sexta-feira, 21 de junho de 2019

Em dois dias, PRF flagra 188 ultrapassagens proibidas no Paraná; assista

Multa por ultrapassagem proibida custa quase R$ 1,5 mil; operação da PRF segue até domingo (23)

Vídeo:


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou 188 manobras proibidas de ultrapassagem nos dois primeiros dias de Operação Corpus Christi no Paraná.

Ao lado da fiscalização de embriaguez ao volante e das ações de controle de velocidade com uso de radares portáteis, as ultrapassagens proibidas estão entre as prioridades da operação da PRF, que começou na quarta-feira (19) e segue até domingo (23).

A PRF divulgou imagens de alguns flagrantes de ultrapassagens, registrados ontem (20) na BR-277, em Porto Amazonas (PR), na região dos Campos Gerais.

A multa por ultrapassar em local proibido tem natureza gravíssima, corresponde a sete pontos na carteira de habilitação e custa R$ 1.467,35. O valor dobra em caso de reincidência na mesma infração em um período de até 12 meses.

Ultrapassagens indevidas estão entre as principais causas de colisões frontais em trechos de pista simples.

Outras infrações

O balanço parcial de infrações registradas pela PRF na quarta e quinta-feira aponta ainda 2.097 veículos em excesso de velocidade, 17 casos de embriaguez ao volante, oito crianças sendo transportadas sem cadeirinha e 25 caminhões com excesso de peso no estado.

Entre os flagrantes de excesso de velocidade está o de um carro a 156 km/h em um trecho da BR-376 na Serra do Mar onde o limite máximo é 80 km/h. E o de uma motocicleta a 150 km/h no perímetro urbano da BR-277, em Foz do Iguaçu, onde o limite também é 80 km/h.

No feriado de Corpus Christi do ano passado, seis pessoas morreram e outras 106 saíram feridas. As equipes da PRF atenderam 104 acidentes.

O balanço de acidentes atendidos durante a operação deste ano será divulgado na próxima segunda-feira (24), às 9 horas.

Fonte: PRF

Neste domingo tem festa em Faxinal da Boa Vista



Faleceu em Turvo, Luiz Procópio dos Santos


Faleceu nessa sexta-feira (21) Luiz Procópio dos Santos, com 77 anos. Seu corpo está sendo velado em sua residência, na localidade de Cachoeirinha. 
O sepultamento será neste sábado ás 10h00, no cemitério do Baú. 

Informou Funerária Serluto de Turvo.

Faleceu em Turvo, Tereza Weber Fiúza




Faleceu na manhã dessa sexta-feira (21), a senhora Tereza Weber Fiúza, com 93 anos. 
Seu corpo está sendo velado na Igreja Presbiteriana do Brasil. O sepultamento será neste sábado ás 09h00, no Cemitério Presbiteriano. 

Informou Funerária Nossa Senhora Aparecida de Turvo.



Paraná tem boas opções de passeio para aproveitar o Inverno


O inverno começa nesta sexta-feira, 21 de junho, e pode ser bem aproveitado não só com recolhimento, bebida quente e sopas. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo destaca que o Paraná oferece opções diversificadas para desfrutar as belezas da estação, com ar gelado e gastronomia típica do período.

Um exemplo são as feiras de inverno, como as da Praça Osório e Praça Santos Andrade, de Curitiba. Os espaços são uma boa opção para se reunir com os amigos e experimentar pinhão, quentão e pastel quentinhos, além do artesanatos.

Em Morretes, no Litoral, uma das cidades mais antigas do Paraná, a atração é o barreado, prato típico do Paraná. Uma opção é chegar na cidade de trem da Ferrovia Curitiba - Morretes-Paranaguá, que parte da capital.

Para quem gosta de muito frio, Palmas, no Sudoeste, é o endereço certo. É a cidade mais fria do Paraná e recebe muitos visitantes que gostam de temperatura negativa e da geada que cobre de branco a paisagem.

Se a ideia é conciliar o frio com aventura e natureza, os campings localizados na Ilha de Superagui, em Prudentópolis, Balsa Nova e no Litoral do Paraná, por exemplo, são uma ótima opção.

A sugestão é levar família ou amigos e se divertir em volta da fogueira, assando pinhão e tomando um bom vinho ou chocolate quente. E além de tudo, alguns espaços contam com a presença de escoteiros para fazer trilhas e outras atividades em meio à natureza.


Fonte: AEN

Padrasto é suspeito de estuprar criança de 4 anos em Guarapuava


A equipe policial deslocou para verificar uma situação de estupro de vulnerável . No local relatou o médico que estava atendendo a criança 4 anos, a qual queixava-se de dores abdominais e sangramento vaginal, indicando que a vítima poderia ter sofrido violência sexual. 

Questionada a genitora da criança, 39 anos, respondeu que convive com um masculino de 38 anos, mas desconhece qualquer situação de abuso, no entanto a vítima relatou que seu padrasto teria tirado sua calça e colocado a mão em suas partes íntimas. 

Com base nessas informações a equipe acionou o oficial CPU e deslocou até a residência do autor, porém durante deslocamento o autor foi visualizado conduzindo o veículo GM/Corsa, pela avenida Manoel Ribas, sendo então abordado em frente ao numeral 2087. Realizada a busca pessoal e no veículo sem que nada de ilícito fosse localizado. Na sequencia o autor aceitou realizar o teste etilométrico resultando em 0,52 mg/l. Realizado consulta via COPOM foi constatado que o veículo não possuía queixa de furto/roubo, porém constava débitos de licenciamento, sendo então acionado o guincho e realizado o recolhimento até o pátio do 16º BPM. 

No hospital São Vicente se fez presente o conselheiro tutelar, o qual acompanhou os procedimentos e também, se fez presente o médico legista (CRM 29922) o qual realizou os exames e constatou lesão de hiperemia próxima a região genital da criança, sendo emitido laudo informando.

Diante dos fatos foi deslocado até a 14ª SDP com o autor e a genitora da menor. Foram lavrados os AITs referente as infrações constatadas.

Paraná atrai R$ 12,5 bilhões e abre mais de 100 mil novas empresas


Apesar da crise econômica nacional e de perdas na safra de soja, principal commodity do Paraná, o Estado atraiu até maio R$ 12,5 bilhões em investimentos privados e abriu 105.130 empresas, com saldo positivo de 8,4 mil novos negócios em relação ao mesmo período de 2018. Com o programa de incentivos do Estado, o governador Carlos Massa Ratinho Junior projeta a atração de R$ 20 bilhões em empreendimentos até o final deste ano.

O governador destaca que o País ainda enfrenta desafios em relação ao otimismo dos investidores e estagnação da economia, mas o Paraná lidera um processo para gerar novos empregos, reorganizar a infraestrutura rodoviária e aérea, com um novo pacote de concessões, e para abrir possibilidades de incremento da produção com base no fomento à tecnologia no campo e nas indústrias. “O Poder Público tem que colaborar com o setor produtivo, buscando a modernização. Nós incentivamos os investidores, repactuamos as contas públicas e estamos preparando um Paraná para os próximos dez anos”, afirmou o governador.

Além da programação de ampliar a produção no campo, a capacidade logística e o uso de tecnologia, o Estado também reorganizou a máquina pública com a reforma administrativa, que enxugou o número de secretarias e cargos, e revisão e renegociação de contratos, com economia anual estimada de pelo menos R$ 85 milhões. “Nosso foco não é apenas economizar, mas aumentar a eficiência. Estamos adotando esse ritmo no Governo, para dar respostas rápidas e priorizar aquilo que mais interessa, que é o desenvolvimento sustentável e a geração de emprego e renda no Paraná”, emendou.

INVESTIMENTOS - Os R$ 12,5 bilhões prospectados pelo Estado significam crescimento de mais de 500% em relação a tudo que entrou via Agência Paraná Desenvolvimento (APD) em 2018, em torno de R$ 1,99 bilhão. Esse valor foi puxado pelo investimento anunciado pela Klabin em Ortigueira, na casa de R$ 9,1 bilhões, maior anúncio de expansão da América Latina neste ano, e do Grupo Madero, em torno de R$ 600 milhões.

Ambos já passaram pelas três etapas de aprovação dentro do órgão, que consistem em intenção, proposta e confirmação do protocolo – num segundo momento, os processos são encaminhados para a Secretaria da Fazenda para a formalização dos incentivos fiscais.

Para o próximo ciclo, os principais objetivos da APD são a inserção do setor de turismo nas estratégias de prospecção e desenvolvimento e apoio ao aumento da competitividade dos municípios. O órgão também planeja apoiar o desenvolvimento das cadeias produtivas para aumentar o valor agregado dos produtos e