sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Saiu o sorteio da Rifa Beneficente em prol de Jaure Americano


Na noite dessa sexta-feira (20), foi realizado o sorteio da Rifa Beneficente em prol de Jaure Americano.

Jaure Americano sofreu um acidente no dia 17 de junho na PR-466, na localidade de Mapim, em Turvo. Jaure e seu sobrinho José Carlos Americano Mazur, estavam em um veículo Prisma e seguiam sentido Guarapuava, quando o veículo foi atingido por um caminhão. Os dois foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, mas durante o socorro, José Carlos Americano Mazur, entrou em óbito. Jaure foi encaminhado em estado grave para o Hospital Santa Tereza, em Guarapuava. Ficou 12 dias em coma, passou por várias cirurgias e após quase um mês internado recebeu alta. 

A reportagem do Blog do Elói esteve visitando o Jaure logo que ele saiu do hospital. Fizemos uma matéria naquele momento pedindo ajuda, pois ele é de família humilde e passavam por dificuldades financeiras. A população de Turvo e região colaborou com aquilo que ele precisava. 

Jaure ainda não consegue caminhar devido à gravidade dos ferimentos, já passou por várias cirurgias e ainda precisa fazer mais algumas. 

Um leitor do Blog do Elói, que mora em Guarapuava e é criador de cavalo em uma fazenda na Colônia Velha Ivaí, entrou em contato com o blog e doou um potranco crioulo para que fosse feita uma rifa para ajudar o Jaure. 

Jaure disse que o valor arrecadado da rifa, será utilizado para uma cirurgia no olho, entre os ferimentos, ele ficou cego de um olho. Ele agradece o doador do cavalo, a todos que compraram as rifas, bem como quem ajudou a vender.

O ganhador da rifa foi Vanderlei de Andrade, morador do Bairro Jardim Vitória, em Turvo. 

Veja o vídeo do momento do sorteio realizado por Elói e Valter Kraçoski, na casa do Jaure:



Inaugurou em Turvo, a Arco-Íris Papelaria



Inaugurou nessa quinta-feira (19) em Turvo, a Arco-Íris Papelaria, uma loja completa em material escolar, escritório, serviços de impressão, xerox, encadernação, plastificação, acessórios, brinquedos e muito mais novidades.

Todos os serviços e produtos vendidos na papelaria possuem um preço justo, um belíssimo espaço preparado para receber a população turvense e da região. 

A Arco-Íris Papelaria fica na Rua Paraná, nº 607, em frente ao Salão Paroquial. Fone (42) 9 8864-1223 / 9966-6842.

Curta a pagina da Papelaria e fique por dentro das novidades:
www.facebook.com/arcoirispapelariaturvo

Aguardamos por você.











Chuvas danificam 5.505 casas e afetam 23.106 pessoas no Paraná


As fortes chuvas que atingiram a metade Leste do Paraná nesta quarta e quinta-feira (18 e 19) afetaram 23.106 pessoas e danificaram 5.505 residências, de acordo o boletim da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, atualizado às 14h45 desta sexta-feira (20). As chuvas, granizos e vendavais afetaram 24 municípios da Região Metropolitana de Curitiba, Campos Gerais, Centro e Centro-Sul do Estado.

Permanecem desalojadas 280 pessoas e 21 estão desabrigadas. Duas pessoas ficaram feridas, nos municípios de Carambeí e Fernandes Pinheiro. A cidade de Carambeí (Campos Gerais) foi, inclusive, quem mais sofreu com as fortes chuvas. Duas mil casas foram danificadas, afetando 6.234 pessoas e deixando 21 pessoas desabrigadas. Em São José dos Pinhais (RMC) foram 800 casas danificadas e 3,2 mil pessoas afetadas. Em Curitiba, a tempestade com granizo danificou 340 residências e afetou 1,4 mil pessoas. Contenda contabiliza 800 casas e 3.960 pessoas afetadas.

Segundo a Prefeitura da Capital, foram registradas 52 solicitações para remoção de quedas de árvores e galhos grandes. Três casas ficaram destruídas, duas em Palmeiras e uma em Piraquara. A Defesa Civil está acompanhando as ocorrências, mas ainda não precisou fazer algum atendimento emergencial.

COPEL - As regiões do Estado mais afetadas pelo temporal – Leste e Centro-Sul – concentram ainda 5,7 mil unidades consumidoras (UCs) sem energia. No Leste, os municípios que ainda possuem maior número de unidades à espera do retorno do serviço (cerca de 3,3 mil) são Antonina, Rio Branco do Sul e Rio Negro. Em todas elas, porém, menos de 5% do total de unidades consumidoras atendidas segue nessa situação.

No Centro-Sul, restam ainda sem energia cerca de 2,4 mil unidades consumidoras, principalmente nos municípios de Teixeira Soares (8% das UCs) e Fernandes Pinheiro (menos de 5% das UCs). Em Curitiba, no momento, são apenas 296 UCs desligadas no momento, correspondente a 0,04% do total de consumidores atendidos.

Desde quarta-feira (18), a Copel mobilizou mais de 400 funcionários e 200 veículos para atuar na recuperação da rede e no restabelecimento da energia para milhares de unidades consumidoras especialmente nas regiões Leste e Centro-Sul do Paraná. Mais de 280 mil consumidores foram afetados alternadamente durante a ocorrência.

VOLUME E PREVISÃO – De acordo com o Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), choveu 34,2 milímetros nesta quarta-feira (18), com rajadas de vento perto dos 65 km/h na região de Curitiba. Volume que se concentrou por volta das 18 horas, com precipitações de 21,6 milímetros em 15 minutos. Tradicionalmente, o mês de setembro é chuvoso, com média de 130 milímetros de chuva. Para esta sexta-feira (20) a expectativa do Simepar é que as chuvas se repitam na Grande Curitiba, com estimativa de 27,5 milímetros durante o todo o dia.

Fonte: AEN

Veículo do autor do homicídio da jovem em Turvo é encontrado



No dia 19 de setembro, ás 13h05min, a equipe do Destacamento da Polícia Militar de Turvo, deslocou até a localidade de Paiquere, onde após denúncias, de que havia um veículo Ford Fiesta de cor Branca, abandonado na estrada. 

Em consulta a placa do veículo nada de irregular foi constatado, porém em data anterior um veículo com as mesmas características teria sido usado no cometimento de um crime, nas margens da PR-466 na localidade da Mapim, em Turvo, onde a jovem Camila Aparecida Ferreira, de 22 anos, foi assassinada pelo o ex-namorado. 

A equipe policial entrou em contato com a Polícia Civil e prestou apoio até o local onde estava o veículo e repassando a situação para as devidas providências. 

O CRIME 

No mesmo dia do crime, a equipe policial de Palmeirinha, juntamente com policiais do serviço reservado deslocaram até a Rua Noemia Bastos Virmond, pois tinham a informação de que o autor, 26 anos, estaria na residência de sua irmã, sendo que foi localizado no interior da residência. 

Indagado quanto aos fatos ocorridos, o mesmo informou que teria encontrado a vítima na Palmeirinha e deslocado até a localidade de Cachoeira dos Turcos, onde segundo ele conversaria com a vítima, no local acabaram se desentendendo e a agrediu com três golpes de canivete e logo em seguida se evadiu do local, deixando a vítima na estrada rural, e que o fato ocorreu no interior do veículo Ford/ Fiesta, de cor branca, que teria abandonado na Estrada Rural do Paiquerê, nas proximidades da Ilha das Bandeiras. 

Diante dos fatos as equipes envolvidas deslocaram até a região informada na tentativa de localizar o veículo e demais objetos, porém, sem êxito. Sendo assim o autor foi encaminhado até a 14ª SDP para os devidos procedimentos. 


Fonte: PM




Confira as ofertas do Supermercado Suprema de Turvo


Clique na imagem para ampliar:



Suspeito de matar Rachel Genofre é identificado quase 11 anos após crime


A Secretaria da Segurança Pública do Paraná confirmou nesta nesta quarta-feira (18) a identificação do suspeito de matar a menina Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre, em 2008. O corpo dela foi localizado em uma mala na Rodoferroviária de Curitiba. Ela tinha apenas nove anos.

A identificação do homem como autor do crime ocorreu por comparação genética, graças à integração da base de dados entre Paraná, São Paulo e Brasília. Houve cruzamento do material genético encontrado sobre o corpo da vítima com o material genético colhido com um homem em São Paulo por meio do Banco Nacional de Perfis Genéticos.

Carlos Eduardo dos Santos, 54 anos, está preso na Penitenciária II de Sorocaba (SP) e tem extensa ficha criminal. Detido desde 2016, já foi condenado a 22 anos de prisão por estelionato, estupro, roubo e falsificação de documento. Os crimes ocorreram em São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Na época do crime, Carlos Eduardo dos Santos morava na Rua Alferes Poli, no Centro de Curitiba, em um raio de 750 metros de distância do Instituto de Educação, onde a menina estudava. Ele trabalhava como segurança em São José dos Pinhais.

A Polícia Civil vai enviar ainda nesta quinta-feira (19) um pedido à 2ª Vara de Execuções Penais de Sorocaba, que executa as sentenças de Carlos Eduardo dos Santos, para que ele seja transferido para o Paraná e depois ouvido pelo delegado responsável pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Marcos Fernando da Silva Fontes. Há expectativa de que o caso seja reconstituído para que os detalhes do assassinato sejam esclarecidos.

TECNOLOGIA - Segundo o delegado-geral-adjunto da Polícia Civil, Riad Farhat, o software do Banco Nacional de Perfis Genéticos é atualizado semanalmente com material colhido de presos que cometeram crimes hediondos, inclusive no Paraná – mais de 5 mil já foram coletados. A identificação ocorreu depois de um match genético de 23 características entre 23 possíveis, garantindo 100% de certeza de que o homem é o autor do crime.

“O Instituto de Criminalística da Polícia Civil de São Paulo, através da coleta dos dados genéticos desse acusado, jogou no sotfware nacional e acusou positivo para o caso da Rachel. O Instituto avisou a nossa Polícia Científica, que informou a Divisão de Homicídios”, explicou Farhat. “Para a polícia o caso está resolvido, não importando o que ele vai falar. Ele vai ser condenado. Não há o que possa acontecer para que se livre dessa condenação”, afirmou.

Riad Farhat também disse que a Polícia Civil do Paraná nunca deixou de tentar elucidar o crime – já havia feito o cruzamento genético de 116 suspeitos que batiam com o retrato falado da época. “Não paramos em nenhum momento. As dificuldades foram imensas. A polícia tem se desdobrado, mas a gente trabalha com centenas de suspeitos. Jamais abandonamos, mesmo um caso de 11 anos atrás”, complementou.

O secretário estadual da Segurança Pública, Rômulo Marinho Soares, acrescentou que a solução desse crime emblemático é resultado da unificação de sistemas. “Essa integração está surtindo bons frutos. Em pouco tempo vamos elucidar vários crimes em aberto. Este fato ocorreu graças à iniciativa do Ministério da Justiça e da Segurança Pública, que incentiva os Estados a compartilhar os bancos de dados”, afirmou. “A partir de agora a Polícia Civil do Paraná tomará todas as providências possíveis para cumprir as próximas etapas da investigação”.

O CASO - O corpo da menina Rachel Maria Lobo Oliveira Genofre foi encontrado na Rodoferroviária de Curitiba em 5 de novembro de 2008, dois dias depois dela desaparecer, na saída do Instituto de Educação. Ela foi localizada embaixo de uma escada, numa mala, envolvida em dois lençóis. Laudos técnicos da Polícia Científica do Paraná comprovaram que Rachel sofreu violência sexual.

Entenda o Banco Nacional de Perfis Genéticos

O principal responsável pela elucidação do crime que estava há 11 anos sem solução foi o esforço conjunto do governo federal e dos governos estaduais do Paraná e de São Paulo na coleta de perfis genéticos de criminosos.

Peritos fizeram um mutirão de coleta de DNA de presos em São Paulo, dentro do Projeto de Identificação de Condenados pelo Perfil Genético desenvolvido pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. Os dados apontaram para um match genético com o material coletado sobre o corpo de Rachel Genofre.

O resultado só foi alcançado pois, durante as investigações do crime, peritos do Paraná haviam coletado material genético deixado pelo criminoso na mala e no corpo da vítima.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública, investiu R$ 9 milhões na aquisição de kits de coletas de amostras biológicas, reagentes, picotadores semiautomáticos e analisadores genéticos. O material foi distribuído aos estados para realização de mutirões, cumprindo as metas de coleta e inserção no banco. O ministério pretende reunir o cadastro do perfil genético de cerca de 65 mil condenados até o fim do ano.

Atualmente, o Banco Nacional de Perfis Genéticos conta com mais de 28 mil perfis de condenados cadastrados.

Cada unidade da federação é responsável por coletar amostras de DNA dos condenados nas penitenciárias. Em seguida, as amostras são processadas em um dos 20 laboratórios que compõe a Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos e incluídas em seus respectivos bancos de dados.

O comprometimento e a força tarefa dos estados em coletar e inserir no banco o material biológico dos condenados têm sido fundamental para o crescimento das informações cadastradas.

De acordo com o último relatório semestral da Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos, foram processados em torno de 9 mil vestígios oriundos de locais de crimes. A coincidência entre perfis genéticos de diferentes locais de crimes, ou com condenados, permitiu que 825 investigações criminais fossem auxiliadas até maio de 2019, incluindo crimes contra a vida, crimes sexuais e crime organizado.

A Rede Integrada de Bancos de Perfis Genéticos foi criada com objetivo de manter, compartilhar e comparar perfis genéticos para ajudar na apuração criminal e no processo de investigação. Atualmente, 18 laboratórios, o laboratório distrital e o laboratório da Polícia Federal geram perfis genéticos que são enviados rotineiramente para o Banco Nacional de Perfis Genéticos.

A obrigatoriedade da identificação do perfil genético de condenados por crime praticado, dolosamente, com violência de natureza grave contra pessoa, está prevista desde 2012.

Fonte: AEN

PRF atende grave acidente com morte na BR-277

Condutor do automóvel morreu no local


Por volta das 04 horas e 45 minutos, na BR 277, próximo ao KM 195, entrada do Posto do Mel, município de Palmeira.

Equipe PRF da Unidade Operacional de Irati atende grave acidente, envolvendo um Honda City, com placas de Balneário Camboriú e 5 ocupantes, e um caminhão licenciado em Irati, com carga viva (animais - suínos), com condutor, que não sofreu lesões.

O condutor do automóvel tentou realizar uma conversão em local proibido, para adentrar o Posto de Combustível, pela via de saída do mesmo, obstruindo a passagem do caminhão, que seguia no mesmo sentido.

Ambos veículos seguiam sentido Curitiba para Irati.

No choque o automóvel foi arremessado para fora da via, ficando imobilizado na lateral direita, com seu condutor de 40 anos, já em óbito, e duas passageiras com lesões graves, uma mulher de 39 e uma uma criança feminina de 7 anos, ambas encaminhadas ao Hospital do Sócio em Campo Largo, outros dois menores, um menino de 16 e uma garota de 7, com ferimentos moderados, foram encaminhados para a Santa Casa de Irati. 

Condutor do caminhão nada sofreu, realizou o teste de Etilometro com resultado 0,00mg/L, para ingestão de álcool.

A pista não ficou interditada, pois ambos veículos ficaram imobilizados a margem da via.

Condutor do automóvel foi encaminhado para o IML de Ponta Grossa.

Motivos prováveis, falta de atenção e conversão em local proibido.


Informações e Imagens BDCom PRF

Veículo furtado na Palmeirinha é encontrado em Turvo



Na noite dessa quinta-feira (19), a equipe policial deslocou até a Rua Vereador Rene Ricki, Centro de Turvo, onde após denúncia anônima de que havia um veículo VW/Saveiro cor branca, abandonado no local. 

Em consulta ao sistema operacional, foi constatado que o veículo consta com alerta de furto/roubo. 

O veículo havia sido furtado na noite do dia 17/09 no distrito da Palmeirinha, sendo o mesmo removido e realizado a entrega para Polícia Civil.