sábado, 2 de março de 2019

Motociclista Turvense morre ao se chocar com caminhão em Irati


Um homem morreu após acidente de trânsito na BR-153, em Irati, na noite desta sexta-feira, 1º. Doraci Lopes dos Santos, de 36 anos, conduzia uma motocicleta NXR 150 Bros ES que colidiu frontalmente contra um caminhão Mercedes Benz L 1513, no km 338 +900 metros da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor da moto, com placa de Rio Azul, seguia sentido Irati quando invadiu a pista contrária e atingiu o caminhão. Doraci teve morte instantânea. Já o condutor do caminhão não se feriu.

O Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa recolheu o corpo da vítima que residia em Irati. A Criminalística também foi acionada e esteve no local realizando a perícia. Já o Corpo de Bombeiros de Irati constatou o óbito do motociclista.

A colisão ocorreu ao lado de uma serraria na entrada para o bairro Engenheiro Gutierrez, no perímetro urbano da rodovia, por volta das 19h20.

Segundo informações repassadas ao Blog do Elói, Doraci estava morando a pouco tempo na região de Irati. Em Turvo, ele morava no BNH, mas morou por muitos anos na Colônia Velha Ivaí.

A Funerária Serluto de Turvo, que foi buscar o corpo em Ponta Grossa, informou que o velório será na Capela Mortuária, mas que ainda não tem horário definido, que poderá ocorrer a partir das 20h00 desse sábado.

Com informações da Rádio Najuá



Lula embarca para São Paulo para velório do neto



O ex-presidente Lula embarcou neste sábado, 2, de Curitiba para São Paulo para comparecer ao velório do neto Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos. Por volta das 7, um helicóptero com o petista deixou a sede da Polícia Federal, onde Lula está preso.

A juíza Carolina Lebbos, da 12.ª Vara Federal, autorizou nesta sexta-feira, 1.º, que o ex-presidente fosse à cerimônia. Arthur Araújo Lula da Silva, filho de Sandro Luís Lula da Silva, um dos três filhos do ex-presidente com a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morreu nesta sexta, vítima de meningite meningocócica. Após o pedido da defesa, o processo em que corre a Execução Penal de Lula entrou em sigilo.

Carolina autorizou a participação de Lula no velório, mas ordenou o sigilo sobre os detalhes do deslocamento “a fim de preservar a intimidade da família e garantir não apenas a integridade do preso, mas a segurança pública”.

A força-tarefa da Lava Jato havia se manifestado de forma favorável à ida do ex-presidente ao velório. Logo após a morte do neto, o ex-presidente solicitou autorização à juíza para ir à cerimônia, que deverá ocorrer neste sábado, 2, em Santo André. A magistrada pediu, então, um posicionamento da Operação Lava Jato

Lula foi informado pelo filho Sandro Luis da morte do neto Arthur. O filho de Lula foi autorizado pelas autoridades a conversar por telefone com o
pai.

Fonte: Banda B