sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Sicredi recupera áreas de mata nativa e neutraliza CO2 emitido por agências do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro

Iniciativa compensou mais de 27 mil toneladas de gases de efeito estufa (GEE) lançados entre 2015 e 2019


Firme no propósito e na estratégia de sustentabilidade e ecoeficiência, o Sicredi neutralizou 27.272 toneladas de gases de efeito estufa (GEE) emitidas entre 2015 e 2019 pela operação da sede da Central Sicredi PR/SP/RJ, localizada em Curitiba (PR), e das 732 agências da instituição financeira cooperativa instaladas nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

A neutralização foi efetuada por meio de diferentes ações, como a conservação de floresta nativa de Mata Atlântica, localizada em Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN), em Bocaiúva do Sul (PR). A iniciativa, feita em parceria com a Sociedade Chauá, em uma área de 85,5 hectares, compensou 7.227 toneladas de CO2 emitidas entre 2015 e 2018.

Já em âmbito nacional, os gases de efeito estufa (GEE) emitidos em operações realizadas no ano de 2019 por todas as agências do Sicredi no país foram neutralizados por meio do apoio ao Projeto REDD+ Jari Pará - iniciativa que gera créditos de carbono de conservação florestal na Amazônia e tem o apoio da Biofílica, empresa focada em conservação florestal. A ação neutralizou 35.793 toneladas de gases de efeito estufa emitidos em todo território nacional. Nas agências do Sicredi no Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro esse número chegou a 11.561 toneladas de CO2.

O projeto está diretamente conectado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela Organização das Nações Unidas (ONU), especialmente aos que tratam das ações contra a mudança global do clima e pela preservação da vida terrestre. “A atuação do Sicredi é comprometida com o desenvolvimento sustentável das comunidades. Por isso, entendemos que é fundamental reconhecer e minimizar o impacto que a nossa atuação gera no meio ambiente. Com esse olhar mais amplo, que abrange o desenvolvimento humano, social e a conservação ambiental, ajudamos a promover uma sociedade mais próspera", afirma o presidente nacional do Sicredi e da Central Sicredi PR/SP/RJ, Manfred Dasenbrock.

Ações consolidadas

Nos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, o Sicredi desenvolve iniciativas de ecoeficiência há cinco anos e, desde 2017, mantém, com o apoio da Ecofinance Negócios, o selo prata do Programa GHG Protocol. A metodologia GHG Protocol é amplamente utilizada por empresas e governos do mundo todo para entender, quantificar e gerenciar emissões de gases de efeito estufa.

“Cada vez mais, estamos aprimorando ações para reduzir as emissões inerentes a questões operacionais como consumo de papel e energia elétrica. Mesmo com as reduções verificamos a necessidade de realizarmos projetos constantes de neutralização, reduzindo nosso impacto ao meio ambiente e ajudando a combater as mudanças climáticas", finaliza Dasenbrock.

Agências sustentáveis

Ao longo dos anos, o Sicredi também tem apostado em agências mais sustentáveis, com o investimento em energia fotovoltaica e coletores de água. Somente nos estados do Paraná e São Paulo, 34 agências já funcionam com energia solar.


Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4,8 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 23 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.900 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).

*Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade