terça-feira, 19 de março de 2019

Homem é preso suspeito de matar a esposa em Laranjeiras do Sul



Em menos de 24 horas, a Polícia Civil de Laranjeiras do Sul conseguiu elucidar o crime em que foi vítima Silviane Teles de Castilho, de 29 anos. O marido da vítima, de 40 anos, foi preso. Ele é o principal suspeito pelo crime, que aconteceu no domingo (17), por volta das 23h30, na comunidade de Rio Quati, interior do município. Na ocasião, o marido contou que alguém teria atirado na esposa pela janela do banheiro, versão que não convenceu a polícia.

Durante as investigações, que contou com apoio da Polícia Militar, foi possível verificar que o marido da vítima possuía um comportamento tóxico e obsessivo, sendo que Silviane vivia sob constantes ameaças e agressões dele. Também foi descoberto que no ano de 2017, o marido aproveitando que o irmão da vítima havia sido assassinado, com intenção de assusta-la para que ela não o deixasse, simulou uma tentativa de homicídio agredindo Silviane com um pedaço de madeira no momento em que ela chegava em casa acompanhada do filho, de 11 anos.

Em defesa da mãe, o menino teria arremessado pedras contra o agressor, que estava encapuzado e fugiu. Na ocasião, o homem contou que teria sido vítima de roubo para não levantar suspeita, porém depois contou para a esposa, mas a mesma ficou calada com medo em virtude das ameaças que sofria. A polícia tomou conhecimento da farsa somente nesta segunda-feira (18) durante as investigações do crime, sendo verificado que a vítima havia comentado com parentes que vivia sob constante ameaça e pretendia separar do marido.

A Polícia Civil apurou ainda que o marido teve ajuda de sua irmão no cometimento do crime. Inclusive, o cunhado da vítima também inventou uma versão equivocado sobre o fato. Com base em todas as evidencias apuradas na investigação, a Polícia Civil prendeu o marido que vai responder pelo crime de feminicídio. Além disso, ainda será apurada a prática de eventual fraude processual praticada pelos irmãos, crime este que ocorre quando pessoa inova artificiosamente o estado do lugar, coisa ou pessoa com o fim de induzir em erro o juiz ou o perito.

Fonte: RBJ

DER avalia liberação parcial de trecho interditado da PR-340



O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) informa que nesta quarta-feira (20) fará uma nova avaliação do trecho da PR-340 entre os municípios de Tibagi e Telêmaco Borba, nos Campos Gerais, para verificar a possibilidade de liberação do tráfego em meia pista. O órgão ressalta que, por questão de segurança, a rodovia continua totalmente interditada desde o entroncamento com a BR-153 até o trevo da PR-160. As fortes chuvas causaram um deslizamento de terra no km 291, na tarde de sábado (16), e parte da pista cedeu.

A vistoria é uma das medidas definidas na reunião de trabalho realizada nesta terça-feira (19), na sede do Corpo de Bombeiros de Telêmaco Borba. Coordenada pela Defesa Civil Estadual, teve a participação de representantes do DER, Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), Prefeituras de Tibagi e Telêmaco Borba, além da empresa Klabin. O trecho bloqueado para circulação de veículos recebe alto fluxo de caminhões de carga.

Caso não seja possível a liberação parcial do trecho, a Klabin se propôs a criar um desvio de cinco quilômetros para veículos leves, no prazo de uma semana. Em paralelo, o DER, a Klabin e as Defesas Civis de Tibagi, Telêmaco Borba e do Estado trabalharão na estimativa dos prejuízos socioeconômicos para respaldar uma obra emergencial no local.

ROTA ALTERNATIVA - Enquanto o trecho estiver interditado, há duas alternativas de desvio para se deslocar entre os dois municípios: pela BR-376, passando por Imbaú, ou pela PR-090, passando por Ventania e Curiúva. O desvio está devidamente sinalizado. Agentes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) monitoram o bloqueio.


Fonte: AEN

Outono será chuvoso e com temperaturas pouco acima da média



O outono começa às 18h58 desta quarta-feira (20) e termina às 12h54 de 21 de junho. Segundo a previsão do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), a estação entra com chuvas na maioria das regiões do Estado, com temperaturas variando de 15oC a 29oC. A temperatura mínima está prevista em Rio Negro e a máxima em Foz do Iguaçu, Londrina, Umuarama e Guaíra. O tempo deve melhorar no final de semana.

Segundo o meteorologista do Simepar, Cezar Duquia, o outono paranaense caracteriza-se pela diminuição gradativa do volume de chuvas. “No primeiro mês, é esperado um comportamento com resquícios do verão, podendo ocorrer chuvas abundantes”, explica.

De acordo com ele, à medida em que se aproxima o fim da estação, as massas de ar que atingem o Sul do Brasil costumam ser mais estáveis, com menos nuvens e pouca chuva. “Dados meteorológicos indicam 50% a 55% de probabilidade de persistência do fenômeno climático El Niño de fraca intensidade”.

O modelo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) sugere chuvas acima da Normal climatológica na Região Sul. No Paraná, as condições analisadas e previstas pelo Simepar indicam que o outono será um pouco mais chuvoso do que a Normal – valor médio de chuvas e temperaturas registrados em três décadas consecutivas.

Já as temperaturas devem seguir a tendência de normalidade, situando-se na média e ligeiramente acima da média. Previsões detalhadas para regiões e municípios paranaenses estão disponíveis no site do Simepar (www.simepar.br) nos tópicos Tempo e Previsão.

AGRICULTURA – Segundo a agrometeorologista do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Heverly Morais, do ponto de vista hídrico, o milho safrinha deve ter um bom desenvolvimento. “No entanto, considerando que no outono se inicia o risco de geadas devido às incursões das massas polares, o milho safrinha poderá ser prejudicado, dependendo da intensidade do fenômeno e do estágio em que se encontra a lavoura”. Ele acrescenta que as fases mais suscetíveis a danos e perdas por geadas são a floração e o início da frutificação, quando os grãos estão leitosos. “Quanto mais cedo tiver sido semeado o milho,menor o risco”, observa Heverly.

Por ser a cultura do café suscetível à geada, os cafeicultores devem ficar atentos ao serviço de alerta para tomarem as medidas de proteção das lavouras recém-plantadas no campo ou mudas em viveiros. Extremamente sensíveis às baixas temperaturas, as hortaliças em geral devem ser protegidas, caso haja previsão de geadas. Quanto ao trigo, a expectativa é de desenvolvimento normal, pois não haverá impedimento térmico e hídrico para a cultura.

Fonte: AEN

Após 50 km de fuga, PRF prende trio de assaltantes e recupera caminhonete roubada

Duas mulheres e um homem foram presos em flagrante e reconhecidos pela vítima, que havia sido mantida refém



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu em flagrante na madrugada de hoje (19) em Guaraniaçu (PR) um homem e duas mulheres que, horas antes, haviam roubado uma caminhonete em Curitiba.

Além de praticar o assalto, o trio fez o motorista do veículo refém. Após o sequestro, a vítima, de 49 anos de idade, só foi libertada em Guarapuava, na altura do quilômetro 373 da BR-277.

O homem conseguiu então pedir socorro à Polícia Rodoviária Federal. Informada do assalto seguido de sequestro, a equipe da Unidade Operacional Laranjeiras do Sul da PRF tentou abordar a caminhonete, mas o homem que estava na direção, acompanhado das duas mulheres, desobedeceu a ordem de parada.

Em alta velocidade, a caminhonete passou a ser seguida por viaturas da PRF e da Polícia Militar.

Durante o acompanhamento, ao longo de aproximadamente 50 quilômetros, os ocupantes do veículo efetuaram uma série de ultrapassagens forçadas, pela contramão, além de tentar colidir contra as viaturas, colocando em risco a vida dos policiais e dos demais usuários da rodovia.

As equipes da PRF e da PM conseguiram efetuar a abordagem nas imediações do quilômetro 499 da BR-277, em Guaraniaçu.

Na Delegacia da Polícia Civil em Guaraniaçu, a vítima acabou por reconhecer os assaltantes.

Durante a tentativa de abordagem, uma das mulheres envolvidas no crime, de 37 anos de idade, foi atingida por um disparo de arma de fogo. Ela foi socorrida e encaminhada para o Hospital Universitário de Cascavel, onde permanece internada, sob escolta da PRF. Ela não corre risco de morte e tem previsão de alta para ainda hoje.

Após a alta hospitalar, a mulher também será encaminhada à delegacia. A outra mulher presa tem 43 anos de idade. E o homem preso, 38.

Conforme o relato da vítima, o assalto ocorreu no bairro Campo Comprido, em Curitiba. Uma das mulheres, que dirigia um Renault Megane, bateu de forma proposital na traseira da caminhonete. Ao sair do carro para verificar os danos, o homem foi rendido pelos assaltantes, aos gritos de “perdeu, perdeu”.

O trio portava uma pistola, que ainda não foi localizada. Durante o sequestro, a vítima permaneceu sob constante ameaça por parte do grupo criminoso.

Fonte: PRF

Jovem é condenado a 28 anos de prisão por matar o próprio pai no interior de Turvo



O jovem Abel Mendes dos Santos, preso desde 31 de dezembro de 2017, foi condenado pela Justiça a 28 anos e 29 dias de reclusão. O réu foi acusado pelo parricídio, homicídio cometido pelo filho contra o pai, na localidade de Faxinal de Baixo, no interior de Turvo. A sentença foi dada nessa segunda feira (18), no Fórum da Comarca de Guarapuava.


Na época do crime, Abel esfaqueou o pai, Aroldo Domingues de Almeida, de 54 anos, que teve ferimentos graves e faleceu em um hospital de Guarapuava, no dia seguinte, em 1 de janeiro de 2018. Na mesma noite do crime, Abel, que seria usuário de drogas, também agrediu a mãe e a irmã e incendiou a casa, que foi completamente destruída pelo fogo.

Na sentença, além do homicídio qualificado por motivo fútil, a tese da acusação, sustentada pela 10ª Promotoria de Justiça, também acusou o réu pela prática das lesões corporais e ameaças contra a mãe e a irmã, mediante violência doméstica, e por atear fogo na casa da família.

O Júri acolheu integralmente a acusação e condenou Abel por todos os crimes, resultando na pena de 28 anos e 29 dias de reclusão. O réu respondeu ao processo preso e, segundo o Ministério Público (MP), continuará na prisão mesmo que recorra.


Veja mais clicando aqui

PM de Turvo age rápido e prende homem por furto e falsa identidade


No dia 18 de março de 2019, ás 19h30min, policiais militares deslocaram até o centro de Turvo, onde a solicitante de 41 anos, relatou que um homem trajando blusa cor preta e bermuda jeans, havia furtado do interior de seu veículo, um aparelho de telefone celular, marca Samsung, modelo J3, cor dourada, se evadindo em seguida, a equipe realizou patrulhamento logrando êxito em localizar a pessoa com as características anteriormente repassadas, sendo que ao ser dada voz de abordagem para a pessoa, esta arremessou o aparelho de telefone celular e tentou empreender fuga, sendo alcançado e contido pela equipe, sendo dada voz de prisão ao mesmo e conduzido até a 14ª SDP para as devidas providências.

Na 14ª SDP de Guarapuava, constatou-se que o indivíduo mentiu seu nome, por se encontrar em liberdade condicional e que teria saído poucos dias atrás da cadeia pública, sendo ainda verificado que o mesmo possui ficha criminal extensa dentre os crimes o de furto, roubo e latrocínio.

Segundo informações, o homem é morador de Guarapuava.




Menina que teve 60% do corpo queimado ao salvar irmão de incêndio morre no hospital


A adolescente Jackeline de Andrade, de 16 anos, que queimou 60% do corpo ao resgatar o irmão em um incêndio, morreu no Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, em Curitiba, nesta segunda-feira (18).

Conforme o hospital, ela apresentou um quadro de infecção generalizada que, associado às queimaduras graves, provocou parada cardiorrespiratória.

Ela estava internada havia mais de dois meses, mas havia deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em 30 de janeiro, após 15 dias de internação.

O incêndio foi na madrugada do dia 15 de janeiro, na casa da família em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. O imóvel foi destruído pelo fogo.

Toda a família conseguiu sair da casa a tempo, menos o menino Gabriel, de 4 anos, que foi salvo por Jackeline. Ele saiu ileso.

Em entrevista concedida no hospital, a adolescente disse que só pensou em salvar a vida dele quando enfrentou o fogo. "Eu não pensei em mim. Eu pensei em salvar a vida dele", afirmou.

Segundo ela, no tumulto, percebeu que o irmão não estava fora da casa com a família. "Todo mundo já tinha se salvado, só que daí eu senti falta do Gabriel e entrei lá correndo. Ele estava atrás do fogão encolhido, e eu salvei a vida dele", lembrou.

Jackeline contou que, se preciso, faria tudo de novo. "É melhor chorar por essa dor do que chorar a vida inteira em cima de um túmulo", afirmou.

Fonte: G1 - PR

Beto Richa é preso novamente; desta vez, por desvios em obras de escolas no Paraná



O ex-governador do Paraná, Beto Richa, foi preso pela terceira vez na manhã desta terça-feira (19). A prisão foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, Gaeco, do Ministério Público do Paraná. De acordo com informações apuradas pela Banda B, Richa foi preso em casa, no Mossunguê, em Curitiba

Também foram presos o ex-secretário especial de Cerimonial e Relações Exteriores do Paraná, Ezequias Moreira, e o empresário Jorge Atherino, que seria o operador financeiro de Beto Richa.

A prisão foi feita pelo coordenador do Gaeco Leonir Batisti e mais quatro policiais. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na casa do ex-governador e também em imóveis da família Richa em Caiobá, no litoral do Paraná, e Porto Belo, em Santa Catarina.

A prisão de Richa é em razão da Operação Quadro Negro, que apura o desvio de mais de R$ 20 milhões de obras de escolas públicas do estado.

Segundo o Ministério Público, as fraudes foram cometidas em aditivos de obras fechados com a Construtora Valor, autorizados pela administração pública.

Para o MP, as investigações apontaram, em especial com base nas delações do empresário, dono da Valor, Eduardo Lopes de Souza e do ex-diretor da Secretaria de Educação, Maurício Fanini, que os aditivos foram desnecessários e fraudulentos.

A prisão do ex-governador é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado. As primeiras informações são de que testemunhas estariam sendo coagidas e daí o motivo das prisões.

Richa tem salvo conduto concedido pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, para nem ele e nem ninguém de sua família ser preso, mas isso dentro das Operações Integração, que investiga fraudes em pedágio, e na Operação Rádio Patrulha, que investiga desvios no programa Patrulha do Campo.

Richa foi preso pela última vez no dia 25 de janeiro dentro da 58ª fase da Operação Lava Jato. Ele foi solto uma semana depois por decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha.

Fonte: Banda B