sábado, 22 de agosto de 2020

Boletim registra 2.249 novos casos de coronavírus e 32 óbitos


A Secretaria de Estado da Saúde confirma neste sábado (22) 2.249 novos casos de Covid-19 e mais 32 óbitos pelo coronavírus. O Paraná soma 115.584 diagnósticos positivos e 2.926 mortes em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS - São 1.030 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19 – 832 pacientes estão em leitos SUS (395 em UTI e 437 em leitos clínicos/enfermaria) e 198 em leitos da rede particular (69 em UTI e 129 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 910 pacientes internados, 454 em leitos UTI e 456 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 32 pacientes residentes no Estado. Todos estavam internados. São 10 mulheres e 22 homens com idades que variam de 37 a 90 anos. Os óbitos ocorreram entre 20 de julho a 22 de agosto.

Os pacientes que faleceram residiam em: Curitiba (10), Piraquara (2), Almirante Tamandaré (2), e houve um óbito em cada um dos seguintes municípios: São José do Pinhais, Floraí, Marialva, Sarandi, Janiópolis, São José da Boa Vista, Roncador, Siqueira Campos, Francisco Beltrão, Santa Mariana, Ponta Grossa, Colombo, Matinhos, Boa Vista da Aparecida, Pérola d’Oeste, Campo Largo, Pinhais e Araucária.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da secretaria estadual registra 1.264 casos de pessoas que não moram no Estado. Destas, 34 morreram.

AJUSTES:

Alteração de municípios:

Um caso confirmado em 10/08 em Quatiguá foi transferido para Siqueira Campos;

Dois casos confirmados em 17/08 em Ivaí foram transferidos para Ponta Grossa;

Um caso confirmado em 19/08 em Balsa Nova foi transferido para Campo Largo;

Um caso confirmado em 04/07 em São José dos Pinhais foi transferido para Curitiba;

Um caso confirmado em 02/07 em Campo Largo foi transferido para São José dos Pinhais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário