terça-feira, 14 de agosto de 2018

Agroleite 2018 reúne principais novidades do mercado

Evento conta com fóruns técnicos, expositores e palestras para visitantes

Nesta semana, entre os dias 14 e 18 de agosto, será realizado na cidade de Castro (PR) o Agroleite 2018. Com o tema “Capital Nacional do Leite”, o evento técnico trará o que há de melhor do setor leiteiro, com a participação de 205 empresas de ramos diferenciados. A expectativa para esta edição é superar os números da edição 2017, que reuniu 62 mil pessoas e movimentou R$ 55 milhões.

As atrações presentes na Cidade do Leite e no Parque de Exposições Dario Macedo incluem palestras, fóruns, desfile de animais e estandes. Uma das marcas confirmadas é a Unium - marca institucional das indústrias das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal - que apresentará seus produtos em dois espaços exclusivos: a Casa Alegra e a Casa Colônia Holandesa.

O primeiro terá, nos cinco dias de evento, programações agendadas para públicos específicos. Para os cooperados e convidados, a Alegra irá servir um almoço preparado pelo chef Dobis. Já para os clientes, o horário reservado será o do Happy Hour, com coquetel dos produtos da marca; e, durante o horário de visitação, o público poderá conferir os produtos da Alegra, disponíveis para venda no local, além da degustação do presunto defumado, copa e salame italiano fatiados, e dos cortes picanha temperada, inglês, copa lombo e linguiça de bacon.

Já na Casa Colônia Holandesa o público poderá conferir os produtos da marca e degustar o leite condensado, o achocolatado e o leite. No espaço também haverá uma área exclusiva para recepcionar clientes e realizar reuniões.

Além disso, a novidade desta edição será a Trilha do Leite, promovida pela Naturalle e direcionada para os visitantes que têm interesse em conhecer todos os detalhes desse setor produtivo. Neste espaço, o público terá acesso a pequenas palestras distribuídas em estações técnicas e à trilha do leite, que mostra o processo desde o início da criação da bezerra, até a industrialização da matéria-prima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário