terça-feira, 13 de abril de 2021

Paraná registra mais 6.574 casos de Covid-19 e 369 óbitos


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (13) mais 6.574 casos de Covid-19 e 369 óbitos. São números referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam apenas as notificações das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Paraná soma 885.201 casos confirmados e 19.410 mortes pelo novo coronavírus.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de abril (5.299), março (935), fevereiro (95) e janeiro (79) de 2021 e dos seguintes meses de 2020: abril (1), maio (3), junho (5), julho (5), agosto (7), setembro (5), outubro (7), novembro (40) e dezembro (93).

VACINA – O site da Secretaria de Estado da Saúde possui um Vacinômetro atualizado em tempo real à medida que os municípios inserem as doses aplicadas no sistema.

INTERNADOS – Há 2.444 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 internados. São 1.928 em leitos SUS (925 em UTI e 1.003 em clínicos/enfermaria) e 516 em leitos da rede particular (301 em UTI e 215 em clínicos/enfermaria).

Há outros 2.497 pacientes internados, 958 em leitos UTI e 1.539 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria informa a morte de mais 369 pacientes. São 170 mulheres e 199 homens com idades que variam de 27 a 93 anos. Os óbitos ocorreram de 7 de agosto de 2020 a 13 de abril de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Curitiba (71), Londrina (22), Maringá (16), Araucária (14), Rio Branco do Sul (13), Colombo (12), Guarapuava (10), Pinhais (8), Sarandi (8), Cascavel (7), Santa Helena (7), São José dos Pinhais (7), Campo Largo (6), Fazenda Rio Grande (6), Nova Esperança (6), Campina da Lagoa (5), Foz do Iguaçu (5), Jaguariaíva (5), Castro (4), Francisco Beltrão (4), Ibiporã (4), Mandaguaçu (4), Pato Branco (4), Ibaiti (3), Irati (3), Mandaguari (3), Nova Londrina (3), Paranaguá (3), Ponta Grossa (3), Rolândia (3), Telêmaco Borba (3), Toledo (3), Umuarama (3), Assaí (2), Astorga (2), Congonhinhas (2), Guaraci (2), Guaratuba (2), Inácio Martins (2), Itapejara d'Oeste (2), Itaperuçu (2), Marmeleiro (2), Ourizona (2), Pinhão (2), Santa Terezinha de Itaipu (2), Siqueira Campos (2) e Tijucas do Sul (2).

O informe registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Abatiá, Almirante Tamandaré, Antonina, Atalaia, Braganey, Cafeara, Califórnia, Cambé, Capitão Leônidas Marques, Carlópolis, Cerro Azul, Céu Azul, Chopinzinho, Cianorte, Clevelândia, Douradina, Entre Rios do Oeste, Faxinal, Floraí, Floresta, Goioerê, Grandes Rios, Guaíra, Guaraniaçu, Itambaracá, Itambé, Ivaí, Ivaiporã, Jesuítas, Laranjeiras do Sul, Mandirituba, Manfrinópolis, Mangueirinha, Marechal Cândido Rondon, Nova América da Colina, Nova Esperança do Sudoeste, Nova Prata do Iguaçu, Ortigueira, Paiçandu, Paranavaí, Pato Bragado, Piraquara, Pitanga, Planaltina do Paraná, Planalto, Pontal do Paraná, Porecatu, Rancho Alegre d'Oeste, Renascença, Reserva, Ribeirão do Pinhal, Rio Branco do Ivaí, Salgado Filho, Santa Maria do Oeste, Santa Tereza do Oeste, Santo Inácio, São João do Triunfo, Sertanópolis, Terra Boa, Terra Roxa, Tibagi, Tupãssi e Ubiratã.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Secretaria da Saúde registra 5.438 casos de pessoas que não moram no Estado – 118 foram a óbito.

Mais 12 casos de Covid-19 são registrados em Turvo

 


PM prende foragido da Justiça condenado a 76 anos de prisão


Uma ação conjunta do 12º Batalhão e do Centro de Inteligência da Polícia Militar nesta terça-feira (13) resultou na prisão de um homem condenado a 76 anos de prisão em Curitiba. Ele estava foragido do sistema penitenciário há aproximadamente um ano e tem dezenas de passagens por homicídios, tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. No momento da prisão foram apreendidas uma pistola e munições.

O homem já tinha sido preso pela Polícia Militar em 2019 e, segundo a Corporação, é um dos líderes de uma organização criminosa. A fuga dele ocorreu com o rompimento da tornozeleira eletrônica em abril do ano passado, quando foi beneficiado com a concessão de prisão domiciliar por conta da pandemia do coronavírus. A Polícia Militar, que já tinha o histórico criminoso dele, iniciou buscas sobre o seu paradeiro.

“Ele foi preso em um restaurante de luxo, numa ação com o sistema de inteligência. Ele agia na região de Campo Largo e, segundo informações, diversos homicídios que estavam ocorrendo perto da Capital eram devido à ação dele”, disse o comandante do 12º Batalhão, major Marcelo Krainski.

Com ele havia uma pistola de calibre 9mm, 37 munições, carregador, colete balístico, documento falso e uma peruca para ajudar no disfarce. De acordo com a PM, o homem esteve preso na Penitenciária Estadual de Piraquara e já fugiu em outras ocasiões, além de ser alvo de uma tentativa de resgate durante uma transferência.

Polícia Civil de Guarapuava prende homem e impede feminicídio



Em uma ação rápida, a Polícia Civil de Guarapuava prendeu nessa segunda feira (12 de abril), na Vila Bela, em Guarapuava, um homem que pretendida matar uma mulher, com a qual tinha um relacionamento amoroso.

Os policiais chegaram até ele após receber uma denúncia anônima de que um homem em um veículo preto, no bairro Vila Bela, estaria de posse de uma arma de fogo e estaria se dirigindo para a cidade de Quedas do Iguaçu, a fim de matar uma mulher com quem ele teria um relacionamento amoroso.

Investigadores da Polícia Civil foram averiguar a denúncia e abordaram o homem, de 30 anos, e em seu veículo localizaram um revólver calibre 32 com três munições intactas e uma deflagrada.

O suspeito recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil onde permanece a disposição da Justiça.

Boletim semanal da dengue confirma mais 873 casos no Estado


O Paraná registrou 873 novos casos de dengue, segundo o informe semanal divulgado nesta terça-feira (13) pela Secretaria de Estado da Saúde. O total de casos confirmados no período epidemiológico, com início em agosto do ano passado, é de 8.620. Destes, 7.483 são autóctones, indicando que as pessoas se contaminaram no município de residência.

Três pessoas morreram em razão da doença na área de abrangência da 17ª Regional de Saúde, de Londrina. Os óbitos são de meses anteriores, mas tiveram confirmação agora: um foi em janeiro, em Alvorada do Sul, um homem de 70 anos, sem comorbidades; outro óbito foi em fevereiro, em Cambé, um jovem de 18 anos também sem comorbidades, e a terceira morte ocorreu em março, em Londrina, de uma mulher de 52 anos, com hipertensão arterial.

O Estado soma agora 18 óbitos provocados pela dengue neste período.

“O mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti, se prolifera onde tem água parada. Por isso alertamos a população para que fique atenta a estes pontos nos ambientes domésticos. Nunca é demais repetirmos a orientação para não deixar os pratinhos dos vasos acumulando água, não deixar pneus velhos nos quintais e tampar ou telar reservatórios e caixas d’água”, afirmou o secretário de Estado da Saúde Beto Preto.

“O trabalho de remoção de focos realizado pelas equipes de campo da Vigilância Ambiental, em cidades que apresentam incidência elevada de casos por habitantes, nos confirma que os grandes criadouros ainda estão nos ambientes residenciais, em recipientes com água acumulada. Por isso, insistimos nesta recomendação”, destacou o secretário.

MUNICÍPIOS – No Paraná, 22 municípios apresentam casos de dengue com sinais de alarme e outros 11 casos de dengue grave. São 51.599 notificações para a doença distribuídas em 353 cidades.

O Informe mostra ainda que outros 10.471 casos seguem em investigação no Estado quanto à classificação final para a doença.

Publicidade