segunda-feira, 9 de setembro de 2019

Dois são presos em operação contra golpe de venda de terrenos em loteamento


A Promotoria de Justiça de Mangueirinha, no Centro-Sul paranaense, com o apoio do Núcleo de São Miguel do Oeste do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Santa Catarina e da Polícia Militar do Paraná, deflagrou a Operação Jardim Europa, com o cumprimento de mandados de prisão preventiva contra o irmão de um vereador de Mangueirinha e um empresário de Maravilha (SC). Um terceiro empresário, residente na mesma cidade catarinense e ex-prefeito de Campo Erê (SC), também teve expedido mandado de prisão, mas está foragido.

Foram cumpridos ainda três mandados de busca e apreensão nas residências de um vereador, do irmão de outro vereador e de um empresário rural, todos na cidade de Mangueirinha, com a apreensão de documentos e telefones celulares.

Organização criminosa – A Promotoria de Justiça de Mangueirinha investiga um grupo que teria praticado os crimes de loteamento ilegal, extorsão, estelionato, estelionato qualificado, falsidade ideológica e organização criminosa. De acordo com as investigações, o grupo, que atuava no ramo imobiliário, teria vendido irregularmente terrenos do Loteamento Jardim Europa III, bem como registrado terrenos vendidos para vítimas em nome de terceiros (laranjas), sendo que posteriormente extorquiam as vítimas exigindo dinheiro para lavrarem escrituras públicas de compra e venda de terrenos.

Teriam sido registrados em nome de “laranjas” do estado do Rio Grande do Sul 54 terrenos, avaliados em R$ 2,7 milhões, os quais foram sequestrados pela Justiça, a pedido do Ministério Público. No âmbito cível, a Justiça determinou a indisponibilidade de bens de 11 investigados, no valor total de R$ 46 milhões.

Fonte: MPPR

Nenhum comentário:

Postar um comentário