sexta-feira, 8 de maio de 2020

Guarapuava - Boletim atualizado


Neste sábado tem Feijoada Beneficente na Igreja Assembleia de Deus de Turvo


Deixe seu sábado mais abençoado e adquira uma deliciosa Feijoada Beneficente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, a partir das 11h00 deste sábado dia 09/05, na rua Eucalina Nunes, 278 você poderá retirar a sua porção de feijoada com acompanhamentos.

O sabor da solidariedade e inigualável. Deus abençoe a todos.

Saúde confirma 1.711 pacientes com Covid-19 e 106 óbitos de residentes do Paraná


A Secretaria de Saúde divulgou mais um informe epidemiológico com dados da Covid-19. Mais 55 confirmações de paciente contaminados com o novo coronavírus aparecem na publicação, somando 1.711 no total. Duas mortes também estão contabilizadas nesta sexta-feira (8), totalizando 106 óbitos.

As duas pessoas que faleceram pela Covid-19 estavam internadas. Uma mulher de 85 anos, residente de Guaíra morreu na segunda-feira (4) e um homem de 60 anos morador de Curitiba que foi a óbito na quarta-feira (6).

CONFIRMAÇÕES – As novas confirmações são nos municípios: Abatiá (1), Almirante Tamandaré (5), Ampére (1), Campina Grande do Sul (1), Campo Largo (1), Colombo (1), Curitiba (8), Foz do Iguaçu (10), Guaraniaçu (1), Guaraqueçaba (1), Jataizinho (1), Londrina (1), Nova Londrina (6), Paranavaí (1), Pato Branco (1), Pinhais (3), Planaltina do Paraná (1), Quitandinha (1), Realeza (2), Ribeirão do Pinhal (3), Santa Isabel do Ivaí (1), São José da Boa Vista (1), São José dos Pinhais (1) e Três Barras do Paraná (2).

DIFERENÇAS DE CONFIRMADOS - O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), que faz parte da Diretoria de Atenção e Vigilância da SESA, contabiliza apenas os casos confirmados com resultados positivos de testes rápidos realizados com o produto do fabricante One Step Test, enviado pelo Ministério da Saúde.

RECUPERADOS – 692 são considerados recuperados, de acordo com os dados dos pacientes da planilha de monitoramento da Vigilância Epidemiológica da Sesa. Os dados de Curitiba, consultados do site da capital mostram outros 518 considerados recuperados.

RESIDENTES DE FORA – Pacientes que moram em outros estados e que tiveram o diagnóstico no Paraná são 23. Uma nova confirmação apareceu no informe desta sexta-feira (8) de um residente de Miracatu, cidade localizada no estado de São Paulo. Entre os confirmados, três pessoas residentes de outros locais morreram em decorrência da Covid-19.

ERRATA:
No informe de quinta-feira (7) estava registrado Aruba como uma cidade do Estado do Pará. O correto, porém, é Aruba no Caribe.

Consulte o informe completo aqui.

Autoescolas poderão retomar aulas teóricas em ambiente virtual


Os Centros de Formação de Condutores (CFC) estão autorizados a realizar aulas técnico-teóricas na modalidade de ensino remoto enquanto durar a emergência de saúde pública decorrente da pandemia de Covid-19.

No entanto, os CFC somente poderão utilizar as plataformas de ensino remoto que estejam devidamente homologadas pelo Detran-PR, as quais devem atender os requisitos de segurança constantes na Deliberação nº 189/2020 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e na Instrução Normativa 002/2020 do Detran Paraná.

A plataforma deve, obrigatoriamente, fazer a validação biométrica facial do instrutor de trânsito e dos candidatos, na abertura e no término da aula, além de monitorar a permanência de ambos na sala virtual durante todo o período.

Para que esta homologação ocorra o Detran-PR publicará uma Instrução Normativa que estabelecerá os requisitos, garantindo assim a integração com as bases de dados oficiais do Detran.

Devido à situação atual em função da pandemia da Covid-19, o Detran/PR está gradativamente retomando os serviços junto aos agentes externos e estudando a melhor forma de fazê-los, tomando as precauções para evitar o contágio do coronavírus. O departamento considera, por exemplo, os pro-cessos de habilitação, como os de Primeira Habilitação e Alteração de Ca-tegoria da CNH para condutores que utilizam veículos como meio de sus-tento ou atuam em serviços essenciais, como o transporte de cargas de alimentos, medicamentos e equipamentos de saúde, entre outros.

AULAS PRÁTICAS - A partir da próxima segunda-feira (11), as autoescolas estão autorizadas a elaborar uma grade de agendamento de aulas práticas de direção veicular, assim como ministrá-las. O exame técnico-teórico para primeira habilitação está autorizado a partir de 18 de maio. No entanto, os agendamentos serão restritos, assim como quantidade de alunos presentes na sala, evitando o contato e mantendo o distanciamento recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Também devem ser usadas máscaras e álcool em gel.

Além disso, a aplicação da prova do Curso de Reciclagem aos condutores que fizeram o curso na modalidade EaD está autorizada também a partir do dia 18. Aprovado na prova do Curso de Reciclagem e tendo cumprido integralmente o período de suspensão da CNH, o condutor poderá retirar a carteira de habilitação na unidade operacional em que entregou o documento para o início do cumprimento da penalidade. 

Os exames práticos de direção estarão autorizados a partir do dia 25 deste mês. Os procedimentos que deverão ser cumpridos quanto à realização das aulas práticas e dos exames, com os devidos cuidados necessários, serão regulamentados e divulgados aos CFC e Unidades Operacionais do Detran.

PRAZOS - As carteiras nacionais de habilitação vencidas desde 19 de fevereiro de 2020 ficam com o prazo de renovação suspenso por tempo indeterminado. A conclusão dos processos para a primeira habilitação continua adiada para um prazo de 12 a 18 meses. 

Os prazos para transferência de propriedade dos veículos também estão interrompidos por tempo indeterminado, a suspensão e cassação da CNH, com a dilatação dos prazos para apresentação de defesa, indicação de condutor e recursos de multas. No entanto, estes serviços já estão disponíveis no portal do Detran para serem realizados digitalmente.

SERVIÇOS ONLINE - No novo Portal do Detran os usuários podem acessar a maioria dos serviços. Confira.

- Renovação da CNH: a solicitação pode ser feita pela internet. A biometria e a foto – obrigatórias no processo de renovação – não serão exigidas. Como medida emergencial, o Detran vai usar as informações já existentes no banco de dados.

- Emissão do licenciamento (CRLV): o documento do veículo também pode ser solicitado on-line. O motorista deve apresentar o CRLV-e (versão digital no celular) ou imprimir o documento em uma impressora comum. O documento está disponível no site do Detran, no portal PIÁ e, ainda, pelos aplicativos Detran InteliGente e Carteira Digital de Trânsito (CDT).

- Serviços de infrações, como identificação de condutor, recurso de infrações para todas as instâncias, recurso para suspensão ou cassação da CNH podem ser feitos digitalmente, direto do portal.

- Permissão Internacional para Dirigir;

- Carteira Definitiva;

- Segunda via da CNH;

- Consulta informações do IPVA;

- Consulta Situação e Débitos do Veículo;

- Consulta Envio da CNH;

- Certidões de veículos;

- Reemissão de guias de CNH;

- Consultar status e pontuação na CNH.

Fonte: AEN

Quatro suspeitos de roubar uma casa morrem após confronto com a PM


Quatro homens morreram e duas mulheres foram presas durante um confronto com a Polícia Militar (PM) em Londrina, no norte do Paraná, nesta sexta-feira (8).

De acordo com a polícia, parte do grupo invadiu uma casa em Ibiporã, que fica a cerca de 30 km de Londrina, amarrou uma moradora em um cômodo e levou eletrodomésticos e eletrônicos do local.

A PM de Ibiporã avisou a polícia em Londrina que localizou dois veículos utilizados pelos suspeitos. Os dois carros foram abordados na Avenida Dez de Dezembro.

Segundo a polícia, durante a abordagem ocorreu a troca de tiros. Os quatro ocupantes de um dos carros morreram no local.

As duas mulheres presas estavam no segundo veículo. A PM disse que uma delas relatou que era dona do carro onde estavam os quatro homens.

Os objetos roubados não foram localizados pela polícia até as 13h.

A PM apreendeu duas submetralhadoras de fabricação caseira e dois revólveres.

Os corpos foram levados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina.

Microcrédito para autônomos, negócios e agricultura é com a Paraná Microcrédito


você que tem um negocio, e está em busca de crédito para apoiar seu negócio, seja qual for, liberamos valores de R$ 1.000,00 (hum mil reais) até R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) que podem ser pagos em até 48 meses ou de acordo com a entrada de dinheiro do seu negócio. Ainda, durante o período de pandemia, o primeiro pagamento pode ser com até 180 dias após a liberação do dinheiro.


Para saber mais procure-nos: 

- Flávio Marcos – Empreendedor e Agente de Crédito 

- Escritório: PR466 km 222 – Anexo a Jr Antigos 

- whatsapp 42.991295427 Link https://whats.link/agcredi

- Fone: 42.36421940

CUMPRIMENTO DE MANDADO JUDICIAL EM TURVO


No dia 07 de maio por volta das 09h30min, compareceu no destacamento policial um senhor de 36 anos, e após consulta no sistema operacional, foi localizado um Mandado de Prisão em seu desfavor, sendo então conduzido o mesmo até a 14º SDP, para os procedimentos.

Estado entrega 9 mil cestas básicas a comunidades tradicionais


Um trabalho conjunto entre a Coordenadoria Estadual da Defesa Civil e a Superintendência Geral de Diálogo e Interação Social (Sudis) está atendendo os povos e comunidades tradicionais do Paraná, que também são impactados pela pandemia do novo coronavírus.

Desde a semana passada, o Governo do Estado está distribuindo 9,4 mil cestas básicas para comunidades quilombolas, indígenas, ciganos, pescadores artesanais, caiçaras e faxinalenses.

A logística para a entrega, que atinge povos e comunidades que vivem em locais mais afastados, também conta com a parceria das coordenadorias regionais e municipais da Defesa Civil, das prefeituras e de empresas como a Adorno Transportes e a Souza Cruz, que disponibilizaram os caminhões que ajudam no transporte dos alimentos. Para chegar às ilhas, por exemplo, é necessário inclusive o uso de barcos.

Neste primeiro momento, foram priorizadas as famílias que são mais vulneráveis, mas a ideia é ampliar a distribuição e também fazer a entrega de equipamentos de proteção individual.

O Grupo de Trabalho dos Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais do Paraná identificou 24 mil famílias que precisam de atendimento emergencial, além de outras comunidades rurais que não são autodeclaradas como povos tradicionais, mas se encaixam nos critérios do grupo.

“Precisamos que as comunidades permaneçam em seu território, por conta do grau de incidência da pandemia. O Estado está dando o auxílio para que elas possam ficar reclusas”, explica o presidente do grupo de trabalho, Denilton Laurindo. “Há inclusive a orientação de fechar as aldeias e territórios para proteger de maneira mais eficaz essa população”, ressalta.

De acordo com ele, a sociedade civil também presta apoio ao Estado para cobrir as necessidades das pessoas em situação de vulnerabilidade. “As entidades estão dentro dos territórios e atuam há muito tempo com os grupos vulneráveis, dando apoio ao trabalho do governo”, diz. “Está havendo uma grande mobilização por parte da sociedade civil, todo mundo preocupado em proteger os povos e comunidade tradicionais, a população em situação de rua e outros segmentos”.

MUNICÍPIOS – Neste primeiro momento, são atendidos 28 municípios que têm territórios de povos e comunidades tradicionais, no Litoral, Vale do Ribeira, Centro e Oeste do Estado.

As cestas básicas estão sendo distribuídas em Cascavel, Guaíra, Terra Roxa, Espigão Alto do Iguaçu, Toledo, Adrianópolis, Bocaiúva do Sul, Cerro Azul, Doutor Ulisses, Antonina, Pontal do Paraná, Guaraqueçaba, Paranaguá, Morretes, São Miguel do Iguaçu, Reserva do Iguaçu, Diamante do Oeste, Itaipulândia, Santa Helena, São Miguel do Iguaçu, Cruzeiro do Iguaçu, Guarapuava, Turvo e Boa Ventura do São Roque.

ENTIDADES – Outra frente de atuação da Sudis será junto com entidades que atendem a população em situação de rua, os catadores de materiais recicláveis e a comunidade LGBT. O trabalho será feito com apoio da Superintendência Geral de Ação Solidária. “Estamos organizando os cadastros dessas entidades para estender o auxílio emergencial, distribuindo cestas básicas ou alimentos prontos”, afirma.

AUXÍLIO FEDERAL – Além disso, por intermédio da Casa Civil, o governo federal repassou cerca de 25 mil cestas básicas para serem distribuídas entre povos indígenas, quilombolas e outras comunidades tradicionais do Paraná. A compra foi feita pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e a Funai já começou a distribuir nas terras indígenas, com apoio do Governo do Estado.

“Agora, estou em contato com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos para buscar recursos para as mulheres trans e profissionais do sexo em situação de rua, que também estão em situação de vulnerabilidade”, explica a assessora da Casa Civil, Goretti Bussolo. “É um pedido de urgência, mas antes das entregas todos os itens precisam ser higienizados, para garantir a segurança de quem vai receber as cestas”, disse.


Governo decreta situação de emergência hídrica por causa da estiagem



O agravamento da estiagem no Paraná fez o Governo do Estado a decretar situação de emergência hídrica por 180 dias. O decreto foi assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (07). A medida busca agilizar processos e evitar que a população possa ficar sem água por um longo período.

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), o déficit de chuvas atingiu o Estado de forma generalizada em abril, variando entre 30% a 90% dependendo da região.

O texto do decreto 4.626/2020 regulamenta e dá respaldo às empresas de água que atuam no Estado para tomar medidas de racionamento, equilibrando a distribuição entre todos os consumidores e regiões. Fica permitido rodízio no abastecimento por até 24 horas. Além da Sanepar, consórcios municipais e uma empresa privada prestam o serviço no Paraná.

“O Paraná atravessa a estiagem mais forte dos últimos 30 anos. Esse decreto permite ganhar agilidade nas ações por parte do Governo do Estado. Precisamos da consciência de todos para evitar o desperdício”, ressaltou Ratinho Junior. “Com todos colaborando, não vai faltar água para ninguém”, acrescentou.

Ainda segundo a normativa, a Secretaria da Agricultura e Abastecimento ficará encarregada de implementar medidas de apoio aos agricultores visando a eficiência no uso da água nas atividades agropecuárias. Entre elas, está a restrição de captação de água.

FSCALIZAR - Caberá tanto ao Instituto Água e Terra (IAT) quanto à Polícia Militar fiscalizar o cumprimento das medidas e, se necessário, aplicarem as penalidades cabíveis. “Infelizmente o Paraná vem enfrentando, junto com a pandemia do novo coronavírus, a estiagem. E para amenizarmos essa situação e dar celeridade às necessidades para esse enfrentamento foi editado esse decreto. A intenção é amparar a população paranaense da melhor forma possível”, afirmou o chefe da Casa Civil, Guto Silva.

GRUPO DE TRABALHO – O decreto prevê, também, que um grupo de trabalho será criado para orientar e agilizar as tomadas de decisão durante o período em que vigorar a situação de emergência hídrica. Além da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento e da Polícia Militar, terá representantes da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Turismo; Defesa Civil; Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar); Associação dos Serviços Municipais de Água e Esgoto (Assemae); e Fórum Estadual de Comitês de Bacias Hidrográficas.

SECA – Levantamento mais recente do Simepar revelou que há um déficit acumulado de chuvas para a região de Curitiba de -43,1%, Ponta Grossa (-40%), Guarapuava (-47,2%), Foz do Iguaçu (-34,7%), Cascavel (33,8%), Umuarama (-31,1%), Litoral (-22,7%), Maringá (-15%) e para Londrina, também de -15%. No geral, segundo o instituto, observa-se um acumulado negativo de pluviosidade de aproximadamente - 30% no Paraná.

O Simepar alerta, ainda,que o período de estiagem no Estado deve se estender pelo menos até setembro, criando um cenário de seca ao logo do outono e do inverno. Com isso, os mananciais levarão ainda mais tempo para recuperar as condições normais de abastecimento.

Outro ponto é que a própria climatologia de precipitações do Paraná aponta para valores menos significativos de chuva nos meses do outono e inverno.

Exames descartam morte por Covid-19 em Guarapuava


A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná descartou que tenha ocorrido uma morte por Covid-19 em Guarapuava. Em nota encaminhada à imprensa, recebida pela Rádio Cultura, a secretaria é categórica: “O caso (óbito) foi descartado para Covid-19 após a investigação laboratorial e epidemiológica junto à Regional de Saúde”. A nota afirma ainda que “Foram feitos dois testes (PCR - padrão ouro/Lacen) , em tempo oportuno, que deram negativo para Covid-19”.

Mesmo com a informação do estado a Prefeitura mantém o óbito em um boletim diário de acompanhamento de casos do Covid-19 na cidade . A assessoria do Secretário de Saúde, Celso Góes, foi procurada e informou que ele falaria sobre o assunto em uma transmissão ao vivo em rede social. No entanto, até agora nenhuma explicação foi dada sobre o assunto.

O teste feito pelo Estado é considerado mais preciso, diferente do teste rápido, usado pela Prefeitura para divulgar que a causa da morte foi infecção por Coronavirus. 

A morte que o município afirma ter sido causada por Covid ocorreu em 21 de abril. Trata-se de um homem de 68 anos que tinha doenças pré-existentes. Ele esteve internado no Hospital São Vicente de Paulo. Na época a prefeitura afirmou que dois testes rápidos foram feitos, um no hospital e outro pela Secretaria Municipal de Saúde.

Publicidade