quinta-feira, 30 de abril de 2020

Comunicado da Paróquia de Turvo sobre horários de missas


Atenção para os horários de missas na Igreja Nossa Senhora Aparecida de Turvo.

Santas missas diárias de segunda á sábado, ás 19h00.

No domingo, serão 04 missas para evitar aglomerações: ás 07h00, 08h30, 17h00 e ás 19h00.

Lembrando que o uso de máscaras é obrigatório.

Guarapuava - Boletim atualizado


Atualização Covid-19: 60 novas confirmações de residentes do Paraná e mais quatro óbitos


A Sesa divulgou o informe sobre pacientes do novo coronarvírus, no total são 1407 confirmações e 86 óbitos residentes do Estado. 915 já são considerados recuperados e estão liberados do isolamento.

A Secretaria de Saúde do Paraná divulgou um novo informe sobre a situação da Covid-19 no estado. Até a quinta-feira (30), 1407 pessoas tiveram confirmado o diagnóstico para o novo coronavírus. Destas, 915 já foram liberadas do isolamento e são, portanto, consideradas recuperadas. Outras 86 pessoas morreram em consequência da Covid-19.

Do total de óbitos de residentes no Estado, as quatro pessoas que morreram nas últimas 24 horas três residiam em Curitiba (dois homens com idade de 80 e 77 anos e uma mulher de 87 anos) e um homem em Foz do Iguaçu (com idade de 42 anos).

MUNICÍPIOS - 131 municípios paranaenses registram casos confirmados. As novas 77 confirmações estão em: Amaporã (1), Apucarana (1), Araucária (1), Cambé (1), Campina Grande do Sul (1), Campo Mourão (1), Cascavel (3), Cianorte (1), Colombo (1), Cruzeiro do Sul (1), Curitiba (11), Fazenda Rio Grande (4), Foz do Iguaçu (3), Guarapuava (2), Guaratuba (1), Ivaí (1), Mandaguaçu (1), Mandirituba (1), Maringá (1), Mirador (2), Morretes (1), Nova Londrina (1), Paranavaí (3), Piraquara (1), Ponta Grossa (1), Santa Isabel do Ivaí (2), Santa Isabel do Ivaí (1), São João do Caiuá (6), Telêmaco Borba (6), Três Barras do Paraná (1) e Umuarama (2).

FORA DO PARANÁ – São 16 confirmações de Codiv-19 e dois óbitos pela doença de residentes de outros estados.

AJUSTES:

Um caso confirmado na data de 18/4 de Boa Vista da Aparecida foi excluído a pedido do município.
Um caso confirmado na data de 22/4 de Cascavel foi transferido para São José dos Pinhais
Um caso confirmado na data de 24/4 de Curitiba foi transferido para Pinhais
Um caso confirmado na data de 21/4 de Querência do Norte foi transferido para Planaltina do Paraná
Um caso confirmado na data de 18/4 de Boa Vista da Aparecida foi excluído a pedido do município.

Confira o informe completo clicando aqui.

Paraná terá safra de pinhão menor este ano


Produto tradicional da época mais gelada (outono/inverno), principalmente na Região Sul do País, o pinhão não será encontrado em grande quantidade no Paraná este ano e, consequentemente, os preços serão superiores aos praticados em 2019. A colheita, venda, transporte e armazenamento estão permitidos no Paraná desde 1.º de abril pelo Instituto Água e Terra (IAT).

“Está liberado desde o início do mês, mas até pouco tempo não se encontrava quase nada de pinhão novo”, disse Dirlei Antonio Manfio, técnico do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, lotado em Guarapuava. Muito diferente do que observou no ano passado. “Portanto, a tendência é confirmar a redução da produção nesta safra”.

O pinhão normalmente é coletado nos campos depois que as pinhas debulham naturalmente em decorrência da maturação. Esse processo possibilita a alimentação da fauna, além da difusão da espécie, pois as sementes são carregadas e espalhadas por animais. Mas há também extrativistas que derrubam as pinhas com auxílio de instrumentos.

VOLUME - Muitas sementes são vendidas diretamente aos consumidores, até mesmo nas beiras de estrada. Por isso, é difícil ter controle total sobre o volume da produção. No ano passado, a estimativa é que o Paraná produziu 4,28 mil toneladas de pinhão. A safra começa em abril e normalmente se estende até junho.

O Centro-Sul do Paraná é a principal região onde estão as araucárias no Estado. O Núcleo Regional da Secretaria da Agricultura de Guarapuava, composto por dez municípios, concentra aproximadamente 37% da produção estadual, o que, no ano passado, representou 1.566 toneladas.

Manfio estimou que, na atual safra, haverá redução entre 15% a 20% na produção de pinhão. Desta forma, na região de Guarapuava, o volume deve chegar a aproximadamente 1.330 toneladas. Segundo ele, o inverno não rigoroso no ano passado, a seca deste ano e a sazonalidade da produção contribuíram para a queda.

Em contrapartida, há elevação no preço do produto. No Centro-Sul, o quilo é vendido por cerca de R$ 4,20 no campo e chega ao consumidor final no mercado varejista, com preço oscilando entre R$ 7,50 a R$ 8,50.

QUALIDADE - Se a produção está baixa, o mesmo não se pode afirmar com relação à qualidade da semente nova recolhida no campo. “Está excelente”, atestou Manfio, um dia depois de ter comprado e experimentado. “O aspecto é muito bom, a semente está saudável e o sabor é dos melhores”.

No entanto, o técnico relatou que, nos supermercados do Centro-Sul, nem sempre é possível encontrar produto com a mesma qualidade. O “atravessador” prefere fazer uma carga fechada e levar para grandes centros comerciais. Em consequência, na região ficam pinhões de qualidade inferior, cujo transporte não é viável economicamente.

As normas estabelecidas pelo órgão ambiental, sobretudo com relação ao início da colheita, têm como objetivo proteger a reprodução da araucária, árvore símbolo do Paraná e sob ameaça de extinção. Além disso, possibilita que as famílias tenham uma renda melhor e a saúde dos consumidores seja preservada com acesso a produto mais maturado.


Em Turvo é grande o número de barracas à beira da PRC-466. Como fazem todos os anos, muitas famílias Turvenses montam suas barracas para venderem pinhão, alimento típico da nossa região. 

Turvo é conhecido como a terra dos pinheirais, que dentre as belezas, possui uma considerável reserva de araucárias, possibilitando dessa forma renda a mais para alguns munícipes nesta época do ano. 

Veja mais informações no Blog do Elói

Estiagem afeta nível dos rios e há risco de racionamento ou rodízio de água em Laranjeiras do Sul e Pitanga

Estiagem afeta nível dos rios e há risco de racionamento ou rodízio


A Sanepar informa que, devido à estiagem que ocorre no Paraná, uma das mais intensas das últimas décadas, o nível de água de rios e poços em todo o Estado está sendo muito afetado. Em algumas regiões já há municípios onde foi necessário implantar sistema de rodízio. O Rio Leão e o Arroio Simões, mananciais de abastecimento do município de Laranjeiras do Sul, e o Rio Ernesto e o poço que abastecem a população de Pitanga, também estão com níveis bastante críticos.

A Sanepar pede que os moradores dessas duas cidades façam uso restrito da água. Há possibilidade de implantação de rodízios em Laranjeiras do Sul e em Pitanga caso a estiagem se mantenha e não ocorram chuvas significativas nas próximas semanas.

Uso inteligente e economia – O uso consciente e racional da água, neste momento, é imprescindível. Água tratada deve ser utilizada, prioritariamente, para alimentação e higiene. Não use água tratada para lavar pisos, carros, calçadas, telhados. Reutilize a água de lavagem das roupas para lavar pisos e tapetes. Reutilize a água de enxágue das roupas para regar jardins e plantas. Adie a lavagem de itens como cortinas e cobertores.

Na rotina diária, reduza o consumo. Ao lavar as mãos, escovar os dentes, lavar a louça e fazer a barba, deixe a torneira fechada e só abra quando necessário. Uma torneira aberta enquanto se escova os dentes, faz a barba ou ensaboa a louça gastar de 20 a 30 litros de água tratada por minuto. Guarde em bacias a água da lavagem de frutas e verduras para reutilizar em outras atividades. Tome banhos mais curtos: um banho de apenas 5 minutos gasta de 70 a 100 litros de água por minuto. Conserte torneiras e encanamentos que estejam vazando. Estima-se que uma torneira gotejando desperdiça de 45 a 100 litros de água por dia.

Imóveis sem reservatório domiciliar tendem a ficar mais tempo desabastecidos quando há falta de água na rede por algum motivo. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) orienta que os imóveis tenham caixa d’água com capacidade de, pelo menos, 500 litros (suficiente para atender à demanda básica de até quatro pessoas por residência).

A orientação é evitar desperdícios. A Sanepar conta com a participação de todos!

O Serviço de Atendimento ao Cliente Sanepar é feito pelo telefone 0800 200 0115, que funciona 24 horas. Ao ligar, tenha em mãos a conta de água ou o número de sua matrícula.

Assessoria Sanepar 

Motorista morre após capotar caminhão em Nova Tebas


Por volta das 20h00 dessa quinta-feira (29), a Polícia Rodoviária de Pitanga atendeu um acidente do tipo capotamento, ocorrido na PRC-487 km 243 + 200m, em Nova Tebas - PR, envolvendo o veículo Volvo FH12 placas de Rondonópolis/MT, conduzido por um senhor de 64 anos, que entrou em óbito no local, a passageira com ferimentos, foi encaminhada ao hospital em Iretama.

Confronto com a PM termina com sete assaltantes mortos em Prudentópolis


Um confronto armado entre Policiais da Equipe ROTAM 4ª Cia de Prudentópolis e Policiais de ROTAM da 8ª CIPM de Irati e assaltantes terminou com 7 óbitos na Localidade de Tijuco Preto, área rural do Município.

De acordo com as primeiras informações 7 assaltantes fizeram um roubo na localidade de Rio D'areia, área rural do município de Prudentópolis, mantendo uma família refém por aproximadamente de 5 horas.

Após o roubo a polícia militar de Prudentópolis foi avisada e pediu apoio para a equipe policial de Irati.

As equipes policiais localizaram os assaltantes em dois veículos na localidade de Tijuco Preto onde teve início uma grande troca de tiros.

Os assaltantes foram feridos e entraram em óbito no local.

Com os indivíduos foram localizados várias armas de fogo, incluindo armas de grosso calibre, colete balísticos e também toucas balaclava.

O confronto aconteceu por volta das 03:30hrs da manhã de hoje, 30/04/2020.

Nenhum Policial ficou ferido no confronto.

Duas viaturas do IML se deslocaram até a localidade de Tijuco Preto para fazer o recolhimento dos corpos. 

Os corpos serão encaminhados para o IML de Guarapuava onde serão identificados.

Com informações: Rádio Copas Verdes FM

Veja a coletiva do Comandante do 16º BPM Cristiano Cubas, onde ele fala da ação CLICANDO AQUI.