 2020

PRF e Guarda Municipal apreendem dois fuzis e 1,7 tonelada de maconha em Irati

Cães farejadores ajudaram os agentes a localizar a droga, escondida sob o assoalho de um ônibus, abordado na BR-277


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu dois fuzis e 1.744,2 quilos de maconha na tarde desta segunda-feira (4) em Irati, na região centro-sul do Paraná. Acompanhados por cães farejadores, guardas municipais da cidade prestaram apoio durante a ocorrência.

Por volta do meio-dia, os agentes da PRF abordaram um ônibus de turismo, em frente ao posto policial, na BR-277.

Após desconfiar do nervosismo excessivo do motorista, único ocupante do veículo, os policiais rodoviários federais decidiram acionar o Grupo de Operações com Cães da Guarda Municipal de Irati.

Logo foram identificados dois compartimentos ocultos, no assoalho do ônibus, sob parte das poltronas. Além dos tabletes de maconha, foram encontrados dois fuzis calibre 5,56, com quatro carregadores, ambos fabricados nos Estados Unidos.

Os tabletes da droga estavam envolvidos por uma camada de pó de café, o que não foi suficiente para despistar o faro dos cães.

Questionado pelos policiais rodoviários federais, o motorista do ônibus, de 32 anos de idade, disse que saiu de Foz do Iguaçu (PR) e que seu destino final seria Itapema (SC).

Essa apreensão de maconha em Irati é a maior realizada este ano pela PRF na regiões Centro-Sul e Campos Gerais do Paraná. No ranking estadual de 2020, ela ocupa a terceira posição. A maior registrada até agora ocorreu em Palotina, no último dia 17 de abril, quando 8,2 toneladas da droga foram apreendidas, em um depósito.

A PRF registrou a ocorrência na Delegacia da Polícia Federal em Ponta Grossa (PR).

O crime de tráfico de drogas tem pena prevista de cinco a 15 anos de prisão. E o de tráfico internacional de armas de fogo, oito a 16 anos –a pena aumenta em 50% se a arma for de uso restrito, caso dos dois fuzis.

Fonte: Agência PRF

Guarapuava chega a 16 casos confirmados de coronavírus


Saúde confirma 48 novos casos de Covid-19 e mais um óbito


A Secretaria de Saúde confirmou mais um óbito pela Covid-19, totalizando 94 mortes causadas pelo novo coronavírus e 48 novos casos de Covid-19. Agora são 1.562 casos confirmados residentes no Paraná.

O óbito divulgado nesta segunda-feira (04) é de uma residente de Paranavaí. A mulher de 78 anos estava internada e foi morreu neste domingo.

As novas confirmações foram de moradores dos municípios: Amaporã (1), Ampére (2), Campo Largo (1), Cianorte (1), Colombo (2), Curitiba (16), Fazenda Rio Grande (1), Guairaça (1), Guarapuava (1), Londrina (1), Marilândia do Sul (1), Marilena (2), Mirador (1), Paranavaí (6), Ponta Grossa (1), Prado Ferreira (1), Quatro Barras (1), Querência do Norte (1), Santo Antônio do Caiuá (1), São João do Caiuá (2), Tamboara (2), Telêmaco Borba (1) e Terra Rica (1).

No total 135 cidades paranaenses têm casos confirmados da Covid-19.

RECUPERADOS - 1.030 são considerados recuperados, de acordo com os dados dos pacientes que já estão liberados do isolamento social. 560 estão na planilha de acompanhamento e monitoramento da Vigilância em Saúde da Sesa. Os outros 470 são do município de Curitiba, conforme informações consultadas no site da prefeitura em 03 de maio de 2020, às 15h02.

RESIDENTES DE FORA – Pacientes que moram em outros estados e que tiveram o diagnóstico no Paraná são agora 19. Três residentes de fora do Estado foram a óbito.
Consulte o informe completo aqui.

Turvo - Boletim Oficial Covid-19


CLUBE 4X4 TRILHEIROS DE TURVO, DOAM 1.000 UNIDADES DE TOUCAS PARA O HOSPITAL BOM PASTOR


TRITUR EM AÇÃO - O Hospital Bom Pastor por sua Diretora Administrativa e Conselheira de Segurança Bruna Beatriz Moreira, recebeu do CLUBE 4X4 TRILHEIROS DE TURVO a doação de 1.000 unidades de toucas. 

Na oportunidade o Presidente Dr. Eugênio Pereira de Couto, disse que o Clube não se exime de sua responsabilidade Social e que o gesto de solidariedade se deu frente à situação de Pandemia existente, sendo de grande valia que as pessoas ou entidades, que possuem condições, ajudem o nosso Hospital, para que não falte EPI’s, medicamentos e insumos. 

A Diretora Bruna em nome do Hospital, agradeceu a doação e conclamou as pessoas de boa vontade a colaborar, podendo entrar em contato com a administração do mesmo pelo telefone 42 3642 1181.

Feriado deixa saldo de 11 mortes nas estradas do Paraná


Nos quatro dias do feriado prolongado do Dia do Trabalhador, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou 56 acidentes de trânsito, com 65 pessoas feridas e 11 mortos nas rodovias estaduais.

Nas rodovias que cortam o Litoral, houve cinco acidentes e uma morte. O balanço, divulgado nesta segunda-feira (04), compreende as ocorrências entre sexta-feira (1º) e domingo (03).

O Batalhão reforçou as medidas preventivas, com abordagens e fiscalizações ao longo de todo o feriado. Houve atividades nos 56 Postos Rodoviários distribuídos no Estado, com operações para orientar motoristas sobre condutas de direção defensiva para evitar acidentes.

Com o trabalho de combate ao excesso de velocidade, os policiais militares rodoviários fizeram 562 imagens de radar em todo o Estado. Ao todo, foram feitas 1.129 autuações de infração de trânsito.

Já nas fiscalizações de controle de alcoolemia, o BPRv fez 37 exames etilométricos. Durante as abordagens os policiais militares fizeram dois encaminhamentos por embriaguez ao volante, e lavraram três multas. Ainda nas abordagens, as equipes verificaram a condição de veículos e condutores, resultando em 37 veículos removidos ao pátio.

LITORAL – As fiscalizações também foram reforçadas nas rodovias que cortam o Litoral. Os trabalhos foram desencadeados pelo efetivo da 1ª Companhia, nos acessos aos municípios litorâneos.

Durante o feriado, houve cinco acidentes, com cinco pessoas feridas e uma morte. As equipes lavraram 38 autuações de trânsito e seis exames etilométricos, que resultaram em uma prisão por embriaguez ao volante e uma multa pelo mesmo crime.

Polícia Civil abre inscrições para concurso com 400 vagas no Paraná


A Polícia Civil do Paraná (PCPR) abre, nesta segunda-feira (04), o período de inscrições para seu Concurso Público 2020. Os candidatos podem se inscrever até as 17h do próximo dia 02 de junho.

As inscrições podem ser feitas exclusivamente pela internet, no site do Núcleo de Concursos da Universidade Federal do Paraná, que conduz o concurso. São ofertadas 400 vagas para cargos da PCPR: 50 para delegado de polícia, 300 para investigador de polícia e 50 para papiloscopista. 

O concurso é regionalizado e prevê a realização de provas simultâneas para todos os cargos na primeira fase. O início da seleção está previsto para o mês julho.

Mais informações podem ser obtidas em:

Safra de grãos do Paraná deve atingir 41 milhões de toneladas


A estimativa da safra 19/20 divulgada pelo Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento indica que a produção total de grãos no Paraná poderá chegar a 41,6 milhões de toneladas em uma área de quase 10 milhões de hectares.

Esse volume é 16% superior ao da safra 18/19, quando foram produzidas 36 milhões de toneladas.

O relatório comprova uma safra de soja recorde no Estado, próxima a 20,7 milhões de toneladas. Também houve melhora na avaliação do milho de primeira safra. “Além disso, confirma-se uma área próxima de 2,3 milhões de hectares para o milho da segunda safra, com cerca de 14 mil hectares a mais do que indicava o relatório do mês passado”, avalia o chefe do Deral, Salatiel Turra. A safra de grãos de verão mantém-se acima de 24,6 milhões de toneladas.

A estiagem histórica no Paraná, - a baixa precipitação já dura dez meses, segundo o Simepar - deixa os produtores em alerta, ainda que a produção estimada tenha melhorado. “A colheita da segunda safra de feijão, que começa a acelerar, traz uma perspectiva de produção em torno de 334 mil toneladas, menor do que o avaliado anteriormente, como reflexo da seca, já que o feijão é uma cultura muito sensível às variações de temperatura”, diz o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

Com o início da semeadura dos cereais de inverno, consolidou-se uma estimativa de área 6% maior que no ano anterior para essas culturas, com 1,4 milhão de hectares. Se o clima colaborar, o Paraná pode ter uma recuperação da produção, estimada em 4,3 milhões de toneladas, volume 58% superior ao da safra 18/19.

“De maneira geral, o Estado terá uma safra de grãos importante mesmo neste momento de crise profunda, em que outras cadeias enfrentam dificuldades. Os dados mostram que, em que pese a pandemia e a seca, a safra será significativa”, acrescenta Ortigara.

SOJA – O relatório mostra que a colheita da soja está concluída, e a produção atingiu 20,7 milhões de toneladas, volume recorde para o Estado, mesmo com os problemas climáticos no início do plantio. As chuvas, embora reduzidas, foram suficientes para uma boa produção na maioria das regiões. A área de 5,47 milhões de hectares é semelhante à da safra 18/19. Estima-se uma produtividade de aproximadamente 3.800 kg/hectare.

Até agora, 74% da produção está comercializada, um índice expressivo se comparado ao do ano passado, que era de 44%. “A valorização do dólar contribuiu para isso, pois tornou a soja brasileira mais atraente no mercado externo. E a China, nosso maior consumidor, aproveitou esse momento”, explica o economista do Deral, Marcelo Garrido.

Assim como a produção, o preço da soja tem bons indicativos no relatório deste mês. Na semana passada, a saca de 60 kg estava sendo comercializada a R$ 88,00, preço 33% maior do que no mesmo período do ano passado, quando o preço pago ao produtor era de aproximadamente R$ 66,00.

A segunda safra de soja, estimulada pela ampliação do calendário de plantio, de acordo com a Portaria 342/2019, está próxima a 100 mil toneladas numa área de 39 mil hectares.

MILHO PRIMEIRA SAFRA – A colheita da primeira safra está praticamente encerrada e destaca-se por um ganho de 100 mil toneladas sobre a estimativa inicial, impulsionado pela produção acima do esperado em núcleos regionais como Ponta Grossa, Curitiba e Guarapuava. 

A produção está estimada em 3,5 milhões de toneladas em uma área de aproximadamente 353 mil hectares. Apesar de pequena, esta é considerada uma boa safra.

MILHO SEGUNDA SAFRA – A segunda safra de milho, por outro lado, sofreu com os fatores climáticos. A produção está estimada em 12,2 milhões de toneladas em 2,3 milhões de hectares. Apesar do incremento de área, Paraná registrou perda de 5% na estimativa de produção - em torno de 600 mil toneladas, principalmente nos núcleos regionais de Cascavel e Toledo.

De acordo com o técnico do Deral, Edmar Gervásio, a seca é a principal responsável pelas perdas. “Ainda assim, trata-se de um volume expressivo que, considerando as duas safras, soma 15 milhões de

PM de Turvo cumpre mandado de prisão por estupro de vulnerável no interior do município


Na tarde desse domingo (03), a equipe policial recebeu uma denuncia que haveria uma pessoa com mandado de prisão em seu desfavor. 

Diante dos fatos foi deslocado até a área rural na comunidade São Gerônimo, onde foi realizada a abordagem do suspeito de 48 anos, e verificado que em seu desfavor encontra-se mandado de prisão pelo crime de estupro de vulnerável conforme art. 217-a CP, expedido pela vara criminal de Jandaia do Sul. 

Diante deste fato foi conduzido ate carceragem de Guarapuava para os procedimentos.