quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Conheça as 20 multas mais comuns nas rodovias federais do Paraná


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou nesta terça-feira (23) a lista das 20 infrações de trânsito mais registradas pelo órgão durante o ano de 2017 no Paraná.

Entre as autuações mais comuns estão excesso de velocidade, farol baixo desligado, ultrapassagem em local proibido e falta de licenciamento.

Os radares flagraram 199,8 mil veículos transitando em velocidades até 20% superiores ao limite máximo. Outros 66,3 mil motoristas foram autuados por estar entre 20% e 50% acima do limite. Ambas as infrações de velocidade foram as mais registradas no período.

As equipes da PRF emitiram 62,5 mil autuações por farol baixo desligado em rodovias, 23,3 mil por ultrapassagens em trechos de faixa contínua e 12,9 mil por falta de licenciamento. No total, a PRF registrou 516,7 mil autuações no estado.

Quase 9 mil veículos foram autuados por mau estado de conservação, o que inclui pneus desgastados e problemas no sistema de freios, por exemplo.

Infração que leva à suspensão direta da carteira de habilitação, o ato de transitar acima de 50% do limite máximo de velocidade foi flagrado 7.442 vezes. Esse número significa 20 autuações por dia. O prazo da suspensão da carteira varia de dois a oito meses.

Em 6,2 mil abordagens, o condutor não era habilitado para guiar o veículo. Em outras 2,1 mil, a carteira de habilitação estava suspensa, conduta que, além da infração administrativa, caracteriza também crime de trânsito.

Os flagrantes de veículos transitando pelo acostamento somaram 4.734 autuações. Os casos de embriaguez ao volante, 3.958.

Os policiais rodoviários federais abordaram ainda 2.076 veículos nos quais crianças eram transportadas sem o equipamento de retenção adequado à idade assento de elevação, cadeirinha ou bebê-conforto.

Fonte: PRF


PRF apreende 7,2 toneladas de maconha no Paraná

VÍDEO:

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 7.250 quilos de maconha hoje (23) em Alto Paraíso, na região noroeste do Paraná.

A apreensão foi realizada em frente à Unidade Operacional Porto Camargo, na BR-487.

As mais de 7,2 toneladas de maconha estavam escondidas em uma carreta, sob uma carga de sacos de trigo.

A equipe da PRF prendeu em flagrante o motorista, de 39 anos de idade, e encaminhou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Aos policiais rodoviários federais, o motorista disse que buscou a droga em Naviraí (MS) e que a levaria para Belo Horizonte (MG).

A equipe da PRF fez a abordagem da carreta bitrem por volta das 8 horas da manhã.

Os policiais desconfiaram do nervosismo do motorista, que fumava um cigarro atrás do outro.

Após fazer a deslacração da carga, a equipe localizou a droga, sob o trigo.

Esta é a maior apreensão de maconha feita pela Polícia Rodoviária Federal no Paraná desde 23 de novembro de 2015, quando 24,5 toneladas da droga foram apreendidas, também em Alto Paraíso.

Fonte: PRF

Ocorrências policiais em Guarapuava, Prudentópolis e Pitanga


GUARAPUAVA: FUGA DE PESSOA PRESA OU SUBMETIDA A MEDIDA DE SEGURANÇA - Às 00h45min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Rua Flavio Corrêa dos Santos, Imóvel Morro Alto, no Centro de Regime Semi Aberto de Guarapuava (CRAG), onde relatou um agente penitenciário que o detento Valzumiro Valcter Leal dos Anjos, 24 anos, rompeu o forro e a cobertura do alojamento e após pular a cerca evadiu-se tomando rumo ignorado. A equipe realizou patrulhamento, sem êxito na localização do evadido. 

PRUDENTÓPOLIS - ADQUIRIR, VENDER, FORNECER E OU PRODUZIR DROGAS - Às 14h10min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Rua Ivo Orlando , Vila Basilio, onde o solicitante relatou que uma criança (11) foi pega furtando uma cartela de isqueiros no supermercado. A menina relatou a equipe que teria sido obrigada por um adolescente a cometer tal crime. Diante dos fatos, foi repassada a informação a outra equipe de policiais militares, os quais tendo conhecimento da residência do denunciado, deslocaram até o local para esclarecer os fatos. Com a chegada das equipes, foi visualizado três indivíduos correndo para trás da residência, os quais foram abordados e identificados como um homem (20) e dois adolescentes (14 e 15) entre eles o denunciado pela autora do furto. Após realização de busca, foi localizado no terreno dois pés da planta Cannabis Sativa, vulgarmente conhecida como maconha. Diante do fato foi solicitado à autorização para busca domiciliar, onde foi encontrado no interior da residência, mais um pé da supracitada planta, bem como uma lata no interior do forno contendo folhas secas da erva. Diante dos fatos, todos os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Prudentópolis. 

POSSE IRREGULAR DE ARMA DE FOGO - Às 16h50min, uma equipe de policiais deslocou até a Localidade de Linha Paraná, onde o solicitante relatou que um indivíduo de posse de uma espingarda estava ameaçando seu irmão. Com a chegada da equipe e em contato com os envolvidos estes informaram que se desentenderam por motivos familiares e entraram em vias de fato, que o agressor, o qual se encontrava visivelmente embriagado, ameaçou a vítima e seus familiares fazendo uso de uma arma de fogo do tipo espingarda. Após solicitação o autor fez a entrega da arma, uma espingarda de pressão modificada calibre 22. Diante dos fatos, foi dada a voz de prisão, apreendida a arma e encaminhados os envolvidos até a delegacia de polícia civil. 

PITANGA: LESÃO CORPORAL/VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR - Às 22h45minm, uma equipe de policiais militares deslocou até a Rua Protógenes Guimarães, Bairro Santa Rosa, onde a solicitante relatou que o seu convivente (49) reiteradas vezes agride-a verbalmente proferindo palavras de baixo calão, alegando que a solicitante tem relação e dorme com outros homens. Nesta data chegou em casa e após ingerir bebida alcoólica, houve um desentendimento entre o casal e o agressor a ameaçou e posteriormente foi dormir. A solicitante saiu de casa por receio de sua integridade física e foi até a casa de sua irmã e após algum tempo o agressor novamente foi ao seu encontro e fez novas ameaças. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao indivíduo e encaminhadas as partes envolvidas até a 45ª DRP. 

VIOLAÇÃO DE DOMICÍLIO E LESÃO CORPORAL/VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR Às 00h25min, uma equipe de policiais militares deslocou até a Rua Fernando Amaro, Bairro Santa Izabel, onde a solicitante relatou que seu ex-convivente (24) há muito tempo vem fazendo ameaças e agredindo-a verbalmente, e nesta data chegou na casa da solicitante, possivelmente embriagado e adentrou sem o consentimento da mesma, haja vista que estão separados a cerca de 7 meses, e após entrar ele esperou os familiares saírem do local e começou a agredir verbalmente a solicitante. Mesmo após a solicitante pedir reiteradas vezes que fosse embora, ele não acatou os pedidos e disse que não iria sair do local. Diante dos fatos, a equipe conduziu as partes envolvidas até a 45ª DRP.

Fonte: 16º BPM


TCE-PR emite parecer pela desaprovação das contas de Turvo em 2014



O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) emitiu Parecer Prévio pela irregularidade das contas de 2014 do Município de Turvo (Região Central), de responsabilidade do então prefeito, Nacir Agostinho Bruger (gestão 2013-2016). O gestor recebeu três multas, uma para cada irregularidade encontrada na prestação de contas anual (PCA). Em janeiro, esse valor totaliza R$ 8.785,80.

Entre os itens apontados pela Coordenadoria de Fiscalização Municipal (Cofim) que resultaram no parecer pela desaprovação das contas está a ausência do encaminhamento do ato de nomeação dos membros do Conselho Municipal de Saúde que subscrevem o parecer desse conselho anexado à PCA.

As duas outras irregularidades se referem a falhas em repasses ao regime próprio de previdência social (RPPS). A Cofim comprovou falta de pagamento de aportes para cobertura do deficit atuarial, no valor de R$ 9.481,32, e falta de comprovação do destino de R$ 60 mil devolvidos à prefeitura pelo Fundo de Previdência dos Servidores de Turvo. Esse valor, referente à devolução de taxa de administração, foi repassado pelo RPPS mas não foi contabilizado pelo município em 2014.

O relator do processo, conselheiro Ivens Linhares, seguiu a instrução da Cofim e o parecer do Ministério Público de Contas (MPC-PR), pela irregularidade das contas e aplicação de multas. Previstas nos incisos I e IV do artigo 87 da Lei Orgânica do TCE-PR (Lei Complementar Estadual nº 113/2005), uma multa equivale a 10 vezes o valor da Unidade Padrão Fiscal Paraná (UPF-PR). As outras duas, a 40 vezes a UPF-PR, cujo valor, em janeiro, é de R$ 97,62. Neste mês, as três sanções somam R$ 8.785,80.

Os membros da Segunda Câmara acompanharam, por maioria absoluta, o voto do relator, na sessão de 29 de novembro. Os prazos para recurso da decisão passaram a contar em 8 de dezembro, primeiro dia útil após a publicação do Acórdão nº 366/17 na edição n° 1.731 do Diário Eletrônico do TCE-PR (DETC).

Após o trânsito em julgado do processo, o parecer prévio do TCE-PR será encaminhado à Câmara Municipal de Turvo. A legislação determina que cabe aos vereadores o julgamento das contas do chefe do Executivo municipal. Para desconsiderar a decisão do Tribunal, expressa no parecer prévio, são necessários dois terços dos votos dos parlamentares.

Fonte: Fonte: TCE/PR

VENDE-SE F-1000 ANO 1993


Vende-se F-1000 ano 1993, em ótimo estado de conservação.

Interessados ligar no fone (41) 3296-5280 - 41 - 9 8887 - 7407, falar com o senhor Osvino Machado.