quinta-feira, 11 de julho de 2019

Homem é preso por ameaçar matar ex e arrancar o bebê de sua barriga para comê-lo


Um homem foi preso pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), nesta quinta-feira (11/07/2019), acusado de tentar assassinar a ex-companheira utilizando estilhaços de garrafa de vidro.

Aos militares, a vítima, grávida de quatro meses, afirmou que o suspeito ameaçou matá-la e disse ainda que iria “arrancar o bebê da barriga dela e comer ele”, conforme ocorrência registrada pela corporação.

O crime ocorreu na QR 619, Chácara 44, de Samambaia, durante a madrugada. A PMDF foi acionada pelo filho do casal, de apenas 7 anos. Ao chegarem ao local, os policiais foram recebidos pelo garoto. Ele relatou ter ouvido o pai ameaçando a mãe de morte com uma garrafa de vidro, além de ter flagrado o homem quebrando o telhado e as portas da casa onde moram.

À polícia, a ex-mulher informou que o agressor é usuário de drogas. Diante dos relatos da mãe e do filho, os militares detiveram o suspeito e o encaminharam à 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia).

Segundo a PM, o homem foi solto posteriormente, pois não houve flagrante. A vítima já fez o pedido de medidas protetivas de urgência.

Sicredi disponibiliza R$ 20,1 bilhões para o Plano Safra 2019/2020

Para os estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro serão ofertados mais de R$ 6 bilhões, volume 23% maior que no último ano


Seguindo seu objetivo de fomentar cada vez mais o agronegócio, o Sicredi vai viabilizar mais de R$ 20,1 bilhões em crédito rural no Plano Safra 2019/2020, projetando atingir mais de 220 mil operações – o valor representa um crescimento de 21% nos recursos concedidos no ano-safra anterior (R$ 16,6 bilhões até maio último).

Do montante para este novo ciclo, a expectativa da instituição financeira cooperativa é disponibilizar R$ 17,5 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, oriundos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) e do FCO (Fundo Constitucional do Centro Oeste).

“O crédito rural é fundamental para a sustentabilidade do agro. Ao optar pelo Sicredi, o associado obtém o financiamento necessário para o seu empreendimento rural e contribui com a sua cooperativa, beneficiando-se ainda com a possibilidade de retorno de resultados e impulsionando o desenvolvimento socioeconômico da comunidade local”, ressalta Gustavo Freitas, diretor executivo de Crédito do Banco Cooperativo Sicredi.

Para os produtores rurais associados do Sicredi nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro será disponibilizado R$ 6,2 bilhões. Este valor é 23% superior ao disponibilizado na Safra 2018/2019 na região. A instituição projeta atingir mais de 100 mil operações, entre custeio, comercialização e investimento nos três estados, que contemplam aproximadamente 400 mil associados que atuam no agronegócio.

Desse total, R$ 5,1 bilhões são voltados ao custeio e R$ 1,1 bilhão para investimentos. Para os pequenos e médios produtores rurais, a instituição disponibilizará R$ 1,1 bilhão nos três estados por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e R$ 1,5 bilhão pelo Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).

Para o gerente de Desenvolvimento de Crédito da Central Sicredi PR/SP/RJ, Gilson Farias, os números refletem a parceria da instituição com o agricultor. “Trabalhamos próximos aos nossos associados disponibilizando crédito de forma consciente. Nossas cooperativas oferecem a consultoria necessária para que o produtor encontre a melhor opção para o desenvolvimento de sua propriedade”, destaca.

Tradicionalmente, o Sicredi possui forte atuação no agronegócio brasileiro, estando entre os principais financiadores da atividade. “Nosso trabalho reforça a relevância do setor, que responde por cerca de 25% do PIB e está nas raízes de nossa fundação, em 1902”, enfatiza Freitas. No Plano Safra 2019/2020, os pequenos e médios produtores rurais continuam sendo os principais perfis atendidos pela instituição – no ciclo anterior, 80% das operações realizadas foram direcionados a estes públicos.

Por meio de desembolsos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com recursos do BNDES, o Sicredi tem apoiado fortemente a agricultura familiar. Para se ter uma ideia, entre janeiro e dezembro de 2018, a instituição realizou aproximadamente 20 mil operações de investimento, totalizando mais de R$ 1,2 bilhão via Pronaf. Com isso, foi o agente financeiro com o maior volume de recursos e de operações nesta categoria no ano passado com recursos do banco de desenvolvimento – também ocupando o 1º lugar em operações indiretas nas linhas Pronamp, Inovagro e Moderagro.

O Sicredi já está recebendo as propostas de financiamento para o Plano Safra 2019/2020, que vai até o final de junho do próximo ano. Antes de solicitar o crédito, o produtor rural associado deve fazer

o planejamento da próxima safra – o que vai plantar, qual é a área de cultivo e o orçamento necessário com base na análise de solo e sob orientação técnica quanto ao uso dos insumos e os demais serviços que serão utilizados. A seguir, munido de todas essas informações, pode procurar a sua agência para dar andamento à proposta e demais procedimentos para aprovação e liberação do crédito.

Balanço da safra 2018/2019 no Sicredi

No ano-safra 2018/2019 (dados apurados até maio de 2019), o Sicredi liberou R$ 16,6 bilhões, em aproximadamente 179 mil operações de custeio, investimento, comercialização e industrialização. A expectativa para o fechamento desse ciclo (encerra em junho deste ano) é liberar R$ 15,4 bilhões. Além desses recursos, a expectativa é de R$ 2,4 bilhões com recursos oriundos do BNDES e do FCO para investimento, totalizando R$ 17,8 bilhões, crescimento de 23,6% se comparado ao ano-safra anterior, de 2017/2018.

Plano Safra 2019/2020

Para financiar o custeio e investimento dos pequenos, médios e grandes produtores rurais do País, o governo federal anunciou em 18 de junho que o Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em crédito na temporada 2019/2020 – o montante é ligeiramente superior aos R$ 225,3 bilhões do ciclo anterior. Do total do Plano Safra 2019/2020, R$ 169,3 bilhões são destinados para custeio, comercialização e industrialização, R$ 53,41 bilhões para investimentos, R$ 1,85 bilhão para apoio à comercialização e R$ 1 bilhão para o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR).

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Gepatria de Guarapuava e 1ª Promotoria de Justiça de Prudentópolis ajuízam nova ação civil pública relacionada à Operação Caçamba


No Centro-Sul do estado, o Grupo Especializado na Proteção ao Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) de Guarapuava, em conjunto com a 1a Promotoria de Justiça de Prudentópolis ajuizaram nova ação civil pública no âmbito da Operação Caçamba. Deflagrada pelo Ministério Público do Paraná em 2015, a investigação apurou a ocorrência dos crimes de corrupção ativa e passiva, fraudes a licitações, peculato e falsidade ideológica, envolvendo empresários e pessoas ligadas à administração de Prudentópolis – incluindo o então prefeito e outras autoridades (gestões 2013-2016).

Nesta ação, que é a terceira proposta na operação, são requeridos o ex-prefeito de Prudentópolis, um ex-diretor do Departamento Rodoviário do Município, dois empresários e uma empresa. Eles são acusados de direcionar e superfaturar licitação ocorrida em 2013 para locação de três caminhões caçamba em favor da empresa.

O superfaturamento superou 51% do valor de dois dos caminhões e outros 26% no terceiro caminhão, resultando ao Município um prejuízo de R$ 392.408,35. Em contrapartida, apurou-se que o empresário pagou propina ao então prefeito no valor de, pelo menos, R$ 30 mil, cujo acerto era combinado entre o gestor público e o empresário, por ocasião de cada pagamento realizado pelo Município à empresa.

Na ação, são pleiteadas a condenação dos citados pela prática de ato de improbidade administrativa, além da devolução dos valores desviados aos cofres públicos e pagamento de multa civil, que totalizam mais de R$ 6,5 milhões, dentre outras penas.

Confira matéria anterior sobre duas outras ações civis propostas:

Vereador de Prudentópolis morre na tarde desta quinta (11)


O Vereador Prudentopolitano Valdir Bini (DEM) faleceu na tarde de hoje 11/07, em um Hospital na cidade de Curitiba.

Valdir lutava contra um câncer, estava internado em tratamento, infelizmente não resistiu e entrou em óbito.

Recentemente o vereador, aconselhado pelos médicos, pediu licença do cargo. O seu suplente Osmario Batista assumiu seu lugar no dia 09/07.

O local e horário do velório ainda não foi divulgado.

Homem sofre tentativa de homicídio em Pinhão


Na tarde dessa quinta-feira (11). entrou em contato com a equipe policial, o solicitante relatando que estava deslocando pela estrada principal do Zatarlandia, sentido cidade de Pinhão, próximo da entrada do Faxinal dos Silvério, quando foi surpreendido por diversos disparos de arma de fogo. 

Os disparos atingiram o seu veículo, um Fiat/ Uno, na cor branca, como também alguns chumbos acertaram a sua face. 

Com ele, estava a sua filha, a qual não foi atingida por nenhum disparo. Diante dos fatos foi realizado patrulhamento nas proximidades, porém sem êxito.

Foto: Valdinei Ferraz 
Fonte: 16º BPM

Homem que arrancou coração da tia disse a imprensa que não esta arrependido (VÍDEO)

Assista:

Sorriso (MT) - Nesta tarde (10), o homem acusado de matar a sua própria tia e ainda arrancar o coração falou com a imprensa e pela primeira vez contou detalhes de tudo como ocorreu o crime. Disse que não se arrepende, que a tia merecia, e que age através de uma voz, e que estaria também sob efeito de droga. Relatou ter trauma de infância. Leia mais...


Fonte: MT Noticias

Em Guarapuava, filho de 14 anos ameaça mãe de morte por causa de um celular


Relata a solicitante que seu filho, o adolescente com 14 anos estaria em posse de uma faca, ameaçando de morte, sendo que foi necessário à vítima se esconder na casa de seu outro filho. 

No local entrado em contato a solicitante, com 51 anos a qual passou a relatar que seu filho teria pedido a mesma cerca de 400.00 reais para adquirir um aparelho celular, porém a mesma informou que não possuía a quantia solicitada, diante disso o mesmo passou a ameaçar de morte, pelo interesse de representação da vítima foi deslocado até a 14ª SDP para os procedimentos necessários. 

Foi realizado o acionamento do Conselho Tutelar, que se fez presente e acompanhou os procedimentos.

Homem é preso por furtar madeira da Prefeitura de Pitanga


Na data de 10 de julho, por volta das 16h50min em continuação ao boletim de furto, o qual informava que havia sido furtada madeira do centro de eventos do parque do lago. 

A equipe policial recebeu informações da possível localização do produto do furto, deslocou até o local, onde durante buscas em um galpão, foi localizado certa quantia de tábuas beneficiadas, saibro e ripas condizentes com as furtadas, sendo que algumas dessas estariam separadas em fardos, as quais foram reconhecidas por um funcionário da prefeitura. 

Questionado a proprietária da residência sobre a procedência dos produtos, ela relatou que seria de propriedade do seu inquilino o qual não se fazia presente no momento, porém logo chegou ao local e foi indagado sobre os fatos, e da procedência das madeiras encontradas em seu galpão, ele confirmou a autoria do furto, não sabendo informar a quantidade exata. 

Depois de esclarecido os fatos e com ajuda da equipe da prefeitura de Pitanga, a madeira recuperada foi encaminhada até a 45° DRP, onde foi totalizada a quantia aproximada de 2m³ (metros cúbicos) de madeira de pinheiro, entre tabuas, ripas e caibros. 

Encaminhado também suspeito para os devidos procedimentos cabíveis, bem como a proprietária da residência para prestar esclarecimentos.





Polícia prende quadrilha suspeita de roubos a bancos



A Polícia Civil do Paraná prendeu diversas pessoas suspeitas de envolvimento em roubos a bancos em Curitiba e na Região Metropolitana. Seis homens com idades entre 32 e 41 anos foram presos em flagrante nesta terça-feira (09). Com os suspeitos foram apreendidos fuzis, cartuchos, munições e demais apetrechos utilizados para a prática dos crimes, além de veículos, drogas e dinheiro.

A ação foi deflagrada nos bairros Umbará, Jardim Social e São Francisco, em Curitiba, e também na cidade de Barra do Turvo, no estado de São Paulo. Na segunda-feira, a Polícia Militar havia prendido outro suspeito de participação nos crimes numa residência em Fazenda Rio Grande.

O grupo criminoso é suspeito de envolvimento em ao menos quatro roubos a bancos e caixas eletrônicos, todos a agências do Banco do Brasil, localizadas nos municípios de Araucária, Lapa e Quatro Barras, na Grande Curitiba, em abril, maio e junho desse ano – o mais recente ocorreu na segunda-feira (08). Em um dos roubos, um dos suspeitos usou uma farda da Polícia Militar do durante o crime.

ESTRATÉGIA - Após intensos trabalhos de investigação ao longo de quatro meses, a PCPR chegou até uma residência, situada no bairro Umbará, na Capital, onde os indivíduos foram encontrados. No local foram apreendidos cinco veículos. Dentro de um deles, uma Land Rover, os policiais localizaram farto armamento, diversas munições, uniformes e equipamentos táticos, como coletes balísticos.

Em outro veículo havia ainda 12 quilos de crack e 300 gramas de maconha. Na residência foram localizadas outras armas e algumas cédulas de dinheiro parcialmente queimadas, totalizando cerca de R$ 2,3 mil.

No curso das investigações a PCPR descobriu que a casa situada no Umbará era da enteada de um dos suspeitos, e se deslocou até o local em que ele residia, no bairro Jardim Social, onde foram encontradas três calças e duas gandolas da PMPR, além de um par de placas e um caderno de anotações da contabilidade do grupo criminoso.

Ainda no decorrer da ação, os policiais civis foram até uma chácara em Barra do Turvo (SP), onde localizaram uma Pajero utilizada em diversos crimes de roubos e furtos, principalmente a bancos. O veículo aparece em imagens de câmeras de segurança em diversas ações criminosas com o uso de explosivos e agências bancárias.

Ao todo foram apreendidos seis fuzis, três pistolas, 1.016 munições de calibres variados, 24 carregadores de arma de fogo, 10 explosivos, uma sacola de miguelitos, oito coletes balísticos, uma capa de colete, uma máquina de contar de dinheiro, uma serra circular e uma marreta, além de 13 aparelhos celulares, diversos documentos falsos e placas de veículos.

Os seis homens estão detidos à disposição da Justiça.

MAIS SEGURANÇA- O secretário de Estado da Secretaria da Segurança Pública, Rômulo Marinho, afirma que a prisão dos assaltantes trará mais segurança à população paranaense. ““Com certeza vamos diminuir os índices de assalto a banco no Paraná. Os suspeitos já vinham sendo procurados em outros estados e agora a nossa equipe conseguiu neutralizar a ação desses criminosos””.

O delegado-geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, diz que o desmantelamento da associação criminosa é resultado de uma nova gestão, que tem como base planejamento, inteligência e integração. “O compromisso é levar à população o serviço de segurança pública de excelência. O trabalho do Centro de Operações Policiais Especiais da PCPR foi impecável. As prisões ocorreram quando os criminosos se preparavam para um outro assalto no Paraná””, destacou.

O delegado-chefe do Centro de Operações Policiais Especiais, Rodrigo Brown de Oliveira, afirma que a prisão dos suspeitos é muito importante para a segurança no Paraná como em outros estados do Brasil. “Era uma quadrilha especializada, equipada com armamento, carros blindados, e que tinha muito conhecimento em roubo a banco, na explosão de caixas eletrônicos e ataque a carros-fortes”, disse. Ele acrescento que todos têm mandados de prisão expedidos e cometeram crimes graves, além de ligação com o crime organizado.”

Fonte: AEN