sexta-feira, 21 de abril de 2017

CAD CONTRATA ALA CANHOTO OUCHITA.


O Poker Óleo Leve Guarapuava Futsal, anuncia a contratação do Ala Canhoto Guilherme Ouchita.

Abaixo a ficha técnica do Atleta.

Nome: Guilherme Ouchita

Naturalidade: Umuarama

Posição: Ala Canhoto

Idade: 23 anos

Clubes: Umuarama e Flores da Cunha.

Principais Conquistas: 2 vezes vice-campeão sub-20, Campeão troféu Jorge Kudri 2015, Vice-cammpeão Paranense da Chave Ouro 2015, Campeão Copa Sudoeste 2016.

O Atleta Ouchita se apresenta na próxima segunda-feira (25), para o início dos treinamentos.



ASSESSORIA CAD

Paraná é o primeiro do mundo na produtividade de soja


A produtividade média da soja no Paraná será a mais alta do mundo nesta safra. Com a produção de 3,6 toneladas por hectare, o Estado supera em 4% a média colhida nos Estados Unidos, maior produtor do planeta, que atingiu 3,5 ton/hectare. O volume médio paranaense também é 11% superior à média brasileira, que alcança 3,2 ton/hectare. 

A estimativa é que o Paraná produza 19 milhões de toneladas de soja na atual safra - uma alta de 13% sobre o volume registrado na colheita passada. Segundo dados do Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, o clima e a capacitação do agricultor contribuíram para a evolução da produção. 

O Deral também destaca que a safra de verão deve alcançar 24,2 milhões de toneladas neste ano – 19% a mais do que no ano passado. Além da soja, entram nesta soma as lavouras de milho e de feijão. “Estes números confirmam a eficiência dos produtores rurais paranaenses, que ano a ano, buscam aprimorar o desenvolvimento tecnológico como forma de melhorar a produtividade e a rentabilidade das lavouras”, afirma o secretário da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara. 

Marcelo Garrido, técnico do Deral, reforça que a capacidade técnica do agricultor e os serviços de assistência mantidos no Paraná garantem ao Estado o segundo posto na produção de grãos no Brasil. “Neste ano, o clima beneficiou a produção”, disse ele. “Mas, junto com isso, sempre há investimento em tecnologia e no bom manejo das lavouras”, destaca. 

A estimativa do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) é que o PIB do agronegócio paranaenses suba 1,5% neste ano, contra uma queda de 2,4% projetada para 2016 (os números oficiais ainda não estão disponíveis). “Quando maior a produção, mais dinheiro circula. Com isso a economia segue rodando”, comemora Garrido.

Fonte: www.aen.pr.gov.br

Após campanhas, denúncias de violências crescem 205% no PR


Levantamento da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social apontou que em fevereiro e março o número de denúncias de violências contra crianças e adolescentes no Paraná aumentou 205%, no comparativo com o mesmo período do ano passado. O crescimento foi registrado após lançamento da campanha de combate à exploração sexual de crianças e adolescentes nas estradas, em fevereiro. Os dados são do Disque 181, canal do Governo do Paraná que recebe notificações de violência ou violação de direitos contra crianças ou adolescentes. 

Os tipos de violências com maior aumento nas denúncias, no comparativo entre os dois períodos, foram a negligência (nove vezes mais) e o abuso sexual (oito vezes mais). Os dados mostram ainda que as notificações de exploração sexual triplicaram e os relatos de agressão física dobraram. 

A origem das ligações também mudou. Em 2016 a maioria dos contatos era da capital, enquanto que neste ano os municípios do Interior lideraram o ranking de denúncias. 

Para o coordenador da política da criança e do adolescente da Secretaria, Alann Bento, o resultado expressivo demostrou a grande adesão à campanha pela população em geral. 

“Nosso objetivo é tirar os casos de violências e violações de direitos da invisibilidade. É fazer com que as pessoas, ao ser depararem com estas situações no seu dia a dia, não fiquem indiferentes, mas denunciem”, destaca. 

De acordo com o relatório da campanha, apenas dois meses após o lançamento, o filme publicitário havia alcançado quatro milhões de visualizações nas redes sociais e o hotsite 

(www.paranacontraexploracaosexual.pr.gov.br) chegou a 26 mil acessos. 

APOIADORES - Bento ressaltou a importância de apoiadores voluntários, que têm utilizado ou reproduzido os materiais da campanha, ampliando o alcance junto à população. “Além da forte adesão das prefeituras, secretarias e órgãos estaduais, a mobilização ganhou reforço com o apoio voluntário de uma grande empresa privada, a Klabin”, completa. 

No início de março, a indústria de celulose e maior produtora e exportadora de papéis do Brasil usou materiais informativos em uma ação interna de conscientização com colaboradores e parceiros, em Paranaguá, Litoral do Estado. 

Também foram parceiras as concessionárias Ecovia Caminho do Mar S/A e Ecocataratas, que distribuíram os folhetos nas praças de pedágio que administram, durante todo o período do Carnaval. 

NO CINEMA - Apesar de encerrada a veiculação da campanha em canais de mídia, os materiais desenvolvidos continuam sendo utilizados em ações de conscientização. Um exemplo é o filme publicitário da campanha, que será exibido durante o mês de maio em todas as salas de cinema do Paraná, antes das sessões. A ação obedece à lei estadual 18.798/2016, sancionada pelo Governo do Estado e que determina a exibição de filme de advertência contra a pedofilia. A exibição deve acontecer todos os anos, sempre no mês de maio, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes, que é lembrado no próximo dia 18. 

CAMPANHA - A inciativa da Secretaria da Família surgiu a partir de um estudo divulgado em 2014 pela Polícia Rodoviária Federal, que apontou o Paraná como o terceiro estado com os maiores índices de vulnerabilidade à exploração sexual nas estradas. Diversas ações em todo o Paraná alertaram a população a respeito desta prática e incentivaram as denúncias, por meio de outdoors, folders, cartazes, além do hotsite e do filme publicitário. A ação teve a aprovação do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca) e recursos do Fundo Estadual para a Infância e Adolescência (FIA). 

DENUNCIE - Para denunciar qualquer situação ou suspeita de violência ou violação de direitos contra crianças e adolescentes, basta ligar para o número 181 - Disque-Denúncia, serviço do Governo do Estado. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer município do Paraná. O atendimento funciona 24 horas, todos os dias da semana, com garantia de sigilo das informações e de quem faz a denúncia.

Fonte: www.aen.pr.gov.br

Juiz inocenta médica acusada de matar pacientes em UTI de hospital em Curitiba


O juiz Daniel Surdi Avellar, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, decidiu nesta quinta-feira (20) inocentar a médica Virgínia Soares de Souza e outras sete pessoas acusadas de antecipar a morte de pacientes que estavam internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Evangélico, na capital paranaense.

O caso veio à tona em 2013, quando a polícia prendeu Virgínia e outros funcionários da UTI, subordinados à médica. Eles foram acusados pela morte de oito pacientes. De acordo com a denúncia, eles teriam usado técnicas médicas para que oito pacientes viessem a óbito, com o objetivo de liberar leitos na unidade.

Na decisão, Avellar considerou que as provas apresentadas pelo Ministério Público causavam dúvidas quanto a existência dos crimes apontados pelos promotores. "Uma decisão de pronúncia que se repute minimamente democrática jamais poderia se amparar em afirmações genéricas no sentido de que 'ocorriam antecipações' de óbito na UTI do Hospital Evangélico", disse o juiz na decisão.

Com a decisão, os oito acusados não devem ir a Júri Popular, conforme desejava o Ministério Público. Em nota, o advogado de Virgínia, Elias Mattar Assad disse que a cliente foi injustamente presa, acusada de práticas criminosas e linchada moralmente. O advogado também afirmou que a médica foi "demonizada nos meios de comunicação". "Ficou provado que a médica apenas praticou atos com justificativas em literaturas médicas e objetivos de salvar vidas de pacientes críticos", afirmou o advogado.

Procurado, o Ministério Público do Paraná informou que vai recorrer da decisão de Avellar.

Fonte: G1 - PR

Três pessoas da mesma família morrem em acidente na BR-163



Três pessoas morreram em um acidente entre um carro e um caminhão na rodovia BR-163, em Lindoeste, na região oeste do Paraná, na noite de quinta-feira (20). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o automóvel com placas de Chapecó (SC) bateu de frente com um caminhão, de Campos Novos (SC), que transportava porcos.

As vítimas, um casal e um adolescente de 16 anos, todos da mesma família, morreram no local do acidente. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Cascavel.

Conforme a polícia, a filha do casal, de 2 anos, estava em outro carro de familiares que seguia viagem junto.

A PRF detalhou que o carro seguia em uma terceira faixa e tentava ultrapassar um caminhão quase no fim da faixa adicional. Mesmo no fim da faixa extra, o motorista do automóvel não desistiu da ultrapassagem e foi tocado pelo veículo. Ao ser tocado, o veículo invadiu a pista contrária e bateu contra o caminhão com porcos.

O condutor do caminhão que teria tocado no automóvel antes da batida frontal não foi localizado pela polícia até a manhã desta sexta-feira (21).

Já o motorista que carregava os porcos sofreu ferimentos leves.

Chovia na hora do acidente e o local é uma curva, com velocidade máxima de 60 km/h.

Colisão na BR-277

Já durante a madrugada desta sexta-feira (21), um motociclista morreu ao colidir contra um caminhão na BR-277, em Santa Tereza do Oeste, também no oeste. A PRF não informou o que provocou a batida.

Fonte: G1 - PR