segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Paraná está em alerta de perigo para tempestades até quarta-feira


O estado do Paraná está em alerta para tempestades nas próximas 48 horas. De acordo com o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), o alerta de perigo é válido até o início da madrugada de quarta-feira (06). Conforme o instituto, as tempestades podem vir acompanhadas de granizo e vendavais.

Ainda de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, também há risco de alagamentos, queda de árvores, corte de energia elétrica e estragos em plantações. Estão em estado de atenção os estados da região Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul). Além disso, Mato Grosso do Sul e São Paulo também podem sentir os efeitos da massa de ar quente e instável.

O alerta de perigo (alerta laranja) do INMET é válido a partir da madrugada de terça-feira (05), mas o Simepar (Sistema Merológico do Paraná) aponta que as tempestades localizadas já começaram a ser registradas no estado. Chuvas, granizo e vendavais não estão descartados pelos próximos dias.

“Observamos nesta segunda-feira (4) chuvas de granizo na região metropolitana de Curitiba, como em Balsa Nova, por exemplo. São formações típicas da estação, com variação entre tempo nublado, ensolarado e chuvoso”, explicou o meteorologista Cezar Gonçalves Duquia ao Paraná Portal.


Conforme o Simepar, as tempestades mais fortes começaram a ser formar no Rio Grande do Sul, onde foram registradas enchentes. Há potencial para chuvas fortes em toda a região Sul e parte do Sudeste.

“Para esta terça-feira (5), a ideia é que tenhamos, sim, pancadas de chuvas bem localizadas. São tempestades de curtíssimo prazo, que se formam rapidamente, de forma pontual”, complementou Duquia.

ALERTA DE TEMPESTADES NO PARANÁ: INMET E SIMEPAR

  • Chuva entre 30 mm e 60 mm por hora
  • Chuvas acumuladas entre 50 mm e 100 mm ao dia
  • Granizo e ventos intensos de 60 km/h até 100 km/h

O QUE FAZER EM CASO DE TEMPESTADES?

  • Em caso de vendavais, evite abrigo sob árvores para não correr riscos de queda ou descargas elétricas (raios)
  • Não estacione próximo a torres de transmissão, ou placas de publicidade e outdoors, por exemplo
  • Durante as tempestades, desligue equipamentos elétricos e quadros de energia
  • Acione, em caso de emergência, a Defesa Civil (telefone 199) e Corpo de Bombeiros (telefone 193)

Nenhum comentário:

Postar um comentário