quinta-feira, 2 de maio de 2019

Mulher que ganhou 'carona' da PRF para passar por transplante morre



Após 13 dias internada, a mulher que conseguiu chegar a tempo de passar por um transplante de rim depois de contar com a ajuda da Polícia Rodoviária Federal (PRF), morreu, nesta quarta-feira (1°), no hospital em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba.

Silmara Aparecida da Silva ganhou uma "carona" da PRF para percorrer um trajeto de cerca de 90 km até o Hospital do Rocio em 18 de abril.

Ela estava na fila para um transplante e foi avisada no final daquela tarde de que a vez dela de passar pela cirurgia havia chegado. Porém, para conseguir fazer o transplante, ela tinha que chegar rápido ao hospital.

Como o trânsito estava movimentado na região por causa do feriado prolongado de Páscoa, uma enfermeira orientou que os familiares pedissem o apoio da polícia. Ela viajou de Ponta Grossa a Campo Largo.

No dia 18, ela passou pela cirurgia, que durou oito horas, e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Rocio. Segundo a família, na noite de terça-feira (30), Silmara teve quatro paradas cardiorrespiratórias, foi reanimada, mas não resistiu e morreu de madrugada.


Fonte: G1 - PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário