quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Prefeito e vice são presos em operação contra corrupção


João Ricardo de Mello, prefeito de São Jerônimo da Serra, no norte do Paraná, teve seu mandato suspenso nesta quarta-feira (16) após ser preso no âmbito da Operação Déjà-vu. A ação, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), investiga crimes como fraude em licitações, corrupção e falsidade ideológica.

Além dele, o vice-prefeito Laercio Correia também foi detido. Ele teria sido “apenas” afastado do cargo, mas acabou sendo preso em flagrante por posse ilegal de armas. Além dele, a secretária municipal de Saúde e um servidor da administração do município foram afastados das suas funções.

Eles cumprem medidas cautelares a partir de agora. Entre as restrições impostas pelo MPPR (Ministério Público do Paraná), eles não podem frequentar a prefeitura e nem mesmo manter contato com outros servidores.

OPERAÇÃO DÉJÀ-VU: MANDADOS EM SETE CIDADES

As investigações do MPPR apuram a existência de um esquema para fraudar licitações em diversas secretarias de São Jerônimo da Serra. A fraude que mais chama a atenção é a compra de peças e manutenção da frota de veículos municipais.

A operação ainda prendeu presos outros seis empresários e uma pessoa que intermediava as negociações.

Ao todo, foram cumpridos os oito mandados de prisão e mais 43 de busca e apreensão. Eles foram cumpridos em seis cidades: Curitiba, Londrina, Cambé, Cornélio Procópio, Assaí, Cruzmaltina e Nova Santa Bárbara.

Todos os mandados foram expedidos pelo TJ-PR (Tribunal de Justiça do Paraná).

Fonte: Paraná Portal


Nenhum comentário:

Postar um comentário