domingo, 1 de novembro de 2015

Homem morre afogado na barragem do rio Pedrinho em Turvo.

Por Elói Mattos, com Informações da Polícia Militar de Turvo.

Na tarde de sábado 31 de outubro, às 17h30min, a Polícia Militar de Turvo recebeu uma ligação informando que um homem estava pescando e caiu na água e se afogou na barragem que fica no Rio Pedrinho na localidade de Santinho I, interior do município de Turvo. Diante disso a PM entrou em contato com o corpo de bombeiros de Guarapuava e repassou as informações e foram informados que a equipe de resgate estava efetuando buscas à outra pessoa vitima de afogamento em Guarapuava. Logo em seguida a equipe policial deslocou até a localidade de Santinho para colher maiores informações e fez contato com o irmão da vítima de afogamento, o qual relatou que estavam em quatro pessoas pescando quando ouviram um barulho na água e viram seu irmão teria caído, em seguida tentaram salvar o mesmo, mas não lograram êxito. A equipe repassou ao irmão da vítima os procedimentos que seriam tomados, conforme orientação. As outras pessoas que estavam no local foram identificadas e liberadas.

Na manhã desse domingo e equipe da PM retornou ao local em apoio ao Corpo de Bombeiros que logrou êxito em localizar o corpo do homem vitima de afogamento, acionando o IML, sendo feito o isolamento no local até a chegada do perito da Policia Civil.


O corpo de Valmor Gonçalves de Souza foi recolhido ao IML de Guarapuava. Segundo informações ele era morador de Guarapuava.

Chave Ouro: Em Foz, Guarapuava busca empate no último minuto.


O primeiro jogo da semifinal disputada neste sábado (31), entre Casa Nissei/Foz Cataratas e Poker/Óleo Leve/Guarapuava Futsal, terminou com equilíbrio no placar. O empate em 1x1 deixou a definição do playoff em aberto: quem vencer a partida de volta, no dia 7 de novembro, em Guarapuava, passará à final do Campeonato Paranaense de Futsal, Chave Ouro.

Se houver novo empate no jogo no ginásio Joaquim Prestes, haverá uma terceira partida (provavelmente no dia 14, novamente no Joaquinzão), com a equipe guarapuavana jogando com a vantagem do empate.

O jogo começou equilibrado, com as duas equipes se estudando. Aos poucos, as primeiras chances foram surgindo. Primeiro com Giovanni, do Guarapuava, depois com Papão, do Foz. À medida que o tempo foi passando, as chances ficaram mais claras: Neto, do Foz, quase abriu o placar de voleio, mas a bola foi para fora. Logo depois, Bynho chutou firme, mas o goleiro Ari, do Foz, fez "milagre".

O time de Guarapuava chegou em outras oportunidades, mas o goleiro Ari fez a diferença, parando chutes perigosos de Diego Fávero, Bynho e Mauricinho. Foi aí que o velho jargão popular do "quem não faz toma", se tornou realidade: Rodriguinho encontrou Douglas Jesus livre de marcação, para tocar sutilmente no canto do goleiro Marcão e fazer a torcida iguaçuense explodir nas arquibancadas do Costa Cavalcante: 1x0.

O segundo tempo começou com ainda mais intensidade, com as duas equipes procurando o ataque. Com desvantagem no marcador, os guarapuavanos eram mais incisivos, mas a bola continuava parando nas defesas de Ari. O arqueiro do time iguaçuense também levou perigo em chute que acertou a trave de Marcão. A resposta guarapuavana veio minutos depois, em chute de Deivão que também acertou a trave.

O time de Guarapuava continuava trabalhando bem a bola, mas sem conseguir chegar ao empate. Depois de jogada com a bola de pé em pé, Deivão tocou para fora. Já o Foz levava muito perigo nos contra-ataques, principalmente com Neto, que obrigou Marcão a fazer boa defesa.

Apesar do bom volume, os guarapuavanos não conseguiam quebrar o bloqueio da defesa iguaçuense. O que levou o técnico Banana a colocar Adeírton como goleiro-linha. Na primeira subida ao ataque, Mauricinho desperdiçou, mandando para fora. No contra-ataque do Foz, Adeírton fez a defesa, salvando os guarapuavanos.

A pressão continuou nos instantes finais, enquanto o Foz se segurava como podia, com direito a outro "milagre" do goleiro Ari. Faltando 55 segundos para o fim, Douglas Jesus levou o segundo cartão amarelo, após falta em Márcio, e foi expulso. Na jogada da cobrança da falta, Ari fez duas defesas incríveis. Mas na sequência, o Guarapuava foi com tudo com goleiro-linha e Márcio acertou um chute cruzado para empatar a partida e definir o placar em 1x1.

Confusão

A expulsão de Douglas Jesus, no minuto final da partida, gerou revolta de alguns torcedores que invadiram a quadra do Costa Cavalcante após o apito final. O clima esquentou, com uma confusão generalizada que foi contida pelo policiamento e pelos jogadores das duas equipes.

Veja mais clicando aqui...

Ocorrência policial em Turvo: Atendimento em local de morte no Rio Pedrinho/Turvo.

OCORRÊNCIA ATENDIDA PELA POLÍCIA MILITAR DE TURVO, CONFORME BOLETIM ABAIXO:

ATENDIMENTO A LOCAL DE MORTE (DIA 31/10/2015 ÀS 17:30 Hrs.)
Recebida uma ligação de um morador da localidade de Santinho informando que na barragem que fica no Rio Pedrinho, haviam algumas pessoas pescando no local, e que uma delas teria caído no rio e se afogado. Diante disso a equipe entrou em contato  com o corpo de bombeiros de Guarapuava e foi repassada a situação, sendo informado que a equipe de resgate dos bombeiros estariam efetuando buscas para localizar uma outra pessoa vítima de afogamento em Guarapuava, e no momento não poderiam deslocar devido a falta de pessoal para realizar a busca, e que ficaria para o dia seguinte devido ao horário. Logo em seguida a equipe policial deslocou até a localidade de Santinho para colher maiores informações e fez contato com o irmão da vítima de afogamento, o qual relatou que estavam em quatro pessoas pescando quando ouviram um barulho na água e viram seu irmão teria caído, em seguida tentaram salvar o mesmo mas não lograram êxito. A equipe repassou ao irmão da vítima os procedimentos que seriam tomados, conforme orientação. As outras pessoas que estavam no local foram identificadas e liberadas.


 Homem morre afogado na barragem do rio Pedrinho em Turvo.

Ocorrência policial em Turvo: Maus tratos a animais.

OCORRÊNCIA ATENDIDA PELA POLÍCIA MILITAR DE TURVO, CONFORME BOLETIM ABAIXO:


MAUS TRATOS A ANIMAIS (DIA 31/10/2015 ÀS 10:30 Hrs.)
Recebida uma ligação anônima informando que na avenida 12 de maio, havia um cavalo amarrado em uma arvore e o mesmo apresentava um ferimento na região da perna traseira e que estaria sangrando. Sendo assim a equipe deslocou até o local e localizou o animal, mas não foi constatado o sangramento apenas uma marca que estava avermelhada. Logo após a equipe localizou o proprietário do animal, o qual informou a equipe que a marca que tem no animal seria uma marca de identificação feito dias atrás, mas que o mesmo estaria aplicando um remédio para melhor cicatrização. O proprietário do animal foi orientado á não utilizar o cavalo até que cicatrize totalmente.