quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Farmácia Ideal Inaugurou nesta quarta-feira em Turvo


Inaugurou nesta quarta-feira (11) em Turvo, a Farmácia Ideal, que fica localizada em anexo ao Mercado Ideal.

Na Farmácia Ideal você vai encontrar uma linha completa de medicamentos e perfumaria. “Nosso Ideal é sua Saúde e Bem Estar”. 

Venha conhecer a Farmácia Ideal e conferir as novidades e ofertas de inauguração.

A inauguração oficial ocorreu na manhã desta quarta-feira. O atendimento especial segue até às 22h00. 

Atendimento de segunda a sábado das 08h00 ás 22h00. Domingo das 08h00 ás 12h00.

Caso precisar de atendimento fora do horário, basta entrar em contato: WhatsApp (42) 9 9938-6981 – 9 9957-4534.









PCPR prende médicos suspeitos de reaproveitar materiais cirúrgicos


A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu seis médicos urologistas, uma instrumentadora cirúrgica e a secretária de um dos profissionais na manhã desta quarta-feira (11) durante a segunda fase da Operação “Autoclave”. O grupo é suspeito de utilizar materiais cirúrgicos irregulares. Cateteres e outros equipamentos, que deveriam ser descartados após uso único, eram utilizados em até 15 cirurgias.

Durante as buscas em endereços relacionados aos suspeitos, a PCPR apreendeu diversos materiais cirúrgicos descartáveis reaproveitados. Ao todo, foram cumpridos 20 mandados judiciais, sendo oito de prisão temporária e 12 de busca e apreensão, de forma simultânea, no Interior do Paraná e no estado de Goiás. As cidades-alvo da ação no Paraná foram Campo Mourão, Ivaiporã e Francisco Beltrão. Em Goiás, o cumprimento das ordens judiciais ocorrem em Goiânia e Rio Verde.

O delegado Macorin ressaltou que a ação é um desdobramento da Operação “Autoclave”, deflagrada no mês de setembro deste ano, no Interior do Paraná. Na ocasião, a PCPR desmantelou um grupo criminoso envolvido com a adulteração, através de esterilização ilícita, de materiais descartáveis já utilizados por médicos em cirurgias urológicas. “A operação resultou na apreensão de um vasto material reprocessado”, complementa.

Em continuidade às investigações, a PCPR constatou que esses equipamentos cirúrgicos eram vendidos a médicos urologistas do Paraná e Goiás, com claro conhecimento de sua procedência irregular. Os materiais reaproveitados eram utilizados em cirurgias de pacientes particulares, resultando num lucro muito maior aos cirurgiões.

De acordo com Macorin, os materiais que possuem um custo de R$ 1,2 mil eram adquiridos pelos médicos por R$ 250 a R$ 300 e reutilizados muitas vezes. Ressalta-se que todos os equipamentos eram completamente descartáveis e nenhum órgão responsável pela área autoriza esterilização e reuso dos mesmos.

”Os materiais chegavam até os médicos por meio de funcionários de empresas que vendem esse tipo de equipamento para médicos e hospitais”, enfatizou Macorin. Os alvos da ação serão indiciados por associação criminosa, falsidade ideológica de documento particular e adulteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais.

As oito pessoas presas na ação encontram-se à disposição da Justiça.


Fonte: PCPR

Mecânico vestido de mulher é preso ao tentar fazer prova do Detran no lugar da mãe



Um mecânico de 43 anos foi preso ao se vestir de mulher e tentar fazer uma prova prática do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) no lugar da mãe. O crime de falsidade ideológica aconteceu na terça-feira (10) no distrito de Nova Mutum Paraná, a 106 quilômetros de Porto Velho. O suspeito, Heitor Márcio Schiave, usava saia longa e estava maquiado no momento da prisão.

O G1 ligou para a autoelétrica de Heitor, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também tenta contato com a defesa do suspeito e ainda não obteve retorno.

De acordo com a Polícia Militar (PM), uma servidora da comissão examinadora do Detran desconfiou que o homem que fazia a prova não era a mesma pessoa do documento de identidade apresentado aos avaliadores.

O mecânico já estava dentro do carro fazendo a prova de baliza quando outro servidor da autarquia chamou a PM para abordar o suspeito.

Ao chegarem no local da prova do Detran, os policiais constataram que o homem tentava se passar pela mãe e deram voz de prisão a ele.

O suspeito, então, disse aos policiais que a mãe estava no distrito de Triunfo, em Candeias do Jamari (RO), e não sabia da tentativa dele de se passar por ela no exame de direção. O mecânico foi levado à Central de Polícia em Porto Velho.

Segundo a Polícia Civil, Heitor teve o flagrante confirmado e permaneceu preso por ter sido enquadrado nos crimes de estelionato tentado e falsidade ideológica.

Segundo o poder judiciário do estado, o suspeito deve passar por uma audiência de custódia nesta quarta-feira (11).


Compre no Mercado Ideal e concorra aos prêmios da Campanha do 11º Festival de Prêmios da ACET


O Mercado Ideal está participando da Campanha do 11º Festival de Prêmios da ACET – Associação Comercial e Empresarial de Turvo. Além dos prêmios da Campanha da ACET, você comprando no Ideal vai concorrer a vários outros prêmios do Natal Ideal, com sorteio no dia 21 de dezembro, ás 17h00.

Após o dia 21, o cliente continua concorrendo aos prêmios da Campanha da ACET, que serão sorteados no dia 12 de Janeiro: 01 moto 0 km, 02 TVs, 10 vales-compras de R$ 250,00 e 02 vales compras de R$ 500,00. Sorteio será realizado no dia 12 de janeiro.




Policiais receberão bonificação por apreensão de armas ilegais


O Governo do Paraná vai oferecer uma bonificação em dinheiro a policiais civis e militares que apreenderem armas de fogo ilegais no Estado. A medida foi autorizada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em decreto para regulamentar a lei 14.171/03, que instituiu o bônus.

Os valores da bonificação vão variar de acordo com o potencial da arma apreendida. Para armas de fogo de uso permitido, de porte (armas curtas como revólveres e pistolas) ou portáteis (armas longas, como espingardas e carabinas), o valor do bônus será de R$ 500,00. Armas de porte de uso restrito darão direito a bônus de R$ 1 mil, enquanto as portáteis de uso restrito a R$ 1.500,00.

A partir de 2021, haverá uma gratificação para os três batalhões da Polícia Militar e as três delegacias da Polícia Civil que mais apreenderem armas. No final do ano, cada um terá direito a um prêmio adicional de R$ 50 mil, que será vinculado ao seu fundo rotativo.

Até o final desta semana, a Secretaria da Segurança Pública irá publicar resolução detalhando os critérios, documentação e trâmite para pagamento do benefício. O pagamento ao policial deverá ser feito diretamente na folha salarial.

PRÁTICA - A prática de pagamento de bônus por apreensão de armas irregulares já é adotada em diversos estados, como Amazonas, Espírito Santo e Piauí.
“A medida vai melhorar o combate ao crime e o cumprimento de metas e certamente vai ajudar a diminuir ainda mais os índices de criminalidade no Paraná”, afirma o secretário da Segurança Pública, Rômulo Marinho.

O secretário lembra que no primeiro semestre deste ano houve redução de 20% no número de homicídios no Paraná no comparativo com o mesmo período do ano passado.

O balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública também indica queda no número de roubos (-18%), roubo a veículos (-27,4%), roubo a residências (-26,3%), roubo em ambientes públicos (-14,7%) e roubo a comércios (-25,3%) em relação ao primeiro semestre de 2018.

Fonte: PCPR

Neste domingo tem Festa na Comunidade do Sítio Boa Ventura






Paraná tem 2.631 casos de dengue e 10 municípios em epidemia


O boletim semanal epidemiológico divulgado nesta terça-feira (10) pela Secretaria da Saúde do Paraná registra 2.631 casos confirmados de dengue no Estado, 762 a mais que na semana anterior. A Secretaria da Saúde informa que o aumento de 40,77% se deve, principalmente, ao acúmulo de dados de duas semanas por problemas no sistema de informação de algumas Regionais de Saúde.

“É um número preocupante, muitas cidades vivem epidemia de dengue e só com a participação da população vamos reduzir estes casos”, diz o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. Ele destaca que o Governo do Estado faz uma grande campanha de orientação e prevenção, além de atividades como palestras informativas e ações de campo em busca de criadouros em todos os municípios.

“Dengue é uma preocupação latente, crônica. Temos que nos unir. O problema não é do vizinho do lado, ou da frente ou do dono do terreno baldio. O problema é de todos nós. Somente os agentes de combate às enemias distribuídos nos 399 municípios do Estado não conseguem fazer o trabalho de eliminação do criadouros do mosquito Aedes aegypti”, alerta o secretário.

“É preciso eliminar todos os criadouros do mosquito identificados no quintal de casa, no nosso vizinho, no terreno vazio, dentro da repartição pública, da escola, comércio, restaurante. O mosquito não escolhe uma localização específica. Está onde haja pouco acúmulo de água e ele possa fazer a deposição dos ovos”, reforça.

MORTE - A Secretaria da Saúde aguarda para a publicação em boletim a confirmação do segundo caso de morte por dengue no município de Nova Cantu, na região Centro-Oeste.

Uma força tarefa com profissionais da Vigilância da Secretaria da Saúde de Nova Cantu e de municípios vizinhos realiza busca ativa de criadouros. A cidade, com cerca de 7 mil habitantes, tem 283 casos confirmados de dengue. A operação reforça a orientação sobre a limpeza de casa em casa para a eliminação dos focos. Muitos criadouros estão sendo encontrados em fossas e poços desativados, locais que acumulam água parada e, consequentemente, se transformam em grandes criadouros de mosquito.

“No último fim de semana estivemos em Nova Cantu, onde a situação de epidemia é grave, e nos reunimos com o prefeito José Carlos Gomes e servidores, para planejar ações concentradas em forma de mutirão e de conscientização sobre a prevenção em toda a cidade. Ressaltamos que o problema só será resolvido com o envolvimento de todos os moradores removendo os criadouros do mosquito da dengue”, disse Beto Preto.

A Secretaria da Saúde destaca em Nota Técnica( 07/CVIA/DAV) que a utilização de produtos químicos para eliminação do mosquito não é recomendada pelo Ministério da Saúde. O vetor apresenta resistência aos produtos que vinham sendo utilizados e a aplicação fora da recomendação pode provocar danos saúde humana, animal e ao meio ambiente.

DADOS – O boletim semanal destaca que 10 municípios estão em situação de epidemia - dois a mais que no informativo anterior. São eles: Nova Cantu, Quinta do Sol, Inajá, Santa Isabel do Ivaí, Ângulo, Colorado, Floraí, Uniflor, Doutor Camargo e Florestópolis.

A lista de municípios em situação de alerta também aumentou: eram 10 e agora são 14: Lindoeste, Juranda, Douradina, Cianorte, Indianópolis, São Carlos do Ivaí, Flórida, Munhoz de Mello, Leópolis, Uraí, Jesuítas, Diamante do Norte, Paranacity e Sertaneja.

Dois municípios apresentam casos de Dengue Grave, a forma mais complicada da doença, e que normalmente atinge pessoas portadoras de outras comorbidades. São: Nova Cantu, com dois casos, e Foz do Iguaçu, com outros dois casos.

Além disso, outros 13 municípios apresentam 37 casos de Dengue com Sinais de Alerta, indicando que podem evoluir para casos de maior gravidade. Estão nesta lista os municípios de Foz do Iguaçu, Medianeira, São Miguel do Iguaçu, Cascavel, Nova Cantu, Quinta do Sol, Douradina, Santa Isabel do Ivaí, Floraí, Florestópolis, Guaraci, Ibiporã e Londrina.

NOTIFICAÇÕES - O boletim semanal registra 14.608 notificações para a dengue no Paraná. O monitoramento de dados compreende o período de 28 de julho a 06 de dezembro de 2019.

“A campanha veiculada neste momento em todo Paraná, por meio dos veículos de comunicação, redes sociais e distribuição de panfletos, reforça que dengue mata e que é preciso uma mudança de atitude. Quase 73% dos criadouros estão nos domicílios, em recipientes e locais que juntam água; temos que acabar com todos estes focos para evitarmos que mais pessoas fiquem doentes e venham a morrer por causa da dengue”, salienta Beto Preto.

AÇÕES PELO ESTADO - Em todo o Paraná estão acontecendo atividades de orientação e combate à dengue, envolvendo as Regionais de Saúde e as secretarias municipais. Piraquara, realizou ações de orientações junto ao comércio e escolas e envolveu os grupos de capoeira, de percussão e a fanfarra da cidade para chamar a atenção dos moradores.

Bocaiúva do Sul usou o slogan “Um mosquito não é mais forte que um município inteiro” e levou a campanha de combate ao mosquito para as escolas, APAE e comércio; Floraí usou o tema “ Mãos e ação – unidos contra a dengue” para realizar as atividades de combate.

As cidades de Vera Cruz do Oeste, Céu Azul, Nova Aurora, Ibema, Boa Vista da Aparecida, Braganey, Espigão Alto do Iguaçu, Anahy, Formosa do Oeste, Capitão Leônidas Marques, Jesuítas, Iracema do Oeste, Cafelândia, Cascavel, Nova Floresta, Marialva, Munhoz de Mello, Flórida, Carambeí , Almirante Tamandaré, Lapa, Tijucas do Sul e Cerro Azul também promoveram várias ações de orientação, envolvendo arrastão de limpeza, distribuição de panfletos, abordagem de pedestres nas ruas e rodoviárias e palestras.

GRANDE ACRÉSCIMO – O secretário Beto Preto ressalta que o Paraná teve um recuo epidemiológico em dois ou três anos. Um estudo sobre a dengue nos últimos dez anos no Estado, mostrou momentos de maior e menor incidência. “Em 2018 para 2019 já começou a subir e agora, de 2019 para 2020, haverá um grande acréscimo. De agosto a setembro de 2018, foram 108 casos no Paraná. No mesmo período deste ano, já chegam a 1,8 mil casos”, destaca Beto Preto.

“É preciso levar esse assunto para dentro dos clubes de mães, das organizações da sociedade civil, escolas, nas igrejas. A dengue no Paraná pode ter uma curva mais alta neste ano, por isso é preciso a colaboração de todos”.