quinta-feira, 18 de junho de 2020

Mais recursos e menores taxas: Governo lança Plano Safra 2020/2021


O Plano Safra 2020/2021 foi lançado no fim da tarde de quarta-feira (17), no Palácio do Planalto, com o anúncio de R$ 236,3 bilhões para apoiar a produção agrícola nacional, um aumento de R$ 13,5 bilhões em relação ao plano anterior.

O novo Plano Safra vai de julho de 2020 a 2021, com R$ 179,38 bilhões destinados ao custeio e comercialização e R$ 56,92 bilhões para investimentos em infraestrutura.

A Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, também anunciou a redução da taxa de juros. Pequenos produtores terão, por exemplo, R$ 33 bilhões para financiamento pelo Pronaf (Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar), com juros de 2,75% e 4% ao ano. A taxa para médios produtores será de 5% e, para os grandes produtores, de 6% ao ano.

Para os médios produtores rurais, serão destinados R$ 33,1 bilhões, por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), com taxas de juros de 5% ao ano (custeio e comercialização). Para os grandes produtores, a taxa de juros será de 6% ao ano. 

“Esse cenário nos dá a convicção de que a agropecuária brasileira será um dos principais motores da retomada econômica após a Covid-19, que impôs uma situação dramática, nunca vista, em esfera global. Precisamos de esperança e otimismo para superarmos tudo isso e é nesse espírito que lançamos o Plano Safra”, disse a Ministra durante o evento.

A Cresol participou ativamente das discussões sobre o Plano Safra, com sugestões voltadas para as taxas de juros e o aumento do volume de investimentos alocados na linha do investimento. Presidente da Cresol Confederação, Cledir Magri reforçou a confiança em atender os cooperados durante todo o período.

“Temos um bom Plano Safra, com menor taxa de juros, aumento nos valores, melhoria em linhas e isso vem ao encontro de atender a necessidade dos cooperados. A Cresol celebra 25 anos nesse mês de junho e nascemos e nos estruturamos com a missão do crédito chegar até os agricultores e vamos continuar fazendo”, pontuou Magri.

Na Safra 2019/2020, que iniciou em 1º de julho de 2019 e encerra no dia 30 de junho de 2020, a Cresol novamente superou as expectativas, liberando mais de R$ 2,9 bilhões em crédito para custeio e investimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário