quarta-feira, 25 de março de 2020

Paraná reforça pedido para extensão de dívidas dos Estados


O governador Carlos Massa Ratinho Junior reforçou o pedido do Paraná para a suspensão do pagamento das parcelas da dívida com a União por 12 meses, além da ampliação do prazo para a quitação de precatórios. A medida busca concentrar esforços e recursos financeiros no combate ao coronavírus.

Ratinho Junior participou nesta quarta-feira (25) da sessão especial do Fórum dos Governadores, que reuniu 26 chefes de Executivos Estaduais e o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia. Apenas o Distrito Federal (DF) não participou. A reunião foi por videoconferência.

O governador do Paraná destacou que os pedidos já haviam sido feitos ao presidente Jair Bolsonaro na terça-feira (24). Para ele, é responsabilidade dos agentes políticos neste momento apresentar para a sociedade uma solução rápida para amenizar o sofrimento. “Juntos nós entramos nesta crise e juntos nós vamos sair dela”, afirmou Ratinho Junior. As indicações do Paraná foram acatadas pelos demais Estados.

DÍVIDA – O Governo do Estado já conseguiu uma liminar nesta quarta-feira (25) para suspender por 180 dias o pagamento das parcelas da dívida com a União. São cerca de R$ 53 milhões por mês, mais de R$ 300 milhões durante o período estabelecido no despacho. Os recursos serão usados no combate à pandemia do novo coronavírus. Ratinho Junior e os demais governadores defenderam que o prazo seja alongado para 12 meses.

PRECATÓRIOS – O Paraná reforçou ainda o pedido para a extensão da quitação de precatórios. Segundo Ratinho Junior, o Estado pagou R$ 1,7 bilhão em títulos no ano passado, restando mais R$ 7 bilhões a ser quitado até 2024. “Recursos importantes que fazem a diferença no caixa do Estado neste momento, por isso pedimos que o prazo seja prolongado”, disse Ratinho Junior.

CARTA – O encontro desta quarta-feira (25) foi finalizado com uma carta ao governo federal. Os governadores reiteraram a convicção por medidas de isolamento social como forma de diminuir a disseminação do vírus e, assim, garantir que os pacientes possam ser atendidos, sem colapsar o sistema de saúde.

De acordo com os integrantes do fórum, as ações sanitárias são amparadas por recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os governadores reforçaram o pedido por auxílio financeiro da União, especialmente na execução de programas que atendam aos trabalhadores autônomos, informais e pessoas de baixa renda.

Solicitaram ainda apoio do Congresso Nacional para viabilizar medidas que auxiliem os Estados. A carta resgata também pedidos anteriores encaminhados para a União no dia 19 de março.

Fonte: AEN

Turvo contra o Coronavírus





Fonte: Prefeitura de Turvo

Boletim coronavírus: Paraná confirma mais 27 casos


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou mais 27 casos de coronavírus no Paraná nesta quarta-feira (25). 14 homens e 13 mulheres com idades entre 20 e 54 anos são de Curitiba (19), Pinhais (1), Foz do Iguaçu (1), Maringá (1), Ponta Grossa (2), Faxinal (1), Campo Mourão (1) e São Paulo (1) fora do Estado.

O panorama da doença no Paraná é de 97 casos confirmados, 483 descartados e 3.588 em investigação. Nas últimas 24h, a Sesa descartou 286 casos manualmente devido a instabilidade constante do sistema do Ministério da Saúde.

Históricos de viagens e demais informações sobre casos confirmados podem ser verificadas junto às secretarias municipais de saúde.

Até o momento, o Paraná não tem nenhum caso registrado de transmissão comunitária.

DADOS – Todas as notificações pelos serviços de saúde de síndromes respiratórias constam no boletim como casos em investigação.

A medida cumpre a Portaria nº 454/2020, do Ministério da Saúde, que estabelece novos critérios e procedimentos.

Diariamente os serviços de saúde dos 399 municípios do Paraná notificam os atendimentos de síndromes respiratórias via sistema, isso explica o aumento diário significativo nos números em investigação. Porém, nem toda notificação quer dizer que o caso seja considerado como suspeito.

A Portaria do Ministério da Saúde exige a notificação imediata. Após isto, o serviço de saúde municipal, através da análise clínica, define se aquele paciente é um suspeito em potencial e verifica a necessidade, ou não, da coleta de amostra para a realização de testes, ou seja, o número de casos em investigação não significa que todos são considerados suspeitos.

Governo do Paraná reforça cuidados e apoio aos caminhoneiros


O Governo do Estado adotou uma série de ações para facilitar o trabalho dos profissionais do transporte rodoviário de cargas. As medidas são para garantir a saúde dos caminhoneiros, evitar a proliferação do coronavírus no Paraná e garantir o abastecimento de produtos.

Decreto assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior estabeleceu as 33 atividades essenciais que precisam manter o funcionamento mesmo com a orientação para se evitar a circulação. Basicamente, serviços de interesse público. Entre eles está o transporte e entrega de cargas em geral.

Além disso, a normativa prevê que serviços de alimentação como restaurantes e lanchonetes localizados nas rodovias devem permanecer abertos. O mesmo vale para empresas de manutenção dos veículos, como mecânicas, socorros e borracharias.

“Criamos um ambiente favorável para atender esses profissionais neste momento difícil, mostrando que o Paraná se preocupa com essa atividade tão importante para a população”, afirmou o governador.

DESDE O INÍCIO - Secretário da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex reforçou que o Estado está ao lado dos caminhoneiros desde o início da crise do coronavírus no País. Ele contou que entrou em contato com o Ministério da Agricultura para pedir que os pátios de carregamento colaborassem com a distribuição de insumos e alimentação, além de permitir a higienização dos profissionais.

“Fomos prontamente atendidos pela ministra Tereza Cristina. Por determinação do governador Ratinho Junior, defendemos os caminhoneiros desde sempre”, ressaltou o secretário. “Também não fechamos estradas em momento algum”, completou.

PEDÁGIO – O Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER-PR), por sua vez, emitiu ordens de serviço que garantem outros benefícios aos trabalhadores. As praças de pedágio se tornaram centrais sobre o Covid-19, reforçando inclusive as informações sobre locais de alimentação e manutenção dos veículos.

Sandro Alex explicou que a Rodonorte criou um ponto de apoio aos caminhoneiros em São Luiz do Purunã, incluindo atendimento médico. A concessionária administra os trechos entre Curitiba e Apucarana e entre Ponta Grossa e Jaguariaíva.

Já a Caminhos do Paraná, responsável pelas ligações de Ponta Grossa, Araucária e São Luiz do Purunã com Guarapuava, garantiu a isenção do pagamento da tarifa para profissionais da saúde. “Tudo isso sem qualquer ônus para o Paraná”, destacou o secretário.

As concessionárias também disponibilizam álcool gel 70% em postos de serviço ao usuário e praças de pedágio. Ainda por determinação do DER, os locais passam por higienização e desinfecção constantes, assim como os veículos de apoio destinados a ajudar a população.

Medidas adotadas também pela empresa responsável pelo ferry boat na travessia entre Guaratuba e Caiobá, no Litoral do Estado.

PORTO – Já quem entra na faixa portuária, silo público, pátios de caminhões nos Portos do Paraná, em Paranaguá e Antonina, conta com estações de higienização. São pias e banheiros móveis, com sabão antisséptico e álcool em gel para lavagem de mãos.

Estão sendo adquiridos pela Portos do Paraná 20 mil litros de álcool em gel; 144 litros de sabonete de clorexidina 2% (usados em ambientes hospitalares); 5 mil pares de luvas; 10 mil unidades de máscaras cirúrgicas; 21 tendas e cabines elevadas; 200 metros lineares de grade isolamento, 32 chuveiros, 60 pias.

“A comunidade portuária sabe do importante papel que desempenha para servir a população brasileira neste momento de crise”, disse o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia. “Por isso, redobramos os cuidados com quem está na linha de frente e que trabalha, diariamente, para manter o abastecimento de casas, mercados, indústrias e hospitais”, acrescentou.

Detran estende prazos referentes à habilitação, veículos e infrações


Com as unidades fechadas para evitar a propagação do coronavírus no Estado, o Detran-PR vai estender os prazos para renovar a carteira de habilitação vencida, transferência de veículos e recursos de infrações, entre outros serviços. A medida segue a deliberação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

A portaria do Detran-PR estende a renovação, por prazo indeterminado, das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) vencidas desde 19 de fevereiro deste ano. A conclusão dos processos para a primeira habilitação fica adiada para um prazo de 12 a 18 meses.

Os prazos para transferência de propriedade dos veículos estão suspensos. Também ficam interrompidos por tempo indeterminado a suspensão e cassação da CNH, com a dilatação dos prazos para apresentação de defesa, indicação de condutor e recursos de multas.

A maioria dos serviços do Detran pode ser acessada pelas plataformas online, no site www.detran.pr.gov.br, pelo aplicativo Detran InteliGente, disponível para os sistemas Android e iOS, ou pelo pelo telefone 0800 643 7373.

Comunicado importante da Farmácia Super Popular de Pitanga


A Farmácia Super Popular tem um comunicado importante para você trabalhador e trabalhadora de Pitanga e região, todos nós sabemos o momento difícil que o Brasil e o mundo estão enfrentando.

A Super Popular sempre pensando em nossos clientes, mantendo os melhores preços para que você possa economizar ainda mais o seu dinheiro nesse momento de crise.

Na Farmácia Super Popular você encontra remédio barato e de qualidade.

Aqui não tem uma semana de ofertas, é barato sempre.

Afinal você já sabe, remédio barato é aqui.

CONFIRA ALGUNS PRODUTOS:

- ATORVASTATINA CÁLCICA 20 MG C30 COMPRIMIDOS = R$ 21,00 CADA

- BISSULFATO DE CLOPIDOGREL 75MG C28 COMPRIMIDOS = R$ 17,50 CADA

- CARVEDILOL 12,5 MG C30 COMPRIMIDOS = R$ 12,90 CADA

- CETOPROFENO 150 MG C10 COMPRIMIDOS = R$ 16,99

- CIPROFIBRATO 100 MG C 30 COMPRIMIDOS = R$ 16,99

- CLORIDRATO DE CICLOBENZAPRINA 5MG C30 COMPRIMIDOS = 9,90 CADA

- CLORIDRATO DE CICLOBENZAPRINA 10MG C30 COMPRIMIDOS= 11,00 CADA

- DESOGESTREL 75 MCG C28 COMPRIMIDOS = R$14,99 CADA

- DIPIRONA DIPIMED 500 MG 20ML = R$ 2,89 CADA

- FINASTERIDA 5MG C30 COMPRIMIDOS = R$ 29,90 CADA 

- IBUPROFENO GOTAS 100MG/ML C 30ML = R$3,60 CADA 

- LOSARTANA 50 MG C 30 COMPRIMIDOS R$ 4,50

- MONTELUCASTE DE SÓDIO 4MG C30 COMPRIMIDOS= 39,90 CADA

- NIMESULIDA 100 MG C12 COMPRIMIDOS = 3,99 CADA

- POMADA NISTATINA + ÓXIDO DE ZINCO = R$ 10,00

- PANTOPRAZOL SÓDICO 40 MG C28 COMPRIMIDOS = 17,90 CADA

- PARACETAMOL TYLEMAX 200MG C15ML R$ 2,49

- RESFENOL C 20 COMPRIMIDOS 2 CAIXAS POR = R$ 20,00

- ROSUVASTATINA CÁLCICA 20 MG C30 COMPRIMIDOS = R$ 44,90 CADA

- TADALAFILA 5MG C28 COMPRIMIDOS= 29,90 CADA

- TORSILAX C30 COMPRIMIDOS = 12,99 CADA

A Farmácia Super Popular - Rua João Gonçalves Padilha n°261 ao lado da Cliamo.

Telefone para contato: (42) 3646-3146 - Whatsapp (42) 9 8413-0859

Para melhor segurança de todos, estaremos fazendo entrega das 9h00 até 17h00.

Caminhão tomba e pega fogo em Pinhão


Por volta das 18h00 dessa terça-feira (24), a Polícia Rodoviária atendeu um acidente na PR-459, no km 11+100, em Pinhão. 

Conforme a PRE, o caminhão M. Benz com placas de Curitiba estava carregado com piche de asfalto, após tombar o veículo incendiou. 

O motorista foi conduzido com ferimentos leves ao hospital de Pinhão.

Bolsonaro culpa imprensa por pânico e pede final do isolamento para pessoas com menos de 60 anos


Em pronunciamento em rede nacional, o presidente da República, Jair Bolsonaro, culpou a imprensa brasileira por ter criado pânico na população com as notícias veiculadas sobre o coronavírus, além de pedir aos governos estaduais e prefeituras que cessem o isolamento para pessoas com menos de 60 anos.

“Nossa vida tem que continuar, os empregos devem ser mantidos, assim como os sustentos das famílias. Algumas autoridades devem abandonar o terreno de terra arrasada”, apontou Bolsonaro no discurso.

O apontamento do presidente vai contra as recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e também vai em direção oposta às medidas tomadas em diversos países que sofreram com a pandemia, como a China, a Coreia do Sul, as nações europeias e os Estados Unidos.

O presidente também negou em mais uma oportunidade que tenha sido infectado com o coronavírus e afirmou que se tivesse sido contaminado não sofreria com problemas por ter “histórico de atleta” e que a doença seria apenas uma “gripezinha”.

CITAÇÕES À REDE GLOBO

Dentro de seu discurso, Bolsonaro também “alfinetou” em algumas oportunidades a Rede Globo de Televisão. Primeiro citou o pronunciamento do âncora do Jornal Nacional, Willian Bonner, no qual o apresentador pediu calma e tranquilidade ao público brasileiro na edição desta segunda-feira (23).

“Grandes partes dos meios de comunicação espalharam o pavor, como por exemplo a divulgação dos casos de mortes na Itália, que tem uma população e um clima muito diferentes do nosso. Contudo, percebe-se que parte da imprensa mudou seu editorial, pedindo calma. Por isso, parabéns, imprensa brasileira”, disparou Bolsonaro.

Além disso, Bolsonaro tornou a utilizar fala do comentarista da Rede Globo e médico Drauzio Varela para justificar a necessidade de encerrar os isolamentos para pessoas abaixo dos 60 anos. Varela se posicionou na última semana afirmando que o vídeo no qual faz essas recomendações foi divulgado em janeiro, quando as orientações da OMS para o Brasil seguiam esse tipo de cuidados.

Somente nesta terça-feira (24), o Brasil confirmou 12 mortes devido ao novo coronavírus (Covid-19), totalizando 46 óbitos no total. Além disso, 2.201 casos da doença foram confirmados, sendo 58% (1.278) somente na Região Sudeste.

Homem é atingido por tiro enquanto trabalhava em Santa Maria do Oeste


No dia 24 de março, às 11h40min, no Povoado Estrada Da Lagoa o médico informou que deu entrada no posto um senhor que teria se ferido durante a colheita, e depois de analisar o raio x, notou que havia alojado um projétil de arma de fogo. 

Logo em conversa com o senhor, o mesmo afirmou que estava trabalhando e em dado momento escutou um estampido e que estaria ferido na região da cintura e que não sabia informar se era por arma de fogo. 

A vítima não soube afirmar com certeza o que aconteceu. Logo o médico relatou que a vítima iria ser transferida para o hospital para procedimento cirúrgico. 

A equipe policial realizou patrulhamento, sem êxito.

Fonte: PM