segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Três pessoas ficam feridas em acidente no Centro de Guarapuava


Três pessoas ficaram feridas em um acidente no Centro de Guarapuava, na região central do Paraná, na manhã desta segunda-feira (30).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente foi no cruzamento das ruas Arlindo Ribeiro e Marechal Floriano Peixoto, e envolveu três veículos. Uma caminhonete capotou com o impacto.

Os bombeiros afirmaram que apesar da gravidade da batida, as três vítimas tiveram ferimentos leves, foram atendidas no local e em seguida liberadas.

Preço dos pedágios fica mais barato a partir desta terça-feira nas rodovias do Paraná


A partir desta terça-feira, 1º de outubro, os usuários de rodovias no Paraná sentirão os efeitos do acordo de leniência firmado entre a força-tarefa Lava Jato do Ministério Público Federal e a Ecorodovias S.A., controladora das concessionárias Ecovia e Ecocataratas.

As tarifas serão reduzidas em 30% nas praças operadas pelas duas concessionárias. Na praça de São José dos Pinhais, por exemplo, o valor da tarifa para um automóvel que era de R$ 20,90 passa a ser de R$ 14,60. Foram destinados R$ 220 milhões para quitar 30% da tarifa devida pelos usuários. A diminuição estará vigente até que o valor previsto se esgote. A previsão é que dure mais de um ano.

“Mais que se fazer cumprir a lei, é importante que os cidadãos sintam diretamente os efeitos do combate à corrupção em seu dia a dia. Por isso, prezamos – de forma inédita contra concessionárias – que os motoristas sintam os benefícios desses acordos diretamente em seus bolsos”, afirma o procurador da República Felipe D'Elia Camargo.

O acordo também prevê o investimento de R$ 150 milhões na execução de obras nas rodovias. Serão R$ 130 milhões investidos no trecho administrado pela Ecocataratas e R$ 20 milhões naquele da Ecovia. As obras serão definidas pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.

Além do desconto tarifário e das obras, R$ 30 milhões serão pagos como multa, prevista na Lei de Improbidade Administrativa e revertida para os cofres públicos do Estado.

“Neste ano, pela primeira vez na história brasileira, concessionárias estão reconhecendo o pagamento de propinas e devolvendo centenas de milhões para a sociedade, que se beneficia com a redução dos pedágios, a realização de obras e a restituição de recursos que entram para o Paraná. Os acordos com as concessionárias superaram a marca de R$ 1 bilhão. Esse é um trabalho que merece continuar e se expandir para outros Estados em que esquemas semelhantes devem ter existido”, disse o procurador Deltan Dallagnol, que coordena os trabalhos da operação no Paraná.

O acordo foi firmado em 12 de agosto, depois que a empresa reconheceu o pagamento de propinas para a obtenção de modificações contratuais benéficas à concessionária desde o ano 2000. O documento foi homologado pelo juízo da 1ª Vara Federal de Curitiba e pela Câmara de Combate à Corrupção do (MPF).

Fonte: Bem Paraná

Ponte sobre o Rio São Francisco é inaugurada em Jaciaba


A prefeitura municipal de Prudentópolis, através da secretaria de Planejamento e Obras realizou no sábado dia 28 de setembro, a inauguração da tão sonhada ponte sobre o Rio São Francisco na comunidade de Jaciaba.

Com 38 metros de comprimento e 8,00 metros de largura, é a maior ponte de concreto do município de Prudentópolis.

Construída com recursos próprios a nova ponte de concreto é a realização de um antigo sonho das pessoas que vivem na região.

Durante o período de chuvas fortes, a antiga ponte de madeira ficava coberta pelo grande volume de água causando grandes transtornos aos moradores.

A nova construção vai facilitar o trafego de caminhões e máquinas que transportam produtos de Prudentópolis para outros municípios e garantir mais segurança aos agricultores.

Com informações Nossa Gente

Com resultado de R$ 1,50 bilhão, Sicredi cresce 10% no primeiro semestre


- Patrimônio líquido cresceu 16,2%, superando a marca dos R$ 16 bilhões 

- Ativos chegaram a R$ 99,2 bilhões 

- Carteira de crédito totalizou R$ 60,8 bilhões, 33% a mais que o mesmo período de 2018 

- Carteira de poupança aumentou 20,9% e ultrapassou volume de R$ 14 bilhões

- Número de associados cresceu 10,5% no período. Já são mais de 4,2 milhões 

Pioneiro no segmento de cooperativismo de crédito no País e referência nacional e internacional pela organização em sistema, com padrão operacional e utilização de marca única, o Sicredi, instituição financeira cooperativa, encerrou o primeiro semestre de 2019 com um crescimento de 10% no resultado líquido na comparação com os seis primeiros meses do ano passado, chegando à marca de R$ 1,50 bilhão.

O patrimônio líquido, que impacta diretamente na solidez da instituição, superou a marca dos R$ 16 bilhões, alta de 16,2%. Os ativos totais chegaram a R$ 99,2 bilhões, volume 13% superior ao registrado no primeiro semestre do ano passado. Além disso, o número de associados do Sicredi cresceu 10,5%, totalizando mais de 4,2 milhões de pessoas físicas e jurídicas até junho. Os dados são do Balanço de Demonstrações Financeiras Combinadas divulgado pela instituição no dia 26 de setembro.

No período, a poupança – um dos focos da instituição financeira cooperativa, tendo em vista que incrementa e fomenta o crédito rural – registrou alta de 20,9%, atingindo R$ 14 bilhões em carteira. Já a carteira de crédito totalizou R$ 60,8 bilhões, aumento de 33% em relação ao mesmo período de 2018. A carteira de crédito rural fechou em R$ 21,4 bilhões, crescimento de 24,5%. Destaque também para a receita de crédito do Sicredi, que registrou um aumento de 20% no período e totalizou R$ 4,95 bilhões. Na captação, o Sicredi obteve crescimento de 13,3% em depósitos totais, alcançando R$ 64,8 bilhões.

Mesmo com a significativa ampliação da carteira de crédito, o índice de inadimplência do Sicredi manteve-se decrescente, com queda de 0,08 pontos percentuais no período, recuando para 1,44%. Uma das principais características do Sicredi é a proximidade com os associados, o que permite à instituição financeira cooperativa conceder crédito de forma adequada às necessidades e perfil de cada um.

“Seguimos apresentando um crescimento contínuo, inclusive superior ao da média do Sistema Financeiro Nacional, o que reforça ainda mais a solidez da nossa instituição, algo que só é possível em função do trabalho de 27 mil colaboradores distribuídos nas, atualmente, 112 cooperativas que formam o Sicredi”, afirma o presidente-executivo do Banco Cooperativo Sicredi, João Tavares. “Vamos seguir com nosso compromisso de termos presença nacional e atuação regional, investindo na expansão para centros urbanos, ao mesmo tempo em que estamos presentes nos pequenos municípios, proporcionando fomento e acesso a serviços financeiros aos associados para que eles prosperem e, ao mesmo tempo, incentivando o desenvolvimento local e regional”, completa o executivo.

No primeiro semestre deste ano, o Sicredi também registrou crescimento no número de pontos de atendimento, totalizando 1.752 em todo o Brasil. De janeiro a junho, foram inauguradas mais de 70 agências, uma delas em Belo Horizonte, marcando a chegada da instituição na capital de Minas Gerais. Atualmente, o Sicredi conta com 112 cooperativas de crédito filiadas, presentes fisicamente em 1.334 cidades do Brasil, sendo que em mais de 200 delas é a única instituição financeira presente.

Por meio de sua conta digital, Woop Sicredi, lançada em 2018, a instituição ultrapassou, no primeiro semestre deste ano, a marca de 2.000 municípios atendidos. A oferta digital do Sicredi conta atualmente com mais de 55 mil contas abertas.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Paraná é o segundo maior produtor de leite do Brasil, confirma IBGE


A Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirma que o Paraná passou de terceiro para segundo maior produtor de leite do Brasil - foram 4,4 bilhões de litros produzidos em 2018. Conforme a pesquisa mais recente, divulgada neste mês, o líder nacional é Minas Gerais, que cresceu 1% e produziu 8,9 bilhões de litros em 2018 e, em terceiro lugar, está o Rio Grande do Sul, com 4,2 bilhões de litros de leite produzidos no último ano.

Castro, nos Campos Gerais, lidera a produção brasileira com 292 milhões de litros. Em segundo lugar está o município de Patos de Minas (MG), que produziu 193 milhões de litros. No Paraná, outro destaque é Carambeí, com 180 milhões de litros, que ocupa a terceira posição no ranking nacional.

POLO DE PROTEÍNAS - Para o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, os números do IBGE confirmam o esforço dos produtores paranaenses e consolidam o Paraná como grande polo produtor de proteínas animais. “Produzimos no ano passado 5,6 milhões de toneladas de carne e 4,4 bilhões de litros de leite, voltando a ocupar a segunda posição no ranking nacional, mas também consolidando o sul do Brasil como a ‘Meca’ do leite”, diz.

Na comparação com 2017, quando o Estado ocupava a terceira posição no ranking brasileiro, a produção paranaense teve uma queda de aproximadamente 1%. Já a produção do Rio Grande do Sul caiu cerca de 3%.

PRODUTIVIDADE - Por outro lado, com relação à produtividade, o Paraná cresceu 3%. Carambeí e Castro, por exemplo, produzem quatro vezes mais do que a média brasileira, que é de dois mil litros ao ano por animal – os dois municípios paranaenses produzem, respectivamente, 9 mil litros e 8, 3 mil litros por vaca ao ano.

“No Paraná, que tem 1,4 milhão de cabeças de gado leiteiro, a produtividade por animal é de 3,2 mil litros ao ano. Junto aos demais estados do Sul, o Paraná tem as maiores produtividades do Brasil”, diz o chefe do Deral Salatiel Turra.

ALTA TECNOLOGIA - Os dados do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento também mostraram diminuição da produção de leite. Segundo o técnico do Deral Fábio Mezzadri, isso se deve ao aumento do custo de produção, o que tem afastado pequenos produtores desse setor. “No entanto, o investimento dos produtores em alta tecnologia tem colaborado para o aumento da produtividade”, explica.

VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO – O Valor Bruto da Produção (VBP) do leite cresceu na região que engloba os municípios em destaque - que teve crescimento de 12%, ou R$ 103 milhões, sendo responsável por mais de metade do crescimento de 182 milhões no VBP do leite paranaense.

A produção se concentra nas cooperativas, principalmente de origem holandesa. “Este setor vem crescendo ano a ano, se modernizando, tanto em equipamentos como no manejo, com o aumento do plantel em confinamento, gerando empregos e alavancando a economia da região”, diz o técnico do Deral no Núcleo Regional de Ponta Grossa, Luiz Alberto Vantroba.

OUTRAS CULTURAS - Além dos municípios que se destacaram em nível nacional para o leite, a pesquisa do IBGE também mostrou outros destaques paranaenses no Brasil: Ortigueira continua sendo o município maior produtor de mel, Nova Aurora foi o principal município produtor da piscicultura, Toledo se mantém o maior rebanho suíno, e o município de Cascavel tem o segundo maior efetivo de galináceos.

Fonte: AEN

Atletas de Santa Maria do Oeste e Campina do Simão participaram da 12° Maratona Internacional de Foz do Iguaçu


Nesse domingo (29), aconteceu a 12° Maratona Internacional de Foz do Iguaçu. 
Os atletas que moram em Santa Maria do Oeste e Campina do Simão, Carlos, Pedro, Viviane e Verci, participaram da prova e concluíram os 42km. 

O vereador João Luis Rosa esteve acompanhando os atletas.

Homem de Manoel Ribas morre em acidente em Pitanga


No dia 29 de setembro, diante de informações foi relatado que havia ocorrido um acidente de trânsito com vítima na Localidade de Cinco Encruzilhadas. 
A PM deslocou até o local e um masculino, sem sinais vitais já em óbito, e um veículo com várias avarias, as margens do asfalto. 

Diante dos fatos foi isolado o local e acionado o IML juntamente com a criminalística para os procedimentos cabíveis. 

O condutor foi identificado como Joel Brigina, conhecido como (Zito da Serraria) morador de Manoel Ribas.

Assaltantes explodem agência do Sicredi em Nova Cantu


Assaltantes explodiram uma agência bancária do Sicredi na cidade de Nova Cantu, na madrugada desta segunda-feira (30). Moradores gravaram diversos vídeos que mostram o barulho de tiros durante a ação em vários pontos da cidade. 

A ação foi rápida e quando a Polícia Militar chegou no local, os assaltantes já haviam se evadido. Não houve feridos.

Fonte: Central R3