terça-feira, 29 de maio de 2018

Estado vai dar todo apoio aos municípios afetados pela crise



O Governo do Estado vai dar total apoio aos municípios paranaenses para minimizar os efeitos da paralisação dos caminhoneiros, afirmou a governadora Cida Borghetti nesta terça-feira (29), em reunião com prefeitos da Associação dos Municípios do Paraná (AMP). O encontro ocorreu no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Na reunião, os prefeitos apresentaram as principais demandas das cidades, a exemplo do desabastecimento de postos de gasolina, bloqueios em estradas, necessidade de escoltas para caminhões carregados de combustível e cargas especiais, além de problemas gerados na cadeia produtiva.

“Estamos trabalhando 24 horas por dia para solucionar essa crise, sempre pautados no diálogo e no bom senso. Já tivemos diversos avanços nos últimos dias, alcançados em reuniões com líderes dos caminhoneiros, e vamos avançar mais ainda nos próximos dias”, disse a governadora.

Cida reforçou que, graças aos esforços do grupo de trabalho criado na Casa Militar do Paraná para discutir as questões relacionadas à paralisação dos caminhoneiros, o abastecimento de combustível em alguns municípios já está sendo normalizado. “Esperamos até o final desta semana regularizar a situação em todo o Paraná. Depois disso, nossos esforços serão focados na questão da cadeia produtiva”, afirmou.

Nesta terça-feira, 178 caminhões, com cerca de 5,3 milhões de litros de combustível, foram liberados no Estado, segundo a Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil, do Governo do Estado.

PARTICIPAÇÃO - Para potencializar ainda mais as ações de enfrentamento da crise, a governadora decidiu incluir um representante da AMP no grupo de trabalho de enfrentamento à crise, composto por entidades do Governo do Estado, representantes do empresariado e gerenciado pelo chefe da Casa Milita, coronel Maurício Tortato. “Dessa forma, podemos potencializar ainda mais as soluções”, afirmou Cida Borghetti.

O coronel Tortato salientou que o trabalho em conjunto com os prefeitos é essencial. “Precisamos de todo o apoio deles, principalmente na interlocução com os manifestantes e na canalização de informações consistentes”, disse, acrescentando que a melhor forma de resolver a crise é o diálogo, e não o uso da força.

Ele também disse que, caso os prefeitos precisem de escolta para caminhões com combustível e transporte de cargas especiais, como insumos hospitalares, produtos químicos, ração animal, basta entrarem em contato com a Defesa Civil. “Analisamos cada caso e enviamos apoio conforme a prioridade”, ressaltou. O telefone é (41) 3281-2520 ou 3281-2529.

Para o presidente da AMP, prefeito de Coronel Vivida, Frank Ariel Schiavini, a reunião com a governadora foi produtiva. “Ficamos felizes com o que tem sido feito. Agora, queremos colaborar para achar uma solução pacífica para essa crise, que fique boa para todo mundo”, disse ele, ressaltando os avanços do Governo do Estado nos últimos dias.

AÇÕES – Desde a semana passada, a governadora e os membros do grupo de enfrentamento à crise têm se reunido com as lideranças dos caminhoneiros. Entre os acordos acertados esta liberação de cargas especiais. Desde a sexta-feira (25), de acordo com a Defesa Civil do Paraná, mais de 2 mil veículos foram autorizados a trafegar no Estado. Para facilitar a identificação deles, a entidade distribuiu adesivos.

Outro avanço também foi o anúncio da diminuição e o congelamento da base de cálculo do ICMS que incide sobre o óleo diesel, feito pela governadora no domingo (27). Com a mudança, a partir de 01 de junho, a base para calcular o imposto será de R$ 2,95 e o valor valerá por 90 dias. A redução é de R$ 0,25 sobre a base atual e deve representar uma queda de aproximadamente R$ 0,04 sobre o preço do combustível na bomba.

PRESENÇAS - Além dos prefeitos da AMP, participaram da reunião o secretário de Estado da Fazenda, José Luiz Bovo; a comandante-geral da Policia Militar do Paraná, coronel Audilene Rosa De Paula Dias Rocha; e os deputados estaduais Maria Victoria e Pedro Lupion.

Fonte: AEN

Caminhoneiros bloqueiam postos de combustíveis em Guarapuava


Por volta das 14 horas desta terça-feira (29) dezenas de caminhoneiros começaram um bloqueio nos postos de combustíveis de Guarapuava. De acordo com um dos manifestantes, todos os postos que estiveram vendendo o produto serão ocupados, como forma de protesto. O governo anunciou na tarde ontem, segunda-feira (28), um novo reajuste nos preços da gasolina. Em Guarapuava são cerca de 2,8 mil profissionais que atuam na profissão. Na BR-277 pelos menos três bloqueios parcialmente estão sendo mantidos na rodovia, no 9º dia de paralisação. A Policia Militar está dando apoio com viaturas no abastecimento de postos que prestam serviços para órgãos públicos do município.

Fotos: João Muniz



ACET CONTRATA AUXILIAR ADMINISTRATIVO



PROCESSO SELETIVO ACET

A Associação Comercial Empresarial de Turvo – ACET torna pública a realização de Processo Seletivo para seleção de 01 candidato, para vaga de Auxiliar Administrativo.
O processo seletivo será executado pela diretoria da ACET e será composto por duas fases: a primeira será composta por análise de currículos e a segunda por entrevistas; O local para protocolo de currículos e entrevistas será nas instalações da ACET, localizada na Rua Ernesto Rickli, 760, Centro – Turvo/PR.

Requisitos necessários:

- Ser maior de 18 anos;

- Ter raciocínio lógico e ser prático;

- Ser dinâmico e falar bem em público;

- Conhecimentos em Informática (Windows, Word, Excel, Power Point, Internet)

- Cursando Ensino Superior (Cursos: Administração, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Secretariado Executivo)

Desejável:

- Carteira de Habilitação Nacional.

As inscrições deverão ser realizadas na secretaria da ACET, onde o candidato deverá protocolar seu currículo até às 17h00 do dia 29 de Maio de 2018. Ou na Agência do Trabalhador na Prefeitura Municipal de Turvo.

Horário de atendimento da ACET:

Segunda a Sexta: 08h00 às 12h00 13h00 às 17h00

Fonte: ACET

Petroleiros cruzam os braços por 72 horas a partir de amanhã



Em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (29), os petroleiros que trabalham na refinaria da Petrobras, em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, decidiram pela paralisação por 72 horas nas atividades por conta das reivindicações contra a política de preços adotadas pela Petrobras e que pode alterar o preço dos combustíveis até de forma diária.

Segundo o presidente do Sindicato dos Petroleiros do Paraná e de Santa Catarina (Sindipetro), Mário Alberto Dalzotti, os trabalhadores também se posicionam contra a privatização da Petrobras. “Nós vamos tocar nossa greve contra a privatização, contra a indexação do preço dos combustíveis ao mercado internacional. É uma paralisação de advertência e se nada mudar, vamos parar por mais tempo”, afirmou Dalzotti.

O presidente do Sindipetro também garantiu que os tanques da refinaria estão cheios e não deve haver desabastecimento dos combustíveis, mas isso pode mudar dependendo do rumo da paralisação. “Me parece que os tanques estão bastante cheios, então tem um estoque bom, independente da nossa greve, que pode abastecer a população. Agora, lógico que se a greve se transformar por tempo indeterminado, ela pode impactar, mas estamos dispostos a dialogar, pois nossa ideia não é desabastecer a população”, finalizou.

Fonte: Massa News

178 caminhões com combustível já foram liberados no Paraná



Entre segunda-feira e esta terça-feira (28 e 29), 178 caminhões carregados com combustível foram liberados no Paraná, segundo a Coordenação Estadual de Proteção e Defesa Civil. São cerca de 5,3 milhões de litros. O número foi apresentado à governadora Cida Borghetti pelo grupo de trabalho na Casa Militar do Paraná, durante reunião no Palácio Iguaçu, em Curitiba. O grupo foi criado para discutir as questões relacionadas à paralisação dos caminhoneiros.

A liberação das cargas de combustível no Paraná, lembrou Cida, é resultado do esforço do Governo do Estado para diminuir os efeitos da greve. Na segunda-feira, ela se reuniu com lideranças dos caminhoneiros no Palácio Iguaçu para formalizar um acordo. “Com base no diálogo, chegamos a esse entendimento que permite o transporte de combustível em todo o Estado, e que beneficia os paranaenses”, disse Cida. Para minimizar os impactos do movimento dos caminhoneiros na vida dos paranaenses, desde a semana passada a governadora tem se reunido com lideranças e anunciado medidas.

A medida vale para todos os derivados do petróleo - gasolina, óleo diesel, querosene e gás de cozinha – e também o etanol.

CARGAS ESPECIAIS – Desde a sexta-feira (25), 2.137 veículos com cargas especiais, como insumos hospitalares, cargas vivas e produtos químicos, foram liberados para trafegar no Estado. Desse total, 90 precisaram de escolta policial. A liberação dessas cargas vem sendo negociada entre o Estado e os representantes dos caminhoneiros desde a quinta-feira (24).

Para facilitar a identificação desses caminhões, a Defesa Civil do Paraná distribuiu adesivos às secretarias estaduais, coordenadorias e ao setor produtivo. Os motoristas que desejam cadastrar seus veículos também podem solicitar por meio de um formulário do órgão (http://bit.do/adesivodc). Até agora, 300 registros com cargas prioritárias foram feitos.

No domingo (27), ela confirmou a diminuição e o congelamento da base de cálculo do ICMS que incide sobre o óleo diesel.

Com a mudança, a partir de 01 de junho, a base para calcular o imposto será de R$ 2,95 e o valor valerá por 90 dias. A redução é de R$ 0,25 sobre a base atual e deve representar uma queda de aproximadamente R$ 0,04 sobre o preço do combustível na bomba.

BLOQUEADAS – No Paraná, 60 rodoviais federais foram liberadas.

Fonte: AEN

Rapaz é morto a facadas em Guarapuava



Um rapaz de 21 anos foi morto com golpes de faca na manhã desta terça feira (29 de maio) em Guarapuava.

O crime ocorreu por volta das 06h, na Rua Borges de Miranda. No local, os policiais encontraram Rafael Alves Cavalheiro Santos caído na rua, já em óbito.

O corpo de Rafael foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava.

Numa ação rápida da Polícia Civil, o suspeito do crime foi localizado e preso. De acordo com a delegada Amanda Ribeiro, ele está na carceragem da 14ª SDP, onde aguarda para ser ouvido.

No Paraná, Procon registra 320 reclamações por preços abusivos



Desde o início da greve, há nove dias, já foram registradas 320 reclamações no site do Procon-PR feitas por consumidores e também por fiscais que visitam os postos em todo o Paraná. O Procon tem uma ferramenta online para receber, especificamente, denúncias relacionadas ao aumento abusivo do preço de combustível no Estado.

De acordo com a diretora do Procon, Claudia Silvano, o órgão está recebendo as denúncias que posteriormente terão tratamento coletivo. “Vamos analisar cada caso e se for comprovada a cobrança abusiva os estabelecimentos podem ser multados e sofrer outras sanções”, afirmou.

Ela disse que é considerada prática abusiva quando os estabelecimentos aumentam o preço do produto de forma injustificada, aproveitando-se de uma determinada situação.

“Por isso é preciso uma vistoria minuciosa para saber quanto o dono do estabelecimento pagou pelo produto e se o preço aplicado ao consumidor é realmente abusivo ou não”, disse.

COMO DENUNCIAR - O Procon-PR orienta que os consumidores devem exigir a nota fiscal com o valor pago por litro de combustível e a quantidade abastecida para possível comprovação de preço abusivo.

As denúncias podem ser feitas pelo site http://www.procon.pr.gov.br/modules/conteudo/denunciaPostos.pp ou pelo telefone 0800-411512. Ou até mesmo diretamente na sede do Procon que fica na Rua Emiliano Perneta, 47, no Centro de Curitiba. O atendimento é feito das 9h às 16h.

Fonte: AEN

03 HOMENS PRESOS E 01 ADOLESCENTE APREENDIDO POR TRÁFICO NO BAIRRO BOQUEIRÃO EM GUARAPUAVA



Na tarde de segunda-feira (28.05), às 16h36min, uma equipe de policiais militares do serviço reservado, após várias denúncias de tráfico de drogas na Rua Antonio Baldessar, Bairro Boqueirão, ficou em vigilância, momento em que foi avistado duas pessoas saindo da residência suspeita, os quais foram abordados e identificados como um homem (19) e um adolescente (17), sendo localizado com um deles a quantia de 413,1 gramas de substância análoga a maconha, dividido em três porções.

Questionado os abordados sobre a origem da droga estes admitiram que pegam a droga de um indivíduo (29), morador da residência denunciada e que após isso dividem em porções menores, revendem esta droga nos parques municipais dividindo com o indivíduo o lucro pela venda da droga.

Solicitado apoio de outras equipes, foi abordada a residência onde foi encontrado o suspeito e outro indivíduo (27), com os quais nada de ilícito foi encontrado. Em buscas na residência foi encontrado uma balança de precisão, duas TVs, uma marca AOC e outra LG, um notebook da marca Acer de cor cinza, 4 aparelhos celulares e um rádio veicular da marca JVC, além de uma pedra de crack pesando 0,3 gramas. Perguntados sobre a origem e procedência dos objetos, estes não souberam relatar. Diante do fato, todos os envolvidos e objetos foram encaminhados até a 14ª SDP.

Fonte: 16º BPM

Agricopel Imperium Futsal CAD Guarapuava anuncia reforço


O Agricopel Imperium Futsal CAD Guarapuava anunciou na manhã desta terça (29/05) um reforço importante para o elenco atual, com passagens pelo Pato Futsal e Joinville Diego Borba chega para mesclar sua média juventude com experiencia de rodagens por grandes clubes do salonismo do sul do país, a diretoria busca com essa contratação incorporar ainda mais o elenco que briga para se manter na chave ouro do futsal paranaense, considerado o campeonato estadual mais difícil do país.

A diretoria ainda busca a contratação de um pivô de referência que se encaixe nas possibilidades financeiras e necessidades táticas para o técnico Foca conseguir implantar um melhor método de jogo, porém esta preocupação toma uma pausa agora para que os membros gestores se concentrem em correr contra o tempo agora para regularizar a transferência do atleta contratado, para arrecadar a receita necessária e ajudar nesta despesa o clube tem uma ação entre amigos para concorrer uma moto no dia 07/07, os bilhetes custam R$ 10,00 e podem ser adquiridos com os diretores, para mais informações o clube disponibiliza sua rede social para interagir com os seus torcedores adeptos a este projeto. 

Assessoria CAD

Isenção de cobrança para eixos suspensos passa a valer no Paraná, diz governo



A isenção na cobrança de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios passou a valer nesta segunda-feira (28) nas estradas do Paraná, de acordo com o governo estadual. A cobrança pelos eixos está prevista no acordo assinado com as concessionárias, que podem alegar quebra de contrato na Justiça.

O fim da cobrança foi regulamentado em medida provisória assinadapelo presidente Michel Temer (PMDB), no domingo (27), na tentativa de por fim à paralisação dos caminhoneiros que já dura 8 dias e provoca desabastecimento em várias partes do país.

A ordem foi repassada às concessionárias pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar) e pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que determinaram imediato cumprimento.

O que dizem as concessionárias

A Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR), que representa todas as seis concessionárias do estado, afirma que as empresas acataram a determinação da Agepar e do DER e vão deixar de cobrar pelos eixos suspensos.

Segundo a ABCR, as concessionárias afirmaram que aguardam o direcionamento dos governos estudual e federal para cumprir os contratos entre poder concedente e concessionárias.

Outras medidas

Michel Temer também anunciou a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias e outras duas medidas provisórias para atender a outras demandas dos grevistas. As MPs saíram em edição extra do "Diário Oficial da União" publicada no fim da noite de domingo e preveem:

Determinação para que 30% dos fretes da Conab sejam feitos por caminhoneiros autônimos;
Estabelecendo de tabela mínima dos fretes.

De acordo com o presidente, a redução de R$ 0,46 no litro do diesel terá validade por 60 dias. A partir daí, os reajustes no valor do combustível serão feitos a cada 30 dias, decisão que, segundo Temer, visa dar mais "previsibilidade" aos motoristas.

O presidente informou que o corte de R$ 0,46 se dará com a redução a zero das alíquotas do PIS-Cofins e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (CIDE) sobre o diesel.

Fonte: G1 - PR