terça-feira, 9 de julho de 2019

Saúde registra aumento de casos de dengue no Paraná



O Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde do Paraná que monitora a dengue no Estado registra 18.780 casos confirmados da doença, desde agosto do ano passado. São 1.004 casos a mais que a semana anterior, que apontava 17.776 confirmações.

Segundo o Boletim, o número de municípios em epidemia também aumentou, de 81 para 88 nesta situação. As sete cidades que passaram a constar desta relação são Matinhos, Serranópolis do Iguaçu, Cidade do Iguaçu, São Manoel do Paraná, Terra Rica, Nova América da Colina e Sertaneja.

Em sinal de alerta para epidemia são 56 municípios; 4 a mais que na semana anterior. Os municípios são Atalaia, Nova Fátima, Santa Cecília do Pavão e Cambará.

A confirmação de óbitos segue registrando 21 casos no Estado.

CONTROLE VETORIAL - A Diretriz Nacional para a Prevenção e Controle de Epidemias de Dengue do Ministério da Saúde define o controle vetorial como ação de responsabilidade coletiva. “É fundamental a participação da população no combate ao mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti”, diz a coordenadora da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria, Ivana Belmonte. Segundo ela, este apoio se refere, principalmente, à eliminação dos criadouros nos quintais e até dentro das residências.

Pesquisa vetorial feita entre abril e junho deste ano mostra que 329 municípios paranaenses são considerados infestados, ou seja, 82,5% apresentam disseminação e manutenção de vetor nos domicílios.

O Índice de Infestação Predial (IIP) confirma que 77,5% dos imóveis pesquisados apresentaram criadouros e focos do mosquito passíveis de remoção como recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas, entulhos de construção, pneus, vasos de plantas, bebedouros e recipientes para degelo de geladeiras.

O Índice também mostra que 15,77% dos criadouros estão em depósitos ao nível do solo para armazenamento doméstico. O levantamento também detectou criadouros do mosquito transmissor em depósitos de água elevados, plantas, buracos em árvores e em rochas.

Morre aos 57 anos, Luiz Hoflinger, presidente da Sicredi Vanguarda



O presidente da Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ, Luiz Hoflinger, 57 anos, morreu em São Paulo na noite desta terça-feira (9). 

A cooperativa lamenta pela morte e manifesta condolências a familiares e amigos de Hoflinger. 

Nota de pesar:

É com sentimento de luto e pesar que lamentamos o falecimento do Sr. Luiz Hoflinger, presidente da Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ, nesta terça-feira (09/07/2019), aos 57 anos.

Homem de imenso valor, com um grande poder agregador, sempre prestativo, dedicado, ético e apaixonado pela causa cooperativista e mais ainda pela família. 

Manifestamos nossas mais sinceras condolências aos familiares e amigos, rogando a Deus que conforte a todos neste momento de dor e saudade. 

Em meio à consternação, nossos pensamentos estão voltados aos familiares e também aos colaboradores da cooperativa e a todos que o conheciam. 

A família se reserva neste momento delicado e agradece o apoio que tem recebido. 

Sicredi Vanguarda PR/SP/RJ

Acidente entre três caminhões interdita a BR 277, na Serra da Esperança



Um acidente envolvendo três caminhões carregados interditou completamente o trânsito na Serra da Esperança, na BR 277, em Guarapuava.

O acidente ocorreu por volta das 18h45 e envolveu caminhões carregados com areia, malte e milho.

Segundo as primeiras informações repassadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu no quilômetro 304, e deixou três feridos.

A PRF está no local do acidente. A pista está interditada nos dois sentidos sem previsão de liberação. A carga dos caminhões se espalhou pela pista.

De Acordo com a PRF, dois caminhões tombaram e o terceiro está quase tombado. As cargas se espalharam na pista.

Não há previsão de horário de liberação da rodovia.

Fonte: GRmais

Homem é morto a facadas em Palmital


No dia 09 de julho de 2019, por volta das 19h00min, compareceu a sede do 4º Pelotão, o Senhor, o qual passou a relatar que na localidade de Voltaiado, Zona Rural do município, um masculino de 34 anos de idade teria quebrado toda a casa, expulsado todos os seus parentes e matado o seu tio, um senhor de 69 anos de idade com golpes de faca. 

Com base no que foi repassado, a Equipe de serviço de imediato deslocou até o local e constatou o fato, sendo logrado êxito em prender o autor do delito, o qual estava deitado ao lado do corpo da vítima, o qual estava sem vida. 

O autor foi preso e algemado para resguardar a segurança da equipe policial. Foi isolado o local e repassado a ocorrência para a Policia Civil, no local se fez presente um investigador, o qual ficou aguardando a chegada do IML e peritos. 

Ciclista morre após ser atropelado por ônibus, em Guarapuava


Um ciclista morreu após ser atropelado por um ônibus na manhã desta quarta-feira (9), em Guarapuava, na região central do Paraná. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista fugiu do local após o acidente.

O atropelamento aconteceu no cruzamento das ruas Judite Bastos de Oliveira com Aragão de Matos Leão, no bairro Jardim das Américas.

Familiares da vítima relataram que o homem, de 43 anos, era servente de pedreiro e estava indo para o trabalho. Ainda segundo a família, o homem era morador do bairro e passava pelo local todos os dias.

O ciclista chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.

O corpo do homem foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Guarapuava.

Foto: Divonei Ravanello 
Fonte: G1 - PR/RPC Guarapuava

VENDE-SE TERRENO NO CENTRO DE TURVO


Vende-se um terreno de fundos, medindo 13.80 x 20m – 276m², localizado na Avenida Nossa Senhora Aparecida, próximo ao Cartório. 

Para maiores informações entrar em contato pelo fone (42) 9 9955-4478, falar com (Keko).

Ponta Grossa e Guarapuava recebem armas e equipamentos


Unidades prisionais das regiões de Ponta Grossa e Guarapuava receberam armas e rádios comunicadores digitais. A entrega faz parte de um pacote de investimentos que somam R$ 22 milhões. O objetivo é equipar e modernizar o sistema prisional do Paraná.

O investimento total contempla 2,8 mil pistolas, 40 fuzis e 10 caminhões modelo F4000 para o transporte de presos, além de 1,7 mil rádios comunicadores digitais com capacidade de interlocução entre cidades diferentes. O material está sendo distribuídos para todas as regiões do Paraná.

Para o sistema prisional de Ponta Grossa foram destinadas 60 pistolas e 54 rádios comunicadores. Para Guarapuava são 48 pistolas e 25 rádios comunicadores.

De acordo com o diretor do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), Francisco Caricati, embora exerçam uma atividade de alto risco, inclusive em contato com presos de alta periculosidade, o agente penitenciário nunca teve qualquer instrumento de defesa pessoal. “Portanto, nós priorizamos a valorização desse servidor, oferecendo o treinamento necessário e também o armamento na modalidade cautela para uso fora do local de trabalho”, afirmou Caricati.

O vice-diretor do Depen, Thorstein Ferraz, falou sobre a entrega dos primeiros armamentos. “Nesse primeiro momento estamos dando prioridade aos agentes penitenciários que já passaram pelo curso de habilitação em uso e porte de pistola .40, ofertado pela nossa Escola de Formação e Aperfeiçoamento Penitenciário. A intenção é atingir toda a categoria nos próximos meses”, afirmou Ferraz.

A Ótica e Relojoaria Aliança comemora 31 Anos em Turvo e quem ganha o presente é você



A Ótica e Relojoaria Aliança iniciou suas atividades em Turvo no mês de julho de 1988. A empresa já nasceu com espírito empreendedor e uma visão ampla para o futuro, sempre envolvida na comunidade patrocinando diversos eventos e contribuindo com as entidades de todas as localidades do nosso município.

Ótica e Relojoaria Aliança nesses 31 ANOS de existência têm uma bonita história construída com base na integridade, honestidade e pontualidade nos negócios e principalmente nos deveres e obrigações.

Procurando sempre inovar trazendo lançamentos nos diversos produtos e serviços que comercializa, prezando sempre pela mais alta qualidade. 

O lema é ATENDER BEM, sem qualquer tipo de distinção e para isso conta com o empenho de suas colaboradoras.

A Ótica e relojoaria Aliança comercializa joias, relógios, presentes, perfumaria, e óculos de sol e de grau.


Para comemorar os 31 anos, durante o mês de julho, quem comprar na Ótica e Relojoaria Aliança estará concorrendo a:

• 01 super cesta de cosméticos Natura e O Boticario. 

• 01 relógio dourado Condor.

• 01 óculos de sol polarizado.

O sorteio será dia 31 de julho

Avenida 12 de Maio, centro de Turvo. Fone (42) 3642-1288.






Atropelamentos e colisões frontais concentram 50% das mortes em rodovias no Paraná, aponta PRF

Desobediência às normas de trânsito, desatenção, excesso de velocidade, embriaguez e ultrapassagens proibidas foram as principais causas dos acidentes fatais

Metade das mortes registradas nas rodovias federais do Paraná durante o primeiro semestre de 2019 ocorreu em atropelamentos ou em colisões frontais. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que divulgou o balanço semestral de acidentes na manhã desta terça-feira (9).

Entre janeiro e junho deste ano, a PRF registrou 250 mortes em acidentes de trânsito no estado. O número é 8,2% superior ao do mesmo período de 2018, quando 231 pessoas morreram. O total de vítimas feridas permaneceu praticamente estável –oscilou de 4.095 para 4.102. E o número de acidentes atendidos pelos policiais rodoviários federais caiu 10,6%, de 4,1 mil para 3,7 mil.

Os tipos de acidentes com maior letalidade foram atropelamentos (28% das vítimas mortas), colisões frontais (22,6%), colisões traseiras (12,3%), saídas de pista (11,5%), colisões transversais (9,5%) e tombamentos (7%).

Desobediência às normas de trânsito, desatenção, excesso de velocidade, ingestão de bebidas alcoólicas e ultrapassagens malsucedidas foram as principais causas dos acidentes fatais, nessa ordem.

A maioria das mortes foram registradas em situação de pista seca (80,6%), em retas (71,8%), à noite (60,5%) e em trechos de pista simples (50,6%).

Do total de vítimas mortas, 85,1% eram homens. A faixa etária com maior percentual de mortes é a dos 21 aos 30 anos de idade: 21,4% da vítimas.

Entre janeiro e junho deste ano, as equipes da PRF flagraram, no Paraná, 1.739 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas; 9.877 manobras irregulares de ultrapassagem; e 130.677 veículos acima da velocidade máxima permitida.

Ao longo de todo o ano passado, a PRF contabilizou 490 mortes no Paraná. Foi a primeira vez nos últimos nove anos em que o patamar de mortes ficou abaixo de 500.

Até então, o ano menos violento nas rodovias federais paranaenses havia sido o de 2015, quando 583 mortes foram contabilizadas. O pico de vítimas mortas ocorreu em 2012 (855).

Balanço de acidentes em rodovias federais no Paraná:
(1º semestre de 2019)

– 250 mortos;
– 4.102 feridos;
– 3,7 mil acidentes;
– 1.739 motoristas bêbados;
– 9.877 ultrapassagens proibidas;
– 130.677 veículos acima da velocidade;
– 951 crianças sem cadeirinha;
– 4.060 toneladas de excesso de peso.

Texto: Fernando Oliveira/Agência PRF

Infográficos: Maciel Júnior/PRF
Fotos: Arquivo PRF

Fonte: PRF

Faleceu em Turvo, Agênis Vidal de Almeida (Argênio)


Faleceu na madrugada dessa terça-feira (09) o senhor Agênis Vidal de Almeida, conhecido com seu Argênio, com 90 anos. Seu corpo será velado na igreja da Comunidade do Rio do Salto. O sepultamento será hoje ás 18h00, no cemitério do Rio do Salto. 



Informou Funerária SerLuto de Turvo.