terça-feira, 5 de janeiro de 2021

Caminhão sai da pista e causa vazamento de combustível em Pitanga


Um caminhão saiu da pista no início da tarde desta terça-feira (5), por volta das 13h15, na PR 460, km 12, em Pitanga.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o veículo estava carregado de combustível e, após o acidente, o líquido vazou no meio ambiente.

Os bombeiros realizaram o isolamento e a contenção do vazamento do material; o motorista teve ferimentos leves.

Paraná confirma 4.702 novos casos de Covid-19 e 96 mortes


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta terça-feira (05) 4.702 novos casos de Covid-19 e 96 mortes pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Paraná soma 424.541 diagnósticos confirmados e 8.092 mortes em decorrência da doença. 

Os casos divulgados nesta terça-feira são de janeiro de 2021 (3.054) e dos seguintes meses de 2020: abril (1), maio (2), junho (4), julho (9), agosto (15), setembro (08), outubro (05), novembro (127) e dezembro (1.477).

INTERNADOS – Nesta terça-feira (05) são 1.531 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19. Destes, 1.185 ocupam leitos SUS (608 UTI e 577 clínicos/enfermaria) e 346 da rede particular (137 UTI e 209 clínicos/enfermaria).

Há outros 1.033 pacientes internados, 422 em leitos UTI e 611 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A secretaria estadual informa a morte de mais 96 pacientes. São 42 mulheres e 54 homens com idades que variam de 27 a 94 anos. Os óbitos ocorreram entre 19 de julho de 2020 e 05 de janeiro de 2021.

Pacientes que foram a óbito residiam em Londrina (8), Curitiba (6), Umuarama (5), Apucarana (4), Campina Grande do Sul (4), Toledo (4), Araucária (3), Colombo (3), Ponta Grossa (3), São José dos Pinhais (3), Almirante Tamandaré (2), Campo Largo (2), Carambeí (2), Foz do Iguaçu (2), Maringá (2), Morretes (2), Paranaguá (2), Piraquara (2), Prudentópolis (2), Rolândia (2) e Siqueira Campos (2).

O boletim confirma ainda uma morte em cada uma dos seguintes municípios: Altônia, Arapongas, Chopinzinho, Cianorte, Cruzeiro do Oeste, Faxinal, Fazenda Rio Grande, Foz do Jordão, Guaratuba, Ibiporã, Imbituva, Jaguariaíva, Mallet, Mariluz, Medianeira, Paiçandu, Paranavaí, Pato Branco, Pinhais, Piraí do Sul, Primeiro de Maio, Quatro Barras, Querência do Norte, Rebouças, Salto do Itararé, Santo Antônio da Plantina, Sarandi, Sengés, Tupãssi, Uraí e Wenceslau Braz.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento contabiliza 3.248 casos de pessoas que não moram no Estado – 63 foram a óbito.

AJUSTE - Um óbito confirmado (F/ 29) no dia 28/12 em Palmas foi excluído por erro de notificação.

Mais 05 casos de covid-19 é registrado em Turvo





 

Batalhão Rodoviário registra queda de acidentes nas estradas estaduais



O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou 50 acidentes, com 81 feridos e sete óbitos nas estradas estaduais do Paraná, entre os dias 31 de dezembro e 03 de janeiro. O balanço aponta redução se comparado com o Ano Novo de 2020, quando foram 117 acidentes, 143 feridos e nove mortes.

Neste ano, somente no Litoral foram oito acidentes, nove feridos e uma morte em rodovia estadual. Os dados compreendem o período das 14h de quinta-feira (31/12) às 23h59 de domingo (03/01).

O boné vermelho da Polícia Rodoviária Estadual foi a mais vista pelos usuários que se deslocaram por todo o Paraná no fim do ano. Munidos de viaturas, motocicletas potentes e equipamentos de medição de velocidade de teor etílico, os policiais intensificaram abordagens, blitzes e fiscalizações relacionadas ao trânsito rodoviário.

“O trabalho da unidade foi um grande sucesso com toda a operação Réveillon, e os números falam por si. Tivemos uma redução no número de acidentes, de feridos e de mortos. Isso é fruto de todo um trabalho de uma equipe empenhada e de uma aplicação operacional e planejamento da Polícia Rodoviária”, destacou o comandante do BPRv, tenente-coronel Wellenton Joserli Selmer.

Neste ano, o Batalhão Rodoviário reforçou todas as operações e atividades preventivas e repressivas com relação a embriaguez ao volante. Nas abordagens, eles flagraram vários casos de motoristas embriagados e lavraram autuações. Nesta modalidade, foram feitas seis autuações e quatro prisões, contra 29 autuações e 22 prisões no mesmo período do ano anterior, uma queda de 79,3%% e de 81,8%, respectivamente.

As ações do BPRv também foram voltadas à fiscalização do excesso de velocidade. Radares móveis foram aplicados em pontos estratégicos das rodovias estaduais. Nos quatro dias do feriado deste Réveillon, foram feitas 4.509 imagens por radar, uma diferença de 2.296 imagens a mais do que foi registrado no mesmo período do ano anterior, quando foram 2.213. Devido à fiscalização de trânsito, houve uma queda de 44,2% nas infrações de trânsito; de 2.367 caiu para 1.320.

LITORAL – Houve oito acidentes, nove feridos e uma morte no Litoral, contra 20 acidentes, 16 feridos e nenhum óbito na mesma época da temporada passada, o que representa uma queda de 60% nos acidentes e de 43,8% no número de pessoas feridas. No tocante à embriaguez ao volante, quatro multas foram lavradas e três condutores encaminhados, ao passo que no mesmo período do ano anterior foram 22 multas aplicadas e nove prisões nas rodovias da Costa Leste. Também houve uma redução de 90,4% no número de veículos removidos: de 125 veículos no réveillon para 12 neste ano.

RADARES - Outro ponto de destaque foi a aplicação dos radares móveis para inibir o excesso de velocidade e as autuações de trânsito, nas estradas litorâneas. Neste ano as equipes fizeram 222 imagens de radar e 203 autuações, contra 710 imagens de radar e 428 autuações no Réveillon passado na região.

BLITZES – Em três pontos do Litoral em Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná foram feitas blitzes sanitárias educativas para reforçar a conscientização sobre a prevenção ao contágio do coronavírus, durante toda a semana que antecedeu a virada.

“Foi uma soma de esforços da PRE, PM, com cadetes vindos da Academia Policial Militar do Guatupê, pessoal da Superintendência do Esportes e também da Secretaria de Saúde. Juntos realizaram um grande trabalho, com equipe multidisciplinar na orientação dos veranistas que desceram para o Litoral”, acrescentou o tenente-coronel Selmer.

CÃES DE FARO – Outra ferramenta importante neste feriado foi a aplicação dos cães de faro Hórus e Argus. A dupla esteve nas blitzes, abordagens a veículos e ônibus de viagem que chegavam ao Litoral paranaense. As equipes, oriundas do Interior do estado, auxiliaram na localização de drogas, evitando a chegada desse tipo de material nas praias.

“Tivemos resultados bastante positivos com os cães, tanto que prendemos duas pessoas por tráfico. Além disso, foram feitas várias vistorias nos ônibus que dão acesso aos municípios do Litoral. Há todo um aprendizado e uma divulgação neste sentido, pois para cada abordagem, apreensão e prisão que fazemos, isso gera um reflexo educativo e também repressivo para aquelas pessoas que pretendem levar substâncias entorpecentes que são proibidas”, destacou o tenente-coronel.

Bombeiros dizem que conscientização reduz ocorrências no mar

O Corpo de Bombeiros registrou queda de casos de salvamentos no mar nos primeiros 15 dias do Verão Consciente 2020/2021. No período de 19 de dezembro a 03 de janeiro foram 296 ocorrências no Litoral do Paraná, enquanto no mesmo período do ano passado houve 421, uma redução de 30%.

No entanto, os guarda-vidas evitaram dezenas de incidentes ao fazerem cerca de 27,5 mil orientações e advertências aos cidadãos. No total, estas e outras ações somaram 29,7 mil atendimentos nas praias.

Neste período foram registrados quatro óbitos nas águas. Do total dos salvamentos, a maioria das vítimas saiu da água ilesa (258), 29 com afogamento leve, seis com moderado e três com grau grave de afogamento.

“Os números são baixos, sinal de que a população está colaborando, os nossos guarda-vidas estão atentos e dedicados, estão trabalhando muito bem, mas, principalmente, a população está colaborando, atendendo as orientações e procurando se banhar em áreas mais seguras”, avalia o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Samuel Prestes.

Com o objetivo de alertar, proteger e orientar o cidadão que mora no Litoral ou visita a região, o Corpo de Bombeiros registrou 9.138 advertências nestes 15 dias, contra 13.692 no mesmo período de 2020.

As orientações, ainda que em grande volume, são menores que no ano passado – caíram de 25.944 para 18.380. Os guarda-vidas também atenderam e orientaram em 292 casos de envenenamento por águas-vivas, uma redução de 87% na comparação com o mesmo período do verão anterior, quando foram 2.175.

As reduções são atribuídas ao menor número de pessoas no Litoral nesta e também à conscientização. “A conscientização, que vemos que aumentou, aliada ao trabalho árduo de nossos guarda-vidas, reflete nos números, além da diminuição das pessoas nas praias em relação aos anos anteriores”, explica o tenente-coronel Jonas Emmanuel Benghi Pinto, comandante do 8º Grupamento de Bombeiros.

No caso dos afogamentos, o oficial lembra que as mortes ocorridas mostram a necessidade de ter cuidado e procurar pontos seguros para banho. “Os óbitos são pontuais e demonstram que as pessoas não estavam em locais seguros, pois um deles ocorreu depois do horário de fechamento do posto guarda-vidas, já à noite, e os outros três em locais fora das áreas protegidas pelos guarda-vidas, onde não havia bandeiras indicando área livre para banho”.

Outra ação importante dos bombeiros é a entrega de pulseirinhas às crianças. Somente nestes 15 dias foram 1.823 unidades, contra 7.588 no mesmo período do ano anterior. A redução se deve ao menor movimento de turistas.

“Esta é uma importante ferramenta para os pais ou responsáveis encontrarem seus filhos caso eles se percam. Por isso, mesmo com menos pessoas no Litoral, continuamos com a ação preventiva”, disse o tenente-coronel. Com a medida, 129 crianças perdidas foram localizadas, enquanto no ano passado 371 crianças foram encontradas pelos guarda-vidas.

VERÃO CONSCIENTE – As ações do Corpo de Bombeiros voltadas à segurança dos banhistas foram reforçadas. A corporação atua nas praias com um efetivo de 782 bombeiros militares e 195 guarda-vidas civis fixos, número flexível, dependendo da movimentação. “Estamos atuando estrategicamente e focados no cidadão. No entanto, pedimos que cada um faça a sua parte procurando lugar seguro para nadar e respeitando, ainda, o distanciamento e uso de máscaras”, alerta o oficial. 

Nos principais rios de Morretes também há patrulhamento com bombeiros que agem conforme a necessidade, assim guarda-vidas em alguns pontos com maior número de pessoas e permitidos para banho. “Um perigo nestas áreas são as cabeças d’água que podem arrastar as pessoas e até causar morte. Pedimos muita atenção às pessoas que procuram estes locais”, disse o comandante do 8º Grupamento de Bombeiros.

A Igreja Presbiteriana do Brasil comunica o falecimento do Presbítero Wilson Rickli



A Igreja Presbiteriana do Brasil do Manduri vem comunicar o falecimento do Presbítero Wilson Rickli aos seus 74 anos. O qual possuí um história ímpar na comunidade presbiteriana e também do Município de Prudentópolis. 

Deixa um legado para as gerações atuais e futuras de vivência segundo os princípios cristãos. 

Nosso conforto é saber que segundo a promessa de Cristo quem crê Nele ainda que morra, viverá. 

Rogamos pela vida dos seus familiares para que sejam confortados pelo amor de Deus e a certeza da vida eterna para aqueles que crê em Jesus Cristo nosso Salvador.

O sepultamento será restrito à família seguindo os protocolos de segurança pública.

Campanha do Sicredi premia associado de Presidente Venceslau (SP) com R$ 1 milhão

Ao todo, a ação de incentivo à poupança "Poupar e Ganhar sem Parar" distribuiu R$ 2,5 milhões em prêmios para 202 associados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro

O associado da agência Sicredi de Presidente Venceslau (SP) Saulo Zulim é o mais novo milionário contemplado pela campanha “Poupar e Ganhar sem Parar”. A iniciativa promovida pela instituição financeira cooperativa nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro distribuiu, ao todo, R$ 2,5 milhões em prêmios, em 202 sorteios.

O associado da Sicredi Rio Paraná PR/SP foi o grande vencedor da promoção e recebeu no dia 22 de dezembro, por intermédio do filho Felipe, o prêmio de R$ 1 milhão. Na ocasião, a família comentou sobre a importância de desenvolver o hábito da poupança: “É inacreditável, fiquei sem palavras na hora que recebi a notícia. A emoção de ganhar é inexplicável. E agora é uma boa oportunidade para as pessoas também aplicarem na poupança e, assim como eu, além de guardar o dinheiro, também concorrer a prêmios”.

Para o presidente da Sicredi Rio Paraná PR/SP, Jorge Guedes, a satisfação do associado está aliada aos propósitos da instituição financeira cooperativa, que também trabalha para fortalecer os conceitos de educação financeira. “O Sicredi movimenta a economia local e aplica os recursos investidos na cooperativa na própria localidade. Ficamos felizes com a atitude de aplicar e fazer uma reserva financeira, pois, além de promover o desenvolvimento local por meio do sistema cooperativo, o associado poupa, planeja o futuro e ainda participa dos resultados gerados pela instituição no final de cada exercício”, esclarece o presidente.

O diretor executivo da Sicredi Rio Paraná PR/SP, Vanderlei Oliveira, afirma que essa foi uma data muito especial para Presidente Venceslau e para toda a cooperativa que teve outros oito ganhadores nos sorteios semanais no valor de R$ 5 mil. “Parabéns para os associados que pouparam e ganharam. Neste momento de celebração, aproveitamos para convidar os demais associados para também investirem no Sicredi, já que em 2021 teremos novamente essa campanha”, adianta.

O diretor executivo explica ainda que a poupança é uma importante fonte de captação de recursos, na qual 70% dos valores aplicados são reinvestidos pelo Sicredi na comunidade, principalmente na forma de crédito rural.

O Sicredi registrou, entre os meses de março e novembro, mais de R$ 2,4 bilhões de incremento na poupança, somente nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. A gerente de Desenvolvimento de Negócios da Central Sicredi PR/SP/RJ, Adriana Zandoná França, explica que, além do benefício com a reserva do dinheiro, o poupador associado ainda conta com vantagens como a participação nos resultados e o impacto positivo nas comunidades. “Um dos grandes diferenciais do cooperativismo é a promoção do ciclo virtuoso. Isso significa que os recursos financeiros investidos na instituição permanecem na área de atuação da cooperativa. Por isso, os valores aplicados em poupança ajudam a promover o desenvolvimento, fomentando, por exemplo, o crédito rural, contribuindo para o fortalecimento da economia regional”, explica.

O Sicredi desenvolve ações voltadas para a educação financeira. O conhecimento que ajuda a garantir uma sociedade mais próspera, tanto economicamente, quanto socialmente. A campanha "Poupar e Ganhar sem Parar” é um incentivo a mais ao planejamento financeiro dos associados. Em 2020, a ação gerou 104 milhões de números da sorte, distribuídos entre os poupadores, um recorde desde que a promoção começou, há quatro anos.



Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,8 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 23 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

*Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Crânio humano é encontrado em Santa Maria do Oeste


Por volta das 17h10min do dia 04 de janeiro de 2021, na Rua Celso Ferreira Jorge, em uma Chácara, atendendo solicitação da Sra, 62 anos, a qual relatou para a equipe policial que teria encontrado um Crânio, possivelmente humano na propriedade de sua mãe, relatou ainda que estaria no local, que é uma Chácara, verificando a divisa, que é um Riacho. E que nesse trajeto teria localizado o Crânio.

De imediato foi deslocado até o endereço indicado e confirmado o fato, sendo realizado buscas porém, nada mais foi localizado no local. Dessa forma fora entrado em contato com a Policia Civil de Pitanga, que orientou realizar a remoção e entregar na 45ª DRP de Pitanga para os demais procedimentos.

Fonte: PM

Publicidade