domingo, 5 de abril de 2015

Três mortos com golpes de faca em Cândido de Abreu.

TRIPLO HOMICÍDIO: Dois irmãos e um cunhado foram mortos com facadas e tiros. Na sequência a mulher de um dos assassinados sofreu um acidente e a funerária com os corpos também bateu na Rodovia.


Uma briga de família terminou em tragédia no sábado de Aleluia, em Cândido de Abreu. Três pessoas foram mortas, entre elas dois irmãos e um cunhado. Um dos irmãos, além de facadas, levou um tiro na testa que transfixou e saiu na nuca. Após os crimes, fatos que aconteceram na sequência revelaram que a "bruxa" realmente estava solta na região, pois a mulher de um dos mortos sofreu um acidente de moto pouco depois, ao buscar ajuda, e ficou bastante ferida, e o veículo da funerária de Cândido de Abreu, que era conduzido pelo conhecido Luiz Elio Kudrick, e transportava dois corpos, se envolveu em um acidente próximo a Manoel Ribas. Apesar dos danos, ninguém se feriu. TRIPLO HOMICÍDIO - Sobre o crime, o fato aconteceu no Bairro Funil, que fica na zona rural de Cândido de Abreu, e foi registrado às 18:30 de sábado, 04 de abril, de 2015. Os corpos foram encaminhados para o IML de Ivaiporã, e após necropsia, liberados para o Velório e sepultamento. Segundo a polícia uma rixa antiga entre primos, resultou na tragédia. Durante toda manhã a Polícia Civil colhia depoimentos e em breve deve divulgar mais detalhes.

FONTE : berimbaunoticias.blogspot.com.br

Casal é encontrado morto em quarto de motel em Paranavaí.

Jovens saíram de uma boate na madrugada de sábado (4) e não voltaram.
Mortes partiram de 'um comportamento entre os dois', diz delegado.
Do G1 PR

Um casal foi encontrado morto em um quarto de motel em Paranavaí, no noroeste do Paraná, na manhã de sábado (4), de acordo com a Polícia Civil.

Os jovens, de 21 e 26 anos, saíram de uma boate da cidade, de sexta-feira (3) para sábado, e foram até o motel, por volta das 4h, conforme a polícia. Sem notícias, as famílias procuraram a polícia e registraram boletim de ocorrência.

Pouco depois, os dois foram encontrados deitados na cama, mortos no motel. De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Carlos Henrique Rossato Gomes, ninguém entrou no quarto, além dos dois, e não houve vazamento de gás, como era a suspeita preliminar. Ele diz a que as mortes partiram de "um comportamento entre os dois", mas não revelou o que, de fato, foi a causa.

"Olhamos todas as câmeras de segurança, vasculhamos tudo e podemos afirmar que ninguém entrou no quarto, além dos casal. Nas imagens, dá para ver o menino entrando no quarto e fechando a porta. Também descartado o vazamento de gás. As investigações continuam, mas, qualquer coisa que tenha acontecido, aconteceu entre os dois, dentro do quarto", explica o delegado.

No quarto, diz o delegado, foram encontradas apenas garrafas e vodca e cerveja. Ele afirma que os corpos estavam sem ferimentos externos, mas, a princípio, tinham lesões internas.

A Polícia Civil, no entanto, diz que a confirmação do que causou as mortes só será feita depois do laudo do Instituto Médico-Legal (IML). Até as 10h30 deste domingo (5), os médicos legistas ainda não haviam informado o motivo.

Fonte: g1.globo.com/pr/norte-noroeste