segunda-feira, 17 de abril de 2017

IPTU com desconto só é válido até o dia 28 de abril em Turvo



100% de desconto em juros e multas para pagamento a vista.

80% de desconto em juros e multas para parcelamento em 12 vezes.

60% de desconto em juros e multas para parcelamento em 18 vezes.

40% de desconto em juros e multas para parcelamento em 24 vezes.

20% de desconto em juros e multas para parcelamento em 36 vezes.

Essas condições são válidas somente até o dia 28 de abril de 2017, após essa data não haverá desconto e o parcelamento será somente em 06 vezes e sob a pena de ser protestado o título executivo.

PRF flagra 31 motoristas bêbados por dia durante o feriado da Páscoa no Paraná


Mais de 9.000 veículos acima do limite máximo de velocidade, 125 motoristas flagrados dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas e 661 manobras de ultrapassagens proibidas. Este é o balanço das ações que foram o foco da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ao longo dos quatro dias da Operação Semana Santa no Paraná.
Com um saldo de 13 mortes, 110 feridos e 109 acidentes atendidos no estado, a operação da PRF começou na quinta-feira (13) e foi concluída no final da noite de ontem (16).
O total de mortes aumentou em relação ao mesmo feriado do ano passado, quando nove pessoas haviam morrido em rodovias federais do Paraná. Em 2015, 15 mortes foram registradas no período.
Entre as principais causas dos acidentes com mortes na Semana Santa deste ano estão as ultrapassagens indevidas, embriaguez, desobediência à sinalização, sono e imprudência.
Dos 9 acidentes com mortes, 6 ocorreram em colisões frontais. Sete aconteceram à noite ou de madrugada. O acidente mais grave ocorreu, no domingo, por volta das 15h40, em Ventania, na BR-153, onde em uma colisão frontal, resultante de uma ultrapassagem proibida, morreram quatro pessoas. Três veículos estavam envolvidos e também três pessoas sofreram lesões graves. A multa este tipo de ultrapassagem é de R$ 1.467,35, com sete pontos na CNH.
Na Semana Santa deste ano, a PRF registrou ainda 69 casos de crianças transportadas sem a cadeirinha ou outro equipamento de retenção adequado à idade. E 150 veículos foram recolhidos aos pátios da instituição, por diferentes irregularidades.

Tráfico de drogas e contrabando
Durante os quatro dias de operação a PRF apreendeu 759 kg de maconha e 70.000 maços de cigarros contrabandeados.
Ações de fiscalização da PRF durante a Semana Santa no Paraná
- 125 motoristas flagrados dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas
- 662 autuações por ultrapassagens proibidas
- 9.325 imagens de radar portátil (veículos acima da velocidade máxima permitida)
- 69 crianças sem cadeirinha
- 314 pessoas sem cinto de segurança
- 150 veículos recolhidos, por diferentes irregularidades)

Mortes, feridos e acidentes na Operação Semana Santa 2017
- 13 mortos
- 110 feridos
- 109 acidentes
- 31 acidentes graves (com mortos ou feridos com lesões graves

Vacinação contra gripe deve atender 3 milhões de pessoas no Paraná



A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, que começa nesta segunda-feira (17), deve atender três milhões de paranaenses, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. A meta do estado é imunizar 90% de cada grupo que compõe o público alvo. A campanha termina no dia 26 de maio.

Quem procurou a Unidade de Saúde Ouvidor Pardinho, no bairro Rebouças, em Curitiba, neste primeiro dia de campanha encontrou fila. Na capital do estado, a vacina contra a gripe está disponíveis nas 110 unidades de saúde.

Veja quem recebe a vacina pelo SUS

Crianças de 6 meses a menores que 5 anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias)
Gestantes
Puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto)
Idosos (a partir de 60 anos)
Profissionais da saúde
Povos indígenas
Pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional
Portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade
Professores de escolas públicas ou privadas

Esta é a primeira vez que professores da rede pública e privada são inseridos no público alvo, com direito a receber a imunização gratuitamente no SUS. Em todo o Brasil, a meta é vacinar 54,2 milhões de pessoas.

“As escolas estão recebendo um modelo de declaração que os professores devem trazer para comprovar que estão na sala de aula, que estão na ativa junto com documento de identificação”, explicou a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde, Juliane Oliveira.

Fonte: G1-PR  (Foto: João Melo/RPC Curitiba)

Acidente entre três carros deixa cinco mortos e quatro feridos no interior do Paraná


Cinco pessoas morreram e quatro ficaram feridas em um acidente no final da tarde de domingo (16) na BR-153, entre Ventania e Ibaiti, no norte do Paraná. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a batida envolveu três carros.

Quatro pessoas morreram na hora, e um menino de 10 anos chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Os feridos foram encaminhados para hospitais locais.

Por causa do acidente, o trecho ficou parcialmente interditado por mais de duas horas.

Fonte: G1-PR

Acontece neste domingo em Turvo, a grande festa da Divina Misericórdia



Preservação ambiental garante recursos para pequeno município paranaense


Uma parceria entre o Governo do Estado, através do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), e o pequeno município de Nova Tebas, na região central do Estado, tem garantindo o repasse de R$ 2,1 milhões por ano para investimentos na área de educação, saúde, infraestrutura e meio ambiente. Ao invés de atrair grandes empresas para a região, o município tem se apoiado na preservação de áreas de mata nativa para melhorar a renda orçamentária e promover o desenvolvimento na região.

O recurso destinado ao município vem do ICMS Ecológico, um projeto desenvolvido no Paraná em 1991 que tem o objetivo de repassar recursos para aqueles municípios que mantém áreas de mata nativa e/ou de mananciais bem preservadas, com plano de manejo, investimentos e melhorias para a recuperação ambiental. O modelo serve ainda hoje como exemplo para diversos Estados e países e o dinheiro pode ser aplicado em qualquer área, como hospitais, asfaltos e escolas.

Do total do ICMS arrecadado pelo Estado do Paraná, 5% é destinado aos municípios de forma proporcional em função do tamanho, importância, grau de investimento na área, manancial de captação. “Hoje o ICMS Ecológico representa a estabilidade financeira do município de Nova Tebas. Nós estamos em uma linha e se seguirmos esse trajeto teremos ainda mais sucesso, graças a esse investimento e a vinda desse projeto pra cá”, comemora o prefeito do município, Clodoaldo Fernandes dos Santos. 

ÁREAS PRESERVADAS – Atualmente o município possui três estações ecológicas municipais que foram criadas sobre orientação do IAP e que garantem avanços na área social e ambiental: Estação Ecológica Reinaldo Petrechen, criada em 2013; Estação Ecológica Dr. Orlando Sanchez e a Estação Ecológica João Dasko, ambas criadas em 2015, que garantem a preservação de 458,16 hectares de mata nativa.

As áreas que compõem essas Unidades de Conservação eram pertencentes a fazendas e conservam dois tipos de florestas: Ombrófila Mista e Estacional Semidecidual. Ambas possuem árvores de grande importância ambiental como a Araucária e a Peroba-Rosa. Sem falar na rica fauna composta por jaguatiricas, macacos bugiu, pacas, quatis, tucanos, onças-parda, serpentes jararaca, veados pardo, entre outros. 

O prefeito lembra que quando a prefeitura firmou acordo com os antigos proprietários das áreas para criação das Estações Ecológicas, a população não entendeu os investimentos como necessários. “No primeiro momento a comunidade ficou receosa, depois já passou a entender e defender essa causa e hoje eles vêm como uma fonte de recurso e de possibilidade que faz parte do desenvolvimento sustentável do município”, conta. 

Para adquirir e investir na melhoria ambiental dessas áreas, o município conta com o próprio recurso do ICMS Ecológico. “Esse recurso já chega carimbado em 15% para a saúde e 25% para a educação. Do restante, nós temos a responsabilidade de fazer o pagamento das áreas, destinamos também em torno de 13 mil reais por mês para o aterro sanitário, que dá um enorme retorno para o município, e o restante nós investimentos em áreas estruturantes tanto do meio ambiente quanto do município de forma geral”, explica o prefeito.

MONITORAMENTO - As Estações Ecológicas continuam sendo acompanhadas e fiscalizadas por servidores do Escritório Regional do IAP em Pitanga que, todos os anos, no mês de abril, apresenta relatórios das ações realizadas para a Tábua de Avaliação que fundamentará o cálculo da instituição para repasse dos recursos do ICMS Ecológico. “Todo mundo fala das Estações e do seu recurso, mas quando você começa a trabalhar essa questão tem que andar corretamente, atentando para aterro sanitário, coleta de resíduos e demais questões. Dessa forma, a população começa a entender a necessidade para manter esses locais como fonte de recurso e não como fonte de despesa”, explica o chefe regional do IAP em Pitanga, Marcos Zeschotko. 

Sob orientação e com o auxílio do regional, as Unidades de Conservação estão recebendo o plantio de mudas de espécies nativas para a recomposição florestal dos locais degradados. Apenas na Estação Ecológica Reinaldo Petrechen foram plantadas 8450 mudas produzidas nos viveiros do IAP e também doadas pela Copel. 

Esse trabalho está garantindo recuperação e ganho ambiental para as Estações Ecológicas e também para a formação de corredores biológicos que vão auxiliar na locomoção e reprodução da fauna local. 

NOVOS INVESTIMENTOS - As áreas mantidas e gerenciadas pelo município receberão, ainda em 2017, a visita de pesquisadores que poderão auxiliar no levantamento de um inventário de fauna e flora, além de investimentos para melhorar a preservação e infraestrutura. “Estamos fazendo cercas, reflorestamento de áreas remanescentes, investindo em estrutura para que a equipe que atua na Estação Ecológica possa fazer o seu trabalho. Nós vamos trabalhar fortemente no incentivo à criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural e na criação de um parque ecológico do município, também em melhorias na coleta seletiva de lixo, vamos começar um projeto de proteção a nascentes e no esgotamento rural. Tem muita coisa para ser feita”, planeja o prefeito.

Fonte:  www.aen.pr.gov.br