sábado, 11 de julho de 2020

Município de Mato Rico registra primeiro caso de Coronavírus




Pitanga chega a 72 casos confirmados de coronavírus


Guarapuava chega a 292 casos confirmados de coronavírus



Pitanga não confirma óbito por Covid-19


Na tarde dessa sexta-feira (10) faleceu em Guarapuava, o ex-vereador Lineu Kloster, com 70 anos. O Blog do Elói divulgou que a causa da morte foi por Covid-19. 

No entanto, o irmão do senhor Lineu, Eliseu Kloster esclarece que no dia de transferência do Sr Lineu Kloster para Guarapuava, em Pitanga, a Secretaria de Saúde fez coleta para o exame de covid-19 e posteriormente o LACEM, confirmou negativo. 

Portanto, Pitanga não confirma óbito por covid-19. “Se contraiu a doença foi em Guarapuava, no hospital. Ademais, vamos investigar esse segundo exame, que postou positivo que não temos acesso”, Completou Eliseu. 

A prefeitura também divulgou nota de esclarecimento sobre o caso:


Paraná se aproxima de mil mortes pelo coronavírus


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste sábado (11) 1.265 novas confirmações e 38 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná soma 40.329 casos e 999 mortos em decorrência da doença. Há ajustes nos casos confirmados detalhados ao final do texto.

INTERNADOS – 847 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados hoje. 691 pacientes estão em leitos SUS (262 em UTI e 429 em leitos clínicos/enfermaria) e 156 em leitos da rede particular (57 em UTI e 99 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.047 pacientes internados, 511 em leitos UTI e 536 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

ÓBITOS – A Sesa informa a morte de mais 38 pacientes, todos estavam internados. São 14 mulheres e 24 homens, com idades que variam de 35 a 89 anos. Os óbitos ocorreram entre os dias 25 de junho a 11 de julho. Os pacientes que faleceram residiam em: Cascavel (2), Curitiba (18), Londrina (2), além de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Almirante Tamandaré, Califórnia, Cambé, Campo Largo, Colombo, Congonhinhas, Engenheiro Beltrão, Fazenda Rio Grande, Itaperuçu, Jacarezinho, Maringá, Ponta Grossa, Telêmaco Borba, Terra Boa, Tibagi e Toledo.

MUNICÍPIOS – 378 cidades paranaenses têm ao menos um caso confirmado pela Covid-19. Em 185 municípios há óbitos pela doença.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento da Sesa registra 468 casos de residentes de fora. 17 pessoas foram a óbito.

AJUSTES: Um caso confirmado na data de 9/7 em Cidade Gaúcha foi transferido para Cianorte. Um caso confirmado na data de 9/7 em São João do Triunfo foi transferido para São Mateus do Sul. Um caso confirmado na data de 22/6 em Curitiba foi transferido para Almirante Tamandaré. Um caso confirmado na data de 1/7 em Adrianópolis foi transferido para Cerro Azul.

Neste domingo tem Churrasco Beneficente na Igreja Assembleia de Deus de Turvo


Neste domingo (11), a Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Turvo, estará preparando um delicioso Churrasco Beneficente, acompanhado de uma porção de maionese.

Você retirar a partir das 10h00, na Rua Eucalina Nunes, N° 278.

Que Deus vos abençoe.


VÍDEO:

Boa Ventura de São Roque - Cidadão faz denúncia ao TCE e evita que obra pública fosse construída em área particular


A fiscalização preventiva realizada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR), aliada ao controle social, fez com que a Prefeitura de Boa Ventura de São Roque evitasse construir uma escola sobre um terreno particular nesse município da Região Central do Paraná, o que poderia resultar em problemas futuros à administração pública.

Alertado pela área técnica da Corte via Canal de Comunicação do TCE-PR (CACO) sobre a iminente irregularidade, conforme apontamento feito por cidadão à Ouvidoria do Tribunal, o gestor informou que efetuou a contratação da obra, resultante de processo de Tomada de Preços, pressupondo que o município já detinha a propriedade do imóvel, uma vez que havia, no mesmo local, uma edificação que abrigava uma escola desde a década de 1960.

Ainda conforme a prefeitura, ao tomar conhecimento do problema, a administração adotou todas as medidas preliminares necessárias para a regularização do terreno, visto que existe interesse do atual proprietário em transferir definitivamente o imóvel ao município por meio de permuta. Agora, um projeto de lei será encaminhado pelo Poder Executivo à Câmara de Vereadores local para autorizar a transferência da área e permitir, em seguida, que seja emitida ordem de serviço para dar início à construção.

Mesmo assim, o município foi advertido a comprovar, perante o TCE-PR, a mudança de titularidade do imóvel, a fim de validar a execução da obra. Para o ouvidor do Tribunal, Patrick Machado, o caso evidencia a importância do controle social. "Quando se dá o devido valor a cada manifestação apresentada pelos cidadãos, quem ganha é a administração pública", afirmou.

Oportunidade de correção

O TCE-PR dispõe de meios para conceder a seus jurisdicionados a oportunidade de corrigir falhas verificadas pelo órgão em sua atividade de fiscalização preventiva, sem que seja necessária a abertura de processo administrativo, cujo trâmite é mais demorado e custoso.

Quando os administradores não corrigem as falhas apontadas, ficam sujeitos a Tomada de Contas Extraordinária. Nesse caso, a Lei Orgânica do TCE-PR (Lei Complementar Estadual nº 113/2005) prevê a aplicação de multas administrativas, fixas e proporcionais ao valor do dano ao patrimônio público, devolução dos recursos e outras sanções.

Ouvidoria

Principal canal de comunicação do Tribunal com o cidadão paranaense, a Ouvidoria avalia todos os atendimentos que são registrados e, quando necessário, os encaminha à unidade técnica correspondente àquela reclamação, para análise e manifestação, como ocorreu no caso de Boa Ventura de São Roque.

Devido às medidas de distanciamento social indicadas para a prevenção da Covid-19, com a adoção do trabalho remoto pelo TCE-PR, atualmente os contatos com a Ouvidoria devem ser feitos pela internet, via portal do TCE-PR.

Fonte: TCE/PR