segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Presos arremessados do telhado da PIG cometeram crimes sexuais; negociações seguem durante a noite


Caio Budel, com Bárbara Franco 
Dos cinco presos arremessados do telhado da Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), a maioria cometeu crimes como estupro ou violência sexual. A informação foi repassada em coletiva de imprensa realizada na noite de hoje (13), na sede da penitenciária.
De acordo com o 1º tenente Zarpelon, da Polícia Militar, 12 agentes penitenciários permanecem dentro da PIG sem ferimentos. O agente ferido mais cedo, no entanto, está em estado grave e teve 40% do corpo queimado pelos detentos. A polícia não revelou os nomes dos feridos. 
A partir das 17h de hoje, o Corpo de Operações Especiais (Coe), junto ao Batalhão de Operações Especiais (Bope), está negociando com os rebelados. Os presos pedem por melhorias na administração da PIG, além de questões sobre alimentação e acomodações.
Ainda de acordo com informações da polícia, a rebelião é um caso isolado e não tem ligação com movimentos como o Primeiro Comando da Capital (PCC), a maior organização criminosa do Brasil. Apesar disso, algumas pessoas acreditam que a rebelião pode ter relação com a transferência dos 10 presos de Cascavel para a penitenciária.
As negociações não tem hora para acabar e a rebelião pode seguir até amanhã (14). O Corpo de Bombeiros, Samu e policias Militar e Civil permanecem no local.

Fonte:  http://www.redesuldenoticias.com.br/

GUARAPUAVA: Polícia começa a negociar com presos rebelados na PIG


A Polícia Militar começou a negociar com os cerca de 80 presos que promovem uma rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG). O motim foi iniciado hoje (13), por volta das 11h30, por cerca de 80 dos 240 presos da unidade, na qual os presos trabalham e estudam.
Os presos conseguiram capturar 10 agentes penitenciários que trabalhavam na prisão. Um deles foi liberado após ter sido queimado com cola quente, segundo a Secretaria da Justiça.
A secretaria explica que os rebelados aproveitaram o horário de almoço e a movimentação dos presos, que iam trabalhar na penitenciária, para começar o protesto. As reivindicações dos que se rebelaram ainda não são conhecidas.
PENITENCIARIAS COM SITUAÇÃO CRITICA
A segurança nos presídios paranaenses é crítica desde a rebelião em Cascavel, de acordo o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Antony Johnson. Ele diz que esta é a 21ª rebelião no sistema penitenciário do estado, desde dezembro do ano passado. Ao todo, 43 agentes foram feitos reféns.
“Estamos vivendo uma crise sem precedentes”, avalia Johnson. Segundo ele, o sindicato tem cobrado do governo estadual medidas para garantir a segurança dos agentes e melhorias no tratamento dispensado aos apenados.

Fonte: http://redesuldenoticias.com.br/

CARRETA TOMBA NA PR 466 PRÓXIMO AO RIO BONITO/TURVO.



Por volta das 15h30min. da tarde de hoje, 13 de outubro, um acidente aconteceu na PR 466 em uma curva próximo à Rio Bonito no município de Turvo - PR. Uma carreta Volvo 440 com placas de Céu Azul que transportava cevada a granel, ao entrar uma curva perigosa o condutor perdeu o controle, vindo a tombar e espalhar a carga por cerca de 50 metros na pista. O motorista foi encaminhado ao Hospital Bom Pastor de Turvo via ambulância com ferimentos. O transito está lento no local nos dois sentidos, devido à grande quantidade de cevada espalhada na pista.

GUARAPUAVA: Rebelião na PIG faz nove agentes reféns

Um agente teve ferimentos e está sendo atendido dentro da PIG; PCC assumiu o comando do motim



Nove agentes penitenciários são reféns na rebelião que acontece neste momento na Penitenciária Industrial de Guarapuava. Cerca de 250 detentos tomaram as galerias e não deixaram até o momento um teve ferimentos e está sendo atendido dentro da PIG. Segundo a Polícia Militar, o Primeiro Comando da Capital assumiu o comando do motim que começou por volta das 12h de hoje. 

A negociação está acontecendo entre a Polícia Militar, a direção da PIG e a juíza da Vara de Execuções Penais, Patricia Carbonieri. Os detentos também colocaram fogo na fábrica de madeiras da penitenciária.

Fonte: http://www.centralcultura.com.br/

OCORRÊNCIA POLICIAL EM TURVO.


No dia 12 de outubro de 2014, por volta das 18hs, equipes do DPM de turvo realizavam abordagens a pessoas na avenida 12 de maio, Centro, no sentido de coibir o consumo de bebidas alcoólicas em vias publicas, o que é vedado conforme Lei Municipal nº 22/2012, porém foi constado que duas pessoas do sexo masculino que estavam consumindo bebidas alcoolicas eram reincidentes na pratica delituosa, os quais já haviam sido advertidos e orientados em data anterior, e por esse motivo foram conduzidos ao DPM Turvo, onde foi lavrado o Termo Circunstanciado por desobediência à Lei Municipal nº 22/2012.



Durante blitz de transito realizada na avenida 12 de maio, Centro, por volta das 19h45m foi abordado o veículo VW Fox de cor prata, e constatado que a conduta não portava a CNH, diante dos fatos o veículo foi retido até a mesma apresentar o referido documento, sendo então lavrado um AIT ( auto de infração de transito) pelo Art. 232 co CTB ( Código de Transito de Brasileiro).




A polícia Militar de Turvo realizou o policiamento ostensivo preventivo durante o transcorrer da tradicional festa da Padroeira do município. Foi acompanhado e apoiado os trabalhos durante a procissão/carreata no período da manhã do dia 12 de outubro e no decorrer do dia também foi realizado policiamento fixo nas dependências físicas anexo à Igreja Matriz, onde aconteceu a Festa. Tudo transcorreu normalmente, sem ocorrências no local.

Fonte: Dpm de Turvo