terça-feira, 7 de abril de 2020

Sanepar acelera obras para atender hospitais regionais em Ivaiporã, Telêmaco e Guarapuava

A pedido do governador, obras serão antecipadas para contribuir com a finalização dos hospitais que vão atender pacientes de coronavírus


A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) iniciou nesta semana obras para acelerar a implantação de serviços de saneamento em três hospitais regionais, que se encontram em fase final de construção e que vão ser estruturados para atender pacientes com coronavírus (covid-19). Os hospitais são em Ivaiporã, Telêmaco Borba e Guarapuava e já são atendidos pelo sistema de abastecimento de água. A Sanepar atende a um pedido do governador Carlos Massa Ratinho Júnior.

Para o Hospital Regional de Ivaiporã, a Sanepar está implantando 2,3 km de rede coletora de esgoto, que irá atender também o Fórum Eleitoral, o Fórum Estadual Regional, o campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e uma escola municipal, num trajeto até o Parque Ambiental Jardim Botânico, além de possibilitar mais 518 ligações de esgoto na cidade. “Vamos concluir em 15 dias uma obra que estava prevista para daqui a um ano e meio”, disse o diretor de Investimentos da Sanepar, Joel de Jesus Macedo.

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, agradeceu o empenho da Sanepar e o trabalho dos profissionais que vão agilizar a obra. “O presidente da Sanepar, Claudio Stabile e o diretor Joel atenderam prontamente o pedido do governador que quer que o hospital entre em funcionamento em 45 dias para atender Ivaiporã e a Região Central. Espero que não tenhamos muitos casos de covid-19, mas estaremos prontos para o atendimento. E a Sanepar mostrou mais uma vez a sua visão de cuidado com a saúde da população”, disse o prefeito.

Em Telêmaco Borba, a Sanepar fará reparos e a instalação de uma bomba para dar funcionalidade à estação elevatória de esgoto existente no Hospital Regional da cidade. E, em Guarapuava, será feito o redimensionamento da ligação de água para atender o padrão do projeto hidrossanitário do Hospital Regional, que está em fase final de construção. Também será feita interligação do imóvel à rede de esgoto já existente da Sanepar.

“O governador decretou situação de emergência para que esses três hospitais regionais sejam concluídos o quanto antes. Por isso, nos adequamos para antecipar essas obras que já estavam previstas e que vão trazer uma série de benefícios à população. Saneamento é a base para a promoção da saúde, junto com o projeto de governo para atender a sociedade”, disse o diretor de Investimentos, Joel. Ele destacou ainda que as equipes que estão em campo estão tomando todas as medidas necessárias de proteção sanitária contra o coronavírus. “Temos que agradecer esse pessoal que entende a importância desse trabalho neste momento.”

Assessoria Sanepar

Aproveite as Ofertas de Pascoa do Supermercado Suprema de Turvo



Estado soma 102,2 mil casos de dengue e 78 óbitos


O boletim divulgado nesta terça-feira (07) pela Secretaria de Estado da Saúde confirma 102.247 casos de dengue no Paraná, com aumento de 14.527 casos em relação à semana anterior. São mais nove óbitos confirmados, elevando para 78 o número de mortes. A contabilização refere-se ao monitoramento iniciado em agosto de 2019 e que segue até julho deste ano.

“Estamos vivendo um momento de isolamento social, as pessoas estão passando a maior parte do tempo em casa. Por isso, reforçamos nosso pedido para que todos contribuam com uma verificação detalhada nos quintais e nos ambientes internos das residências para eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue. É uma questão de responsabilidade social”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Ele alerta que o Estado está em situação de epidemia por dengue e que há também a pandemia de coronavírus. “Precisamos aplicar todas as medidas preventivas para as duas infecções, e no caso da dengue já esta comprovado que a retirada dos focos é a melhor alternativa”, complementou.

ELIMINAÇÃO - Nas 37 cidades em que a secretaria estadual da Saúde promoveu mutirões para retirada mecância dos criadouros a taxa de incidência da dengue foi reduzida. As ações foram coordenadas pelo Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no Paraná e, em alguns municípios, contou com a participação de militares estaduais, representantes regionais da Defesa Civil e de soldados do Exército, além dos agentes da Vigilância Ambiental dos municípios.

Quinta do Sol, no Centro-Oeste do Estado, tinha uma taxa de incidência de 17 mil casos por 100 mil habitantes. Nas últimas quatro semanas essa proporção caiu para 323 casos por 100 mil habitantes.

Em Barbosa Ferraz, também no Centro-Oeste, a incidência era de 11.183 mil casos por 100 mil habitantes. Após o mutirão foi constatada redução para 1.279 casos por 100 mil habitantes.

Em Guaíra, a incidência baixou para 124 casos por 100 mil habitantes. Antes da retirada mecânica dos criadouros a taxa era de 5.755 mil casos, proprocionalmente.

Outro resultado positivo, considerado ideal, foi constatado em outras sete cidades. Nova Cantu, Cruzeiro do Sul, Guairaçá, Inajá, Nova Aliança do Ivaí, Santo Antonio do Caiuá e Lupionópolis, que registravam altas taxas de incidência epidêmica acumulada no período, não apresentaram casos de dengue autóctones nas últimas quatro semanas, ou seja, zeraram a incidência neste período de análise.

INFORME – Os nove óbitos que estavam em investigação e foram confirmados neste boletim ocorreram registrados nos seguintes municípios: 2 óbitos em Cianorte (duas mulheres, sem comorbidades, uma de 50 anos e outra de 39); 2 óbitos em Toledo (uma mulher de 88 anos, com quadro de hipertensão, e um homem de 80 anos, com quadro de hipertensão e insuficiência cardíaca); um óbito em Londrina (mulher de 89 anos, com insuficiência renal crônica); um óbito em Ivaiporã (mulher de 37 anos, com sequela de paralisia cerebral); um óbito em Rolândia (homem de 51 anos, sem comorbidade); um óbito em Nova Aurora (homem de 59 anos, sem comorbidade), e um óbito em Santo Antonio da Platina (uma jovem de 15 anos, também sem histórico de doença pré-existente).

O boletim divulgado nesta terça-feira (07) também atualiza o número de municípios em epidemia: são 189. Outros 33 estão em situação de alerta.

Fonte: AEN

Paciente de Pinhão com coronavírus está curado e recebe alta do Hospital São Vicente, em Guarapuava


O paciente de Pinhão, que estava internado no Hospital São Vicente de Paulo, de Guarapuava, com Covid-19 (coronavírus), recebeu alta na manhã desta sexta feira (07 de abril).

Antonio Junior Loures, de 31 anos, estava internado desde o último dia 31 de março.

A cura de Antonio foi muito comemorada pela equipe do Hospital.

Mesmo tendo alta, ele terá cuidados a serem tomados. Antonio é a primeira vítima de Covid-19 da região curada da doença.

Fonte: GRmais

Quarentena Solidária do Projeto Cuidar e da Igreja Presbiteriana de Turvo


Guarapuava - Boletim Oficial Covid-19


Compre no Turvo e valorize o comércio local


Estamos vivendo um momento extremamente delicado em nossa história. Os empresários mais do que nunca precisam de orientações neste momento de CAOS, onde existem muitas incertezas. E a entidade é o porto seguro destes empresários e estamos fazendo uma ação de valorização ao comércio local em todas as nossas redes sociais, para espalharmos ainda mais essa mensagem essencial para o crescimento e união do nosso Município neste momento. 

Vamos valorizar o nosso comércio local, dar preferência às compras nos estabelecimentos do nosso Município. Dessa forma, você incentiva os pequenos empreendedores e empresas que dependem do comércio para sobreviver, além de investir no desenvolvimento e na economia de Turvo. Juntos somos mais fortes.

Fonte: ACET - Associação Comercial e Empresarial de Turvo 

Boletim coronavírus: um óbito e 45 novos casos


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirma mais um óbito e 45 novos casos no Paraná. Os dados foram divulgados no boletim desta terça-feira (7).

Um homem de 69 anos estava internado desde o dia 18/03 e teve a confirmação para a Covid-19 no dia 28/03. Ele veio a óbito nesta segunda-feira (6) em Londrina e possuía comorbidades.

Os 45 novos casos foram registrados em Curitiba (19), Quitandinha (1), Pinhais (1), Cascavel (5), Londrina (7), Vitorino (1), Campo Mourão (2), Araruna (1), Cianorte (2), Cambe (1), Foz do Iguaçu (1), São José dos Pinhais (2), Colombo (1) e Santa Fé (1).

DADOS – O Paraná tem atualmente 511 casos confirmados – oito pacientes não residem no Estado –, 4.962 descartados e 286 em investigação. 

99 estão internados, 61 em Unidades de Terapia Intensiva e 38 em leitos clínicos.

ÓBITOS – Dentre as confirmações, o Estado já registrou 15 óbitos pela doença distribuídos nos municípios de Cascavel (1), Campo Mourão (3), Cianorte (1), Maringá (2), Santa Fé (1), Londrina (2), Quatiguá (1), Curitiba (3) e Primeiro de Maio (1).

Igreja evangélica é arrombada e vários objetos são furtados no interior de Turvo


O presidente da Congregação Presbiteriana Monte das Oliveiras, que fica na Localidade de São Gerônimo, interior de Turvo, relatou na Polícia Civil que no domingo por volta das 09h00, foi até a igreja e notou que a porta dos fundos foi arrombada e, do interior também foi arrombada uma porta que da acesso a cozinha e foram furtados os seguintes objetos: 

01 freezer horizontal branco com a inscrição Gelopar, de 400 litros com portas de vidros semelhantes os freezer de sorvete, 01 caixa de lenha de madeira, 01 fogão industrial de duas bocas, 01 torneira de inox, 02 chaleiras grandes de cinco litros, 02 bules de três litros, 02 garrafas térmicas de 05 litros, materiais de limpeza em geral, 02 vassouras e dois rodos, 06 panelas grande de ferro de 15 litros, 05 bacias, 05 lâmpadas, 1.000 (mil) tijolos que estavam ao lado da igreja, ainda foi danificado um fogão industrial 06 bocas e um bebedouro de água elétrico.

Qualquer informação comunicar a polícia. 

Autônomo pode baixar aplicativo a partir de hoje para renda de R$ 600



A partir das 9h de hoje (7), de 15 milhões a 20 milhões de trabalhadores informais não inscritos em programas sociais poderão baixar o aplicativo da Caixa Econômica Federal que permitirá o cadastramento para receberem a renda básica emergencial. 

O auxílio - de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras - será pago por pelo menos três meses para compensar a perda de renda decorrente da pandemia de coronavírus.

A Caixa também lançará uma página na internet e uma central de atendimento telefônico para a retirada de dúvidas e a realização do cadastro. Detalhes como o nome do aplicativo, o endereço do site e o número da central telefônica serão divulgados pelos ministros da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Economia, Paulo Guedes; pelo presidente da Caixa, Pedro Guimarães; e pelo presidente do Dataprev, Gustavo Canuto, em evento nesta manhã no Palácio do Planalto.

Deverão cadastrar-se trabalhadores autônomos não inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e que não pagam nenhuma contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Quem não sabe se está no CadÚnico pode conferir a situação ao digitar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) no aplicativo.

Quem contribui para a Previdência como autônomo ou como microempreendedor individual (MEI) já teve o nome processado pela Caixa Econômica e está automaticamente apto a receber o benefício emergencial. Ontem (6) à noite, o ministro Onyx Lorenzoni disse que os primeiros benefícios começarão a ser pagos ainda hoje para quem está nos cadastros do governo. Segundo ele, o pagamento para esse primeiro grupo deve ser concluído até amanhã (8).

Funcionamento

Quanto aos trabalhadores autônomos ainda não cadastrados, o pagamento será feito até 48 horas depois da conclusão do cadastro no aplicativo. O benefício será depositado em contas poupança digitais, autorizadas recentemente pelo Conselho Monetário Nacional, e poderá ser transferido para qualquer conta bancária sem custos.

Quem não tem conta em bancos poderá retirar o benefício em casas lotéricas. O próprio aplicativo, ao analisar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) , verificará se o trabalhador cumpre os cerca de dez requisitos exigidos pela lei para o recebimento da renda básica.

Bolsa Família

O terceiro grupo é formado pelos beneficiários do Programa Bolsa Família, que não precisarão baixar o aplicativo. Segundo Lorenzoni, eles já estão inscritos na base de dados e poderão - entre os dias 16 e 30 - escolher se receberão o Bolsa Família ou a renda básica emergencial, optando pelo valor mais vantajoso.

O ministro da Cidadania lembrou que o benefício de março do Bolsa Família terminou de ser pago no último dia 30. Para ele, o pagamento do novo benefício a essas famílias antes do dia 16 complicaria o trabalho do governo federal, que ainda está consolidando a base de dados, de separar os grupos de beneficiários.

Outro aplicativo

Além da ferramenta para o cadastro de trabalhadores autônomos, a Caixa lançará um aplicativo exclusivo para o pagamento da renda básica emergencial. 

Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, esse segundo aplicativo funcionará de modo semelhante ao do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), permitindo escolher uma conta bancária para o recebimento ou optar pelo saque em casas lotéricas.