terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Em Imbituva, Justiça acolhe denúncia do Ministério Público do Paraná e condena homem que praticou os crimes de injúria racial e racismo


Um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Imbituva, no Sudeste do estado, foi condenado pelos crimes de injúria racial e racismo. Conforme a denúncia, em dezembro de 2018, após não conseguir trocar uma cédula em um supermercado, praticou os crimes contra uma funcionária do caixa da loja, uma mulher negra. A situação foi presenciada por outros funcionários do mercado, que testemunharam em procedimento investigatório criminal instaurado pelo MPPR.

Foi atribuída ao réu a pena de dois anos de reclusão em regime aberto, convertida em pagamento de prestação pecuniária e prestação de serviços à comunidade.

A sentença condenatória observa que, “enquanto houver racismo estrutural, não haverá inclusão e, por consequência, a democracia não se efetivará e a justiça social será distante de todos. Racismo mata, de forma que não basta dizer não ao racismo, precisa-se entender e combater em todas as suas formas e manifestações. A sociedade de hoje não deve ser permissiva quanto a tais condutas e não há escusa que possa justificar qualquer ação dessa natureza.”

Cabe recurso da decisão.

Fonte: MPPR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade