quarta-feira, 24 de abril de 2019

Polícia Civil prende 168 pessoas no Paraná em operação especial


A Polícia Civil do Paraná (PCPR) realizou nesta quarta-feira (24) a Operação PC 27 em diversas cidades do Estado. Foram presas 168 pessoas por diversos crimes e cinco adolescentes apreendidos. A operação terminou no final da tarde com 123 mandados de busca e apreensão cumpridos. A ação aconteceu simultaneamente em todo o território nacional, com a participação dos demais 25 estados e do Distrito Federal.

Com atenção especial ao crime organizado, os mandados cumpridos durante a PC 27 incluem sete integrantes de uma facção criminosa já presos, mas que ainda controlavam o tráfico de drogas e outros crimes de dentro de presídios. Eles responderão criminalmente por essas ações e devem ter o tempo de prisão ampliado.

Cerca de 550 policiais civis de todas as divisões da PCPR participaram da operação que teve como objetivo combater a criminalidade, assim como cumprir mandados judiciais contra suspeitos pela prática de diferentes tipos de crimes, como roubo, homicídio e estupro, entre outros, além de fazer prisões em flagrante.

De acordo com o delegado-geral da PCPR, Silvio Jacob Rockembach, a operação é resultado de investigações por meio de um trabalho integrado e coordenado por todas as divisões da Polícia Civil do Estado. “É uma grande operação, exige um planejamento bem detalhado e uma alta capacidade de coordenação e integração entre as divisões da Polícia Civil. Estamos buscando trabalhar a cada dia mais dessa forma, não só no Paraná, como no país”, afirma.
Rockembach ressalta ainda que, para que a polícia consiga prestar um serviço mais eficiente e melhorar sua capacidade de resposta, as Polícias Civis estão totalmente integradas em todo o Brasil. “Existe uma integração muito forte entre os núcleos de todas as Polícias Civis, há investigações sendo tocadas em conjunto em diversos estados. Essa é a tendência daqui em diante”, afirma o delegado-geral.

A PC 27 foi uma iniciativa do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC). O nome é uma referência à união e padronização de todas as Polícias Civis do país.


Fonte: AEN

Churrascaria do Catarina comunica que não atenderá mais aos domingos

Na Churrascaria do Catarina tem um espaço reservado para seu evento.


A Churrascaria do Catarina que fica na Rodovia PRC-466, em Sítio Boa Ventura de São Roque – PR comunica seus amigos e clientes, que não haverá mais atendimento aos domingos.

A Churrascaria do Catarina, agora está ainda maior e melhor, com espaço amplo e moderno. Lá tem um espaço reservado para você fazer seu evento. 

Na Churrascaria do Catarina, além de servir aquele delicioso buffet, tem churrasco assado na brasa de segunda a sábado.

Ainda tem a loja de conveniência, onde você encontra camisetas, jaquetas de couro, bonés, chapéu e calçados, brinquedos e acessórios para celular. Também tem produtos coloniais, doces e muito mais.

Viva bem coma bem Churrascaria do Catarina - Fone (42) 9 9805-4237 – 9 8405-4115 - Whatsapp 9 84263878.







Conta de água mais cara no Paraná deve começar a ser cobrada a partir de maio



Com a publicação em Diário Oficial da homologação do aumento de 12,13% na conta de água e esgoto da Sanepar, a tarifa reajustada já poderá ser cobrada a partir do dia 17 de maio, segundo a companhia de saneamento. Para definir a data, foi considerado que a homologação do reajuste já foi “amplamente divulgada” a partir de 15 de abril, quando o conselho executivo da Agepar homologou a decisão. A regra sobre o reajuste determina que passe a valer 30 dias após a data da publicação em Diário Oficial, mas a Sanepar considera que já houve a publicização cobrada em lei.

A publicação em Diário Oficial foi feita por volta das 17 horas desta terça-feira (23). O aumento deve ser aplicado na conta do consumidor de forma gradativa, a partir do próximo dia 17, dependendo da data da leitura de cada consumido.

O reajuste de 12,13%, acima da inflação, que foi de 4,5% no período, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi autorizado no último dia 15 pela Agepar, a pedido da Sanepar.

Em seis anos da gestão Beto Richa (PSDB), entre 2011 e 2017, o reajuste foi de 123,96% - acima da inflação do período, que ficou em 47,49%. O último reajuste da tarifa da Sanepar, de 2018, ficou em 5,12%. (2019: 12,13%; 2018: 5,12%; 2017: 8,53%; 2016: 10,48%; 2015: 12,5% - em duas etapas de 6,5% e 6%).

A Sanepar afirma que o índice é composto pela inflação dos custos do setor de saneamento mais a terceira parcela do diferimento aprovado na revisão tarifária de 2017. O diretor-presidente da companhia, Claudio Stabile, e o presidente em exercício da Agepar, João Vicente, participaram de reunião ontem, na Assembleia Legislativa, para falar aos deputados sobre o reajuste. Stabile iniciou a apresentação explicando que o reajuste é composto pela inflação dos custos do setor de saneamento, medida de acordo com indexadores variados (IPCA, IGPM e INPC) mais a terceira parcela do diferimento aprovado na revisão tarifária de 2017, atualizada pela taxa Selic. Aí ele fez um breve histórico do período que vai de 2006 a 2010, quando a tarifa ficou congelada, durante o governo de Roberto Requião (MDB) e os subsequentes aumentos até 2016.

Segundo Stabile, houve uma “reavaliação dos ativos da companhia”, ocorrida em 2017, quando ficou decidido que a diferença de mais de 26% seria diferida em parcelas ao longo de oito anos. Fez questão de atacar o que chamou de mistificação do diferimento, insistindo que ele não deve ser atribuído a governos anteriores. “A empresa tem 54 anos, recebemos um passivo. Não conseguimos apresentar o resultado que todos reclamam em tão pouco tempo”, disse Stebile.

Governo estuda reduzir a tarifa, diz secretário

Em entrevista ontem ao Jornal TNews, da Rádio T, o secretário chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, disse que o governo estuda reduzir a tarifa nos próximos anos. Segundo ele, o Palácio Iguaçu poderia fazer “pouco” para evitar o aumento da tarifa da Sanepar acima da inflação. “Muito pouco, porque é um produto de concessão. A Agepar, que é uma agência reguladora, que determina esse recurso, o que o governador determinou é que a gente continue economizando, cortando gastos, cortando privilégios, e na sequência a gente tenha condições de reduzir a tarifa”, disse.

O secretário enfatizou que a redução na tarifa para 2021 está na pauta. “Eu gostaria até de afirmar isso, que a médio e longo prazo nós vamos conseguir reduzir a tarifa. Estamos em um processo vinculado à Sanepar, que foi dado aumento em 2017, 2018, e a previsão desse aumento para 2019. É necessário que o Estado, a Sanepar, todas as empresas estatais possam fazer seu trabalho. As reduções, nós já realizamos no Estado, passa desses R$ 80 milhões nos primeiros 100 dias, vamos continuar enxugando a máquina, cortando privilégios, mordomias. Tenho certeza que esse mesmo espírito está sendo realizado na Sanepar para que no próximo ano ou em 2021 nós possamos iniciar os cortes de tarifas”, disse.

Para este e o próximo ano, no entanto, Guto Silva já havia adiantado que o governo não pretendia interferir. “O que acontece com a tarifa (agora) é que já vem escalonada do passado e nesse sentido o Estado tem muito poucas alternativas para poder fazer esse congelamento ou sobretudo segurar esses incrementos”, disse.

Na Assembleia Legislativa, o dirigente da Agepar referiu-se à função da agência, e também informou que o órgão foi consultado pela Sanepar sobre a antecipação de parcela do diferimento, determinando a realização dos procedimentos referentes a revisão tarifária extraordinária, com a convocação de audiências públicas.

Os deputados Soldado Fruet (PROS) e Delegado Jacovós (PR) apontaram que o reajuste beneficia os acionistas da companhia e que o reajuste aplicado no Paraná é superior aos aplicados em outros estados do Sul e Sudeste. Tadeu Veneri (PT) argumentou que a parcela dos lucros destinada ao pagamento de dividendos é absurda para o atual momento econômico, propôs a revisão dos métodos adotados pela Agepar sob pena do diferimento se tornar impagável. Requião Filho (PMDB) sugeriu uma auditoria na avaliação de ativos da empresa que, segundo ele, não merecem confiança.

Fonte: Bem Paraná

Hoje é o Dia do Chimarrão e com Verdelândia fica muito melhor

Hoje é o dia deste produto que é a nossa essência! O chimarrão não é apenas uma bebida mas também um conector social pois através dele que sempre apreciamos boas rodas de conversas e risadas entre amigos e família. Viva o mate!


A Industria Ervateira Verdelândia fica na Rodovia PRC-466, no Distrito da Palmeirinha – Guarapuava. 

Além de comprar e pagar o melhor preço da erva-mate, ainda tem o Cantinho do Chimarrão, com produtos e acessórios da linha Verdelândia e Quero- Quero, Tererê e Nosso Matte. 

Há 30 anos, com um sabor único e marcante, a Ervateira Verdelandia representa uma tradição de várias gerações. Em meio a prosa, cria e relembra gostosas histórias. 
Tudo começou em 1985, e até então faz parte das rodas de chimarrão. Atualmente tem sua Matriz em Espigão Alto do Iguaçu – PR, a empresa expande a cada dia. 

Conheça mais sobre a empresa e produtos comercializados em todos os estabelecimentos comerciais da região CLICANDO AQUI.









Vem aí o 9° Encontro 4x4 OFF ROAD em Turvo

O evento acontecerá no CTG Rincão do Pinhal.


Homem e três cachorros morrem atropelados na BR-272



Um homem e seus três cachorros morreram atropelados no início da manhã desta quarta-feira, 24, na rodovia BR-272 (km-391) entre Campo Mourão e Farol. A princípio trata-se de um andarilho. Não havia documentos com ele no local. O Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão também ainda não o identificou até o momento.

De acordo com informações, o atropelamento aconteceu por volta das 5h40 próximo ao trevo de acesso ao município de Farol. O homem foi encontrado já morto com seus cães caído no acostamento. O motorista do carro que causou o atropelamento fugiu do local sem prestar socorro, não sendo localizado até o momento. O modelo do carro também não foi confirmado, mas pelos destroços do veículo que ficaram no local, a princípio trata-se de uma Fiat/Strada ou um Fiat/Palio Weekend.

De acordo com uma testemunha ouvida pela reportagem da TRIBUNA, a princípio a vítima caminhava no sentido Campo Mourão a Farol e, ao ser atingido pelo carro, foi lançado para o sentido contrário da pista, ficando caído no acostamento.

“Quando entrei em Farol, vindo de Janiópolis vi de longe um carro parado com a seta ligada, entrei em Farol por cerca de 10 minutos e quando peguei a pista para seguir a Campo Mourão me deparei com o homem morto caído no acostamento”, informou a testemunha que trabalha com entregas e passava no local no momento do acidente.

A Polícia Militar de Farol foi acionada e esteve no local até a chegada de uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O corpo foi recolhido e encaminhado ao IML de Campo Mourão.

Fonte: Cidade Portal

Imagem mostra aluno segurando faca momentos antes de golpear professor



Nesta manhã (24), a Tarobá News recebeu uma imagem (enviada por alunos que presenciaram a ação) do momento da briga entre o professor e um aluno em Formosa do Oeste. Na foto é possível ver que na mão direita do jovem ele segura a faca. 

Segundo informações o aluno teria golpeado o professor com a faca após uma discussão em sala de aula. O professor e ex-vereador Sérgio Vesco de 50 anos, conhecido como Pato, sofreu um ferimento na perna, ele foi levado para o Pronto Socorro de Formosa do Oeste e depois transferido para Cascavel, onde passou por cirurgia ainda na noite de ontem e permanece internado.

PALMITAL - DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL/ INFRAÇÃO DE TRANSITO E DESOBEDIÊNCIA A DECISÃO JUDICIAL


No dia 23 de abril de 2019, a equipe policial estava em patrulhamento próximo ao Ginásio aonde veio abordar juntamente com a Policia Civil dois indivíduos em uma moto, constatando que a moto se tratava de uma Shineray xy 125, a qual estava com débitos em atraso. Foi constatado que o piloto da moto não possui CNH ou PPD. 

Com o garupa da moto em revista pessoal foi localizado uma bucha de substancia análoga a maconha e ao consultar o mesmo no sistema Sesp verificou-se que o mesmo possuía um mandado de monitoramento por prisão domiciliar, o qual em suas especificações constava que o mesmo deveria estar portando cópia do mandado, documentos pessoais e não poderia portar substâncias ilícitas. 

Diante dos fatos a equipe o encaminhou juntamente com a droga para a 44ºSDP de Palmital para os procedimentos cabíveis, devido também aos descumprimentos de suas medidas. A motocicleta foi recolhida ao pátio do pelotão.

PALMEIRINHA - ADQUIRIR, VENDER, FORNECER E/OU PRODUZIR DROGAS


No dia 23 abr. 19, por volta de 12h45min, na Rua Sebastião Prestes, Vila Palmira, a equipe policial realizava patrulhamento, quando avistou dois indivíduos em atitude suspeita (20 e 17 anos). 

Dado voz de abordagem sendo que o adolescente empreendeu fuga, onde foi logrado êxito em aborda-lo na Rua Antônio França a aproximadamente 100 metros do local, o qual dispensou uma sacola com dez buchas de maconha pesando aproximadamente 20 gramas e localizado certa quantia em dinheiro em seu bolso. 

A genitora do adolescente acompanhou os procedimentos e informou que durante o dia e a noite várias pessoas aparecem frente a sua residência para conversar com seu filho. 

Os envolvidos foram encaminhados para a 14 SDP juntamente com a droga e dinheiro para procedimentos.