quarta-feira, 9 de junho de 2021

Estado regulamenta auxílio emergencial a empresas; primeiro pagamento será efetuado até dia 30


O Governo do Estado regulamentou por meio do decreto 7.868/2021 o pagamento do auxílio emergencial para microempreendedores individuais (MEIs) e microempresas de todo o Paraná afetados pela pandemia de Covid-19. O texto com o regramento, assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, será publicado no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (09).

O programa vai destinar R$ 80,28 milhões para apoiar financeiramente 124.960 empresas ativas. O valor é 35% superior ao estimado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa). Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná (Fecoop).

Microempresas de segmentos específicos cadastradas no Simples Nacional e registradas até 31 de março de 2021 e com faturamento de até R$ 360 mil/ano receberão R$ 1.000 divididos em quatro parcelas de R$ 250. Já as microempresas, incluídas nestes setores, sem inscrição estadual e MEIs terão direito a R$ 500, em dois pagamentos mensais de também de R$ 250.

Há segmentos que são aplicáveis só a microempresas e outros que são aplicáveis somente a MEIs. Ao todo, 27 setores serão atendidos (lista no final).

“Buscamos apoiar aqueles setores que foram mais afetados pela pandemia e aqueles microempreendedores que mais necessitam de capital de giro. É um novo apoio criado pelo Governo do Estado para que a economia do Paraná, que já dá bons sinais de recuperação, volte a crescer dentro de uma normalidade”, explicou Ratinho Junior.

“Esse pacote é uma forma de amenizar o impacto das medidas restritivas para setores que são muito importantes para o Estado e que geram muitos empregos”, acrescentou o governador.

COMO TER ACESSO – Para ter acesso ao suporte financeiro, de acordo com a regulamentação editada pela Casa Civil, os empresários dos segmentos selecionados terão de se cadastrar pelo www.auxilioemergencial.pr.gov.br - ele ainda está fora do ar e será aberto para consulta nesta quinta-feira (10).

Entre os documentos exigidos estão Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ) do estabelecimento; Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do sócio; Código de Endereçamento Postal (CEP) do estabelecimento do beneficiário, que deve ser o mesmo constante junto à Receita Federal do Brasil (RFB); e conta bancária de pessoa jurídica, se microempresa, ou conta bancária de pessoa física ou jurídica, no caso de microempreendedor individual.

De acordo com a lei, não será necessário apresentar a Certidão de Débitos Tributários e de Dívida Ativa Estadual.

Será necessário fornecer também uma senha alfanumérica após o recebimento da mensagem de confirmação no endereço de e-mail informado. Os beneficiários terão o prazo máximo de 60 dias, a partir de 10 de junho de 2021, para a realização do cadastro.

Também será disponibilizado um aplicativo, o "Auxílio Emergencial PR", destinado exclusivamente à consulta e ao resgate do benefício. Ele estará disponível nas lojas virtuais nos próximos dias.

PAGAMENTO – O pagamento das parcelas seguirá os moldes dos créditos oferecidos pelo programa Nota Paraná. Ou seja, os valores ficarão disponíveis na plataforma do auxílio para depois serem transferidas para as contas bancárias (conta corrente ou conta poupança) indicadas pelos titulares do cadastro – o custo da transferência bancária não será repassado ao beneficiário.

O crédito financeiro do auxílio emergencial será ofertado na plataforma digital, a todos os empresários enquadrados, até o dia 20 de cada mês. Saldo que entrará na conta bancária indicada até o dia 30 de cada mês, desde que solicitados até o dia 25 do mês corrente – solicitações de resgates feitas após essa data terão o valor disponibilizado até o dia 30 do mês seguinte.

Os beneficiários poderão transferir o auxílio no prazo máximo de 60 dias a partir da disponibilização da última parcela do crédito financeiro no portal. Após esse período, sem movimentação, o crédito será expirado.

VEJA QUEM TEM DIREITO

Microempresas

Requisitos: Faturar até R$ 360 mil/ano e possuir inscrição estadual junto à Receita-PR

Valor: R$ 1.000,00 em 4x de R$ 250,00

CNAES beneficiados: restaurantes e similares; lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares; bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento; bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, com entretenimento; serviços ambulantes de alimentação; serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas; casas de festas e eventos; atividades de sonorização e de iluminação; transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, municipal; transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, intermunicipal em região metropolitana; transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, intermunicipal, exceto em região metropolitana; transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, interestadual; transporte rodoviário coletivo de passageiros, com itinerário fixo, internacional; transporte escolar; transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, municipal; transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob regime de fretamento, intermunicipal, interestadual e internacional; organização de excursões em veículos rodoviários próprios, municipal; organização de excursões em veículos rodoviários próprios, intermunicipal, interestadual e internacional; comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios; e comércio varejista de calçados.

Microempreendedores Individuais (MEIs)

Requisitos: Natureza jurídica de MEI

Valor: R$ 500,00 em 2x de R$ 250,00

CNAES beneficiados: restaurantes e similares; lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares; bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, sem entretenimento; bares e outros estabelecimentos especializados em servir bebidas, com entretenimento; serviços ambulantes de alimentação; gestão de instalações de esportes; produção e promoção de eventos esportivos; serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas; casas de festas e eventos; produção teatral; produção musical; produção de espetáculos de dança; atividades de sonorização e de iluminação; aluguel de equipamentos recreativos e esportivos; agências de viagens; operadores turísticos; e filmagem de festas e eventos.


Fonte: AEN

Turvo registra mais 24 casos de Covid-19 e 01 óbito

 



Fonte: Prefeitura de Turvo



Turvense de 15 anos faz sucesso com vídeos produzidos por ele em sua própria produtora



"Me chamo Luis Miguel Preisner, sou nascido Turvo - PR, e a 10 anos moro em Guarapuava, tudo começou como um hobby aos meus 8 anos de idade, eu gostava muito de ficar a frente ao computador jogando e fingindo estar gravando vídeos, mas não tinha a menor de ideia de como gravar e nem editar, ai que me despertou a curiosidade de aprender, mas na aquele tempo não tinha muito conteúdo disponível na Internet, mas mesmo assim não desanimei, eu passava o dia todo mexendo no computador, e sempre que eu aprendia algo novo eu compartilhava com minha família, chamava eles para ver o que eu tinha aprendido.

Com 8 anos eu consegui criar meu primeiro canal de jogos no YouTube, mas ainda eu não sabia fazer muita coisa, não sabia ao menos trocar o título dos vídeos, e sempre que eu não sabia algo eu ia pesquisar como fazia aquela coisa, e foram assim por uns 2 anos, criando canais, pesquisando, até que com 11 anos de idade eu criei um primeiro canal de sucesso, neste tempo eu já tinha conhecimento de edição, gravação, design e programação, pois eu assistia muito conteúdo o dia todo, e neste meu outro canal eu já tinha um conhecimento absurdo para apenas 10 anos de idade.

Isso foi impactando muita gente, meus vídeos já pegavam 40 Mil Visualizações, eu estava muito feliz com aquilo tudo, até que que começou a gerar poucos centavos com os vídeos, e eu fiquei muito feliz de ver que estava gerando dinheiro, mas minha mãe ficou com muito medo de me passar o número da conta para eu depositar, na aquele tempo não fazia sentido pra mim por que ela não queria me passar e eu fiquei muito triste, mas hoje eu entendo a preocupação que ela tinha, eu tinha apenas 10 anos pedindo as informações do cartão para ela, mas infelizmente aquele canal que já estava fazendo sucesso foi derrubado pela plataforma, fiquei muito triste, mas não desanimei, eu gostava muito de ver vídeos de fotografia, mas a gente não tinha condições de comprar uma câmera profissional pois os modelos eram muito caros e são até hoje, mas com muito esforço minha família conseguiu comprar um modelo básico de câmera, eu fiquei muito feliz, era minha primeira câmera, e como eu passava o dia todo assistindo os vídeos de câmera, fotografia, gravação eu já tinha uma noção básica de como mexer, então resolvi que queria ser fotógrafo mas eu só tinha 11 anos, e dificilmente alguém acreditaria no meu potencial, mas não desanimei, passaram dois anos, eu já com 13 anos de idade tinha aprendido muito mais coisas sobre, edição de vídeo, design, programação, 3D, fotografia, edição de imagem, informática, e isso tudo sempre me ajudou muito em tudo o que eu fazia.

Aí nesse tempo minha família viu tudo o que eu tinha aprendido, do meu potencial, e eles resolveram se juntar e com muito esforço comprar um modelo de câmera profissional para mim, eu fiquei fascinado na câmera, passava o dia todo com a câmera na mão, ai com aquela câmera eu comecei a gravar Vlogs para o YouTube, e neste tempo eu já editava muito bem, passaram 1 ano de eu gravando e editando os vídeos para o YouTube, eu recebi uma proposta de fazer um Vídeo Clipe, o artista acreditou em mim, e agente resolveu gravar este Vídeo Clipe, e eu fiquei muito feliz com tudo aquilo, jamais imaginei gravar um vídeo clipe, e este foi meu primeiro pagamento, mas eu tive que ter sabedoria, se eu iria arriscar e investir em algo supérfluo ou iria investir na minha carreira, então decidi arriscar e comprar um curso de gravação de vídeo clipe, com este curso minhas produções ganharam nova forma, e outros artistas foram me chamando, e com o dinheiro que eu ia recebendo eu ia investindo em mais cursos e equipamentos, eu fiquei tão feliz, e percebi que tudo fez sentido desde o começo, tudo foi um processo de aprendizado, mas até que tive a oportunidade de abrir minha produtora e formalizar meu trabalho.

Passou um tempo fiz bastante vídeos e clipes músicas, e apareceu a oportunidade de fazer um vídeo clipe de um artista aqui de Guarapuava PR, o MC WR (William Ribeiro), vi que o artista tinha muito talento e com o conhecimento que eu tinha decidi dar um clipe para ele, e ele ficou muito feliz com a proposta que tinha feito, então decidimos marcar um dia para fazer as gravações, chegou o dia do clipe, foram horas e horas de gravações, depois das gravações veio a parte mais difícil a edição do clipe, foram 1 mês e 15 dias de edição, mais de 540 horas de edição, mas com muito esforço o trabalho ficou espetacular, e hoje o vídeo clipe MC WR - Bom Gosto já conta com 10 Mil Visualizações, mas isso tudo graças a cada pessoa e a cada profissional que fez parte da produção do vídeo clipe, o Artista MC WR, o Produtor Musical (Mc Duh), e eu entrei com a gravação, edição e finalização do clipe, este clipe virou a chave para todos nós, o clipe chegou em sites de notícias, jornais, e televisões, a gente ficou muito feliz com a repercussão.

Mas hoje eu com 15 anos vi que tudo o que aprendi desde meus 8 anos de idade, passar o dia todo pesquisando, querer cada vez mais aprender, tudo foi como uma escada, degrau por degrau, tudo que aprendi, o apoio da família e amigos me ajudaram muito a chegar até aqui".



Veja mais:




Paraná vai destinar primeiro lote da Janssen para vacinar trabalhadores do transporte


O Paraná vai usar as vacinas da Janssen, fabricada pelo braço farmacêutico da Johnson & Johnson, para avançar na imunização contra a Covid-19 do quadro prioritário, com destinação das doses para um novo segmento: os trabalhadores da carga pesada. Serão contemplados profissionais do transporte coletivo rodoviário de passageiros; do transporte ferroviário; do transporte aquaviários; e caminhoneiros. De acordo com o Plano Estadual de Vacinação, esse grupo é formado por 178.639 pessoas.

A estimativa do Ministério da Saúde é que as doses cheguem ao Estado até esta sexta-feira (11). Ainda não há um quantitativo definido, mas a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) trabalha com a perspectiva de 150 mil doses, seguindo o cronograma estabelecido pelo governo federal ao longo do ano.

Os imunizantes integram o primeiro lote com 3 milhões de doses disponibilizado ao País pela farmacêutica norte-americana e têm prazo de validade até 27 de junho, por isso a necessidade de distribuição e aplicação rápidas. A entrega da remessa foi antecipada pelo fabricante para atender um pedido emergencial do Ministério da Saúde.

No total, o Brasil firmou acordo com a Janssen para receber de 38 milhões de doses, com envios previstos para o 3º e 4º trimestres. Diferentemente de outros laboratórios, contudo, para garantir a imunização completa a vacina requer a aplicação de apenas uma dose – os outros três imunizantes contra o coronavírus aplicados atualmente no País (Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac) requerem duas doses.

“Será uma nova alternativa para a população paranaense, um quarto imunizante disponibilizado ao País. As vacinas da Janssen devem chegar essa semana e como temos o dia 27 de junho como última data para utilização, vamos fazer um grande esforço para aplicar naqueles profissionais da carga pesada, como os caminhoneiros por exemplo”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

EFICÁCIA – A vacina fabricada pela Johnson & Johnson tem eficácia de 85% na prevenção de casos graves e oferece proteção completa contra hospitalização e morte por Covid-19, segundo estudo divulgado em janeiro. A temperatura de armazenamento e o transporte dos imunizantes não oferecem desafios à logística, já que podem ser preservados em geladeiras comuns, entre 2ºC e 8ºC, por até três meses.

VACINÔMETRO – De acordo com o Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao Ministério da Saúde, o Paraná aplicou até a manhã desta quarta-feira (09) 4.107.914 vacinas contra a Covid-19. Foram 2.867.883 primeiras doses e 1.240.031 segundas doses. Em relação ao público-alvo, o Estado alcançou 61% com a primeira dose e 26,4% com a segunda.

Até o momento o governo federal encaminhou 5.837.960 doses ao Paraná. “É uma guerra. Precisamos de todos e da conscientização coletiva para combater esse vírus, cada vez mais contagioso e letal. O remédio é a vacina”, destacou Beto Preto.

Turvo registra a 17ª morte por complicações da Covid-19


Na noite desta terça-feira (08), Turvo registrou a 17ª morte por complicações da Covid-19.

A vítima, José Augusto Angélico Filho, de 51 anos estava internado no Hospital Bom Pastor de Turvo.

O sepultamento ocorreu na manhã desta quarta-feira.
Publicidade