quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Evento turístico reúne Turvo, Prudentópolis e Guarapuava


O 1º Festival de Paratrike e Caminhada Ecológica foi realizado no último final de semana (12, 13 e 14/10) no Salto São Francisco, atração paranaense de 196 metros de queda e tríplice fronteira entre Turvo, Prudentópolis e Guarapuava. Organizado pela Associação de Voo Livre de Guarapuava (AVLG) e Alados Escola de Voo, o festival contou com exposições, refeições, caminhada e esportes radicais para visitantes de todo o Brasil. 

A equipe Gralha Azul de Turvo esteve presente, com demonstrações do Boia Cross na cabeceira do Salto dos Cavalheiros. As crianças se divertiram participando da atividade e os visitantes puderam conhecer mais sobre as aventuras. São atrações para todos os públicos, hospedagens e refeições que envolvem cultura, história e ecologia. 

Para aqueles que se interessou pela oportunidade de curtir o visual do Vale do São Francisco e seu famoso salto, o Voo de Paratrike está disponível no site www.gralhaazul.eco.br . 

Venha conhecer Turvo por esse novo ponto de vista!






 Assessoria Gralha Azul

Convite para Missa de 7° Dia de Rogério Lara


A família Lara agradece a cada um, as mais diversas manifestações de conforto, apoio, carinho e solidariedade recebidas neste momento de imensa saudade, aproveita também para convidar a todos para participar da celebração da missa pela passagem do Sétimo Dia de falecimento de Rogério de Lara, que acontecerá nesta quinta-feira ás 19h na Igreja Matriz Nossa Senhora Aparecida. 

Rogério Lara de 34 anos, morreu vítima de acidente de trânsito na PRC-466 em Guarapuava, na última sexta-feira 12 de outubro.

AÇÃO CONJUNTA TIRA TRAFICANTE DE CIRCULAÇÃO EM GUARAPUAVA


Às 13h30min, de quarta-feira (17.10) uma equipe de policiais militares da ROTAM, deslocou em apoio a um investigador de Polícia Civil, até a Rua Imperial, Bairro Morro Alto, para dar cumprimento a um mandado de prisão contra uma mulher (30) pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção de menores, expedido pela 1ª Vara Criminal de Guarapuava.

Em data anterior, uma equipe da Polícia Civil já havia cumprido um mandado de busca e apreensão, porém não foi encontrado nada de ilícito. Após verificar as denúncias no “181” (disque-denúncia), foi verificado que a mulher guardava as drogas em um terreno baldio, ao lado de sua residência. Diante do fato, foi deslocado até o endereço, onde em contato com a filha da suspeita, ela relatou que sua mãe estaria no trabalho, sendo na Avenida Bandeirantes, Bairro Primavera. 

Os policiais localizaram a mulher no referido endereço, sendo dada ciência do mandado de prisão e diante de informações anônimas de que ela estaria comercializando drogas e escondia no terreno ao lado de sua residência, foi realizado buscas e encontrado nos fundos do terreno debaixo de alguns entulhos uma sacola plástica e em seu interior duas pedras de substancia análoga a crack que posteriormente pesada totalizou a quantia de 100 gramas (cem gramas), em outra sacola plástica três pedaços de substancia análoga a maconha embaladas prontas para o comércio que pesadas totalizou a quantia de 107 gramas (cento e sete gramas). 

Diante dos fatos foi dada voz de prisão a mulher e encaminhada até a 14ª SDP, juntamente com as drogas apreendidas e um veículo VW Gol, cor branca, que era utilizado para entrega de drogas. As quantidades de drogas apreendidas dariam para fazer em torno de 700 pedras de crack para consumo.

Fonte: 16º BPM

Em final marcada por VAR, Cruzeiro vence Corinthians e é hexa da Copa do Brasil

VÍDEO:

O árbitro de vídeo participou de maneira inédita em uma final nacional e acabou como protagonista. Com atuação em dois lances capitais na partida, foi decisivo na vitória do Cruzeiro por 2 a 1 sobre o Corinthians nesta quarta-feira, em Itaquera . O time mineiro, que não tem nada com isso, com o resultado, garantiu o hexa da Copa do Brasil e se tornou o maior campeão do torneio, superando o Grêmio, que tem cinco títulos. De quebra, também obteve o feito de ser o único bicampeão consecutivo.

Vencedor também nas edições de 1993, 1996, 2000, 2003 e 2017, o Cruzeiro embolsará neste ano a premiação recorde de R$ 50 milhões. O Corinthians, com o vice, garantiu R$ 20 milhões aos cofres.

A taça veio com presença do VAR. O time mineiro fechou o primeiro tempo na frente, com um gol de Robinho. O Corinthians voltou mais ligado na etapa final e empatou graças a um pênalti assinalado com o auxílio da TV. Jadson fez. E poderia ter virado na sequência, em um golaço de Pedrinho. Mas o árbitro de vídeo voltou a agir e viu falta de Jadson em Dedé. Houve grande indignação na arquibancada, mas não adiantou nada. Pouco depois, o Cruzeiro acertou contra-ataque e matou o jogo com Arrascaeta.
Foto: Daniel Teixeira/Estadão

O JOGO - Jair Ventura surpreendeu na escalação e colocou em campo Emerson Sheik e Jonathas nas vagas de Clayson e Mateus Vital. O time tentou impor o jogo no início, tinha mais posse de bola do que o adversário, mas errava muitos passes. Tanto é que quem assustou primeiro foi Thiago Neves. Em um rápido contra-ataque, a zaga corintiana se atrapalhou e o meio-campista bateu para defesa de Cássio.

Sem conseguir criar nada no início, os jogadores do Corinthians passaram a demonstrar muito nervosismo. Na metade do primeiro tempo, Ralf, Gabriel e Sheik já tinham recebido cartões amarelos. Aos 27, Léo Santos se atrapalhou com a bola no lado direito, Rafinha roubou e tocou para Barcos. O centroavante bateu colocado e acertou a trave. Na sobra, Robinho mandou para as redes e calou a Arena.

O desespero da equipe anfitriã aumentou. Os atletas, completamente desorganizados em campo, viram o Cruzeiro chegar muito perto do segundo. Após cruzamento na área, Dedé cabeceou na trave. O Corinthians só foi dar o primeiro susto no adversário aos 36 minutos, com Henrique, que mandou de cabeça para fora.

Com a vantagem no placar, o Cruzeiro recuou e a equipe de Jair Ventura passou a pressionar. Emerson Sheik, apesar dos 38 anos de idade, era o mais efetivo. As principais chances criadas saíram em jogadas com ele pelo lado direito. 

No entanto, Jonathas não conseguia dominar uma bola no comando do ataque. O centroavante trombava, se atrapalhava e reclamava com o árbitro. Romero, no lado esquerdo, também pouco produziu e o time alvinegro desceu para o intervalo com sua regularidade de não conseguir chutar uma bola em direção ao gol de Fábio. 

No segundo tempo, o Corinthians voltou a mil por hora. Embalado pelos torcedores, conseguiu o empate logo no início. Aos dois minutos, Thiago Neves derrubou Ralf na área. O árbitro mandou o jogo seguir, mas depois consultou o VAR e então deu pênalti. Após muita discussão, Jadson cobrou e deixou tudo igual, encerrando um jejum de 435 minutos da equipe sem balançar as redes.

O Corinthians seguiu pressionando. Pedrinho veio a campo na vaga de Jonathas. E assim como fez contra o Flamengo, mandou uma bomba de fora da área em um de seus primeiros lances em campo e acertou o ângulo de Fábio. O VAR, no entanto, foi acionado e o árbitro entendeu que no lance anterior Jadson cometeu falta em Dedé e anulou o gol que levaria a decisão para os pênaltis para indignação dos torcedores corintianos.

Jair então decidiu ir para o tudo ou nada e mandou a campo Mateus Vital na vaga do volante Gabriel. O time foi todo para cima e levou um contra-ataque mortal, aos 36. Raniel tocou na esquerda para Arrascaeta, que invadiu a área e tocou na saída de Cássio. O gol fez valer o investimento do Cruzeiro, que gastou R$ 60 mil para trazer o uruguaio dos amistosos da seleção de seu país no Japão.

O Corinthians sentiu o gol e não esboçou mais reação. Tentou jogar a bola na área do adversário, mas sem muita efetividade. O Cruzeiro passou a tocar a bola e garantiu o hexa da competição.

Fonte: Estadão

Câmera flagra momento que motorista mata ciclista e foge em Cascavel; VÍDEO



Câmeras de segurança flagra momento em que ciclista é atingido por carro na madrugada de quinta-feira (18), na Avenida Piquiri, em Cascavel. 

Nas imagens é possível perceber o momento em que o homem é atingido por um Sedan que seguia em alta velocidade. Ivair dos Passos de 52 anos foi arremessado e morreu na hora, a vítima teve algumas partes do corpo arrancadas com a batida. 

A Polícia tenta agora localizar o motorista do carro envolvido que não parou para prestar socorro. Denúncias sobre o paradeiro do envolvido pode ser repassado pelo 190 ou 197 de forma anônima.

Fonte: Catve.com

Sicredi celebra Dia Internacional das Cooperativas de Crédito

VÍDEO:


No mês do Dia Internacional das Cooperativas de Crédito, em fase de transformação digital, instituição financeira cooperativa comemora conquistas e resultados positivos do 1º semestre de 2018

Na terceira quinta-feira de todo o mês de outubro é celebrado o Dia Internacional das Cooperativas de Crédito. Comemorado neste ano em 18 de outubro, a data tem por objetivo destacar a contribuição das cooperativas de crédito em todo o mundo para tornar realidade os sonhos pessoais e profissionais dos seus associados, além de valorizar propósitos que fazem parte da essência do cooperativismo. Dentro desse contexto, o Sicredi – instituição financeira cooperativa que tem suas raízes ligadas ao surgimento do cooperativismo de crédito no Brasil - tem contribuído, há mais de 115 anos, para o crescimento sólido e sustentável do segmento. Atualmente, o Sicredi conta com mais de 3,8 milhões de associados em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal.

Para marcar a data em 2018, o Conselho Mundial das Cooperativas de Crédito (World Council of Credit Unions – Woccu, na sigla em inglês) anunciou o tema “Encontre prosperidade em uma cooperativa de crédito”. A ideia é provocar a reflexão sobre uma jornada próspera, cheia de vida, paz, saúde, tranquilidade e riqueza. É também um momento, no caso das cooperativas de crédito brasileiras, de celebrar o crescimento do segmento, que tem como motor o poder da cooperação para a realização de sonhos, necessidades e propósitos dos associados, que – literalmente – são donos do negócio, uma vez que participam dos rumos das cooperativas e têm direito à distribuição igualitária dos resultados.

Cooperativismo de crédito no mundo e Brasil

A abrangência internacional das cooperativas de crédito é evidenciada pelo Woccu. Em 2016, a entidade internacional representativa registrou 235 milhões de associados, 68 mil cooperativas de crédito, localizadas em 109 países de seis continentes. A taxa de penetração do segmento - que é calculada dividindo o número total de membros de cooperativas de crédito pela população em idade economicamente ativa - é de 74,47% na Irlanda, 52,61% nos Estados Unidos, 46,71% no Canadá, 17,65% na Austrália e 3,42% no Brasil.

Embora pequena, quando comparada a países da Europa e aos Estados Unidos, por exemplo, a participação das cooperativas de crédito no Sistema Financeiro Nacional (SFN) tem registrado um constante incremento. Segundo o Panorama do Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 2017, divulgado pelo Banco Central do Brasil (BC), o segmento passa por um processo contínuo de consolidação. Em dezembro de 2017, o estudo aponta um total de 9,6 milhões de associados no Brasil, crescimento de 8% em relação a dezembro de 2016, e a existência de 967 cooperativas de crédito singulares distribuídas pelo País, que contam hoje com quase 5 mil agências.

O documento do BC também aponta que o percentual de participação das cooperativas de crédito aumentou dentro do SFN. Em 2017, os ativos totais das cooperativas de crédito chegaram a R$ 178,50 bilhões, correspondendo a 2,15% nos ativos totais do Sistema Financeiro Nacional (eram 1,87% no panorama de 2016). O Patrimônio de Referência das cooperativas de crédito totalizou R$ 38,20 bilhões, representando 4,24% em relação ao Patrimônio do SFN. Já a carteira de crédito classificada das cooperativas de crédito alcançou R$ 95,90 bilhões, representando 2,81% na carteira de crédito classificada do SFN, enquanto que os depósitos totais das cooperativas de crédito chegaram a R$ 105,60 bilhões, 4,5% nos depósitos do SFN.

Resultados semestrais do Sicredi

De acordo com as Demonstrações Financeiras Combinadas do Sicredi no primeiro semestre de 2018, o resultado líquido da instituição financeira cooperativa no período cresceu 11% e seu patrimônio líquido registrou aumento de 17,1%, quando comparado ao primeiro semestre de 2017, totalizando, respectivamente, R$ 1,36 bilhão e R$ 13,8 bilhões. Já os ativos atingiram R$ 87,8 bilhões, crescimento de 20,6% no comparativo com o primeiro semestre de 2017.

Na captação, o Sicredi obteve um crescimento de 20,8% em depósitos totais na comparação com o mesmo período do ano passado, alcançando R$ 57,2 bilhões. No mesmo período, a poupança – um dos focos da instituição financeira cooperativa, tendo em vista que incrementa e auxilia a fomentar o crédito rural – teve um aumento de 49,9%, atingindo R$ 11,6 bilhões. Já a carteira de crédito totalizou R$ 45,7 bilhões, um incremento de 23,5% em relação ao mesmo período de 2017. A carteira de crédito rural fechou em R$ 17,5 bilhões no primeiro semestre de 2018, com crescimento de 14% em comparação ao mesmo período de 2017.

Mesmo com a ampliação da carteira de crédito, o índice de inadimplência do Sicredi manteve-se decrescente, com 1,51% (no primeiro semestre de 2017 era 2,04%). Vale ressaltar que, por conhecer melhor o associado e manter com ele uma relação na qual o associado é o dono do negócio, as cooperativas de crédito apresentam um menor índice de inadimplência, o que permite oferecer taxas melhores e condições para empréstimos, contribuindo decisivamente para o desenvolvimento regional.

O Sicredi conta, atualmente, com 116 cooperativas de crédito filiadas, presentes em 1.238 cidades, sendo que em 199 delas é a única instituição financeira presente.

O futuro é agora: transformação digital!

Neste momento de prosperidade, é importante também ressaltar a estratégia que o Sicredi coloca em prática voltada para sua transformação digital. A instituição financeira cooperativa está dando passos importantes nesse sentido para ser cada vez mais conectada com os associados de todos os perfis e regiões.

O projeto de transformação digital, que vai além de questões tecnológicas e passa também por mudanças culturais, vai trazer ainda mais benefícios aos associados ao tornar suas experiências de interação com o Sicredi ainda mais próximas e personalizadas, seja qual for o canal de relacionamento escolhido.

A bandeira do cooperativismo tem forte influência nessa jornada de transformação. Além das melhorias que estão sendo implementadas no âmbito organizacional, também nos produtos oferecidos, com sua participação mais ativa no ambiente digital, o Sicredi apresenta o cooperativismo de crédito a novos públicos. Como parte desse processo, a instituição financeira cooperativa lançou recentemente o Woop Sicredi, conta 100% digital desenvolvida para ser uma solução complementar, voltada para o autosserviço e baseada no novo core bancário (sistemas que processam os produtos e serviços), além do alinhamento com os rumos do negócio.

Com uma linguagem simples e descomplicada, o aplicativo visa atender pessoas conectadas, jovens de espírito, por meio da oferta de serviços financeiros digitais na plataforma. Nele, é possível associar-se e criar uma conta digital, sem papel; ter acesso à conta corrente com pagamentos de contas de consumo e transferências; poupança; limites e créditos; cartão 100% digital; autenticação digital; programa de fidelidade e organizador financeiro.

Outras conquistas: expansão nacional

Paralelo ao processo de transformação digital, o Sicredi também segue investindo na abertura de novas agências em âmbito nacional estando, assim, alinhada ao conceito de presença nacional com atuação regional, valorizando a proximidade com os associados e com as comunidades.

De junho de 2017 a junho de 2018, o Sicredi registrou um aumento em seu número de agências, passando de 1.534 a 1.611 agências em todo o Brasil. Este ano, foram inauguradas 71, entre elas, as agências no Distrito Federal e em Minas Gerais, marcando a entrada do Sicredi nessas duas unidades federativas.

Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br

Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.


Michael Bueno
Comunicação e Marketing

Sicredi Planalto das Águas PR/SP
Superintendência Regional – Guarapuava / PR