sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Boa Ventura de São Roque tem mais 03 casos confirmados de coronavírus




Nesta sexta-feira (16), teve a confirmação de mais 03 casos de coronavírus em Boa Ventura de São Roque. 

Dos sete casos confirmados, 04 estão recuperados.


20 casos confirmados de coronavírus estão curados em Turvo

Boletim Oficial Covid-19, 16 de outubro de 2020


Turvo teve a confirmação de 20 casos de covid-19. 15 casos confirmados por meio do exame PCR, realizado pelo LACEN (Laboratório Central do Estado do Paraná) e 5 casos confirmados por testes sorológicos IGG/IGM, realizados em laboratório. 

Todos os 20 casos já estão recuperados.

É importante que população continuem mantendo os cuidados de prevenção, para conseguir conter a curva de contágio em no município. 

Os testes sorológicos são indicados para casos assintomáticos e para profissionais da saúde, que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Eles podem ser coletados a partir da 2º semana, quando a quantidade do vírus no organismo diminui e o corpo começa a produzir anticorpos contra o vírus.

Já os testes PCR, do LACEN, são indicados para casos sintomáticos e a coleta é feita logo nos primeiros dias de infecção pelo vírus, entre o 3° e o 7° dia.

Você também pode acompanhar o boletim oficial do município por meio do Portal Covid-19.


Fonte: Prefeitura de Turvo


Vagas de emprego na empresa Rio Bonito Embalagens

 


05 VAGAS DE EMBALADOR
VAGA: EMBALADOR

SALÁRIO: R$ 1.303,20;

BENEFÍCIOS: TRANSPORTE, VALE ALIMENTAÇÃO R$ 185,00;
CONVÊNIOS: FARMÁCIAS, HOSPITAL BOM PASTOR;
CARGA HORÁRIA: 180 HORAS MENSAL

REQUISITOS:

ENSINO MÉDIO COMPLETO
DISPONIBILIDADE PARA TRABALHAR EM TURNOS REVEZAMENTOS;


01 VAGA OPERADOR FRESADORA CNC

VAGA: OPERADOR FRESADORA CNC

SALÁRIO: R$ 2.300,00;

BENEFÍCIOS: TRANSPORTE, ALIMENTAÇÃO;
CONVÊNIOS: FARMÁCIAS, HOSPITAL;
CARGA HORÁRIA: 220 HORAS MENSAL

REQUISITOS:


ENSINO MÉDIO COMPLETO;
CURSO DE PROGRAMADOR CNC;
CURSO DE INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO;
EXPERIÊNCIA NA FUNÇÃO.

ENVIAR CURRICULUM


01 VAGA OPERADOR PLASMA CNC

VAGA: OPERADOR PLASMA CNC

SALÁRIO: R$ 2.000,00;

BENEFÍCIOS: TRANSPORTE, ALIMENTAÇÃO;
CONVÊNIOS: FARMÁCIAS, HOSPITAL;
CARGA HORÁRIA: 220 HORAS MENSAL

REQUISITOS:


ENSINO MÉDIO COMPLETO;
CURSO DE METROLOGIA;
CONHECIMENTO EM LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE DESENHO TÉCNICO;
EXPERIÊNCIA NA FUNÇÃO.

Acidente na BR-277: homem morre e motorista de caminhão perde o braço



Um condutor de um carro morreu e um motorista de um caminhão-cegonha perdeu um braço no acidente da BR-277, que liga Curitiba com as praias do Paraná, na tarde desta sexta-feira (16). As informações foram divulgadas pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Segundo a corporação, o acidente aconteceu por volta das 16h30 no quilômetro 43 da rodovia, em Morretes. A pista sentido Curitiba está totalmente interditada e não há previsão de liberação.

O homem gravemente ferido foi socorrido por um helicóptero do Corpo de Bombeiros e encaminhado a um hospital da capital paranaense.

A causa do acidente foi o tombamento de um caminhão-cegonha. A carreta transportava diverso automóveis, sendo que cinco caíram na pista. Um deles colidiu com um carro, onde estava o motorista que veio a óbito.

“Uma cegonha seguia sentido Paranaguá quando perdeu o controle, colidindo com a mureta de divisão de pistas e ejetando três veículos da carga que transportava. Um dos carros atingiu um veículo que estava sentido Curitiba, provocando óbito do condutor e lesões graves no passageiro. Logo após a cegonha cruzou a pista e atingiu outros dois caminhões”, relatou o policial rodoviário Gemin.

Ainda segundo o agente, nenhum dos ocupantes das carretas atingidas sofreram ferimentos.

VÍDEO:



Boletim agropecuário registra avanço no plantio de milho


A ocorrência de chuvas nos últimos dias permitiu que produtores paranaenses da primeira safra de milho acelerassem o plantio. Esse é um dos temas abordados pelo Boletim de Conjuntura Agropecuária nesta semana de 11 a 16 de outubro. O documento, produzido por técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná, também analisa a situação de outras culturas do Estado.

As chuvas foram observadas nos últimos dez dias em algumas regiões produtoras do Estado, possibilitando que os trabalhos de plantio da primeira safra do milho se intensificassem. Com isso, a semeadura atingiu 78% da área estimada de 360 mil hectares. As condições das lavouras permanecem estáveis, com 85% delas consideradas boas.

Em relação aos preços para os produtores do cereal, a perspectiva é muito boa. Semana após semana, são batidos recordes. Os últimos números apontam que a saca de 60 quilos foi negociada em torno de R$ 55,30, o que representa alta de 3,07% em comparação com a semana imediatamente anterior.

SOJA E TRIGO - Já os sojicultores do Estado não conseguiram avançar muito na plantação. Até o dia 13, haviam semeado pouco mais de 900 mil hectares (16% da área estimada para a safra). No mesmo período, em 2019, cerca de 1,83 milhão de hectares já estavam plantados. Comparado com a média das últimas três safras, o atraso é ainda maior. No período, a área semeada era de 2,38 milhões de hectares.

Em relação ao trigo, o boletim mostra que 79% foram colhidos. A seca antecipou o ciclo do cereal e possibilita colheita antes do esperado. No entanto, a ausência de água prejudicou o enchimento dos grãos, o que deve refletir em revisão para baixo em termos de produção.

FEIJÃO E MANDIOCA - O feijão da primeira safra também voltou a ser semeado, em razão das chuvas dos últimos dias. A estimativa é que 72% do total da área já estejam com sementes. O índice é superior ao registrado no mesmo período do ano passado, quando estava em 67%.

O clima, no entanto, aliado à dificuldade com transporte, devido à pandemia do coronavírus, não têm ajudado os produtores de mandioca. Com a escassez do produto, o preço teve uma elevação de 58% em um prazo de 40 dias e, na última semana, atingiu R$ 537,00 a tonelada.

BANANA E TOMATE – O documento preparado pelos técnicos do Deral fala, também, da cultura da banana, abordando o panorama mundial, brasileiro e paranaense. O Paraná é o 11.º produtor nacional em volume (194,7 mil toneladas em 2019) e o 15.º em Valor Bruto de Produção (R$ 164,9 milhões).

A produção do tomate, do qual o Brasil é tradicional plantador, também é visto sob diversos ângulos. Em âmbito estadual, a cultura cobre aproximadamente 3,6 mil hectares, com volume de 221 mil toneladas na última safra. O plantio da primeira safra 2020/21 já atinge 45% do total estimado de 2,2 mil hectares.

LEITE E AVICULTURA - Na atividade leiteira, o boletim analisa as incertezas e reviravoltas causadas pela pandemia tanto em relação aos preços quanto nos estoques do produto. Mas registra que, em relação ao comércio, a situação melhorou, sobretudo a partir do segundo semestre com a abertura de várias atividades que utilizam o leite como um dos insumos.

O documento traz, ainda, uma análise sobre o comportamento dos preços da avicultura de corte para o produtor, no mercado atacadista e no varejo. Para os exportadores da carne de frango, o ano tem sido bom, com acréscimo de 1,3% em relação ao volume vendido em 2019, e de 12,1% se considerar a receita acumulada pelo setor.

Confira AQUI o Boletim de Conjuntura Agropecuária.

Uningá chegou em Turvo, matrículas abertas com 50% de desconto

Aproveite a última semana com bolsas de 50% de desconto


A Uningá instalada recentemente na Cidade de Turvo informa que as matrículas estão abertas, para toda a população que sonha com uma graduação ou pós-graduação.

Corra que as bolsas são LIMITADAS.

Rua Elias Rickli – Nº 403, em frente á Agência do Trabalhador – Fone (42) 9 8412-8434.

Curta nossa página: Uningá Polo Turvo





Mulher fica ferida em capotamento na PRC-466



Uma mulher (26 anos) ficou ferida em um acidente de trânsito na noite desta quinta-feira (15) na PR 466, em Manoel Ribas.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a vítima dirigia um Peugeot com placas de Londrina (PR) pelo KM 140 da rodovia. O carro acabou capotando, resultado em ferimentos na condutora e danos no automóvel.

Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada até o Hospital Municipal de Manoel Ribas.

Foto: PRE

Mulher leva idoso morto ao banco para tentar sacar benefício


A Polícia Civil de Campinas (93 km de SP) investiga uma mulher que levou um idoso morto, a uma agência bancária, para tentar sacar o benefício dele. A tentativa de fraude contra a previdência do estado de São Paulo ocorreu no último dia 2. A mulher havia levado o cadáver em uma cadeira de rodas.

Um laudo, concluído e entregue à Polícia Civil nesta quinta-feira (15), indica que o idoso, um escrivão de polícia aposentado de 92 anos, tinha morrido cerca de 12 horas antes de seu corpo ser levado pela mulher, de 58 anos, até uma agência do Banco do Brasil, na região central da cidade. Ela era companheira do aposentado.

“A causa da morte foi natural, mas vamos indiciar a companheira do idoso por estelionato e vilipêndio de cadáver [desprezar ou humilhar corpo]”, explicou ao Agora o delegado Cìcero Simões da Costa, do 1º DP de Campinas.

Em decorrência da conclusão do laudo, acrescentou o policial, funcionários do banco, além da ex-companheira do idoso, serão ouvidos novamente em depoimento.

No último dia 2, guardas-civis de Campinas foram acionados para irem a agência do Banco do Brasil, pois no local o escrivão de polícia aposentado “estaria passando mal.”

Ao chegar na agência, segundo relatado pelos guardas à polícia, uma equipe de bombeiros civis já atendia o idoso, que chegou ao local, por volta das 10h, em uma cadeira de rodas, empurrada pela mulher de 58 anos, que se identificou como companheira dele, e afirmou estar desempregada.

Em seguida, ainda de acordo com os GCMs, uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), também chegou à agência e socorreu à vítima. Um dos socorristas levantou dúvidas sobre a morte do policial aposentado, “que aparentava estar morto há mais tempo, devido ao estado cadavérico em que se encontrava e ao inchaço dos pés”, diz trecho de boletim de ocorrência.

A mulher que acompanhava o escrivão aposentado afirmou à polícia manter uma união estável com ele, há cerca de dez anos. Ela teria dito aos guardas, segundo registrado pelo 1º DP, que levou o companheiro ao banco porque ela movimentava as contas do idoso. Porém, a desempregada alegou ter perdido a senha de letras do companheiro, com a qual receberia a aposentadoria – cujo valor não foi informado.

Contradições Apesar das alegações, a mulher não apresentou nenhuma procuração que a autorizava a movimentar as contas do idoso. Ela também, segundo a polícia, entrou em contradição ao afirmar duas histórias sobre a última vez em que falou com o então companheiro.

Em uma delas, garantiu ter falado com o idoso, na manhã em que o levou ao banco. “Porém em outro momento, questionada pelos guardas de quando teria conversado com [o escrivão aposentado] pela última vez, afirmou que havia falado com seu companheiro na data de ontem [1º de outubro]”, afirma trecho de boletim de ocorrência.

Ao chegar na agência, a desempregada teria tentado ser atendida rapidamente, passando a afirmar que o idoso estava passando mal, fazendo com que testemunhas acionassem o Samu.

Por causa das duas versões contadas pela mulher, além da suspeita de o idoso ter sido levado já morto ao banco, situação confirmada nesta quinta por meio de laudo, os GCMs decidiram apresentar o caso no 1º DP de Campinas. O Agora tentou entrar em contato com a desempregada, mas não havia conseguido até a publicação desta reportagem.

Fonte: Banda B


Publicidade