segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Grave acidente deixa pelo menos um óbito na BR 277


Uma vítima morreu no grave acidente de trânsito registrado no quilômetro 467 da BR 277, quase divisa de Laranjeiras do Sul e Nova Laranjeiras, no início da noite de segunda-feira (21).

A princípio batida envolveu duas carretas. Uma delas tombou na rodovia.

A carga ficou espalhada às margens da via. Uma pista foi interditada para o atendimento da ocorrência.

Informações preliminares da PRF dão conta que há pelo menos uma vítima morta e pode haver uma ferida.

Fonte: Catve.com

Ricardo Barros e Jonas Guimarães têm mandatos cassados pelo TRE-PR


O deputado federal Ricardo Barros (PP) e o deputado estadual Jonas Guimarães (PSB) tiveram seus mandatos cassados pelo TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná), nesta segunda-feira (21).

O TRE-PR justificou a decisão, acusando os parlamentares de terem realizado em 2018, um jantar de aniversário no município de Barbosa Ferraz, região noroeste do Paraná, para fins eleitorais e com isso obtiveram vantagem indevida nas eleições gerais do ano passado.

A ação do TRE-PR ainda cita a ex-governadora do Estado do Paraná, Cida Borghetti (PP), como também beneficiada pelo evento.

Ambos os deputados utilizaram suas redes sociais para se defender das acusações e já deixaram claro que irão buscar recurso da cassação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Barros afirmou estar tranquilo e confiante que o TSE irá anular a cassação e acusou a decisão do TRE-PR de ter caráter político. “Fui relator da lei de abuso de autoridade na Câmara. Legislação recebida com resistência por diversos setores do judiciário brasileiro, porém não acredito que essa decisão seja algum tipo de retaliação”, afirmou.

Já Guimarães também se defendeu das acusações e mencionou que não há clareza na decisão do TRE-PR. “Mesmo sendo convidado, o Ministério Público entendeu que houve vantagem pelo Deputado em razão do período eleitoral, fato nitidamente controverso e subjetivo”, avaliou.

Procurada pela reportagem, a ex-governadora Cida Borghetti ainda não se manifestou sobre a decisão do TRE-PR.

Confira abaixo os posicionamentos dos parlamentares:

Já estou providenciando o recurso com efeito suspensivo da decisão do TER/PR que me multou e decidiu pela cassação do meu mandato por ter comparecido a um jantar em uma festa de aniversário em Barbosa Ferraz em 2018.

O recurso com efeito suspensivo deixará a decisão suspensa até a apreciação dos recursos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Estou tranquilo e confiante na reversão da decisão já que toda a jurisprudência do assunto no TSE é favorável.

Fui relator da lei de abuso de autoridade na Câmara. Legislação recebida com resistência por diversos setores do judiciário brasileiro, porém não acredito que essa decisão seja algum tipo de retaliação.

Ricardo Barros, deputado federal (PP-PR)

Trata-se de decisão do Tribunal Regional Eleitoral que entendeu neste primeiro momento haver eventuais indícios de incongruências na presença do Deputado em uma festa de aniversário no interior do Estado referente às eleições do ano de 2018.

Mesmo sendo convidado, o Ministério Público entendeu que houve vantagem pelo Deputado em razão do período eleitoral, fato nitidamente controverso e subjetivo. O Deputado Jonas Guimarães figura no polo passivo da Ação, juntamente com a Ex-Governadora Cida Borguetti e o Ex-ministro da Saúde Ricardo Barros. Embora o Relator tenha se convencido pelo não cometimento de irregularidade, outros três magistrados opinaram pela procedência da Representação.

O Deputado está convicto que a Decisão será reformada pelo Tribunal Superior Eleitoral no sentido de confirmar a verdade material dos fatos, pois não existe nos autos quaisquer indícios de irregularidade cometida durante o processo eleitoral.

Jonas Guimarães, deputado estadual (PSB-PR)

Fonte: Parana Portal


Projeto de leite movimenta economia em Boa Ventura de São Roque


Boa Ventura de São Roque, na região central do Paraná, está na contramão do índice nacional de urbanização. Os levantamentos indicam que 75% dos 6,6 mil habitantes do município vivem no meio rural. Boa parte dessa população continua em suas propriedades porque tem na pecuária leiteira uma atividade que gera renda.

O comércio da cidade ganha um ritmo mais intenso no dia do pagamento do leite. Afinal, são mais de 600 unidades de produção familiar de bovinocultura de leite que geram recursos que são aplicados no comércio local.

É neste cenário que o Instituto Emater desenvolve o trabalho de assistência técnica aos produtores. O objetivo é aumentar a renda dos domicílios rurais que lidam com a produção leiteira. Para tanto, o Instituto executa o projeto Leite Competitivo Norte, com duas unidades de referência acompanhadas no município desde 2017. Nessas propriedades é possível medir os resultados do projeto.

A família Weber participa do projeto desde o início. À época a produtividade média por vaca era de 16,69 litros/dia. Depois da contratação da assistência técnica do Instituto Emater, em setembro de 2018, a média registrada na APCBRH (Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa) chegou a 20,25 litros/vaca/dia.

GESTÃO - Para chegar a esse resultado, a família revolucionou a gestão da propriedade. Entre as medidas adotadas estão a implantação do controle leiteiro e de uma planilha de controle econômico. Além disso, a família Weber selecionou melhor os animais, passou a fazer inseminação artificial nas vacas e um rigoroso controle reprodutivo. Também foi aumentada a área com pastagem perene que passou a ser adubada.

A qualidade do leite também melhorou. Segundo os levantamentos, a propriedade mantém a CCS (Contagem de Células Somáticas) abaixo de 400 o ano todo. O controle é feito por uma jovem de 22 anos, a Carine, que conta com a flexibilidade e a confiança de sua família para implantar as mudanças necessárias na atividade.

Os proprietários, Pedro e Marli Weber, viram o volume de produção saltar de 270 litros por dia, em 2017, para os atuais 320 litros com a manutenção do número do rebanho em 16 animais em lactação.

Hoje a família também faz um controle mais rígido dos gastos. "Com uma rentabilidade sobre o capital de 8,6%, ao ano, e uma retirada de pro labore de R$3.000 ao mês, é um prazer ouvir a preocupação dos proprietários com a capacidade do tanque resfriador e a ampliação das instalações para as novas matrizes em 2020", observa Rebeca Maria Bartmeyer, extensionista que acompanha a propriedade.

O PROJETO - Rebeca explicou que o objetivo dos extensionistas que atuam no projeto é atacar os pontos fracos da atividade, sem perder de vista o bem-estar, a saúde e a melhoria das condições de vida das famílias. De acordo com Rebeca, tudo é feito na direção de aumentar a produtividade e a produção, sempre com assistência técnica e qualificação do produtor.

Ela acrescentou que nas 40 unidades atendidas no município, os técnicos valorizam o agricultor como gestor do seu negócio. "Nos atendimentos, em capacitações coletivas, visitas às propriedades, consultas no escritório e muita conversa no whatsapp, são abordados temas pertinentes às demandas dos produtores. Sejam dúvidas da área econômica, ambiental, sejam questões tecnológicas ou sociais", explicou.

SUSTENTABILIDADE - "Nas conversas com os técnicos, os produtores discutem temas sociais como os direitos das mulheres ou a sucessão familiar", informou a extensionista Natalia Duarte Vettor. Já as orientações econômicas podem oferecer ao produtor uma qualificação ou qualquer outra informação que possa contribuir para a tomada de decisão na propriedade. Toda sugestão é feita a partir dos dados das planilhas de acompanhamento econômico. Também cabe ao extensionista elaborar as DAPs (Declaração de Aptidão ao Pronaf) e informar o produtor sobre as modalidades de crédito rural.

Para que a melhor informação técnica chegue ao produtor, os gestores do projeto mantêm parcerias com a Secretaria Municipal de Agricultura, o Senar e a APCBRH. Assim, é possível oferecer aos criadores os serviços de controle leiteiro laboratorial, análises de solo, insumos para correção de solo, maquinário agrícola para produção de volumosos, elaboração de dietas desafiadoras, mapeamento das propriedades e diversos cursos de capacitação em manejo de bovinos e produção de volumosos. Há também um cuidado com o meio ambiente.

Todos os produtores assistidos são orientados sobre o manejo adequado de dejetos, a conservação do solo e dos cursos d'água. Desta forma, os produtores mantêm a rentabilidade de seus empreendimentos, sem perder de vista questões caras para que a pecuária leiteira continue dando sustento às próximas gerações.

Fonte: AEN

Paraná Rosa ocorreu neste domingo em Turvo


Neste domingo, 20 de outubro, o ônibus do Paraná Rosa esteve presente no Município de Turvo. Nele foi possível realizar testes rápidos para descoberta de algumas patologias como sífilis, hepatite e HIV e também fazer agendamento de exames.

Durante o evento teve atividades culturais, exercícios físicos, momentos de motivação, orientações sobre o câncer de mama, depoimento de mulheres que já enfrentaram a doença. Além das tendas que contaram com orientações a respeito da violência contra mulher, alimentos que podem contribuir e prevenir o desenvolvimento do câncer, venda de camisetas em prol do Hospital Bom Pastor, espaço kids, e, por último, a campanha para arrecadação de lenços e orientações jurídicas para mulheres em parceria com a OAB.

Essa ação é uma iniciativa do Governo do Estado em parceria com os municípios do Paraná, com o objetivo de levar às mulheres o conhecimento da doença, métodos de prevenção e a promoção da saúde da mulher. Estiveram presentes os funcionários da secretaria de saúde de Turvo: nutricionista, psicóloga, enfermeira, agente comunitário; a equipe da 5° Regional de Saúde de Guarapuava-PR; as autoridades políticas municipais: Vereadores, Prefeito Jeronimo Gadens do Rosário, o vice-prefeito Aroldo, a Primeira Dama Maria Cristina e a Secretária de Saúde Silvane Keltel.

Nessa ação também teve o momento dedicado à apresentação de Ballet do Centro de Convivência de Turvo, o desfile do Grupo dos Jipeiros, lanche e distribuição de algodão doce aos participantes do evento.























Mulher é arrastada e agredida com um facão pelo marido


Por volta das 12h40min do dia 20 de outubro, uma equipe policial, deslocou até o Bairro Industrial, em Guarapuava através de solicitação via 190, relatou o solicitante que, o marido estava batendo na esposa no interior da residência e quando esta tentou se evadir, o agressor a segurou e agrediu-a com golpe de facão e a arrastou para o interior do pátio, momento que os vizinhos invadiram a residência, no intuito de socorrer a vítima. 

Com a chegada da equipe policial no local, o autor havia corrido para o interior da residência e trancando a porta, sendo que a vítima, 42 anos confirmou os fatos e manifestou interesse em representar contra o autor, 45 anos. As partes foram encaminhadas até a 14ª S.D.P. para lavratura do flagrante; foi apreendido o facão com o qual o autor lesionou a vítima.

Matrículas para a rede estadual começam nesta segunda-feira


As matrículas para o ano letivo de 2020 nas escolas estaduais do Paraná começam nesta segunda-feira (21), tanto para alunos de continuidade quanto para novos estudantes que irão cursar do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ou 4º ano do Ensino Médio. O período para a matrícula vai de 21 de outubro a 1º de novembro.

Nesse ano, o processo vem com novidade: além de poder renovar ou fazer uma nova matrícula nas escolas, como sempre foi feito, os pais ou responsáveis também poderão realizar o procedimento pela internet, pelo sistema de matrículas online desenvolvido pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.

Para saber sobre matrículas presenciais, clique 


O secretário Renato Feder explica que a ferramenta reflete um dos objetivos da atual gestão da secretaria, de inserir a tecnologia cada vez mais no cotidiano do estudante.

“É uma inovação do Governo do Paraná. Desenvolvemos esse sistema pensando em como agilizar o processo e facilitar a vida dos pais ou responsáveis. Pela internet, não é necessário encarar fila. Além disso, se o estudante continuar na mesma escola, basta confirmar a vaga. Já se quiser trocar de escola, pode indicar até três escolas como opções”, explica.

COMO FUNCIONA – Para os jovens já matriculados nas escolas estaduais e que apenas desejam dar continuidade aos estudos na rede pública, o responsável deverá acessar a area do aluno no link :


e confirmar a vaga na instituição de ensino em que o estudante já está matriculado.

Se os pais ou responsável desejar tentar uma vaga em outra instituição de ensino, pode indicar até três escolas e aguardar o resultado da solicitação, que será divulgado no início de dezembro.

Já para a matrícula online dos estudantes ingressantes, provenientes do quinto e nono anos das redes municipal e estadual de ensino e que irão ingressar no 6º ano do Ensino Fundamental ou no 1º ano do Ensino Médio, o pai ou responsável deve acessar o sistema e confirmar a matrícula na instituição de ensino sugerida pela Secretaria conforme georreferenciamento (ou seja, a escola mais próxima do endereço residencial).

Caso haja preferência por uma escola diferente da sugerida, o pai ou responsável pode indicar até três instituições em que desejem tentar uma vaga e aguardar o resultado da solicitação.

É o responsável pelo estudante, ou o estudante maior de 18 anos, que deve acessar a plataforma, após fornecer CPF e número de celular, para o qual será enviado um código de validação via SMS. Uma vez com acesso à Área do Aluno, o responsável deve clicar em “Matrícula Online”, no menu lateral da página, para dar continuidade ao processo.

RESULTADOS – A partir do dia 1° de dezembro estará disponível no sistema o resultado do atendimento da escolha da escola de preferência. Caso o aluno não consiga a vaga na instituição de ensino de preferência terá a vaga garantida na instituição de ensino estadual onde está matriculado ou na instituição indicada pela Secretaria.

ETAPA PRESENCIAL – A última etapa é presencial e consiste na entrega dos documentos necessários para efetivar a matrícula. Ela ocorre em janeiro, de acordo com o calendário estipulado por cada escola.

Os documentos são: certidão de nascimento, certidão de casamento ou RG; comprovante de residência e fatura da concessionária de energia atualizada; histórico escolar ou declaração de escolaridade da escola de origem ou declaração de escolaridade emitida pelo Sistema Estadual de Registro Escolar (Sere); declaração de vacinação.