terça-feira, 26 de maio de 2020

Prorrogada a campanha de vacinação contra gripe em Turvo


A Secretaria Municipal de Saúde prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 05/06/2020

A vacina estará disponível para crianças a partir dos 6 meses até 6 anos; 

Gestantes; 

Mulheres em puerpério (até 45 dias pós parto); 

Caminhoneiros e motoristas do transporte coletivo; 

Adultos de 55 à 59 anos; 

Professores. 

Se você pertence a um desses grupos e ainda não tomou sua vacina, compareça o quanto antes no Posto de Saúde portando a Carteirinha de vacinação.

Neste sábado tem Live Solidária com Pedro Henrique em prol do Hospital Bom Pastor



O Hospital Bom Pastor de Turvo precisa de ajuda da comunidade, pensando nisso, o cantor turvense Pedro Henrique Lisboa, resolveu realizar uma Live Solidária em prol do hospital. Será neste sábado (30), ás 20h30. 

Você pode colaborar fazendo sua doação de alimentos não perecíveis e material de limpeza. 

Se preferir faça uma doação em dinheiro diretamente na conta do hospital no Banco Bradesco – Agência 0945 – Conta corrente 044-2 CNPJ 75.957.431/0001-40.

Link para assistir a Live: www.facebook.com/julio.lisboa


Guarapuava chega a 29 casos confirmados de coronavírus


Sobe para 3.512 o número de casos no Paraná, com 159 óbitos


Subiu para 3.512 o número de casos da Covid-19 no Paraná. O Estado tem 159 óbitos em decorrência da doença. Em informe epidemiológico divulgado nesta terça-feira (26), a Secretaria de Estado da Saúde divulgou mais 182 confirmações e três falecimentos. Um caso que havia sido confirmado em Curitiba foi transferido para outro Estado.

ÓBITOS – Os três pacientes que faleceram pela Covid-19 são dois homens e uma mulher e estavam internados. Uma moradora de Curitiba, de 70 anos, morreu no domingo (24). Um homem que residia em Cascavel, tinha 69 anos, e foi a óbito também no domingo (24). O outro homem, de 18 anos, era morador de Rancho Alegre, faleceu na sexta-feira (22).

MUNICÍPIOS – Agora são 225 cidades paranaenses que têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Em 63 municípios há registro de óbitos pela doença. As novas confirmações são nas cidades de Alvorada do Sul (1), Ângulo (1), Apucarana (3), Arapongas (1), Assaí (1), Campo Bonito (1), Campo Largo (1), Campo Mourão (1), Capitão Leônidas Marques (1), Cascavel (43), Castro (1), Céu Azul (3), Cianorte (1), Corbélia (1), Cornélio Procópio (6), Curitiba (27), Fazenda Rio Grande (3), Foz do Iguaçu (1), Francisco Beltrão (1), Guaraniaçu (2), Guarapuava (1), Guaratuba (14), Ibema (1), Ibiporã (1), Iguatu (1), Imbituva (1), Jacarezinho (1), Jaguapitã (1), Jaguariaíva (1), Lindoeste (1), Londrina (9), Mandirituba (2), Mangueirinha (1), Manoel Ribas (3), Maringá (10), Moreira Sales (1), Palotina (3), Paranavaí (4), Pinhais (3), Ponta Grossa (1), Pontal do Paraná (1), Rancho Alegre (1), Rio Bonito do Iguaçu (1), São João (1), São José dos Pinhais (1), São Mateus do Sul (1), São Tomé (1), Sapopema (3), Sertaneja (2), Tamboara (3), Telêmaco Borba (1), Terra Rica (2), Toledo (1), Umuarama (1) e Uraí (1).

FORA DO PARANÁ – Um morador de Pederneiras, em São Paulo, atendido em Londrina, teve a confirmação da doença. Total de casos fora do Estado é de 55. Um homem de 61 anos, morador de Porto Velho, Rondônia, foi a óbito no dia 24 de maio. No total, cinco pessoas que foram atendidas por aqui, mas não moram no Estado foram a óbito. 

AJUSTES - Um caso confirmado no dia 7 de maio como residente em Curitiba foi transferido para Porto Velho, em Rondônia. Um caso confirmado no dia 21 de maio como residente de Piraquara foi transferido para São José dos Pinhais. Um homem confirmado como residente em Lupionópolis foi transferido para Londrina, no dia 21. E um caso confirmado no dia 24 último como residente em Ibiporã foi transferido para Cascavel.

Confira o INFORME COMPLETO

Campanha DIA C - Cooperar Faz Bem do Sicredi de Turvo



Governo autoriza construção de 15 pequenas usinas hidrelétricas


O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou a lei que autoriza a construção e regularização de 15 empreendimentos hidrelétricos e de geração de energia no Paraná. São duas Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) e 13 Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGHs), que somam 41,45 MW de potência instalada e serão construídas em 19 municípios. Desde o ano passado, o Governo do Estado já autorizou a instalação de 31 usinas desse porte no Estado.

Como a construção de empreendimentos para geração de energia depende do aval da Assembleia Legislativa, o governador chancelou o projeto de lei de autoria do próprio Executivo, que tinha sido aprovado pelos deputados no início de maio. Das 15 usinas, três já estão instaladas e precisavam passar pelo processo de regularização.

O Paraná é um dos estados com o maior potencial energético do País, e as obras de novas PCHs e CGHs podem ser uma boa estratégia para a retomada econômica após a pandemia, afirma Ratinho Junior. “Além do grande potencial, o Paraná detém toda a cadeia produtiva para a construção desses empreendimentos, que geram energia limpa e sustentável”, disse. “São investimentos que não dependem diretamente dos recursos públicos, mas geram muito emprego e renda e serão estratégicos para o aquecimento da economia”, ressalta.

Os empreendimentos aprovados, que já contam com a Licença Prévia ou a Licença de Operação de Regularização expedidas pelo Instituto Água e Terra (IAT), ainda estão sujeitos ao cumprimento das normas ambientais observadas nas legislações municipais, estadual e federal. O projeto também condiciona, para antes da concessão da Licença de Operação, a comprovação do pagamento de indenização das terras e das benfeitorias dos proprietários diretamente atingidos pelos empreendimentos.

As PCHs e CGHs serão construídas nos municípios de Clevelândia, Assis Chateaubriand, Bituruna, Corbélia, Braganey, Iguatu, Candói, Cantagalo, Pinhão, Virmond, Lapa, Porto Amazonas, Assis Chateaubriand, Jesuítas, Palmas, General Carneiro, Mangueirinha, Faxinal e Marilândia do Sul.

PROJETOS – De acordo com a Associação Brasileira de PCHs e CGHs (AbraPCH), com estes 15 novos empreendimentos, existem 40 projetos no Paraná de PCHs e CGHs já aprovados e prontos para serem construídos entre 2020 e 2021. Eles somam 180 MW de potência instalada, R$ 1,2 bilhão em investimentos e podem gerar mais de 10 mil empregos diretos e indiretos.

“Observamos que há um grande esforço por parte do Governo do Estado para permitir que esses projetos saiam do papel. Mesmo com a pandemia, os empresários aguardam apenas a Licença de Instalação para poderem dar início às obras”, explica o presidente do Conselho de Administração da AbraPCH, Pedro Dias.

Além disso, há outros 244 empreendimentos já cadastrados na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que representam investimentos na ordem de R$ 14,5 bilhões e a geração de mais de 100 mil postos de trabalho diretos e indiretos.

LICENCIAMENTO – O Governo do Estado também atua para simplificar o processo de licenciamento ambiental, para dar mais celeridade à construção dos empreendimentos hidrelétricos. No dia 12 de maio, Ratinho Junior participou de uma videoconferência com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, para alinhar esses processos junto com o governo federal.

A proposta é dar mais velocidade ao licenciamento, desatando amarras em questões que competem a decisões de órgãos federais como o Ibama, Funai, Fundação Palmares e o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Além disso, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo está elaborando o Descomplica Industrial, programa que visa desburocratizar os procedimentos ambientais no setor industrial, nos moldes do já lançado Descomplica Rural. O setor energético está entre as prioridades nesse processo, com novas normas de licenciamento para PCHs, CGHs, usinas eólicas, fotovoltaicas, de biomassa e biogás.

Fonte: AEN

Homem sofre sequestro relâmpago em Prudentópolis


No dia 25 de maio de 2020, às 11h50min, compareceu na sede da 4ª Cia  de Prudentópolis um senhor de 68 anos, relatando que foi abordado por dois indivíduos na Rua Rui Barbosa, Centro próximo ao Bombeiro, que o ameaçaram verbalmente e o colocaram em um veículo de cor branca, o qual parecia ser um Astra ou Vectra. 

Ainda segundo o solicitante, os indivíduos fizeram o mesmo deslocar até a sua residência, e entregar certa quantia em dinheiro para os sequestradores. Em seguida os autores liberaram a vítima em frente a uma igreja. 

Relata que as características dos autores seriam dois masculinos de pele clara sendo um mais de idade e o outro mais jovem. Relatou ainda que não visualizou nenhuma arma. A vítima foi orientada quanto aos procedimentos.

Aproveite as Ofertas da Terça e Quarta Verde do Supermercado Suprema de Turvo