segunda-feira, 27 de maio de 2019

Justiça determina bloqueio de bens de ex-prefeito e de ex-secretária de Turismo



A Vara Cível de São João do Ivaí, no Norte-Central paranaense, acatou pedido formulado pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça da comarca, e determinou a indisponibilidade de bens do ex-prefeito (na gestão 2013-2016) de Lunardelli (município da comarca) e sua esposa, que na época ocupava o cargo de secretária municipal de Turismo. A ação do MPPR aponta prática de atos de improbidade administrativa que geraram enriquecimento ilícito dos ex-agentes públicos, danos ao erário e violação os princípios da administração pública.

De acordo com as investigações, o ex-prefeito autorizou em 2015 a utilização de dois ônibus da frota municipal para transportar pessoas do município para uma festa religiosa em Tibagi, a cerca de 250 quilômetros de Lunardelli. Pela utilização dos veículos, foi paga uma tarifa simbólica de R$ 450,00, sendo que somente os gastos com combustível e diárias dos motoristas somaram R$ 1.719,51, representando, portanto, um prejuízo aos cofres públicos municipais de R$ 1.269,51 na época dos fatos.

Além disso, conforme o MPPR, os requeridos também se valeram do pagamento de diárias e utilizaram o veículo oficial da Prefeitura Municipal de Lunardelli para se deslocarem até o local do evento para confraternizarem com os munícipes, sem que ficasse evidenciado o interesse público no deslocamento.

O valor decretado indisponível é de R$ 6.166,17 para o ex-prefeito e R$ 2.300,56 para a ex-primeira dama. Caso sejam condenados ao final do processo, os réus estarão sujeitos às sanções da Lei de Improbidade, como suspensão dos direitos políticos, perda dos bens e valores acrescidos ilicitamente, ressarcimento integral dos danos e pagamento de multa civil.


Porto de Paranaguá faz o maior embarque de granel da história



O Porto de Paranaguá vai movimentar nesta semana a maior quantidade de grãos para exportação da história. O navio chinês Lan Hua Hai chega nesta segunda-feira (27) no porto paranaense e vai receber 90 mil toneladas de farelo de soja – o equivalente a cerca de 2,5 mil carretas carregadas. A previsão é que a operação dure quatro dias.

Com 254 metros de comprimento e 43 metros de boca (largura), este é o maior navio graneleiro já recebido no Corredor de Exportação, com tamanho superior a dois campos de futebol como o do Estádio do Maracanã.

Em média, os navios que chegam para carregar granéis sólidos medem entre 199 e 229 metros de comprimento. Esses, em geral, recebem pouco mais de 60 mil toneladas de carga (soja, milho ou farelo) por escala.

“A escolha de Paranaguá para uma movimentação deste porte comprova que temos capacidade e agilidade de escoamento. Não se trata apenas de receber o navio e ter estrutura de cais, mas também toda a parte de armazéns, esteiras de transporte, chegada organizada dos caminhões e qualidade na classificação dos produtos”, destaca o presidente dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

MODELO – A opção pelos Portos do Paraná leva em conta, também, o modelo do Corredor de Exportação. O sistema em pool, único no Brasil, permite que um mesmo navio receba mercadorias de diferentes produtores. A carga que vai encher os sete porões do Lan Hua Hai sairá de quatro terminais: Cotriguaçu, Coamo, Cargill e do Silo Público.

O farelo brasileiro terá como destino a Holanda e foi comprado de empresas e cooperativas de produtores como a Cargill, ADM, Coamo, Cocamar, Agrária e Comigo.

Para o gerente da Cargill em Paranaguá, André Maragliano, as atuais regras de atracação do Porto de Paranaguá, principalmente para o farelo, fazem com que os exportadores consigam prioridade na atracação, e essa seria uma das vantagens de escolher o terminal paranaense para esta operação.

“A prioridade de atracação no Corredor de Exportação para esse tipo de navio, esse regramento, diminuiu muito o tempo de espera em porto, esse é um grande atrativo. Além disso, os investimentos feitos nos últimos anos, principalmente com a dragagem dos berços e novos shiploaders, também dão conforto ao cliente e segurança em trazer uma operação desse porte para Paranaguá”, afirma Maragliano.

VOLUME - De acordo com o diretor de operações, Luiz Teixeira, o Lan Hua Hai vai movimentar 50% mais que o volume embarcado normalmente nos três berços exclusivos para grãos do Corredor de Exportação. “Temos equipamentos eficientes que permitem alcançar toda a dimensão dos porões, dispensando o uso de equipamentos a bordo, que atrasariam ou inviabilizariam o carregamento”, conta.

No corredor são seis shiploaders (carregadores de navio) com capacidade nominal de 1,5 mil toneladas/hora. O complexo conta ainda com um terminal público – com um silo vertical (100 mil toneladas) e quatro horizontais (com capacidade total de 60 mil toneladas) – e oito terminais, entre privados e arrendados, interligados, com capacidade global de 1,025 milhão de toneladas.

VANTAGENS – Segundo o chefe da Divisão de Silo dos Portos do Paraná, Gilmar Francener, navios com grande capacidade de carga permitem um ganho operacional. Um navio de 90 mil toneladas substitui a atracação de dois navios menores e, com isso, o embarque é feito em menor tempo.

“A diminuição dos tempos operacionais, com redução das manobras de entrada e saída, reflete no preço do frete. Menores custos significam maior competitividade e tornam o negócio mais vantajoso. Além disso, o mercado tem confiança na qualidade da carga embarcada”, explica Francener.

ANTERIORES - Os maiores carregamentos de grãos para exportação, até agora, haviam sido dos navios Nord Cetus, em outubro de 2013, e Jubilant Devotion, em março de 2018, que carregaram 84,7 mil toneladas cada. Ambos têm 245 metros e carregaram farelo de soja no Porto de Paranaguá.

IMPRENSA - Os veículos de comunicação interessados em produzir imagens do navio Lan Hua Hai poderão acompanhar a movimentação nesta terça-feira (28), das 9h às 11h. As equipes devem se cadastrar pelo email http://portospr@gmail.com, informando nome completo e CPF dos integrantes.

Fonte: AEN

Aventura e emoção no SSF extreme em Guarapuava



Paisagens encantadoras vistas de ângulos de tirar o fôlego. São experiências inesquecíveis de aventura, adrenalina e emoção que diversos participantes do SSF Extreme viveram nesta experiência única do evento em Guarapuava. O professor de inglês, Maurício Patrick Tschoke, 27 anos, veio com três amigos de São Bento do Sul, Santa Catarina, para saltar de rope jump no Salto São Francisco. “Esse é meu terceiro salto, mas nunca saltei de um lugar tão alto. Ansioso, mas muito feliz”, disse ele, antes de abrir as atividades do rope no SSF Extreme. Em Guarapuava pela primeira vez, o professor confessou admiração. “Já fui em vários lugares, até só para saltar, mas a paisagem daqui é a mais bonita que eu já vi”, declarou.


Assim como Maurício e os colegas, que percorreram horas de estrada para a experiência singular do SSF Extreme, outros diversos visitantes também vieram a Guarapuava em busca de aventura. “Tem gente de Londrina, Curitiba, Balneário Camboriú, outras cidades de Santa Catarina, São Paulo, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. Fechamos as inscrições para os dois dias e sempre temos muita procura. Pensamos em vir até mais vezes porque aqui é muito bonito, somos bem recebidos, tem uma estrutura boa com camping legal, vale a pena”, afirmou o coordenador da equipe Rope Trips, Marco Antônio de Campos Gonçalves Júnior.

A adrenalina e as paisagens inesquecíveis puderam ser desfrutadas de diversas maneiras na tríplice fronteira. Adriano Machado, por exemplo, é um dos ciclistas que pedalou de Guarapuava até o Parque São Francisco da Esperança. “Ida e volta fechará 100 km pedalando”, explicou o ciclista. “Fizemos pausa para fotos e agora participamos de atividades aqui com experiências novas, um evento que agrega bastante”, declarou Adriano. Além dessas opções, a programação teve chop artesanal guarapuavano, o talento local com o projeto Lembranças de Guarapuava, workshops, rapel, trilhas, cavalgada e paratrike. Foi de lá, no paratrike, que o vice-prefeito, secretário de Obras e de Turismo, Itacir Vezzaro, garantiu uma participação marcante no evento. “Valeu muito a pena, podemos ver toda nossa linda cidade lá de cima. Acreditamos muito no turismo de Guarapuava, no potencial que temos e esse evento só confirma isso”, declarou.

Buscando fortalecer ainda mais o turismo em Guarapuava e na região, o governo do Estado marcou presença no evento. “Queremos usar o esporte como indutor do turismo, respeitando a vocação de cada município. Sabemos do potencial do esporte de aventura como elo fortalecedor e vamos buscar, cada vez mais, consolidar roteiros turísticos como esse, pelo interior do nosso Estado”, declarou Hélio Wirbiski, presidente da Esporte Paraná.


Participaram também do SSF Extreme o diretor de Esporte Tiago Campos, o diretor da Dibap (Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas), Aristides Athayde, presidente da Adesul, Estela Mara Rosa, e o prefeito de Turvo, Jeronimo Gadens do Rosário.

Receita encontra irregularidades em 34% dos postos fiscalizados



A Receita Estadual do Paraná apresentou o balanço de uma operação integrada de fiscalização ocorrida entre os dias 8 e 10 de abril. Durante a ação, que envolveu todas as Delegacias Regionais da Receita, 101 postos de combustíveis foram inspecionados em 17 cidades do Estado. A operação buscou garantir o cumprimento das normas tributárias, além de combater a concorrência desleal entre os estabelecimentos comerciais.

Do total de postos fiscalizados, 34% apresentaram algum tipo de infração tributária, sendo as mais comuns, o estoque de combustível sem a documentação fiscal regulamentar e a falta de emissão do documento fiscal. O volume encontrado de combustíveis com irregularidades foi de 214 mil litros de gasolina e 398 mil litros de etanol.

A operação resultou em diferentes atos, de acordo com a infração. Foram lavrados seis autos de infração, que podem gerar processos administrativos de apuração e aplicação de penalidade. 14 postos foram notificados a apresentar defesa prévia acerca das irregularidades identificadas. Quatro postos tiveram inscrição estadual pré-canceladas por irregularidades cadastrais e por inatividade. Os estabelecimentos estavam instalados nas cidades de Guarapuava e Umuarama. Os demais postos tiveram multa de valor reduzido e ficarão sujeitas a novas fiscalizações. O valor total apurado com as irregularidades foi de R$ 685.912,98, relativos ao pagamento do imposto devido e multas aplicadas.

BOAS PRÁTICAS - De acordo com o diretor da Receita Estadual do Paraná, Luiz Moraes Junior, este tipo de ação é importante para estimular a livre concorrência entre os estabelecimentos com boas práticas e deve acontecer com frequência. “É importante divulgar ao setor a importância do cumprimento das obrigações tributárias para o bem da sociedade”, diz.

A ação integrada de fiscalização aconteceu nas cidades de Apucarana, Bandeirantes, Cascavel, Curitiba, Guarapuava, Ibaiti, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Pato Branco, Pinhais, Ponta Grossa, Santa Mariana, Santo Antônio da Platina, Siqueira Campos, Umuarama, Wenceslau Braz.

Outras infrações relativas à qualidade do combustível comercializado ou à aferição do equipamento medidor de abastecimento estão na área de competência de órgãos de fiscalização como a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP e do Instituto de Pesos e Medidas – IPEM/PR, e, portanto, não fizeram parte desta ação.

Fonte: AEN

Gabriel Diniz, cantor de 'Jenifer', morre aos 28 anos em queda de avião



O cantor Gabriel Diniz, conhecido pelo hit "Jenifer", morreu nesta segunda-feira (27), aos 28 anos, na queda de um avião de pequeno porte no povoado Porto do Mato, em Estância, na região sul de Sergipe.

De acordo com a Polícia Militar, há três mortos: além de Gabriel Diniz, foram identificados Linaldo Xavier e Abraão Farias, pilotos e diretores do Aeroclube de Alagoas. Inicialmente, o Grupamento Tático Aéreo (GTA) havia informado que eram quatro ocupantes na aeronave, que decolou de Salvador e tinha como destino Maceió.

Amigos de Gabriel Diniz reconheceram o corpo do artista entre as vítimas. A assessoria de imprensa da produtora do cantor confirmou que ele estava no avião. Também foi encontrado o passaporte de Gabriel Diniz perto do local do acidente.

Na noite deste domingo (26), Gabriel Diniz havia feito um show em Feira de Santana (BA). O cantor estava indo encontrar a família para comemorar o aniversário da namorada, Caroline Calheiros, que completa 25 anos nesta segunda. Por esse motivo, ele pegou o avião para Maceió.

O Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) foi acionado por volta das 12h32 desta segunda. Equipes da PM e do Corpo de Bombeiros chegaram ao local do acidente numa embarcação dos bombeiros, já que a área é de difícil acesso, de mangue e mata fechada.

A Secretaria da Segurança Pública do Estado de Sergipe (SSP/SE) informou que os corpos resgatados estão sendo levados a Aracaju para dar entrada no Instituto Médico Legal (IML).

Em nota, a produtora de Gabriel Diniz afirmou:

"A Luan Promoções, familiares, fãs, amigos e equipe estão todos muito abalados com está triste notícia que pegou todos de surpresa nessa manhã, 27. Com muito pesar confirmamos a morte do Gabriel Diniz. O cantor estava em um bimotor que caiu no sul do estado de Sergipe no começo dessa tarde. Sua alegria estará para sempre em nossos corações! Não deixaremos perder a sua irreverência jamais, você conquistou uma nação com o seu trabalho e carisma!".

O cantor tinha apresentações agendadas para esta quarta-feira (29) e esta quinta-feira (30) em São Paulo. Depois, estavam previstas datas em Afrânio (PE), Areia Branca (SE), Salvador e Belém. Veja mais informações no G1

Fonte: G1

Transmissão ao vivo: Cobertura da morte de Gabriel Diniz
G1 ao vivo
--:--/--:--

Acidente entre caminhões deixa um morto na BR-376; carreta pegou fogo


Um grave acidente entre dois caminhões deixou uma pessoa morta na BR-376, em Guaratuba, Litoral do Paraná no fim da manhã desta segunda-feira (27). Um dos veículos envolvidos pegou fogo após a colisão traseira.

A pista chegou ser completamente interditada devido ao acidente, que aconteceu na pista sentido Litoral do Paraná, no KM 667. Ainda não há informações sobre o que causou o acidente. O caminhão onde estava o motorista morto transportava cimento. O da frente, fraldas.

Após a colisão traseira, nas imediações do quilômetro 667, o motorista do caminhão atingido ainda conseguiu conduzir os veículos até a área de escape, cerca de quatro quilômetros à frente, no km 671.

A vítima morta ainda não foi identificada. Equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) está no local, aguardando a chegada da perícia.

Fonte: Banda B

FEMINICÍDIO EM CORONEL VIVIDA. MULHER É MORTA A FACADAS



Ivonete dos Santos ,que tinha 42 anos idade, foi morta a facadas na tarde deste domingo (26/5) em Coronel Vivida.

O crime aconteceu por volta de 16 horas, na rua Guarani, bairro Vila Nova, na casa dela.

O acusado é o convivente de Ivonete, Derli Duarte, o SAPO.

As causas do crime ainda não estão esclarecidas.

Ivonete tinha pelo menos cinco (5) ferimentos, mas três golpes foram os fatais, todos na região torácica.

Ivonete chegou a ser socorrida por socorristas do SAMU a UPA, mas chegou à unidade, praticamente morta.

Derli foi preso logo depois pela PM.

Ivonete deixa cinco (5) filhos: um menino de dois (2) anos de idade; uma menina de sete (7) anos; uma adolescente de 15, outra de 19, e mais uma jovem de 22 anos de idade.

Ivonete era mãe do Claudemir dos Santos, o CLAUDE, que morreu há um ano, no dia 20 de maio de 2018. Claude tinha 24 anos de idade e passou praticamente por todas as categorias de base de futsal e futebol de Coronel Vivida, e mais tarde se tornou arbitro de futsal e futebol no esporte vividense.

Mulher morre após caminhão tombar em estrada rural


Uma mulher de 43 anos morreu após o caminhão onde ela estava com o filho de 3 anos tombar em uma estrada rural da comunidade Coqueiro, em Jataizinho, no norte do Paraná, na manhã deste domingo (26). A criança não se machucou.

De acordo com testemunhas, o veículo estava parado, mas acabou descendo a estrada desgovernado e tombou.

O marido, de 39 anos, estava carregando terra em um trator e, ao ver o caminhão desgovernado, abandonou o trator ligado para socorrer a esposa e o filho. O veículo acabou tombando também.

Vizinhos do local onde ocorreu o acidente contaram que o homem sempre retirava terra do local e a carregava no caminhão, que deixava ligado.

O Corpo de Bombeiros esteve no local do acidente para atender as vítimas.

Fonte: G1 - PR

Mulher morre após caminhão tombar em estrada rural de Jataizinho
G1 PR
--:--/--:--