sexta-feira, 13 de julho de 2018

Sicredi Planalto das Águas realiza Assembleia Geral Extraordinária

Representantes dos núcleos de associados aprovaram resolução do Banco Central do Brasil que prevê instituições financeiras cooperativas a gerir recursos de entes públicos. Muitas cidades serão beneficiadas


Nessa sexta-feira (13/07) a Sicredi Planalto da Águas PR/SP reuniu seus delegados de núcleos para aprovação de início de relacionamento com os Municípios, integrantes da área de ação da cooperativa. A partir da Lei Complementar 161 de janeiro de 2018 e a Resolução 4.659 publicada pelo Banco Central do Brasil (BCB) em abril de 2018, prefeituras, órgãos dependentes e empresas controladas por elas foram autorizadas a movimentar e gerir recursos junto às instituições financeiras cooperativas. Antes da Lei Complementar, as transações de prefeituras só podiam ser realizadas por meio de bancos oficiais com controle parcial ou total do governo.
A operacionalização da relação entre cooperativas de crédito e prefeituras ainda está sendo estudada e desenvolvida, mas já representa um grande avanço na área. Isso porque, em centenas de cidades do País, as cooperativas de crédito são as únicas instituições financeiras presentes. “Em mais de 200 municípios brasileiros o Sicredi é a única instituição financeira em atividade. Mais do que oferecer uma alternativa de serviços financeiros, esse passo representa para muitas cidades um melhor desenvolvimento econômico, já que prefeituras e servidores públicos não precisarão mais depender do deslocamento para outras cidades para ter acesso aos serviços financeiros”, explica o presidente da Sicredi Planalto das Águas PR/SP, Adilson Primo Fiorentin.

Outro benefício desta relação está diretamente ligado à comunidade, já que as cooperativas de crédito têm como foco impactar positivamente as regiões onde está presente. Os resultados positivos gerados pela movimentação financeira nas cooperativas retornam ao associado e, por consequência, para a comunidade onde ele vive. "É como um ciclo virtuoso: o recurso captado numa praça é reinvestido na mesma região, dinamizando a economia local. Imagine que hoje, em centenas de locais do País, servidores públicos são obrigados a se deslocar para outros lugares para sacarem seus salários, pois a prefeitura não pode ter a conta numa instituição financeira cooperativa. Uma parte deste recurso acaba sendo utilizado na cidade em que foi sacado, é uma tendência natural das pessoas. Agora, sem esta restrição, vamos possibilitar que os recursos potencializem ainda mais a economia local", destaca Adilson.

Presente em 22 estados e no Distrito Federal, com mais de 1.500 agências e 3,8 milhões de associados, o Sicredi fechou 2017 com crescimento de 20%, e um resultado de R$ 2,35 bilhões. Para 2018, a previsão de crescimento permanece em 20%, além de um investimento de R$ 404 milhões durante o ano, para abertura de agências e modernização de sistemas.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com 1.500 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.


Michael Bueno
Comunicação e Marketing
Sicredi Planalto das Águas PR/SP
Superintendência Regional – Guarapuava / PR

Caminhão invade casa e destrói parte do imóvel


Um caminhão invadiu a sala de uma casa no Jardim Social Arapongas, em Castro, na região dos Campos Gerais do Paraná, por volta das 7h30 desta sexta-feira (13).

No momento da invasão, havia uma adolescente dormindo em um cômodo nos fundos. Ela não ficou ferida.

A Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros afirmam não ter sido acionados para atender à ocorrência. O caminhão já foi retirado do local com a ajuda de duas máquinas.

Fonte: G1 - PR

PM prende homem suspeito de atear fogo em veículos e residência em Pitanga


Na última quarta-feira (11.07), por volta das 19h30min, uma equipe de policiais militares da 3ª Cia. PM (Pitanga) realizava patrulhamento pela Rua José Klosouski, quando visualizou um terreno baldio com vários focos de incêndio, sendo que populares tentavam apagar as chamas.

Foi acionado o Corpo de Bombeiros, porém os mesmos estavam em atendimento de outra ocorrência e não puderam comparecer no local. A equipe auxiliou no combate ao fogo, sendo logrado êxito na ação.

Em patrulhamento pelo Bairro São Basílio, a equipe realizou abordagem de um indivíduo (22), em atitude suspeita, sendo que foi localizado em seu bolso um isqueiro e o mesmo estava com sua blusa parcialmente queimada, não sabendo informar o que teria ocorrido.

Diversas denúncias anônimas davam conta de que o indivíduo abordado era o principal suspeito de atear fogo em diversos veículos em via pública naquele bairro e um veículo numa garagem, queimando o veículo e parte da residência.

Diante dos fatos, o indivíduo foi encaminhado até a 45ª DRP para os procedimentos de Polícia Judiciária.

Fonte: 16º BPM

O "Dia nos bairros" hoje é na Vila Jaime em Turvo



São ações da prefeitura diretamente aos moradores, onde as secretarias estarão ofertando serviços como:
- Atendimento médico
- Orientação e avaliação odontológica
- Encaminhamentos para vagas de emprego e cursos de qualificação
- Encaminhamentos para a emissão de documentos pessoais
e carteira de trabalho
- Visita as crianças em idade escolar
- construção de uma quadra de areia
- Cadastro para moradia e acompanhamento para regularização fundiária
- Verificação da obra iniciada para pavimentação asfáltica

Entre outras ações a fim de melhor atender a população.

FAMÍLIA VÍTIMA DE SEQUESTRO E ROUBO, PRESTA HOMENAGEM AOS POLICIAIS MILITARES DO 16º BPM.


Uma família tradicional do município de Guarapuava-PR, a qual sofreu no último final de semana (06.07) um roubo mediante sequestro, onde os autores invadiram a residência e subtraíram um cofre que estava no quarto do casal, duas camionetes Toyota Hilux dos familiares, bem como levaram seis integrantes da família como reféns, dentre os quais uma criança de 8 anos.

O roubo ocorreu na noite da última sexta-feira, onde um casal entrou em contato com Polícia Militar relatando que ao chegar na residência em questão perceberam a falta dos familiares, do cofre bem como das caminhonetes, sem conseguir qualquer contato telefônico com as vítimas. Mesmo de posse de poucas informações, equipes do serviço reservado, rádio patrulha e ROTAM iniciaram diligências e buscas na tentativa de localizar estas pessoas e verificar o ocorrido.

Por volta das 04h30min, de sábado (07.07) o Copom recebeu informação de um funcionário da Eco Cataratas, que haviam sido encontradas seis pessoas transitando pela BR 277, KM 367, as quais foram encaminhadas até o SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário), próximo ao posto de pedágio no município de Candói-PR.

De imediato, as equipes policiais militares deslocaram até o local, onde prestaram todo o apoio necessário para condução das vítimas até o aconchego de seus lares. Uma das camionetes roubadas, foi localizada a poucos quilômetros do local onde a família foi localizada e a outra recuperada no município de Dionísio Cerqueira-SC, a qual era conduzida por um indivíduo de nacionalidade argentina.

No dia 12.07 (quinta-feira), integrantes da família vieram a sede do 16º BPM, onde entregaram um Ofício de agradecimento pelo pronto atendimento e apoio prestado pelo Oficial Supervisor, Oficial CPU, Rádio Patrulha e Serviço Reservado, onde concluíram com as seguintes palavras: “Por conseguinte, registro minha gratidão pelos serviços prestados pelos membros dessa corporação que estiveram envolvidos, peço que Deus em Sua plena graça e misericórdia, estenda seus braços de amor, e os cubra com toda sorte de bênçãos, os protejam em meio as dificuldades, pois, vocês são o escudo de nossa sociedade, os nosso heróis anônimos”.

Fonte: 16º BPM

IAP anuncia concurso público com 160 vagas para 18 funções



O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) anunciou a abertura de um concurso público para contratar 160 profissionais. Segundo o IAP, o edital do concurso deve ser publicado ainda em 2018 e as provas realizadas em 2019.

As vagas anunciadas são para administrador, analista de sistemas, biólogo, bioquímico, contador, engenheiro químico, engenheiro civil, engenheiro florestal, engenheiro agrônomo, geólogo, engenheiro ambiental, médico veterinário, químico, economista, psicólogo, sociólogo, técnico administrativo e técnico em contabilidade.

O IAP não anunciou para quais cidades serão abertas as vagas e nem as faixas salariais dos cargos. O objetivo do concurso, segundo o governo do estado, é recompor o quadro de funcionários do IAP, que não realiza concursos há 26 anos. Conforme o IAP, de 1992 até o início de 2018, o quadro de servidores caiu de 1.172 para 520 em todo o Paraná.

Dos profissionais que continuam em atividade no IAP, 108 recebem o chamado abono permanência, que é pago aos servidores que continuam trabalhando tendo completado o tempo necessário e alcançado a idade para se aposentar.

Transmissão de documentos para o Detran-PR será digital


Para aumentar a segurança e dar mais celeridade aos processos manuseados por despachantes, o Governo do Paraná anunciou na última semana, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, que a transmissão de documentos para o Detran-PR passará a ser feita de forma digital. A medida, que está em fase de testes e deve entrar em vigor em 30 dias, foi lançada diante de líderes do Governo, Sindepar e Detran-PR.

Na ocasião, o presidente do Sindepar e da Fenadesp, Everton Calamucci, falou sobre os benefícios que a digitalização trará. “A expectativa é que, com a digitalização, os processos sejam finalizados dois dias antes do prazo em que são feitos atualmente”, disse ele.

“O despachante fica responsável por reunir, digitalizar e enviar a documentação ao Detran. Isso desburocratiza o processo e dá agilidade ao serviço prestado”, diz o diretor-geral do Detran-PR, Marcello Alvarenga Panizzi.

“A legislação de trânsito ainda requisita a entrega de alguns documentos físicos para determinados processos. Neste caso, receberemos o material digitalizado para agilizar o encaminhamento do pedido e, depois, receberemos o material impresso. Essa desburocratização reduz o tempo que o cidadão precisa esperar para receber o documento”, explicou o coordenador de Veículos do Detran-PR, Rafael Benvenutti.

Ao final da reunião, Marcos Traad, ex-diretor-geral do Detran-PR, agradeceu ao atual diretor-geral pela continuidade dos trabalhos na autarquia e, também, parabenizou os despachantes pelo excelente trabalho desempenhado em prol da população paranaense.

PRESENÇAS

Participaram do evento: Alceni Guerra, assessor especial da governadora Cida Borghetti; Luiz Carlos Martins, deputado Estadual; Francisco Arestides da Silva, José Arcanjo Ribeiro, Helcio José de Góis, Paulo Rosa, Antonio Cabral Junior, Jarbe Cassou, Leodes Vicentin, Valentin Duarte, Douglas Bienert, Debora Gouvêa Kaviski, Maisa da Silva Pereira e Jsé Wilmar da Silva membros da diretoria do Sindepar; Felipe Brugg, Célia Khül, Vilson Florentino e José Francisco Nerone, delegados do Sindicato; e Marcos dos Santos Junior, assessor jurídico do Sindepar.

Fonte: fenadesp.org

PRIMEIRO CARTORIO DO 16º BPM AUMENTA SUA COMPETÊNCIA EM RELAÇÃO A LAVRATURA DO TERMO CIRCUNSTANCIADO


O promotor Fabio Cirino dos Santos e o Gestor do Cartório do Termo Circunstanciado, 2º Ten. Carlos Eduardo da Cunha, reuniram-se para avaliar os procedimentos adotados em relação à confecção do termo circunstanciado de infração penal (TCIP) pelos policiais militares, buscando otimizar ainda mais a atividade e aplicar os ajustes necessários para se obter mais eficiência no serviço prestado.

Foram debatidos os inúmeros desafios enfrentados pela atividade policial militar assim como a necessidade de aumentar a agilidade do sistema judiciário. O ciclo completo de elaboração do termo circunstanciado por policiais militares traz economia de recursos, relatos mais fidedignos e seguros, aumento da confiança do policial militar e, principalmente, agilidade.

A lavratura do TCIP abrange as contravenções penais e os crimes de menor potencial ofensivo cuja pena não ultrapasse 2 anos de detenção. O Primeiro Cartório do 16º BPM, a partir de agora, estará envolvido desde o atendimento da ocorrência na rua até a persecução criminal. O ajuste entre a polícia militar e o ministério público permite a integração da PM no sistema PROJUDI. Dessa forma, o processo de atendimento ao cidadão será agilizado e os serviços prestados à comunidade serão otimizados.

Fonte: 16º BPM

PM prende um dos autores de roubo a um posto de combustíveis em Guarapuava


Às 21h45min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Av. Manoel Ribas, Centro, num posto de combustíveis, onde o solicitante relatou que havia ocorrido um roubo e que no momento em que ficou ciente do fato, onde sua colega de trabalho, caixa do estabelecimento repassou que havia sofrido com a ação, de imediato o solicitante falou com uma cliente, a qual emprestou seu veículo e ele saiu na direção que os dois autores estariam deslocando. Ao se aproximar dos mesmos e tentar dialogar com eles, os suspeitos atiraram uma garrafa no para-brisa do veículo que veio a quebrar, sendo ainda que um dos autores desferiu um chute no capô do carro vindo a amassar. 

A equipe de posse das características dos autores iniciou buscas e após alguns instantes efetuou abordagem de um homem (43), o qual se encontrava com as vestes repassadas, efetuado buscas nada de ilícito foi localizado. Ao ser questionado da ação, o mesmo acabou confessando a autoria do roubo e relatou que o dinheiro teria ficado com seu o outro autor (22), primo do abordado e que o mesmo teria deslocado para sua residência. 
A equipe deslocou até o endereço repassado, porém o outro indivíduo não foi localizado. Posterior às diligências, foi retornado ao posto de combustível, onde foi confirmada a participação dos autores através do sistema de monitoramento, verificado o valor levado pelos autores, bem como a funcionária relatou que na hora do roubo, um deles estaria de posse de uma faca. Diante do fato, foi dada voz de prisão ao autor e encaminhado juntamente com as vítimas até a 14ª SDP.

Fonte: 16º BPM

Polícia divulga fotos e nomes dos foragidos da cadeia de Guarapuava


A Polícia divulgou os nomes e as fotos dos cinco presos que fugiram da cadeia de Guarapuava na madrugada dessa quinta feira (12 de julho). 

Estão foragidos desde ontem:

- Arzelizio dias dos Santos;

- André Luiz de Campos;

- Rosnei José Andrade dos Santos;

- Cleberton Luis Imperio;

- Isaque Kenedy Teles Taques.

Quem tiver informações sobre o paradeiro dos foragidos deve comunicar a Polícia Militar, através do 190, ou a Polícia Civil, no 197.

Fonte: GRmais

PITANGA - ADQUIRIR, VENDER, FORNECER E OU PRODUZIR DROGAS


Em patrulhamento a guarnição PM avistou duas pessoas em atitudes suspeitas, na esquina das Ruas Wanderley João Vieira e Domingues Dos Santos Neto. Que ambos ao avistarem a aproximação policial, jogaram no chão, objetos suspeitos, que ao serem abordados durante busca pessoal foi localizado com o adolescente, 16 anos, R$ 40,00 (quarenta reais) em dinheiro, um aparelho de telefone celular sem marca definida, na cor preta e com o outro masculino foi localizado 03 (três) cigarros sem marca definida. 
Que ao realizar buscas no terreno onde os mesmo teriam dispensado algo, foram localizadas 03 (três) embalagens plásticas contendo substancia análoga a "maconha". Diante dos fatos os abordados foram conduzidos até a 45ª DRP, para as providências cabíveis.

Fonte: PM de Turvo

Justiça autoriza curitibana com tumor a cultivar maconha para uso medicinal próprio



Uma curitibana conseguiu na Justiça Estadual do Paraná o direito de cultivar e manusear maconha medicinal para uso próprio contra sintomas causados por um tumor benigno no cérebro. A decisão é do fim de junho.

A doença se manifestou em 2010 e, segundo a paciente, arruinou a qualidade de vida dela — houve pioras na mobilidade e na visão, fortes dores de cabeça, fraqueza muscular profunda, perda de consciência, espasmos musculares e alterações hormonais.

“Chegou ao ponto de não mais poder dirigir, não mais poder trabalhar, não mais poder fazer as atividades básicas. Por mais que às vezes a gente acredite que poderia ser sanado pelo tratamento convencional, não teve o sucesso esperado”, conta a mulher, que prefere não se identificar.

O tratamento convencional, ao qual ela recorreu inicialmente, envolve a prescrição de oito medicamentos diferentes. A paciente seguiu a recomendação à risca por mais de quatro anos, mas diz ter sentido uma série de efeitos colaterais e progressiva ineficiência das doses.

Por isso, decidiu buscar tratamentos alternativos. Foi aí que encontrou, em artigos científicos publicados na internet, a indicação do uso do óleo de cannabis para o alívio das dores e dos espasmos. Com o consentimento de seus médicos, passou a utilizá-lo como apoio à terapia que já estava em curso.

"Houve uma melhora imediata, principalmente na parte de espasmos musculares e de sono. Imediatamente quando você começa a utilizar o óleo, você já sente a diferença na qualidade de vida absurda. Eu sempre digo que não é o óleo só, mas é um olhar multidisciplinar do paciente, onde também tem o olhar do médico e do tratamento com o óleo conjunto", afirma.

A planta utilizada no óleo é rica em canabidiol (CDB), substância com efeito anti-inflamatório, analgésico e neuroprotetor, e não tem tetra-hidrocarbinol (THC) — ou seja, não há efeitos alucinógenos.

Sem autorização legal, inicialmente, a paranaense relata que teve que viver a clandestinidade e o medo de ser presa para produzir o óleo.

"É tão difícil quando você está na sua pior fase da doença, porque você passa por duas etapas: você estar doente e você ter organizar isso dentro da sua vida, porque você quer ter o acesso ao que te faz bem, a um óleo de uma planta que é importantíssimo para várias doenças", diz a paciente.

Ela conta que, pouco depois, conseguiu autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para importação do óleo de maconha pronto. O custo, no entanto, era inviável: ao mês, a medicação custa em média R$ 2 mil por mês. Leia mais clicando aqui...



Fonte: G1 - PR