quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Menina de dois anos morre depois de cair em fossa na área rural de Pinhão


Uma criança de dois anos morreu afogada ao cair em uma fossa destampada na área rural de Pinhão, na região central do Paraná, na tarde desta quinta-feira (11).

Segundo o Corpo de Bombeiros, a menina foi encontrada desacordada pela avó, 30 minutos depois de sumir. A fossa tem um 1,5 metro de profundidade e estava desativada.

Vizinhos tentaram reanimar a criança até a chegada dos bombeiros com massagem cardiorrespiratória, mas não foi possível salvá-la.

A menina era filha de agricultores da localidade de Faxinal dos Taquaras, ainda conforme os bombeiros.

Por RPC
Fonte: G1 - PR

Chuvas agravam a situação das estradas do interior de Turvo


Segundo a prefeitura, a comunidade de Lageado também sofreu com as chuvas. Ações já foram tomadas para recuperação de bueiros e estradas (pontos críticos) e continuarão nas próximas semanas.

Outra situação é das estradas da comunidade de Arroio Fundo e as medidas estão em andamento e deverão ser intensificadas assim que o tempo permita.

Fonte e foto: Prefeitura de Turvo

Liquidação Fantástica - GABI MÓVEIS, toda loja com 10, 20, 30, 40 e até 50% de desconto a Vista


Acontece nesta quinta, sexta e sábado, o Feirão Fantástico da Gabi Móveis de Turvo. Toda loja com 10, 20, 30, 40 e até 50% de desconto a vista.

No crediário você pode pagar 1° parcela em abril.

Vá até a Gabi Móveis tomar aquele cafezinho e conferir as promoções. Lá tem uma equipe preparada para melhor atende-los.

Gabi Móveis, o preço que voa baixinho.

Acontece neste domingo em Turvo, o Torneio de Penalti – Vila Soccer


O Torneio de Pênalti acontece neste domingo (14), a partir das 13h00 no Campo Vila Soccer de Futebol Society, na Vila Jaime em Turvo. 

Valor da inscrição é de R$ 15.00. Maiores informações ligar no fone – 42- 9113-4025

Mulher é presa ao tentar entregar maconha escondida em bolacha na cadeia de Marialva


Uma mulher de 22 anos foi presa em flagrante na manhã desta quinta-feira (11) na Delegacia de Marialva, no norte do Paraná, ao tentar entregar maconha escondida em dois pacotes de bolacha ao companheiro, que está preso por roubo, informou a Polícia Civil.

Segundo a polícia, ela aproveitou o dia de visitas para tentar fazer a entrega, mas a droga foi encontrada na revista aos produtos levados aos presos. Foram apreendidos 46 gramas de maconha.

A mulher, que não tinha antecedentes criminais, foi detida por tráfico de drogas, conforme a polícia.

Fonte: G1 - PR

Municípios receberão cota extra de ICMS dia 30


O governador Beto Richa anunciou nesta quarta-feira (10), através de suas redes sociais, que no próximo dia 30 o governo do Estado vai repassar, no Palácio Iguaçu, a cota extra do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para as prefeituras.

“O Paraná venceu a crise. A exemplo do que aconteceu no ano passado, os municípios terão mais um reforço financeiro para novos investimentos em saúde, educação e obras urbanas”, diz a nota publicada no Facebook.

O chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, lembrou que no ano passado o governador já havia autorizado o repasse de R$ 429,8 milhões aos 399 municípios do Paraná através de cota extra de ICMS.

“Muitas prefeituras estão com dificuldades financeiras e este aporte é mais um reforço para o caixa dos municípios já que o governo federal recuo do repasse extra do Fundo de Participação que seria feito no final de dezembro. Graças ao ajuste fiscal feito pelo governador Beto Richa, hoje o Paraná é exemplo para o Brasil e pode ser parceiro dos prefeitos através de investimentos e repasses”, afirmou o secretário.

Os recursos repassados são referentes ao valor do imposto cujo pagamento foi postergado por empresas que investiram no Estado nos últimos anos. São companhias que aderiram a programa de incentivos para atração de investimentos e que, como benefício, passariam a pagar o imposto devido nos próximos anos.


Receita do agronegócio deve crescer mais de 10% em 2018



O aumento dos preços internacionais das commodities e a demanda da China devem fazer de 2018 um ano positivo para o agronegócio do Paraná. O setor, um dos poucos que cresceu na crise econômica, se prepara para avançar ainda mais, mesmo com uma estimativa menor para a produção grãos.

“A safra paranaense de grãos será menor, por questões climáticas, como a La Niña, mas dentro dos patamares históricos. Vamos continuar a crescer na produção de frango, suínos e peixes, e devemos manter a posição de maior produtor de proteína animal do País”, diz o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

Ortigara ressalta que o agronegócio representa 30% da economia do Paraná e tem contribuído para o bom desempenho do Estado em indicadores de outros setores, como a indústria, comércio, serviços e geração de empregos. “A riqueza gerada no campo impacta toda a cadeia produtiva paranaense”, afirma.

A estimativa da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) é de que o faturamento do agronegócio volte a crescer acima de 10%. “Em 2017 devemos ter fechado com receita próxima de R$ 71 bilhões, mas com crescimento bem menor, em torno de 2% a 3% em relação a 2016”, explica Flávio Turra, gerente técnico da Ocepar.

Segundo ele, para 2018, com a retomada dos preços, a venda dos estoques de passagem e o aumento da industrialização da produção a perspectiva é que o setor volte a crescer a taxa de dois dígitos. A meta da entidade é que as 220 cooperativas do Estado atinjam um faturamento conjunto de R$ 100 bilhões nos próximos anos.

GRÃOS - Depois de um ano considerado excepcional para a safra paranaense, que bateu o recorde de 41,6 milhões de toneladas, 2018 deve ter uma colheita menor, mas que deve ser compensada pela melhora das cotações, de acordo com Turra. A China, principal comprador de produtos do Paraná, deve continuar a demandar tanto grãos quanto carnes.

A projeção do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, é que a safra total 2017/2018 fique em 35,5 milhões de toneladas, 10% abaixo da anterior.

“O que tivemos na safra 2016/2017 foi uma combinação de fatores favoráveis, com clima e alta produtividade. Foi uma marca histórica. Mas tudo indica que, mantido o clima bom, a produção da safra 2017/2018 será boa”, diz Francisco Carlos Simioni, diretor-geral do Deral.

INVESTIMENTOS - As cooperativas programam investimentos de R$ 2,2 bilhões para 2018, em novas plantas industriais, principalmente de abate de processamento de frango e suínos. É também na área de suínos que está em curso o maior investimento das cooperativas - um frigorífico que a Frimesa vai construir em Assis Chateaubriand, na região Oeste.

Considerado o maior da América Latina, o frigorífico, com capacidade para abater 15 mil cabeças, deve levar a produção de suínos do Estado para um novo patamar nos próximos anos.

Em produção de carne suína, o Paraná está em segundo lugar, com 21% de participação, atrás apenas de Santa Catarina, com 26%. A expectativa é que, como o novo projeto, o Estado passe a ser também o maior produtor.

FRANGOS - Maior produtor e exportador de frango do País, o Paraná é responsável por 36,57% das exportações nacionais. Exportou US$ 2,34 bilhões de janeiro a novembro de 2017 - 10% mais do que no mesmo período do ano passado.

A previsão do Sindicato da Indústria Avícola do Paraná (Sindiavipar), é que a produção e a exportação de aves do Estado cresça entre 4% e 6% em 2018. O setor deve se beneficiar da retomada do consumo interno em 2018, depois da queda provocada pela recessão.

A previsão da Associação Brasileira de Proteína Animal é que o consumo de carne de frango per capita volte a crescer, passando de 41 quilos para 42 quilos. Em 2011, o consumo chegou a 47 quilos per capita. “Essa retomada, no entanto, vai depender da velocidade da recomposição da renda. Isso deve influenciar o consumo de carnes e também de lácteos” diz o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara.

VULNERÁVEIS - De acordo com o secretário, o Estado vai dar continuidade aos programas para desenvolvimento do setor, com foco em sanidade, manejo de solos, microbacias, fomento à agricultura familiar e atenção especial a regiões mais vulneráveis, como as atendidas pelo programa Pró-Rural, que tem R$ 150 milhões com recursos do Banco Mundial (Bird).

O programa vem levando desenvolvimento e renda para produtores da região Central do Paraná. Atualmente são 132 municípios beneficiados com capacitação de agricultores, regularização fundiária, aquisição de patrulhas para estradas rurais e projetos de agroindustrialização.

Fonte: AEN

Criminosos metralham ônibus que levava presos, em Quatro Barras


Criminosos metralharam, na noite de quarta-feira (10), um ônibus que levava presos. A situação aconteceu em Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba.

O ônibus foi parado no Contorno Leste, na BR-116, por volta das 22h. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), 12 homens armados com fuzil e pistolas desceram de três carros. Eles procuravam por um detento.

Todos os presos foram obrigados a sair do ônibus e a deitar na grama. Os criminosos, então, metralharam o ônibus, mas não encontraram o detento.

Um dos carros usados foi incendiado, e outro abandonado às margens da rodovia. Os homens fugiram no outro veículo.

Os presos são do regime semiaberto da Colônia Penal Agrícola – que fica em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba – e durante a madrugada trabalham em uma metalúrgica. Ninguém ficou ferido na ação.

Fonte: G1 - PR